Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Olá a todos! Sou um novato na coisa, mas estou a tentar comprar casa.

    Recentemente apercebi-me que a casa que estou a tentar comprar, apesar de ser um T4, foi planeada para ser um T3 com um terraço, que foi logo transformado em quarto no momento da construção.

    O banco avaliou a casa como T4, por não ter a planta correcta no dia da avaliação. Entretanto, o avaliador já tem a planta certa (que refere a casa como um T3), mas aparentemente não se deu ao trabalho de olhar para ela :)

    Ou seja, neste momento a tenho luz verde de todos os lados para comprar a casa, mas não sei se o notário não vai rejeitar a escritura no dia, visto que ao ler a caderneta predial se vêm apenas 3 quartos e o banco sabe que a casa tem 4.

    Do meu lado, tenho demasiado em jogo para esperar pelo dia e ver o que acontece. E por outro lado, não tenho o tempo necessário para esperar que se corrija o projecto na câmara e por aí em diante.

    Alguma sugestão? Acham que vai dar sarilho? Ou posso comprometer-me em jeito de boa fé a legalizar o imóvel assim que o adquirir? :)

    Obrigado, desde já, pela ajuda!
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 2

    Colocado por: ABandeira9E por outro lado, não tenho o tempo necessário para esperar que se corrija o projecto na câmara e por aí em diante.
    isto se for possível fazê-lo.. pode nem ser possível e vc ser obrigada a demolir e repor como de origem.
    •  
      Mk Pt
    • 7 Novembro 2018 editado

     # 3

    A casa tem licença de habitabilidade, ficha técnica de habitação, certificado energético?
    Se tem tudo isto, não deve ter chatices na escritura. É isto o importante para a escritura.
    Suponho que se já tem avaliação bancária feita, que há certificado energético e toda a papelada necessária.



    Mas fique com noção que se aumentaram a área de construção, isso pode não dar para legalizar(na Camara Municipal).
    Se encerraram o terraço logo no momento da construção, até é o mais provável, caso contrário o projecto teria sido logo a fazer conta com o quarto em vez de terraço, ou teriam feito alteração ao projecto no fecho da obra.
    Ou seja, se houver um dia alguma chatice com a Camara, alguma queixa por má fé de algum vizinho etc, pode não dar para legalizar e, se não der, pode ser obrigado a fazer obras (ler: partir) para repor conforme estava no projecto.
    Concordam com este comentário: Sr.io

  4.  # 4

    Colocado por: ABandeira9não tenho o tempo necessário para esperar que se corrija o projecto na câmara e por aí em diante.

    Se fosse possível, já o empreiteiro o teria feito, afinal o objectivo dele é ganhar dinheiro e não ia fazer um T3, se fosse possível fazer um T4
  5.  # 5

    Não estou a ver nenhum motivo para a escritura não se realizar, nestes casos o problema está no avaliador, mas parece que esse não viu nada.
    Concordam com este comentário: Sr.io
  6.  # 6

    Colocado por: Picareta
    Se fosse possível, já o empreiteiro o teria feito, afinal o objectivo dele é ganhar dinheiro e não ia fazer um T3, se fosse possível fazer um T4


    A casa já tem 15 anos. O estranho desta casa é que é uma vivenda geminada num conjunto de dez vivendas. Apenas três são T3 em planta e o resto é T4. Agora, os donos dizem que o terraço desta foi fechado logo durante a construção inicial.

    De qualquer das formas, visto que as restantes já são fechadas de origem (também em planta), parece-me que seja mais viável legalizar esta. Ou estou enganado?

    Ou é possível que o empreendimento (é um condomínio fechado) tenha um número máximo de T4 e, como tal, não possa mudar o meu para T4?
  7.  # 7

    Colocado por: Mk PtA casa tem licença de habitabilidade, ficha técnica de habitação, certificado energético?
    Se tem tudo isto, não deve ter chatices na escritura. É isto o importante para a escritura.
    Suponho que se já tem avaliação bancária feita, que há certificado energético e toda a papelada necessária.



    Mas fique com noção que se aumentaram a área de construção, isso pode não dar para legalizar(na Camara Municipal).
    Se encerraram o terraço logo no momento da construção, até é o mais provável, caso contrário o projecto teria sido logo a fazer conta com o quarto em vez de terraço, ou teriam feito alteração ao projecto no fecho da obra.
    Ou seja, se houver um dia alguma chatice com a Camara, alguma queixa por má fé de algum vizinho etc, pode não dar para legalizar e, se não der, pode ser obrigado a fazer obras (ler: partir) para repor conforme estava no projecto.


    Sim, temos essa documentação toda. A avaliação também já foi completada, apesar de ter sido feita como se a casa fosse um T4 (que é, na prática, mas não na documentação).
  8.  # 8

    Já comparou as áreas da certidão predial com a da ficha das finanças?
    Se tudo estiver coincidente é meio caminho para não haver problemas.
    Como é que o banco sabe?
    Fizeram alguma visita de vistoria ao imóvel?
  9.  # 9

    Como é que o banco sabe?
    Fizeram alguma visita de vistoria ao imóvel?



    ??????
    •  
      Mk Pt
    • há 7 dias editado

     # 10

    Colocado por: ABandeira9
    De qualquer das formas, visto que as restantes já são fechadas de origem (também em planta), parece-me que seja mais viável legalizar esta. Ou estou enganado?

    Está enganado.
    Não quer dizer nada.

    Aliás se significar alguma coisa, é que é impossível legalizar a casa como está.


    O problema não é ser T3, T4 ou T5. O número de quartos é indiferente, o problema é o aumento de área de construção.
    Se quase todas são 'T4' e essa era para ser 'T3' mas no decorrer da obra aumentaram a área e fizeram o quarto extra - e não foi legalizada a alteração, é porque não deve dar para legalizar.
    Aumento de área é das alterações que sendo feitas no decorrer da obra têm que ser obrigatoriamente legalizadas antes de obter toda a 'papelada', mas também é alteração que valoriza a obra.

    Basicamente é isto:
    Colocado por: Picareta
    Se fosse possível, já o empreiteiro o teria feito, afinal o objectivo dele é ganhar dinheiro e não ia fazer um T3, se fosse possível fazer um T4

    Quer a casa fosse nova, quer nessa situação.
  10.  # 11

    Não compliquem.

    Se a caderneta predial, o registo predial, o certificado energético e a ficha técnica dizem todos o mesmo - seja t3 ou t4 - a escritura vai realizar-se sem problema.

    O comprador tem que ter em mente e estar ciente de que existe um t3 registado, mas que na prática compra um t4.
    A questão que eventualmente pode ser mais gravosa pode colocar-se quando e se decidir vender.
  11.  # 12

    Então!?
    Se o ABandeira quer comprar esta casa T3/4 é óbvio que alguém irá vender-lhe

    Daí o problema.
  12.  # 13

    Não há maneira de "fecharem os olhos"?
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">