Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    https://news.google.com/news/url?sa=t&ct3=MAA4AEgIUABgAmoIcHQtUFRfcHTYAQA&usg=AFQjCNEc4LR0Q77H3x55OlRRHMO8WpcexA&rt=STORY&url=http://expresso.sapo.pt/sociedade/2017-11-22-Comissao-de-trabalhadores-do-Infarmed-espera-que-o-Governo-respeite-o-nao-a-mudanca-de-sede&at=pt3&ei=UIIWWsDDKMHh6QTfx5H4Ag

    Mais despesismo onde não era preciso...
    No "Júlio de matos" têm edifícios praticamente novos feitos de raíz....e no Porto qual o valor de investimento a ser feito...as indemnizações a pagar a quem não quiser mudar de vida e cidade....
    Só para descentralizar... politicamente?

    Se queriam descentralizar podiam fazer com departamentos criados de novo!com serviços que não necessitassem de construção de laboratórios e instalações específicas...
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

    • FFAD
    • 23 Novembro 2017

     # 2

    inexplicável...
  3.  # 3

    A culpa é da direita. Andou a espremer os portugueses até ao tutano, e agora a esquerda tem dinheiro a mais para gastar.
    Viva a bancarrota. Os socialistas são bons para governar 1,5 mandatos. No último não aguentam até ao fim. O dinheiro acaba.
    Se o centeno sai, não duram até ao fim deste.
    Concordam com este comentário: lprolog

  4.  # 4

    Gosto do alarmismo e do pânico lançado pela Comunicação Social! Não vejo notícias iguais quando encerram serviços noutros locais de Portugal e mudam a sede para Lisboa, como sempre tem acontecido. Aí é normal e os trabalhadores que se arranjem... E depois quando se precisa de um qualquer serviço público, tem de se esperar por uma decisão de Lisboa, o que gera ineficiência, despesismo e maus serviços públicos.
    Tem valido ao "resto" dos Portugueses os seus Municípios, porque esses não é possível passar a sua sede para Lisboa, senão...
    O que foi dito é que a sede passa para o Porto, não foi dito que fechavam as instalações em Lisboa, aliás quase garantidamente o que vai suceder é que vão coexistir instalações no Porto e Lisboa, se é uma boa ou má medida o tempo o dirá, mas não implica necessariamente mais "despesismo" (do que aquele que já existe com a sede em Lisboa, entenda-se...)
    Concordam com este comentário: ramos1999
  5.  # 5

    tudo o que sai de lisboa para o porto é mau...para lisboa.
    Lembram-se o que é que aconteceu quando o a sede da liga passou de lisboa para o porto?
  6.  # 6

    Não queria estar na pele de um trabalhador deste organismo....
  7.  # 7

    Colocado por: BelhinhoNão queria estar na pele de um trabalhador deste organismo...
    Eu também não, mas pior do que isso é não ter trabalho em Portugal, ou ter que emigrar e "comer o pão que o diabo amassou".
    ps: tenho um filho que após vários anos a trabalhar no Luxemburgo ficou desempregado e sem perspectivas de arranjar trabalho na área dele. Concorreu para a Alemanha, e lá foi ele com a mala atrás para Munique. Vida lixada!
  8.  # 8

  9.  # 9

    Colocado por: BelhinhoNão queria estar na pele de um trabalhador deste organismo....


    Estes estão a fazer um escabeche que "não admitem" a mudança. Que não faz sentido e mais não sei o que.

    E quando são os professores que vêm as suas escolas fechadas e pimba...pontapé no rabo para 50km ou 200km de distância. E quando são os militares que vêm unidades fechadas e pimba? Deslocado para 200km de distância e não abre o bico. O pessoal normalmente também não concorda com as mudanças, não vê lógica nas mudanças, mas elas acontecem independentemente das opiniões dos trabalhadores.

    Se acho bem? Não, não acho.

    Mas há muita boa gente nesta situação e não parece haver a mesma preocupação da comunicação social.

    Já estou como dizem os outros. Quando é para mudar para Lisboa, está tudo bem. Os trabalhadores que se lixem para suportar o custo de vida mais caro lá. Quando é para sair de Lisboa. Ehhhh pppaaaahhhhh!
    Concordam com este comentário: luisms
    • FFAD
    • 27 Novembro 2017

     # 10

    não sou contra o Infarmed estar no Porto, sou contra despesismos desnecessários.

    se estivéssemos da falar da transferência do Infarmed do Porto para Lisboa, a minha opinião era igual.

    Se querem descentralizar, que o façam com organismos novos. Estoirar milhões com uma transferência para consolar uma candidatura medíocre...
    Concordam com este comentário: sognim
    • FFAD
    • 27 Novembro 2017

     # 11

    Colocado por: A. MadeiraEu também não, mas pior do que isso é não ter trabalho em Portugal, ou ter que emigrar e"comer o pão que o diabo amassou".
    ps: tenho um filho que após vários anos a trabalhar no Luxemburgo ficou desempregado e sem perspectivas de arranjar trabalho na área dele. Concorreu para a Alemanha, e lá foi ele com a mala atrás para Munique. Vida lixada!


    Vida lixada? Porquê? Só se for por estar longe da familia, amigos e do bitoque...

    Vai ter uma vida melhor que todos neste país condenado...
  10.  # 12

    Colocado por: FFADVida lixada? Porquê?
    Porque após vários anos a trabalhar no Luxemburgo teve que mudar de país, para a Alemanha.
    Por acaso até foi ganhar menos e as rendas de casa são upa,upa...
    Mas, por cá não tinha hipóteses de arranjar trabalho, ou então, recebia o ordenado mínimo.
  11.  # 13

    Alguém tem que ter coragem de dar inicio à descentralização e esta medida parece-me acertada. É obvio que será injusta para alguns mas será mais que justa para muitos e se a tendência for para manter, enviando outros organismos para Braga, Coimbra, Viseu, Faro, Évora etc., o país só tem a ganhar.

    Já chega de ter tudo centralizado na capital. Portugal é um país pequeno e se a riqueza for mais distribuída ficamos todos a ganhar. As oportunidades que se vão criar ajudarão a criar um progresso equilibrado em todo o país e não só em Lisboa ou Porto.
    Concordam com este comentário: Tyrande
  12.  # 14

    Acho piada aos fofinhos dizerem que a transferência do Infarmed ser uma excelente medida de descentralização, patati, patatá...
    Há uns anos o Santana Lopes quando formou governo anunciou que iria transferir umas secretarias de Estado para cidades do interior. Claro que tudo o que era inteligência no país chamaram-no de maluco e outras coisas piores. O fofinho Sampaio até aproveitou para dissolver o parlamento onde existia uma maioria a governar para entregar o poder ao amigo Socrates. (este senhor tem amigos para tudo)
    Concordam com este comentário: Palhava
  13.  # 15

    Colocado por: CarvaiAcho piada aos fofinhos dizerem que a transferência do Infarmed ser uma excelente medida de descentralização, patati, patatá...
    Há uns anos o Santana Lopes quando formou governo anunciou que iria transferir umas secretarias de Estado para cidades do interior. Claro que tudo o que era inteligência no país chamaram-no de maluco e outras coisas piores. O fofinho Sampaio até aproveitou para dissolver o parlamento onde existia uma maioria a governar para entregar o poder ao amigo Socrates. (este senhor tem amigos para tudo)

    epa tanta azia,,,eu na altura do Coelho não descentralizei mas pior emigrei!!!
  14. Ícone informação Anunciar aqui?

  15.  # 16

    Colocado por: ramos1999
    epa tanta azia,,,eu na altura do Coelho não descentralizei mas pior emigrei!!!

    O sôr Rui Moreira também diz que é azia quem acha que isto é uma grossa asneira . Devem andar a promover o Eno...
    Concordam com este comentário: sognim
  16.  # 17

    Colocado por: Tyrande

    Estes estão a fazer um escabeche que "não admitem" a mudança. Que não faz sentido e mais não sei o que.

    E quando são os professores que vêm as suas escolas fechadas e pimba...pontapé no rabo para 50km ou 200km de distância. E quando são os militares que vêm unidades fechadas e pimba? Deslocado para 200km de distância e não abre o bico. O pessoal normalmente também não concorda com as mudanças, não vê lógica nas mudanças, mas elas acontecem independentemente das opiniões dos trabalhadores.

    Se acho bem? Não, não acho.

    Mas há muita boa gente nesta situação e não parece haver a mesma preocupação da comunicação social.

    Já estou como dizem os outros. Quando é para mudar para Lisboa, está tudo bem. Os trabalhadores que se lixem para suportar o custo de vida mais caro lá. Quando é para sair de Lisboa. Ehhhh pppaaaahhhhh!
    Concordam com este comentário:luisms

    Não é bem a mesma coisa...
  17.  # 18

  18.  # 19

    • Carvai
    • 24 Setembro 2018 editado

     # 20

    E lá se gastaram mais umas centenas de milhares de euros em estudos e propaganda. Mas para as obras do S.João no Porto nunca mais há dinheiro. Mas os fofinhos gostam e batem palmas...
    Concordam com este comentário: sognim
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">