Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Bom dia,

    Podem esclarece-me, do ponto de vista do senhorio, qual é a desvantagem e riscos de fazer contractos de arrendamente com maior duração. Verifiquei que existem beneficios fiscais e normalmente quando há um beneficio deverá ter um risco associado.

    Obrigado
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 2

    Colocado por: AntCar77Bom dia,

    Podem esclarece-me, do ponto de vista do senhorio, qual é a desvantagem e riscos de fazer contractos de arrendamente com maior duração. Verifiquei que existem beneficios fiscais e normalmente quando há um beneficio deverá ter um risco associado.

    Obrigado


    O risco é sempre o mesmo...os incumprimentos.

    Os despejos e respetivos processos são igualmente morosos e dispendiosos.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: AntCar77
  4.  # 3

    No caso de o contracto ser de inferior duração, por exemplo 2 anos, isso quer dizer que no fim do contracto o inquilino é obrigado a sair? isto é, mesmo que exista incumprimento, o contracto termina e o despejo é mais facil, é isso?

    Obrigado mais uma vez
  5. Procura serviços ou materiais para a sua casa? Contrate quem ajuda no fórum.

    • RRoxx
    • 16 Setembro 2020 editado

     # 4

    O despejo só é fácil se a pessoa for séria.

    Se não for, de pouco vale o que está no contrato, vai ter chatices pela certa, mais ou menos morosas.
    Concordam com este comentário: Paramonte
    Estas pessoas agradeceram este comentário: AntCar77
  6.  # 5

    Colocado por: RRoxxO despejo só é fácil se a pessoa for séria.

    Se não for, de pouco vale o que está no contrato, vai ter chatices pela certa, mais ou menos morosas.
    Estas pessoas agradeceram este comentário:AntCar77


    Na prática, quer dizer que será sempre mais vantajoso pelo regime fical fazer a 5 anos os contractos?
  7.  # 6

    Colocado por: AntCar77No caso de o contracto ser de inferior duração, por exemplo 2 anos, isso quer dizer que no fim do contracto o inquilino é obrigado a sair? isto é, mesmo que exista incumprimento, o contracto termina e o despejo é mais facil, é isso?

    Obrigado mais uma vez


    Supostamente se o contrato acabar não há despejo. Mas se o inquilino se mantiver após o término do contrato vai ter de recorrer a uma acção legal, tecnicamente não sei se se chamará despejo... Vai ser uma chatice pela certa.
  8.  # 7

    Colocado por: AntCar77

    Na prática, quer dizer que será sempre mais vantajoso pelo regime fical fazer a 5 anos os contractos?


    Fiscalmente sim, mas tem de comer com o inquilino e obrigações 5anos... Cuidado. Esses contratos são tóxicos.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: AntCar77
  9.  # 8

    Colocado por: Gambino

    Fiscalmente sim, mas tem de comer com o inquilino e obrigações 5anos... Cuidado. Esses contratos são tóxicos.
    Estas pessoas agradeceram este comentário:AntCar77


    Desculpem a minha ignorancia que se deve à falta de expriencia nesta area do arrendamento. Tinha no meu pensamento que um bom objectivo era ter um inquelino com a garantia de um arrendamento por alguns anos. Por um lado se o contracto dor de menor duração da-me a liberdade de ajustar a renda no fim do contracto, por outro lado penso que em 5 anos as rendas não sofrem uma valorização que permita de 2 em 2 anos aumenta-las em 10 ou 20%. Com esta linha de pensamento, pensei que ao fazer a 5 anos iria compensar potenciais valorizações de mercado com o beneficio fiscal.

    É que com base na minha inexpriencia só via beneficios em fazer a 5 anos e não entendo em termos práticos os riscos acrescidos para um de 2 anos.
  10.  # 9

    Colocado por: AntCar77

    Desculpem a minha ignorancia que se deve à falta de expriencia nesta area do arrendamento. Tinha no meu pensamento que um bom objectivo era ter um inquelino com a garantia de um arrendamento por alguns anos. Por um lado se o contracto dor de menor duração da-me a liberdade de ajustar a renda no fim do contracto, por outro lado penso que em 5 anos as rendas não sofrem uma valorização que permita de 2 em 2 anos aumenta-las em 10 ou 20%. Com esta linha de pensamento, pensei que ao fazer a 5 anos iria compensar potenciais valorizações de mercado com o beneficio fiscal.

    É que com base na minha inexpriencia só via beneficios em fazer a 5 anos e não entendo em termos práticos os riscos acrescidos para um de 2 anos.


    Não há nenhum benefício excepto o fiscal, de resto está a expor-se a maior risco e obrigações. Não se meta nisso.
  11.  # 10

    Só tem benefícios a nivel fiscal.

    Fiz agora um contrato de 2 anos. O IRS baixa de 28% para 26%.
    Mais do que 2 anos não faço nem aconselho. As leis mudam muito depressa e não quero ficar com a casa "bloqueada" durante muito tempo.
    Concordam com este comentário: Gambino
  12.  # 11

    Colocado por: DonaRuteSó tem benefícios a nivel fiscal.

    Fiz agora um contrato de 2 anos. O IRS baixa de 28% para 26%.
    Mais do que 2 anos não faço nem aconselho. As leis mudam muito depressa e não quero ficar com a casa "bloqueada" durante muito tempo.


    2% nem se nota e o risco é enorme, apesar do cuidado que teve.
  13.  # 12

    se nao preve precisar da casa ,faça contratos longos ate 10 anos, baixa drasticamente o irs , é de 14% esteja atento porque contrato curto ou longo o preceito de despejo é sempre o mesmo,aqui assenta na falta de pagamento de renda ,por 3 meses, ou ou atrazo de pagamento da mesma 3 x mesmo que alternadas nos ultimos 12 meses informe-se dos pormenores a base e esta e funciona ,,expriencia propria, boa noite.
  14.  # 13

    E se a lei muda? O contrato continua em vigor!
    Prefiro ganhar menos.

    Onde arranja inquilinos que aceitem isso? Tem de cumprir 1/3 do contrato. Só arranja se a renda for muito baixa.
    Concordam com este comentário: Gambino
  15.  # 14

    como já dizeram a vantagem está no regime fiscal que paga menos impostos, mas ninguem é doido para fazer um contrato longo sem conhecer os inquilinos. primeiro faz-se dois ou três contratos de 1 ano e se forem pessoas sérias então avança-se para esses prazos.
    Concordam com este comentário: Gambino
  16.  # 15

    Contratos de 1 ano nao tem benefícios fiscais, daí ter optado por 2 anos.
    Se os inquilinos ficarem muito tempo, vai diminuindo a taxa de IRS a cada 2 anos.
  17. Ícone informação Anunciar aqui?

  18.  # 16

    Colocado por: fernando firminose nao preve precisar da casa ,faça contratos longos ate 10 anos, baixa drasticamente o irs , é de 14% esteja atento porque contrato curto ou longo o preceito de despejo é sempre o mesmo,aqui assenta na falta de pagamento de renda ,por 3 meses, ou ou atrazo de pagamento da mesma 3 x mesmo que alternadas nos ultimos 12 meses informe-se dos pormenores a base e esta e funciona ,,expriencia propria, boa noite.


    Um risco disparatado a vários níveis.
  19.  # 17

    Colocado por: pauloagsantoscomo já dizeram a vantagem está no regime fiscal que paga menos impostos, mas ninguem é doido para fazer um contrato longo sem conhecer os inquilinos. primeiro faz-se dois ou três contratos de 1 ano e se forem pessoas sérias então avança-se para esses prazos.


    O risco é grande demais.

    Quem arrenda uma casa por 10 anos e lugar de comprar é porque tem "pés de barro", mesmo que seja honesto.
  20.  # 18

    Colocado por: DonaRuteContratos de 1 ano nao tem benefícios fiscais, daí ter optado por 2 anos.
    Se os inquilinos ficarem muito tempo, vai diminuindo a taxa de IRS a cada 2 anos.


    O inquilino "vulgar" fica em média entre precisamente 2 a 4anos. Mais que isso é incomum pois esses "timings" são normalmente os ciclos de vida sócio económica e profissional.
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">