Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    O meu cão sempre que vai á rua atira-se mesmo ladra para pessoas de cor escura pretas é normal? Já aconteceu com alguém?
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 2

    Já. Os que tive faziam o mesmo.
  4.  # 3

    já tinha visto um há muitos anos que era com fardas cinzentas
  5. Procura serviços ou materiais para a sua casa? Contrate quem ajuda no fórum.

  6.  # 4

    Ou seja, um animal cãoproblemas
  7.  # 5

    Sim eu tive un pitbull adotado e fazia isso,o dono anterior era preto....
  8.  # 6

    Não queria tecer comentários pejorativos em relação a raças, pois somos todos humanos...
    No entanto a minha experiência diz-me que a minha cadela padece desse mal.Detecta o "aroma " deles à distância,mas também de cavalos e pessoas que tenham bebido álcool.E fica inquieta e a ladrar.
    Já se atirou a indivíduos africanos que andam a vender bugigangas nas esplanadas.
    Mas a outros africanos não faz nada.
    Não sei como ela os selecciona.

    O meu outro cão,veio da rua, passou por tudo e sofreu bastante,agora é um cão muito feliz.Não ladra a nada de especial, só se encrispa na presença de outros cães macho não castrados.
  9.  # 7

    O problema está no dono. Deve encontrar alguém para saber lidar com essas situações.
    Concordam com este comentário: desofiapedro, zed, JoelM, Mjdias, Jota5
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Jota5, ALMEIDAM
  10.  # 8

    A primeira cadela que a minha família adoptou (da rua, abandonada por feirantes) fazia isso, mas eu ia passeá-la e metia conversa com um senhor que guardava as obras de uma estação de metro que estavam a construir na altura em Lisboa, praticamente todos os dias, e ela deixou-se disso, penso que devido a esse facto.
  11.  # 9

    Colocado por: Entrecampospessoas que tenham bebido álcool


    O meu encrespa-se com pessoas ébrias. Mesmo que conheça as pessoas tem uma reacção diferente para com estas, dependendo de ter havido ou não consumo de álcool. Por mim, nada contra, que também não tenho pachorra para borrachos.

    O meu adora senhoras. Quando sou eu a passeá-lo, ele é protector da sua mãezinha, e raramente deixa que homens desconhecidos se aproximem de nós. Já topei que o bicho tem talento para topar os que não possuem os parafusos todos.
  12.  # 10

    Os cães têm dificuldades em visualizar correctamente os traços do rosto de um individuo negro. Salvo erro eles vêm a preto e branco ou num espectro de cores, em que um rosto escuro acaba por diluir os seus contornos. Faça a experiência com um desconhecido do seu cão e com uma balaclava/passa montanhas.
    Concordam com este comentário: Capuchinha, Reduto25
  13.  # 11

    Colocado por: JotaPOs cães têm dificuldades em visualizar correctamente os traços do rosto de um individuo negro. Salvo erro eles vêm a preto e branco ou num espectro de cores, em que um rosto escuro acaba por diluir os seus contornos. Faça a experiência com um desconhecido do seu cão e com uma balaclava/passa montanhas.
    Concordam com este comentário:Capuchinha


    Concordo com essa teoria. O meu não suporta cães de pelagem negra, e acho que é exactamente por não lhes conseguir ver a expressão.
  14.  # 12

    Colocado por: JotaPOs cães têm dificuldades em visualizar correctamente os traços do rosto de um individuo negro. Salvo erro eles vêm a preto e branco ou num espectro de cores, em que um rosto escuro acaba por diluir os seus contornos. Faça a experiência com um desconhecido do seu cão e com uma balaclava/passa montanhas.
    Concordam com este comentário:Capuchinha


    Meu estimado, não comungo dessa ideia. Se assim fosse, não existiriam quaisquer canídeos em África. Desta sorte, não sendo aqueles racistas, o comportamento explicar-se-à pelo facto de algumas pessoas terem tido algures no passado um comportamento menos correcto para com o cão e/ou o seu dono e ele passa a associar outras pessoas a esse anterior incorrecto comportamento, reagindo negativamente; do animal não saber com as encarar (porque nunca lhe ensinaram) a lidar com pessoas "diferentes" daquelas a que estão habituados a ver; ou simplesmente porque o dono lhes transmite - ainda que involuntariamente, alguma insegurança ou repúdio por aquele tipo de pessoa e ele reage instintivamente para o proteger...
    Concordam com este comentário: Capuchinha, davidloivos, desofiapedro, Jota5
  15.  # 13

    Aqui nas imediações vive um senhor com a infelicidade de sofrer de uma condição chamada síndrome de Proteus, a tal de que padecia a personagem do filme "Homem Elefante".
    De vez em quando cruzamo-nos. Embora não seja realmente a doença mais fácil de encarar, sempre achei meu dever fazer de conta que tal não existe, olhando o senhor nos olhos, e conversando com este com a maior das naturalidades. O meu cão reage, não de forma agressiva, mas medrosa. Mesmo comigo a tranquilizá-lo. Portanto, diria que há uma tentativa de entender a expressão da face humana, e uma reacção a não conseguir fazê-lo, ao que não se entende por ser diferente.
  16.  # 14

    Colocado por: Entrecamposa minha cadela padece desse mal.


    Já coloquei uma máscara preta de "Batman" (que tinha cá para o Carnaval)e ela ladra-me...mas depois pára.
  17.  # 15

    Colocado por: Capuchinhasenhoras

    Se vierem com saias ou calças largas,esvoaçantes ela "passa-se" e tenta atacar.


    Também com homens que venham de boné ou chapéu.


    Quando passamos à frente da loja do "Cavalinho" é uma tremenda chatice.



    Quando há alguma situação em que prevejo que ela vai ter os seus ataques, quase sempre resulta:tapo-lhe os olhos com a minha mão.
  18. Ícone informação Anunciar aqui?

  19.  # 16

    Já dizia alguém que os cães são a cara dos donos .
    Concordam com este comentário: bettencourt
  20.  # 17

    Colocado por: Entrecampos
    Se vierem com saias ou calças largas,esvoaçantes ela "passa-se" e tenta atacar.


    Também com homens que venham de boné ou chapéu.


    Quando passamos à frente da loja do "Cavalinho" é uma tremenda chatice.



    Quando há alguma situação em que prevejo que ela vai ter os seus ataques, quase sempre resulta:tapo-lhe os olhos com a minha mão.

    Recebeu o cão/cadela com que idade?
    Foi muito mal socializado esse cão em cachorro.
    Até aos +/-8 meses deve-se colocar o cão em contacto com o maior número de realidades possíveis. Pessoas, animais, ruídos, etc etc.
    Basicamente levar o cão para todo o lado possível.
    Da trabalho? Dá...
    Mas ficamos com um cão que depois de adulto nunca mais nos dá este tipo de problemas e podemos estar descansados.
  21.  # 18

    Colocado por: Pedro Azevedo78Basicamente levar o cão para todo o lado possível.
    Da trabalho? Dá...
    Mas ficamos com um cão que depois de adulto nunca mais nos dá este tipo de problemas e podemos estar descansados.
    Fdx! Mais vale não ter cão nenhum.
  22.  # 19

    Colocado por: Pedro Azevedo78Recebeu o cão/cadela com que idade?
    Foi muito mal socializado esse cão em cachorro.

    4meses, é uma cadela.

    Já tinha estado 2dias com uma pessoa que desistiu de a ter, quando veio cá para casa.

    A princípio nem queria ir à rua, tinha medo de tudo.


    Começámos a passeá-la numa altura sem trela e o dono de outro cão deu-lhe um pontapé só porque a nossa queria cheirar a dele.Deve ter ficado com um trauma desde então.Ficou com medo de homens com bonés.


    No parque brinca com vários cães que todos soltamos.Não há problemas.
    Apenas se houver uma bola,pau ou garrafa de plástico na brincadeira ela torna-se possessiva sobre o objecto e já mordeu uma cadela nossa amiga...


    Noutra ocasião foi mordida com gravidade estava eu a passeá-la à trela e a partir daí ficou mais desconfiada. Alguém das vivendas, que abre o portão e solta a cadela à noite para dar a sua volta não se responsabilizou pelos gastos no veterinário.
    Concordam com este comentário: Reduto25
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Reduto25
  23.  # 20

    Colocado por: Pedro Azevedo78
    Recebeu o cão/cadela com que idade?
    Foi muito mal socializado esse cão em cachorro.
    Até aos +/-8 meses deve-se colocar o cão em contacto com o maior número de realidades possíveis. Pessoas, animais, ruídos, etc etc.
    Basicamente levar o cão para todo o lado possível.
    Da trabalho? Dá...
    Mas ficamos com um cão que depois de adulto nunca mais nos dá este tipo de problemas e podemos estar descansados.


    tenho ele desde os seus 2 anos foi adoptado e sempre foi assim ele costuma sempre que tem sol ele é capaz de ficar o dia todo a olhar para as sombras para não falar que tem um hábito de perseguir tudo o que voa desde borboletas a pássaros . nem se quer vou me dar ao trabalho de responder a comentários do tipo os cães são a cara do dono e são o que o dono lhes ensina comentários básicos de pré juizo mau tom a insinuar que sou racista/preconceitoso "
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">