Iniciar sessão ou registar-se
    • Nelhas
    • 13 Agosto 2019 editado

     # 1

    Boas,

    O meu vizinho da frente está a finalizar a legalização da sua moradia.
    Era antiga e não possuía os papeis, e visto que foi herdada e a pretende vender , pois vive fora do pais, em conversa comigo, informou-me que teve de pagar cerca de 600 euros por 2 lugares de estacionamento na rua.
    Ora em planta já aprovada ele possui uma garagem , e a frente da sua casa tem um muro que confronta com a via publica.
    Foi solicitado a pagar ao Município esse valor pelos 2 lugares, em zona exterior ao seu muro.
    Mas nas plantas esse espaço não é sua propriedade.
    Afinal agora paga-se estacionamento em via publica que não é nosso?
    Paga-se o que?
    O direito de lá estacionar?
  1. Ícone informação Anunciar aqui?

  2.  # 2

    Colocado por: NelhasBoas,

    O meu vizinho da frente está a finalizar a legalização da sua moradia.
    Era antiga e não possuía os papeis, e visto que foi herdada e a pretende vender , pois vive fora do pais, em conversa comigo, informou-me que teve de pagar cerca de 600 euros por 2 lugares de estacionamento na rua.
    Ora em planta já aprovada ele possui uma garagem , e a frente da sua casa tem um muro que confronta com a via publica.
    Foi solicitado a pagar ao Município esse valor pelos 2 lugares, em zona exterior ao seu muro.
    Mas nas plantas esse espaço não é sua propriedade.
    Afinal agora paga-se estacionamento em via publica que não é nosso?
    Paga-se o que?
    O direito de lá estacionar?<


    Isso não será o acesso à garagem (passeio rebaixado)?
  3.  # 3

    Não Luis.
    O Homem tem um muro normal , e uma pequena inclinação de acesso a garagem , mas a inclinação está em propriedade privada.
    Do lado de fora do muro , rua normal com alcatrão.

    • RCF
    • 13 Agosto 2019

     # 4

    Colocado por: NelhasOra em planta já aprovada ele possui uma garagem , e a frente da sua casa tem um muro que confronta com a via publica.
    Foi solicitado a pagar ao Município esse valor pelos 2 lugares, em zona exterior ao seu muro.
    Mas nas plantas esse espaço não é sua propriedade.

    Ele não terá comprado a propriedade, mas apenas o direito a estacionamento.
    Especialmente em cidades, vê-se muito a reserva de lugares de estacionamento públicos a determinadas lojas ou entidades. Essa reserva de lugares de estacionamento é concedido pelas autarquias, enquanto gestoras do espaço público, a troco de um pagamento, obviamente. Mas, normalmente, não é um pagamento único e com efeitos vitalícios. É um pagamento anual ou de x em x anos.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Nelhas
  4.  # 5

    Colocado por: RCF
    Ele não terá comprado a propriedade, mas apenas o direito a estacionamento.
    Especialmente em cidades, vê-se muito a reserva de lugares de estacionamento públicos a determinadas lojas ou entidades. Essa reserva de lugares de estacionamento é concedido pelas autarquias, enquanto gestoras do espaço público, a troco de um pagamento, obviamente. Mas, normalmente, não é um pagamento único e com efeitos vitalícios. É um pagamento anual ou de x em x anos.


    RCF,

    Mas do que ele me explicou foi imposição para o licenciamento. Não foi opcional.
    E em zona fora das cidades. É uma aldeia.
    Pergunto pois pensei que fosse alguma nova legislação.
    Na prática qualquer um pode la estacionar na mesma...´
    • RCF
    • 13 Agosto 2019 editado

     # 6

    Colocado por: Nelhas

    RCF,

    Mas do que ele me explicou foi imposição para o licenciamento. Não foi opcional.
    E em zona fora das cidades. É uma aldeia.
    Pergunto pois pensei que fosse alguma nova legislação.
    Na prática qualquer um pode la estacionar na mesma...´

    pois então, o mais provável é ele ter percebido mal a explicação da Câmara ou ter sido mesmo enganado pela Câmara, para justificar o pagamento de algum imposto, relativo ao licenciamento.
    O que acontece é que, os proprietários, quando pretendem fazer muros de delimitação junto a estradas, por vezes e onde essas estradas são mais estreitas, têm de dar do seu terreno uma faixa paralela à via pública, de modo a que esta fique com passeios e estacionamento público. E nesse contexto e porque também teve de pagar taxas para licenciamento, o proprietário pode ter concluído (erradamente) que ficava com lugares de estacionamento seus à frente de casa... É uma explicação possível.
  5.  # 7

    Tenho andado em conversas com alguns arquitetos para iniciar o projeto para a construção de uma moradia numa aldeia, e um dos arquitetos falou-me que poderia ter de recuar o muro da frente para a construção de lugares de estacionamento por imposição da Câmara Municipal de Leiria. Isto é, posso ser obrigado a ceder uma parte do meu terreno para estacionamento público.

    A única coisa menos má disto, é que a Junta de Freguesia oferece o material (a mão de obra ficará a meu cargo, caso seja mesmo obrigado a fazê-lo)
    • Nelhas
    • 13 Agosto 2019 editado

     # 8

    Colocado por: RCFÉ uma explicação possível.


    Vou ver se ele me empresta o papel onde venha isso mencionado ou o respetivo pagamento.
    Neste caso de facto fez-me lembrar algo...
    De facto mesmo encostado ao muro do lado de fora, o seu pai fez um pouco de calçada portuguesa , como desenho em anexo.....
    Se calhar foi por isso....
    É que de facto a zona de calçada não pertence a casa.
    Fizeram a estrada e não ocuparam aquele retângulo e o velhote preencheu aquilo com calçada portuguesa
      te.jpg
  6.  # 9

    Colocado por: NelhasÉ que de facto a zona de calçada não pertence a casa.
    Fizeram a estrada e não ocuparam aquele retângulo e o velhote preencheu aquilo com calçada portuguesa


    fez mal... do muro para fora deixou de ser dele andou a gastar dinheiro numa area publica. ficou a camara toda contentente.
    • zed
    • 13 Agosto 2019

     # 10

    Colocado por: pauloagsantosdo muro para fora deixou de ser dele andou a gastar dinheiro numa area publica.


    Pode explicar sem que circunstâncias isso se passa? Se eu fizer um muro a meio do meu terreno a parte de fora deixa de ser minha?
  7.  # 11

    Colocado por: zed

    Pode explicar sem que circunstâncias isso se passa? Se eu fizer um muro a meio do meu terreno a parte de fora deixa de ser minha?


    se fizer um muro no meio do terreno claro que não perde metade do terreno, não é lógico. mas aconteceu (melhor vai acontecer) comigo,
    no projecto da minha casa tenho um terreno que confronta com a via publica onde será feito um muro, respeitado as distancias legais.

    hoje todo o terreno é meu até à estrada, depois do muro feito, vou perder o terreno do lado de fora do muro. posso inclusive ir às finanças e rectivar a area do meu terreno para ficar a pagar menor IMI. pelo menos foi assim que me explicaram
    Concordam com este comentário: Bigmouse
  8.  # 12

    Colocado por: RCF
    Ele não terá comprado a propriedade, mas apenas o direito a estacionamento.
    Especialmente em cidades, vê-se muito a reserva de lugares de estacionamento públicos a determinadas lojas ou entidades. Essa reserva de lugares de estacionamento é concedido pelas autarquias, enquanto gestoras do espaço público, a troco de um pagamento, obviamente. Mas, normalmente, não é um pagamento único e com efeitos vitalícios. É um pagamento anual ou de x em x anos.
    Estas pessoas agradeceram este comentário:Nelhas

    hum...
    mas esse local deve estar devidamente assinalado com o correspondente sinal do codigo da estrada para parque privativo...
    o resto é 31 de boca
    se lá parar vão-me dizer o quê?
  9.  # 13

    Nelhas,
    O que deve ter acontecido foi o pagamento de uma compensação.
    Provavelmente, actualmente tinha que ter mais estacionamento dentro do lote do que efectivamente tem. Então, para obter o devido licenciamento, teve que pagar - leia-se, compensar o municipio.
    Os lugares de estacionamento na rua, caso existam, serão publicos.

    Colocado por: NelhasO meu vizinho da frente está a finalizar a legalização da sua moradia.
    Era antiga e não possuía os papeis, e visto que foi herdada e a pretende vender , pois vive fora do pais, em conversa comigo, informou-me que teve de pagar cerca de 600 euros por 2 lugares de estacionamento na rua.
    Ora em planta já aprovada ele possui uma garagem , e a frente da sua casa tem um muro que confronta com a via publica.
    Foi solicitado a pagar ao Município esse valor pelos 2 lugares, em zona exterior ao seu muro.
    Mas nas plantas esse espaço não é sua propriedade.
    Afinal agora paga-se estacionamento em via publica que não é nosso?
    Paga-se o que?
    O direito de lá estacionar?
  10.  # 14

    Marquez,
    Pode acontecer sim. Às vezes até por uma questão de alinhamentos.
    Porém, informe-se sempre bem.

    Colocado por: marquez_4Tenho andado em conversas com alguns arquitetos para iniciar o projeto para a construção de uma moradia numa aldeia, e um dos arquitetos falou-me que poderia ter de recuar o muro da frente para a construção de lugares de estacionamento por imposição da Câmara Municipal de Leiria. Isto é, posso ser obrigado a ceder uma parte do meu terreno para estacionamento público.

    A única coisa menos má disto, é que a Junta de Freguesia oferece o material (a mão de obra ficará a meu cargo, caso seja mesmo obrigado a fazê-lo)
  11.  # 15

    Colocado por: ADROatelieré que a Junta de Freguesia oferece o material (a mão de obra ficará a meu cargo, caso seja mesmo obrigado a fazê-lo)
    por estas bandas tem que deixar os devidos afastamentos ao eixo da via e suportar os custos dos arranjos defenidos no projecto, enquanto não estiver tudo executado não existe licença de utilização.
  12. Ícone informação Anunciar aqui?

  13.  # 16

    Colocado por: ADROatelierProvavelmente, actualmente tinha que ter mais estacionamento dentro do lote do que efectivamente tem


    Ah, ok....
    A ver se entendo, devido a dimensão do lote , para obter licenciamento, é necessário um x numero de estacionamentos?
    Mas tendo garagem inserida na planta da casa isso não faz muito sentido...
  14.  # 17

    Pode derivar até de questões anteriores.
    Não sabemos quantos carros cabem na garagem/ou dentro do lote. Nem qual a área construida.
    Mas sim, se existe garagem, em principio, não faria sentido pois deve dar pelo menos para 2 carros, suponho...


    Colocado por: Nelhas

    Ah, ok....
    A ver se entendo, devido a dimensão do lote , para obter licenciamento, é necessário um x numero de estacionamentos?
    Mas tendo garagem inserida na planta da casa isso não faz muito sentido...
  15.  # 18

    Jorge, não fui eu que disse isto.



    Colocado por: ADROatelier: é que a Junta de Freguesia oferece o material (a mão de obra ficará a meu cargo, caso seja mesmo obrigado a fazê-lo)

    Colocado por: jorgealves
    por estas bandas tem que deixar os devidos afastamentos ao eixo da via e suportar os custos dos arranjos defenidos no projecto, enquanto não estiver tudo executado não existe licença de utilização.
  16.  # 19

    Colocado por: ADROatelierPode derivar até de questões anteriores.
    Não sabemos quantos carros cabem na garagem/ou dentro do lote. Nem qual a área construida.
    Mas sim, se existe garagem, em principio, não faria sentido pois deve dar pelo menos para 2 carros, suponho...
    ´

    Só da para um carro.
    E pequena.
    O estranho é pagar dois lugares, ainda por cima se for de renovação o pagamento.
    O lote não tem zona livre.
    A casa ocupa o lote quase todo, exceto um pequeno logradouro frontal.
  17.  # 20

    Colocado por: ADROatelierJorge,
    erro de citar uma citação:

    Colocado por: marquez_4é que a Junta de Freguesia oferece o material (a mão de obra ficará a meu cargo, caso seja mesmo obrigado a fazê-lo)
    Estas pessoas agradeceram este comentário: ADROatelier
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">