Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boa noite
    Preciso de uma ajuda referente ao furo de agua que tenho no meu terreno.
    Construí casa à pouco tempo num terreno que já tinha furo de água.
    Visto ter plantado relva no jardim e para poder usufruir do furo de água para poder regar através de aspersores vou necessitar que a saída de agua do furo tenha pressão suficiente para regar a relva.
    O que me indicam como a melhor maneira para o fazer? O que devo comprar?
    Os meus sinceros cumprimentos
    Pedro Martins
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 2

    Vá a uma casa especializada em sistemas de rega e de bombagem.que esclarecem tudo.

    Tem os dados do furo? profundidade, etc!?
    Houve licenciamento?
  4.  # 3

    Num terreno, também tinha um furo além de água canalizada. Com as reparações da bomba a custar de 700.00 a 1000 Euros desisti e só uso água canalizada.

  5.  # 4

    Eu começava por mandar limpar o furo .
    • aacc
    • 16 Março 2020

     # 5

    1000 euros
  6.  # 6

    Colocado por: pedrosardoalnum terreno que já tinha furo de água.

    E vêr se não está seco...:( De resto, não hesite.

    Colocado por: AlexMontenegroCom as reparações da bomba a custar de 700.00 a 1000 Euros desisti e só uso água canalizada.

    Alex, as bombas submersíveis podem ser caras ou não de acordo com o uso e necessidade naturalmente. Água nascente ou de furo é um bem inestimável para quem o tem e que não deve ser desprezado. Eu arriscaria a dizer que é "ouro".
    Posso dar-lhe o meu exemplo. Tenho uma propriedade no Douro que no pico do verão tem necessidades hídricas diárias de 35 m3 de água, média anual/diária de 21. Tenho 2 reservatórios para rega automática que necessitam estar cheios em permanência. Quando iniciei o povoamento, adquiri uma parcela contígua de meio hectare por 30.000€ (cerca de 10 vezes o seu real valor), só para ter posse sobre uma nascente de água. Volvidos 12 anos esse terreno é de borla. Já está mais que pago.
    Mas como essa nascente não fornece o suficiente, rapidamente tive que investir num furo, para complementar o consumo que já referi.
    Há cerca de um ano (em Maio) a bomba pifou ao fim de 10 anos. Como a montante tenho rede pública, decidi imediatamente fazer a compensação por aí e por isso desleixei um bocado a substituição da bomba.
    Em 3 semanas de consumo, o acerto anual que a Águas do Norte me apresentou na contagem seguinte foi de 1.743€, dos quais paguei ainda durante 2 meses cerca de 140€ antes de ter voltado à faturação normal de 17€/mês.
    Ou seja, opção rede pública = loucura total:):)

    Quanto a reparações e porque esta não foi a minha primeira situação, digo-lhe que reparar bombas submersíveis, nem por esse preço nem por nenhum. É um daqueles equipamentos que se usa até avariar e depois se substitui. Aliás a nível de bombas domésticas, elas já são fabricadas precisamente nesse conceito.

    Quanto a preços e salvaguardando o factor necessidade, é o seguinte:
    O que faz encarecer este tipo de bombas é a conjugação caudal/potência elevatória.
    A minha nova bomba extrai 3.000 lts/hora em contínuo, mas é assistida por um autoclave de apoio e pesca a 120 mts. É uma Grundfos que para mim é do melhor material, é melhor do que a anterior e custou-me cerca de 1.400€ (só comprei mesmo a bomba, a substituição foi caseira).
    Se durar outros 10 anos como espero, é só fazer as contas.

    Desculpem o alongado do texto:)
  7.  # 7

    Colocado por: pedrosardoalvou necessitar que a saída de agua do furo tenha pressão suficiente para regar a relva.

    Esqueci-me desta parte.

    Pedro, na minha opinião sem assistência de um autoclave ou balão de pressão, esqueça. Não é a bomba a extrair direto que lhe vai conferir pressão para um sistema de rega por aspersão.
    Dependendo da área de enrelvamento, muito provavelmente vai precisar de dividir em setores.
    Vá a uma casa especializada, explique o que pretende e eles dimensionam-lhe o sistema de alimentação.
  8.  # 8

    Para o furo tem de saber a pré fundida de é a quantos metros de altura a bomba vai mandar para que tenha a bomba adequada a sua situação depois colocar o quadro elétrico adequado a necessidade da bomba aconselho que esse trabalhe com a ampreagem da bomba e não de sondas porque as sondas duram menos tempo utilizado sempre um balão adequado às suas necessidades para que a bomba não esteja sempre no para arranca porque a vai danificar em pouco tempo enquanto aos expressões têm de ver a área em questão que quer regar colocar o controlador e recomendo o sensor de chuva caso chova o sistema não trabalha poupando água só no fim de ver a área em questão é que se pode dicidir quantos sectores se fazem e quantos às pressões levam a marca que recomendo raindbrind acho que é assim que se escreve e a melhor que anda no mercado
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">