Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Sou Beirão. (Viseu, Sátão)
    Vivo (exporadicamente) numa casa "recuperada" no meio de uma visão sismica.
    Gostava de saber o que fazer para alterar esta visão.
    Não me move qualquer interesse económico.
    Conheço pessoas interessadas em adquirir e recuperar estes espaços.
    Encontro como problema maior uma propriedade muito alargada, qualquer casa pertence a várias pessoas embora da mesma familia. Estando a mesma casa em nome dos avós se não em proprietarios ainda anteriores.
    Pelo que qualquer contacto acaba com o ""ISTO É DE MUITOS"", não sei se querem vender. Como se poderá ultrapassar esta resposta

    Como iniciar este projecto? a quem me dirigir? onde poderei recolher informação de projectos com o mesmo fim'.
    • FLR
    • 7 janeiro 2008

     # 2

    nao sei se percebi bem o seu problema (visão sismica???), mas conheço algumas familias que por serem muito grandes e terem casas pertencentes a muitos, resolveram formar uma empresa (uma sociedade por quotas), em que os sócios são os familiares, com quotas equivalentes à fracção que detêm da propriedade, cujo objecto é a exploração e manutenção da propriedade. Assim, é justo para todos, a participação para o capital da sociedade é proporcional, e, se for decidido em "assembleia" vender, é a empresa que tem poderes para tal. Se um dia resolverem fazer daquilo um equipamento de turismo, ou similar, basta mudar o objecto da sociedade. Se um familiar se decidir a investir mais na propriedade, e houver outros menos interessados, um pode comprar quotas, perfeitamente definidas, aos outros...
    •  
      FD
    • 8 janeiro 2008

     # 3

    Visão sísmica = está-lhe a cair o tecto na cabeça? Como o Astérix e o céu... :D

    Se percebo o problema, quer recuperar uma aldeia que está em vias de perder o seu encanto, está a decair, certo?

    Se não há qualquer motivação de quem habita as casas para a recuperação o melhor é mesmo esquecer... ;)
    Mas o sítio ideal para saber seja o que for é sempre a Câmara Municipal. A não ser que estejamos a falar de Vila Nova da Rabona... :D

    Mas gostei de ler, especialmente a parte do "Não me move qualquer interesse económico". :)

    Se tem tempo, comece aos poucos, ao início será visto como louco, mas com o tempo talvez as coisas mudem. Que tal lançar um site na internet sobre essa mesma aldeia ou zona? Pode despertar algumas curiosidades e levar a contactos inesperados e frutuosos.

    Boa sorte!
 
0.0091 seg. NEW