Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 21

    Colocado por: rjmpires
    O preço é que pronto.. se bem me lembro, sistema + piso era coisa para 70€ m2 (pelo menos daquela empresa)
    Estas pessoas agradeceram este comentário:tozepalma


    Penso que tenha deck ceramico por metade disso. Mas cheira-me que é para aplicação como qualquer ceramico... e com espessura normal de ceramico.
    Concordam com este comentário: rjmpires
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 22

    Colocado por: tozepalmaPenso que tenha deck ceramico por metade disso. Mas cheira-me que é para aplicação como qualquer ceramico... e com espessura normal de ceramico.

    Aquela que vi levava como que uma calha de alumínio e uns "grampos" para agarrar na peça de cerâmica.
    Encontrei esta empresa que parece ter um sistema idêntico, mas penso não ser a tal de que estava a falar que encontrei na tektonica.
    http://www.valegandara.com/produtos/deck/castanhomondego.php
    Estas pessoas agradeceram este comentário: tozepalma
  4.  # 23

    Colocado por: Joao Dias
    Ninguém falou em definição. O que eu disse é que os decks, na sua gênese, são em madeira. Se tem outra opinião tudo bem.
    Eu cá fico na minha (gosto pessoal atenção) Deck é em madeira e o resto pode ser muito giro mas é nas casas dos outros.


    Eu tb gosto mais em madeira :) mas estava a advogar pelo direito de chamar deck se não for de madeira porque, na sua essência e definição, o deck pode ser em vários materiais.
  5.  # 24

    Colocado por: jhma

    Eu tb gosto mais em madeira :) mas estava a advogar pelo direito de chamar deck se não for de madeira porque, na sua essência e definição, o deck pode ser em vários materiais.

    Claro, acontece o mesmo com o flutuante laminado.
    Serve o mesmo efeito técnico mas é uma imitação do original.
    Aliás, não sei se já reparou mas este tipo de soluções regra geral tentam sempre imitar madeira. O que é certo é que esteticamente nunca serão sequer comparáveis.
    • JVP
    • 12 Junho 2016

     # 25

    Estou neste momento a passar pelo mesmo dilema...

    Estava claramente inclinado para deck em ipê, mas um colega meu alertou-me para os problemas e para os elevados custos com manutenção que mais cedo ou mais tarde os decks de madeira acabam por acarretar. É que o ano passado, segundo ele, esteve mais de 1 semana das suas férias a raspar/lixar e envernizar madeira (aplicada em fachada e deck), isto para não ter que gastar uns milhares de euros, apenas volidos uns 4 anos...

    Pela sua experiência, apesar das soluções artificiais não terem o mesmo "look" nem o mesmo toque da madeira (que o fizeram na construção optar por deck), diz que se fosse hoje nem pensava 2x e ia para uma imitação de deck (cerâmica ou compósito) sem manutenção, que não sendo tão apelativas no momento "zero", mantêm o mesmo aspecto ao longos dos anos. É que ele diz que estas soluções são sem dúvida mais bonitas, mas que também são um sorvedouro de dinheiro e/ou de tempo gasto em manutenção ao longo dos anos, o que é um factor importante para quem não é rico...

    Pesados os pró e os contras, estava então inclinado a aplicar em revestimento da fachada frontal um fenólico (talvez imitação de madeira sucupira/ipê), e no terraço das traseiras, porque vai servir uma piscina, manteria a aplicação de deck em madeira natural. o que acham?

    Algumas sugestões relativamente a marcas/fabricantes, e preços médios por m2? No deck, a área a aplicar ainda é consideravel... e o preço do deck upa upa!!

    Cumprimentos,
  6.  # 26

    Colocado por: JVPEstou neste momento a passar pelo mesmo dilema...

    Estava claramente inclinado para deck em ipê, mas um colega meu alertou-me para os problemas e para os elevados custos com manutenção que mais cedo ou mais tarde os decks de madeira acabam por acarretar. É que o ano passado, segundo ele, esteve mais de 1 semana das suas férias a raspar/lixar e envernizar madeira (aplicada em fachada e deck), isto para não ter que gastar uns milhares de euros, apenas volidos uns 4 anos...

    Pela sua experiência, apesar das soluções artificiais não terem o mesmo "look" nem o mesmo toque da madeira (que o fizeram na construção optar por deck), diz que se fosse hoje nem pensava 2x e ia para uma imitação de deck (cerâmica ou compósito) sem manutenção, que não sendo tão apelativas no momento "zero", mantêm o mesmo aspecto ao longos dos anos. É que ele diz que estas soluções são sem dúvida mais bonitas, mas que também são um sorvedouro de dinheiro e/ou de tempo gasto em manutenção ao longo dos anos, o que é um factor importante para quem não é rico...

    Pesados os pró e os contras, estava então inclinado a aplicar em revestimento da fachada frontal um fenólico (talvez imitação de madeira sucupira/ipê), e no terraço das traseiras, porque vai servir uma piscina, manteria a aplicação de deck em madeira natural. o que acham?

    Algumas sugestões relativamente a marcas/fabricantes, e preços médios por m2? No deck, a área a aplicar ainda é consideravel... e o preço do deck upa upa!!

    Cumprimentos,

    O problema do seu amigo é o problema da maioria das pessoas. Esteve 4 anos sem fazer a devida manutenção e quando a fez, em vez de contratar um profissional competente para o efeito, quis enveredar por um DIY e no fim estragou toda a semana de trabalho ao dar verniz em vez de óleo apropriado para o efeito.
    O gastar milhares de Euros em manutenção é um mito pois a manutenção de um deck, desde que devidamente mantido anual ou no máximo bi anualmente, não é assim tão dispendiosa. É claro que se estivermos a falar de um deck com dimensões generosas os custos de manutenção aumentam.
    O que convêm não esquecer é que um deck em madeira, desde que devidamente aplicado e devidamente mantido, dura uma vida. Um deck compósito também desgasta e quando isso acontece não é possível restaurar logo não me parece que seja muito inteligente gastar milhares de euros num deck para passado poucos anos estar pronto a ser trocado.
    Algures para o Mês que vem começa a minha saga de restauro de decks pelo Pais fora e depois meto no meu tópico um exemplo de um restauro profissional com os devidos custos e metragens para tentar desmistificar esta situação da "dificuldade de manutenção de um deck de madeira".
  7.  # 27

    Boas

    Existe igualmente um deck cerâmico da revigres que é aplicado conforme o deck de madeira

    https://www.youtube.com/watch?v=cwvvs2xpZ3o
  8.  # 28

    Um problema não referido é a sustentabilidade do uso de madeiras exóticas, e neste caso do Ipê.
    Demoram algo como 200anos a crescer até à idade adulta e 1 minuto para abater. E muitas vezes saõ abatidas antes de se poderem reproduzir, minando ainda mais o futuro da espécie.
    Madeira de Ipê de fontes sustentáveis é ainda algo muito incipiente (não há, como é óbvio, empresas interessadas em plantar para daqui a 200 anos) . E muita madeira parece na Europa com carimbos de certificações oficiais de governos da proveniência, mas a maioria é muito questionável, dado o nível de corrupção envolvida no processo.
    Vejam o nível de deflorestação na mata atlântica brasileira, no rifte africano, em partiuclar na Répública Democrática do Congo, ou em qualquer outra zona de proveniência de madeiras exóticas. Acreditar em madeira de replantação é como acreditar numa religião; não se pode provar mas tem-se fé...
    Uma solução mais aceitável seria o uso de madeira termicamente tratada, ainda que a energia embebida no processo seja maior, temos pelo menos um impacto mais local.
    Vejam por exemplo este relatório:
    http://www.greenworldlumber.com/ipe-hardwood-think-twice-before-buying
    Concordam com este comentário: Picareta, shlak
  9.  # 29

    boa noite,

    Eu vi um decK em cerâmica, que não tinha mais de três quatro anos e estava todo lascado e feio, não pode reparar ou substitui ou fica mais uns anos com ele lascado.
    Se pensarmos bem, fica mais barato em madeira, do que ter de o substituir todo.
    Concordam com este comentário: Joao Dias, JVP
  10.  # 30

    João Dias,

    No meu Deck já pus óleo teca durante uns anos.. o deck escureceu muito.

    Optei por mudar para um produto da luxens (aki) que é um protector de tarima que se mostrou mais rentável e que deu uma cor ao deck mais natural.

    Agora vou lavar de novo o deck e pretendo aplicar um produto de preço acessível.
    Relembro que são mais de 100m2, por isso quero algo barato.
    O que recomenda?
  11.  # 31

    Colocado por: jfsmoreiraJoão Dias,

    No meu Deck já pus óleo teca durante uns anos.. o deck escureceu muito.

    Optei por mudar para um produto da luxens (aki) que é um protector de tarima que se mostrou mais rentável e que deu uma cor ao deck mais natural.

    Agora vou lavar de novo o deck e pretendo aplicar um produto de preço acessível.
    Relembro que são mais de 100m2, por isso quero algo barato.
    O que recomenda?

    O que é para si o conceito de barato?
    Barato provavelmente seria fazer já desta vez uma manutenção profissional com um profissional credenciado para o efeito por forma a daqui para a frente poder ser você a renovar o deck simplesmente adicionando Óleo.
    Como é que vai fazer a lavagem do deck?? A água contaminada da lavagem vai para onde? Tem piscina por exemplo? Se sim, o deck envolve a mesma?
  12.  # 32

    O DEck vai ser feito com maquina de pressão sem produtos quimicos.
    Não tenho piscina.
  13.  # 33

    Colocado por: nunogouveiaUm problema não referido é a sustentabilidade do uso de madeiras exóticas, e neste caso do Ipê.
    Demoram algo como 200anos a crescer até à idade adulta e 1 minuto para abater. E muitas vezes saõ abatidas antes de se poderem reproduzir, minando ainda mais o futuro da espécie.
    Madeira de Ipê de fontes sustentáveis é ainda algo muito incipiente (não há, como é óbvio, empresas interessadas em plantar para daqui a 200 anos) . E muita madeira parece na Europa com carimbos de certificações oficiais de governos da proveniência, mas a maioria é muito questionável, dado o nível de corrupção envolvida no processo.
    Vejam o nível de deflorestação na mata atlântica brasileira, no rifte africano, em partiuclar na Répública Democrática do Congo, ou em qualquer outra zona de proveniência de madeiras exóticas. Acreditar em madeira de replantação é como acreditar numa religião; não se pode provar mas tem-se fé...
    Uma solução mais aceitável seria o uso de madeira termicamente tratada, ainda que a energia embebida no processo seja maior, temos pelo menos um impacto mais local.
    Vejam por exemplo este relatório:
    http://www.greenworldlumber.com/ipe-hardwood-think-twice-before-buying
    Concordam com este comentário:Picareta,shlak

    Sendo assim posso deduzir que nas vossas obras as madeiras utilizadas serão maioritariamente pinho ou eucalipto pois se for carvalho quase de certeza que a origem é francesa e se assim for já existem um sem numero de recursos envolvidos até a madeira entrar na obra cá e ficamos na mesma.
    Tem alguma obra que apresente esta certificação no que ás madeiras diz respeito?
      received_1251233138221399.jpeg
  14.  # 34

    Colocado por: jfsmoreiraO DEck vai ser feito com maquina de pressão sem produtos quimicos.
    Não tenho piscina.

    A lavagem do deck não deve ser feita assim pois só limpa a sujidade superficial. O Óleo funciona por impregnação logo não o vai conseguir retirar da madeira e o mais certo é num curto espaço de tempo o deck estar a apresentar manchas.
  15.  # 35

    Colocado por: Joao DiasA lavagem do deck não deve ser feita assim pois só limpa a sujidade superficial.

    Qual o procedimento para a limpeza de modo a evitar as manchas causadas por diferenças de absorção do suporte?
  16. Ícone informação Anunciar aqui?

  17.  # 36

    Colocado por: Pedro Barradas
    Qual o procedimento para a limpeza de modo a evitar as manchas causadas por diferenças de absorção do suporte?

    Profissional com máquinas igualmente profissionais preconizadas para o efeito.
    Produtos de limpeza profissionais específicos, etc, etc
      13915013994140_1.jpg
  18.  # 37

    Colocado por: Joao Dias
    Profissional com máquinas igualmente profissionais preconizadas para o efeito.
    Produtos de limpeza profissionais específicos, etc, etc
      13915013994140_1.jpg

    Esta máquina por exemplo lava e aspira ao mesmo tempo. É algo importantíssimo pois a maioria das pessoas (alguns colegas de profissão incluídos) esquecem-se que se um deck estiver a envolver uma piscina por exemplo a água contaminada pode muito bem afetar a água da piscina bem como restantes espaços verdes. Toda e qualquer espécie de contaminação é alta e obviamente de evitar.
    Mas, de acordo com vários relatos, a lavagem á pressão continua a ser o método mais utilizado. Até porque é daquelas coisas que toda a gente conhece alguém que desenrasque uma por um par de horas.
    Mas não é de todo a maneira correcta de fazer a manutenção devida.
  19.  # 38

    Problema, as máquinas são caríssimas e os rolos de limpeza que utilizam custam 300€ cada um... E depois existem vários tipos de rolos diferentes para serviços diferentes, etc,etc.
    Um deck, que é sempre um investimento avultado, na minha modesta opinião deverá em bom rigor ser intervencionada ou mais que não seja vistoriado por um profissional bi anualmente no máximo. Cada caso é um caso e se o profissional for honesto só intervenciona o deck se houver real necessidade.
    Mas infelizmente isto é daquelas coisas que regra geral o pessoal tenta fazer como projeto de férias e depois acabam por gastar dinheiro para num futuro próximo voltarem a gastar dinheiro desnecessariamente.
    • jhma
    • 13 Junho 2016

     # 39

    Colocado por: loverscout

    Deck originalmente é o convés de uma embarcação, que eram feitos em madeira..... daí é que surge os actuais "Decks" para habitação!

    nao sei que definições anda a ver, mas anda um bocado desnorteado!

    gosto de ler e aprender. Devia experimentar
  20.  # 40

    Colocado por: Joao DiasProblema, as máquinas são caríssimas e os rolos de limpeza que utilizam custam 300€ cada um... E depois existem vários tipos de rolos diferentes para serviços diferentes, etc,etc.
    Um deck, que é sempre um investimento avultado, na minha modesta opinião deverá em bom rigor ser intervencionada ou mais que não seja vistoriado por um profissional bi anualmente no máximo. Cada caso é um caso e se o profissional for honesto só intervenciona o deck se houver real necessidade.
    Mas infelizmente isto é daquelas coisas que regra geral o pessoal tenta fazer como projeto de férias e depois acabam por gastar dinheiro para num futuro próximo voltarem a gastar dinheiro desnecessariamente.

    Concordo, mas consegue-me fazer o trabalho por 60€?
    É que é esse o valor que eu vou gastar mais 2 manhãs de bronze...
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">