Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Bom dia

    tenho um imovel no qual pedi emprestimo ao banco, ainda nao altura em que os spreads eram baixos, a casa foi comprada aquando ainda era solteiro, pelo que era novo e os meus pais colocaram em meu nome, findo estes anos a isençao do IMI ja terminou e tudo.
    Como é normal casei e estou em vistas de comprar uma casa com a minha esposa, e a minha questao é:
    Posso comprar uma habitaçao com emprestimo bancario e colocar la como habitaçao propria transitando a outra para secundaria, sem agravar as condiçoes de financiamento da primeira casa?

    esclareçam me

    cump
  2.  # 2

    Colocado por: Pippo22esclareçam me

    Leia o contrato que fez com o banco, lá deve estar o destino a dar à casa. Se quiser alterar isso tem que falar com o banco, eles andam mortinhos para que os clientes que tem spreads baixos solicitem alterações aos contratos...

    Além disso vai contrair um empréstimo, tendo já outro, pelo que ou não lhe emprestam mais ou emprestam com condições agravadas.
  3.  # 3

    o credito sera noutro banco, e ja esta assegurado.. o meu medo é virem a mexer nas condiçoes do outro emprestimo que sao os meus pais que pagam
  4.  # 4

    mais opinioes... sobre quem tenha passado por igual situaçao.
    •  
      FD
    • 12 agosto 2013

     # 5

    Colocado por: Pippo22o credito sera noutro banco, e ja esta assegurado.. o meu medo é virem a mexer nas condiçoes do outro emprestimo que sao os meus pais que pagam

    O banco não irá saber, em princípio, que houve uma mudança do destino da casa.
    As finanças, tanto quanto sei, não podem comunicar a entidades terceiras as alterações que existem no seu cadastro tributário (já o inverso é normal).

    Logo, a nao ser que diga ao banco que vai mudar a residência fiscal, a probabilidade do banco vir a saber é quase nula.
    Não digo totalmente nula porque eles têm acesso ao seu perfil de crédito onde deverá estar inscrito que tem um outro crédito com hipoteca. Como as escrituras são públicas, basta tentarem encontrar quando comprou a casa e pedir a escritura.
    Se lá aparecer que comprou a casa para habitação própria e permanente, pode ter problemas.
    Mas, para tudo isto acontecer, o banco tem que estar proactivamente à procura deste tipo de situações. Ora, até pode parecer uma coisa fácil mas, se replicarmos este procedimento por centenas de milhares de imóveis, apenas para encontrar uma pequeníssima fracção de infractores, percebemos que é algo que não tem um retorno significativo, face aos meios necessários e ao dinheiro que se tinha que gastar.
    Claro que uma coisa que não deve mesmo fazer é mudar a morada no banco para a nova casa...

    Com isto quero dizer: o banco tem todo o direito em lhe agravar as condições do crédito se tiver duas casas para habitação própria e permanente mas, a não ser que os informe disso, a probabilidade de tal acontecer é reduzidíssima.
  5.  # 6

    Muito obrigado FD pelo esclarecimento, eu neste momento ate resido numa casa alugada, o senhorio passa recibos etc, ate este pequena situaçao acho que ja é incumprimento de contrato, pelo que sou possuir de uma casa e estou a morar numa alugada,pois os meus pais estão a tal casa comprada. ja aqui nesta situaçao acho que a casa nao podia estar como propria... ja estou a 1 ano nesta condiçao e ate ao momento nao me interpolaram por este assunto, fiz o meu irs normal etc com os recibos da casa arrendada e declarei a casa como faço todos os anos..
  6.  # 7

    Olá,

    Pippo22, sei que o seu post é de 2013, mas gostaria de saber como conseguiu resolver. Encontro me numa situação semelhante.

    Alterou para habitação secundária a casa dos seus pais, que está em seu nome, apenas nas finanças?

    Obrigada.
  7.  # 8

    Colocado por: KatiaaPippo22, sei que o seu post é de 2013, mas gostaria de saber como conseguiu resolver. Encontro me numa situação semelhante.
    Em princípio pode mudar sem qualquer problema. Desde que continue a pagar a prestação certinha ao banco eles nunca vão saber se a casa ainda é ou não HPP, nem têm qualquer interesse em andar a investigar ativamente isso.

    Agora se algum dia deixar de pagar...Tudo pode ser esmiuçado.
    Concordam com este comentário: Katiaa
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Katiaa
  8.  # 9

    HAL_9000, muito obrigada pelo feedback. E em relação às finanças? Consigo fazer a dedução das duas casas?
  9.  # 10

    Não, nas finanças claro que não consegue (nem interessa) "fazer dedução das 2 casas".
    Dedução em sede de IRS para créditos habitação já terminou, só para créditos antigos. Se tem esse benefício na casa anterior, vai perdê-lo ao mudar de HPP, isso não há como fugir (mais uma vez, nem interessa). A dedução não é extraordinária, por isso mais vale "morder a língua" e fazer o IRS sem essa dedução.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Katiaa
  10.  # 11

    Colocado por: KatiaaE em relação às finanças? Consigo fazer a dedução das duas casas?
    Do IMI? Consegue, penso que só pode usufruir 2 vezes dessa isenção em momentos diferentes.
    Tem um tempo de permanência mínimo na primeira HPP para poder pedir isenção da nova HPP, e deve alterar primeiro a morada no CC. Penso que o tempo de permanência são 6 ou 10 anos. Mas o melhor é Perguntar diretamente ás finanças, que eles informam concretamente.

    Edit. Percebi mal a questão, mas o user anterior já respondeu. Como nunca tive direito a qualquer dedução em sede de IRS, nem me lembrei que isso existia para creditos mais antigos.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Katiaa
  11.  # 12

    O tempo de permanência é superior a 10 anos. Então faço a alteração de morada no CC e só depois altero a primeira habitação como secundária, ou no portal das finanças assumem logo como habitação secundária e já não tenho que alterar?
 
0.0159 seg. NEW