Iniciar sessão ou registar-se
    • anita
    • 16 Novembro 2007 editado

     # 1

    A todos,
    a não perder com o Jornal "O Público"

    http://static.publico.clix.pt/Homepage/Includes/Imobiliario/imob/Imobiliario_14-11-2007.pdf

    "A maioria dos portugueses prefere cozinhas totalmente equipadas, estacionamento na cave e é adepto da energia eléctrica/eólica. Estas são as principais conclusões de um estudo, do Centro de Investigação Científica da Construção e do Imobiliário (CICCOI) e da Euro sondagem, sobre os equipamentos que os portugueses consideram indispensáveis numa casa de habitação. O estudo, a que o PÚBLICO Imobiliário Teve acesso, é o segundo capítulo de um trabalho mais global que, até ao final do primeiro semestre de 2008, pretende definir a casa ideal dos portugueses. O primeiro capítulo tentou perceber quais as áreas que cada um gostaria de ter nas divisões da sua casa. Neste segundo, o enfoque foi para os equipamentos. Desde logo, 88,8 % elegeu, como equipamento mais indispensável numa casa de habitação, a cozinha totalmente equipada. A televisão/rádio surge logo de seguida na ordem de preferências dos inquiridos, que colocam o aquecimento central/ar condicionado na terceira posição. O computador e as lareiras com recuperador de calor são os equipamentos menos valorizados. Homens (85,6 %) e mulheres (91,8 %) concordam que as cozinhas totalmente equipadas são mesmo o equipamento mais indispensável, sendo que para segundo lugar, o sexo masculino opta pelo aquecimento central (43,7 %) e o feminino pela televisão/ rádio (48,8 %). As cozinhas lideram entre as várias faixas etárias: 91,7 % (inquiridos dos 18 aos 29 anos), 89,8 % (30 aos 59 anos) e 84 % (mais de 60 anos). Nas segundas escolhas, os mais novos preferem a televisão/rádio, enquanto os mais idosos (mais de 60 anos) optam pelo aquecimento central/ar condicionado. A segunda questão colocada por este estudo dizia respeito à área complementar que os portugueses consideravam mais importante numa casa de habitação. O estacionamento na cave foi o mais votado (37, 4 %), apesar de as varandas (27, 6 % e o estendal de roupa exterior (21,7 %) não ficarem longe. O consenso entre homens e mulheres desaparece neste ponto. Enquanto o sexo masculino prefere o estacionamento na cave (44,4 %), o feminino é mais partidário das varandas (32,4 %), apesar do estacionamento ter também um importante destaque nas respostas deste sexo (30,7 %). Em termos de faixa etária, os portugueses dos 18 aos 59 anos preferem o estacionamento na cave, enquanto nos mais de 60 anos a escolha recai surpreendentemente no estendal de roupa exterior. Quanto aos sistemas de energia mais importantes numa casa, os portugueses são taxativos na resposta. A energia eléctrica/eólica encabeça as preferências (41,3 %), com a energia solar a ficar-se pela segunda posição (25,3 %) e o gás natural canalizado a seguir-se-lhe (20,5 %). Os dois sexos voltam a estar de acordo nesta questão, o mesmo não sucedendo ao nível da faixa etária. Enquanto, os portugueses com mais de 30 anos elegem a energia eléctrica/eólica, os mais novos mostram-se mais adeptos da energia solar.
    Piso de madeira preferido
    O estudo debruçou-se também sobre o melhor revestimento para os pisos interiores de uma habitação. A madeira venceu em toda a linha (66,8 %), relegando para as posições seguintes a pedra natural (15,6 %) e o mosaico cerâmico (8,2 %). Neste caso, homens e mulheres, de todas as idades, afinaram pelo mesmo diapasão. O último ponto deste estudo dizia respeito ao espaço de uso familiar mais importante na casa. Os roupeiros foram os preferidos (26,3 %), mas a copa não ficou longe (23,9 %). Lavandaria (19,8 %), despensa (12,5 %) e arrecadação (10,8 %) surgem nas posições seguintes. Se os homens dizem que a copa é o espaço de uso familiar mais importante (29,4 %), as mulheres discordam e apontam para os roupeiros (28,5 % das inquiridas).
    Estes são também os eleitos pelos portugueses com mais de 30 anos, ao passo que os mais jovens (18 aos 29 anos) dizem que a lavandaria é o espaço de uso familiar mais importante numa habitação."

    Eu nem sei bem qual o espaço que dou mais valor em casa, são todos tão necessários e já estão todos tão preenchidos....

    Saúde
    Anita
    •  
      FD
    • 16 Novembro 2007

     # 2

    As lareiras são menos valorizadas? Alguém devia dizer isso aos construtores... :P

    Bem... fiquei muito admirado com algumas conclusões... O estacionamento é o mais valorizado a par com as varandas?! É impressão minha ou isto não faz muito sentido? Só se estivermos a falar de grandes centros urbanos onde efectivamente o estacionamento é importante. Agora para as varandas nem encontro nenhuma explicação.
    • IB
    • 17 Novembro 2007

     # 3

    FD eu adoro varandas :D

    Se estiverem bem floridas e com espaço para me sentar a ler um bom livro, tomar o pequeno almoço ou a apreciar as estrelas à noite... tão agradável!!

    Estacionamento faz todo o sentido... Nas cidades, quem consegue não ter um parqueamento ou uma garagem?! E com a criança pequena, não apanhar aquele frio da manhã ou a chuva...

    Concordo com o último paragrafo da Anita... Não consigo distinguir qual o espaço mais importante numa casa porque para mim todos são...