Iniciar sessão ou registar-se
    • IB
    • 11 Julho 2007

     # 1

    Sou dona de um T2 há 5 anos. Depois de muito procurar, achámos que tínhamos encontrado a nossa 1ª casa ( o nosso desejo era uma moradia e o mesmo permanece activo).
    Eu adoro sol, luz... E quando entrei dentro desta casa, achei que para 1ª era o ideal. Cheia de varandas, com muita luz e espaçosa.
    1º erro: Não liguei aos materiais utilizados, não reparei nas calafetagens das varandas e janelas das casas de banho e do quarto que viria a ser da nossa filha, não reparei nos barulhos que o soalho flutuante reproduzia, por ter sido mal colocado, não reparei nas distâncias dos mosaicos colocados na cozinha para a parede( para esconder esses "lapsos" colocaram cimento branco)e muito menos no péssimo isolamento, que nunca existiu...
    2º erro: Garagem, não reparei que tinha um pilar que não deveria estar a impedir a entrada do meu carro e de mais dois vizinhos, um deles com box.
    O construtor para tentar ganhar mais dinheiro, tentou arranjar mais dois lugares que nunca na vida poderiam existir.

    Superando o 1º erro ( tentando, porque ainda hoje me apetece bater com a cabeça nas paredes); o 2º deu-nos uma dor de cabeça imensa. Na altura só tínhamos um yaris e exigimos ao construtor um lugar num dos prédios cujos apartamentos ainda não estavam vendidos, até que resolvesse o problema do pilar.
    Aceitou e arrastou-se esta situação durante quase 3 anos. A minha filha tinha meses, quando finalmente a obra foi feita.

    Em termos de vizinhos, a situação era agradável até que vendeu os dois últimos dois andares que por acaso, eram os do 1º. E por azar, a africanos ( não sou racista e posso afirmá-lo porque o vizinho do 2º andar também é e é uma excelente pessoa) que adoram que os vizinhos e toda a urbanização ouça a música que eles gostam de ouvir ( por muito que me sinta "lisonjeada" por serem tão "dados" e pensem nos outros, eu dispenso a "bondade" deles).
    Uma pessoa chegava do emprego, cansada e stressada e ainda tinha de levar todos os dias com o "pumpumpum" até ás 9h/10h/11h da noite.( Note-se que habito um 4º andar e eles colocavam a música no 1º)
    Optamos pela via diplomática e quase todos os dias o meu marido os ia avisar. A resposta era sempre sim mas dali a pouco voltavam ao mesmo.
    O desespero tomou conta de nós e evitavamos vir para casa por causa do "batuque" e começamos a chamar a GNR. Eles desligavam a música mas no fim de semana era garantido.
    Até que nasce a minha filha e no 1º fim de semana que ela passa em casa, não aguentei mais e chamei a GNR, dizendo que a bebé tinha acordado a chorar em pleno domingo de manhã e foi na altura em que tinha entrado a lei do aviso e depois a coima.
    Funcionou e hoje as coisas estão mais calmas e se assim não fosse, eu julgo que lhe tinha enfiado a aparelhagem na cabeça, porque vontade tive muitas vezes.

    Ficam aqui alguns conselhos porque não desejo a ninguém aquilo por que nós passámos ( e ainda hoje durmo de tampões nos ouvidos porque o meu vizinho de baixo gosta de chegar de madrugada e incomoda, mesmo que não o faça intencionalmente).
    Estas pessoas agradeceram este comentário: moonmusic
  1. Ícone informação Anunciar aqui?

data-ad-format="auto" data_ad_region="test">