Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boas a todos!

    Estou a iniciar a construção de uma moradia tendo adjudicado a obra a uma empresa de construção de modo a possuir um só interluctor.

    A opção apresentada para a construção foi a de parede dupla com wallmate na caixa de ar sendo referido que as colunas e vigas seriam isoladas com tijolo de "forra".

    O meu receio é que caso as vigas e colunas não levem um outro tipo de isolamento se criem zonas de ponte térmica ficando vulneráveis ao aparecimento de húmidades.

    Neste momento estou a pensar verificar a possibilidade de efectuar um isolamento térmico pelo exterior (ETICS) somente das colunas e vigas pois julgo que o isolamento das paredes com o wallmate se for bem feito não terei problemas.

    Gostara de saber a vossa opinião pois já tenho visto outras "discussões" mas ainda nenhuma comparou a solução parede dupla versus parede simples na vertente custo.

    Antecipadamente grato.
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 2

    Epá não faça isso, ou é tudo ETICs, ou é tudo tradicional...
    • pagc
    • 3 Março 2008

     # 3

    Utilizámos o revestimento Capotto numa obra à pouco tempo (6 meses) e pagámos a 27.5€+IVA o m2, num edifício em Algés com uma espessura de 3cm. No entanto penso que se consegue por cerca de 25€, dependendo das áreas. Em termos de custo, fica aqui a comparação. Atenção que estes preços são referências, para um nível de qualidade aceitável. Por exemplo, anda-se ai a pintar a 2.5€/m2 com tinta de água (+água que tinta e daquelas linhas profissionais maravilha)

    A alternativa tradicional fica por: 24.05€ + IVA
    Reboco areado exterior: 12.12€
    Pintura com tinta plástica: 5.10€
    Wallmatte CW 30mm: 6.83€

    Uma alternativa alterando o Wallmatte para Fibran fica por: 22.02€ + IVA
    Reboco areado exterior: 12.12€
    Pintura com tinta plástica: 5.10€
    Fibran 30mm: 4.82€

    Vulgarmente uso esta, porque os produtos da DOW são muito caros e os coeficiente de condutibilidade térmica são praticamente idênticos, isto é a relação preço qualidade, não compensa.

    Problemas da 1ª solução
    Dado ser um sistema novo, andam por ai artistas que nunca mais acabam e estes sistemas, antes de serem aplicados tem de ser estudados e não ser aplicado de cruz, consoante o local e exposição. Existem situações documentadas em que as paredes se apresentam com bolores, muito pouco tempo após a aplicação os quais podem ter origem numa má aplicação, mau material e ainda má aplicação de aditivos. Nestes caso ou iria ver outros trabalhos realizados pelos aplicadores e/ou contactava o fabricante e pedia-lhe a lista de aplicadores recomendados. Geralmente são mais caros, porque cumprem os requisitos da marca

    Problemas da 2ª solução
    O grande problema da utilização do sistema tradicional está na execução, porque para ser bem feita, uma parede exterior, deveria ser feita da seguinte maneira:
    Levanta o pano interior de alvenaria
    "Cola-se" o isolamento térmico
    Aplica-se os calços de separação para manter a caixa de ar, tipo um calço por placa, é só para as manter no sitio
    Levanta-se o pano exterior de alvenaria.

    Na prática, eles levantam os 2 panos de alvenaria e depois enfiam lá para dentro o isolamento térmico. Como não fica continuo, porque já caiu argamassa, fica separado e todo torto. Na prática não funciona em condições.

    Cumprimentos
    Paulo Correia
    Estas pessoas agradeceram este comentário: AnaSousa
  4. Procura serviços ou materiais para a sua casa? Contrate quem ajuda no fórum.

  5.  # 4

    Boas

    Obrigado pela informação

    Cumprimentos,
    Miguel
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">