Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boa tarde.

    Há cerca de 15 anos, o meu pai pediu um empréstimo para abertura de uma empresa. Na altura, não conseguiu arranjar nenhum fiador, e sobre ameaça física obrigou a minha mãe a assinar contra a vontade dela. De referir que eles não são casados, apenas viviam juntos.

    Concedido o empréstimo, o pai fez uso de absolutamente todo o dinheiro e gastou-o da forma que bem entendeu. Eu, a minha mãe e a minha outra irmã não vimos um cêntimo de fosse.

    Passado cerca de 2 anos,o dinheiro foi-se todo e a empresa estava cheia de dívidas. Nisto, ele vendeu parte dos bens da empresa e foi-se embora e nunca mais soubemos nada dele.

    Acontece que, para fazer este empréstimo, deu a casa como garantia.

    Eu e a minha irmã, na altura éramos menores, a minha mãe sem emprego, e empresa cheia de dívidas, já estão a ver a situação.

    A minha mãe lá conseguiu arranjar emprego, nós também, conseguimos reestruturar o empréstimo, pagar as dívidas da empresa e fechar a mesma e e até agora temos vindo a pagar tudo e temos tudo em dia.

    Acontece que ainda faltam uns bons anos para acabar de pagar e como compreendem, eu e a minha irmã temos uma vida para viver e todo o dinheiro que já injectamos neste empréstimo tem afectado e muito outros aspectos da nossa vida, em que ele também faz falta.

    Após reflectir um bocado decidi pedir ajuda/opinião neste forum. Há alguma coisa que nós ou a minha mãe possamos fazer, a não ser acabar de pagar?

    Desde já obrigada.
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 2

    Olá, a casa também está em nome do seu pai ? Se sim, o melhor seria deixar de pagar e deixar executar a garantia, dessa forma eram executados ambos e não só a sua mãe. Assim, enquanto vocês continuarem a pagar ele não o faz.
    Ficavam sem a casa ou parte dela, depende do valor da dívida e da casa, mas com o dinheiro e podiam comprar outra.
  4.  # 3

    Olá Mariana.

    A casa agora está somente em nome da minha mãe, mas a dívida em nome dos dois.

    Nós continuamos a pagar, precisamente para não deixar ir a casa e por causa da nossa mãe.

    Acontece que eu e a minha irmã estamos já há anos a pagar uma dívida que não é nossa e já estamos um bocado saturadas da situção.

    Também não queremos deixar este situação toda a cargo da nossa mãe, como será óbvio.

    Acho que não haverá outra solução a não ser acabar de pagar, até porque apesar de o meu pai ter gasto o dinheiro todo como bem entendeu, não sabemos do paradeiro dela já há muitos anos.

    Obrigada.

  5.  # 4

    A mae vende a casa a vocês as duas. Voces em conjunto fazem um ch a 40 anos. Esticam o prazo para dar uma prestação baixa. E os seguros de vida tambem baixam.
    Assim aliviam todos a pressao e tem a propriedade daquilo que estao a pagar.
    Concordam com este comentário: RicardoPorto
    • AMVP
    • 29 Julho 2020

     # 5

    Não sei se compensa, mas e mudar para uma casa mais barata?
  6.  # 6

    Colocado por: SirruperA mae vende a casa a vocês as duas. Voces em conjunto fazem um ch a 40 anos. Esticam o prazo para dar uma prestação baixa. E os seguros de vida tambem baixam.


    e daqui a uns anos querem ir à vida delas querem comprar uma casa com o companheiro e correm o risco de ser recusado por causa deste crédito.

    se quiserem manter a casa, tem que continuar a ajudar a mãe a pagar a divida.

    se não quisererem, é vender a casa, abater a divida e ver se o dinheiro que sobra dá para uma casa mais pequena ou como entrada para outra casa, mas assim mais valia ficar na primeira casa.

    paralelamente a isto tudo é meter advogados ao barulho para o pai assumir a parte da divida dele.
  7.  # 7

    Colocado por: SirruperA mae vende a casa a vocês as duas. Voces em conjunto fazem um ch a 40 anos. Esticam o prazo para dar uma prestação baixa. E os seguros de vida tambem baixam.
    Assim aliviam todos a pressao e tem a propriedade daquilo que estao a pagar.


    Não é nada boa ideia. A mãe não pode vender a casa enquanto esta for garantia da outra dívida. Se o fizesse estava a fazer um favor ao pai porque o desvinculava do crédito e transitava.o para a mãe ou filhas.
  8.  # 8

    Colocado por: pauloagsantos

    e daqui a uns anos querem ir à vida delas querem comprar uma casa com o companheiro e correm o risco de ser recusado por causa deste crédito.

    se quiserem manter a casa, tem que continuar a ajudar a mãe a pagar a divida.

    se não quisererem, é vender a casa, abater a divida e ver se o dinheiro que sobra dá para uma casa mais pequena ou como entrada para outra casa, mas assim mais valia ficar na primeira casa.

    paralelamente a isto tudo é meter advogados ao barulho para o pai assumir a parte da divida dele.


    Olá Paulo.

    Nós já falamos com um advogado, mas como já referi, ninguém sabe do paradeiro do nosso pai, e é muito provável que ele não esteja sequer no país. Já o tentamos localizar de várias maneiras, mas sem qualquer sucesso.

    O problemas é mesmo esse, tanto eu como a minha irmã já está na hora de seguirmos com a nossa vida e com isto vê-mo-nos completamente sufocadas.

    É que não foi só a dívida do empréstimo, mas todo um conjunto de dívidas deixadas pela empresa que também estava em nome da minha mãe. Dívidas à finanças, fornecedores, impostos, coisas em atraso, etc, etc.

    Felizmente conseguimos pagar tudo e fechar a empresa, mas só o dinheiro envolvido nisso acho que tinha-mos feito uma casa de raiz.

    Para estarmos a vender a casa e voltarmos a endividar-nos acho que iria bater no mesmo.

    Obrigada.
  9.  # 9

    Colocado por: MarinaC

    Não é nada boa ideia. A mãe não pode vender a casa enquanto esta for garantia da outra dívida. Se o fizesse estava a fazer um favor ao pai porque o desvinculava do crédito e transitava.o para a mãe ou filhas.


    É claro que o nosso pai se vai livrar da dívida assim que ela for paga por nós. Mas revolta um bocado.
  10.  # 10

    Agora será tarde.
    Mas não tinha sido melhor terem perdido tudo e começar do zero ?
  11.  # 11

    Colocado por: callinasAgora será tarde.
    Mas não tinha sido melhor terem perdido tudo e começar do zero ?


    Colocado por: CatarinaFFSantosFelizmente conseguimos pagar tudo e fechar a empresa, mas só o dinheiro envolvido nisso acho que tinha-mos feito uma casa de raiz.


    não pensaram na altura na insolvencia pessoal da sua mãe.
  12.  # 12

    Qual é o valor da divida atual e o valor da casa?
  13.  # 13

    A casa terá um valor simbólico, com o qual não se arranja outra parecida para se viver.?!
    Juntando o valor sentimental
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">