Iniciar sessão ou registar-se
    • prr
    • 2 dezembro 2014

     # 1

    Boa tarde,

    vou vender o meu apartamento e entretanto vou começar a construir uma casa.
    Enquanto a casa nova não estiver pronta vou estar a viver temporariamente numa outra casa.

    Atendendo a que em condições normais apenas irei estar cerca de um ano nessa morada provisória, não queria estar a mudar a minha morada para, meia dúzia de dias mais tarde, a voltar a mudar. Mas também não queria estar a manter a morada antiga, uma vez que agora vão para lá outras pessoas, como tal, a questão é, se o construtor não se importar, é possível obter o nº da porta logo no início da construção, e meter lá uma caixa de correio provisória e passar todos os meus documentos já para essa nova morada?

    Cumprimentos
    Paulo Ricardo
  1.  # 2

    E porque não se dirige ao posto de correios mais próximo e pede o "reencaminhamento de correspondência" ?

    Recebe na morada que indicar todo o seu correio dirigido à morada anterior...
    Estas pessoas agradeceram este comentário: electrao, prr
  2.  # 3

    Eu estive num caso semelhante e preferi manter a morada antiga com a concordância da pessoa que me comprou o apartamento, assim evitei várias mudanças.

    Não sei se consegue um número de porta sem a casa estar pronta.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: prr
  3.  # 4

    Não sei se consegue um número de porta sem a casa estar pronta.


    Não é preciso ter uma casa para ter um número. O número já está atribuído ao terreno. Pode consultar esse informação na sua câmara. Ou se já tiver vizinhos, chega a ele facilmente. É colocar lá uma caixa de correio, com o número e nome bem identificado.

    bem vistas as coisas a caixa de correio só serve para as contas, e apesar de estar apenas um ano nessa casa, serão as contas dessa casa. Repare que não vai mudar a morada da luz, da água ou do telefone, vai anular o contracto que tem e assinar outro na nova morada.

    O maior problema será a carta de condução, mas ai por um ano era capaz de arriscar e não fazer nada.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Rodri12, prr
  4.  # 5

    Não sabia, fiquei a saber ;)

    Mas ainda assim sendo algo não habitado acho que estará muito sujeito a "desvios" do correio.
    • prr
    • 2 dezembro 2014

     # 6

    Colocado por: El_58E porque não se dirige ao posto de correios mais próximo e pede o "reencaminhamento de correspondência" ?

    Recebe na morada que indicar todo o seu correio dirigido à morada anterior...


    Também pensei nessa situação, mas pelo que vi noutro forum, sai mais caro do que estar a mudar a morada :)
    ("CTT - Pedi nos CTT a reexpedição da correspondência para a morada actual por dois meses. Cobraram-me 13,92euros por 2 meses de reexpedição da correspondência do agregado familiar." in http://www.forumfinancas.com/index.php?topic=79.0)
    Estas pessoas agradeceram este comentário: electrao
    • prr
    • 2 dezembro 2014

     # 7



    O maior problema será a carta de condução, mas ai por um ano era capaz de arriscar e não fazer nada.
    Estas pessoas agradeceram este comentário:Rodri12


    O meu grande problema é o carro, é que vou ter que pedir um novo DUA nos próximos tempos, e esse vai ter obrigatoriamente que ter uma nova morada... e como tal, vem tudo atrás. Se desse para ser a definitiva, tanto melhor. :)
  5.  # 8

    olá, cheguei a esta discussão por estar a passar pela mesma situação.
    O amigo que fez a pergunta, por fim fez a caixa do correio no terreno novo? Como correu?

    Obrigado
 
0.0130 seg. NEW