Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boa noite. Sou administrador do condomínio de um prédio com 40 frações. O prédio é servido por um sistema de exaustão mecânica comum a todos os moradores. Há uns meses atrás começamos a ter problemas com ruído excessivo do motor que está ligado à turbina de exaustão. Já cá estiveram vários técnicos a verificar o motor e todos dizem que aparentemente está tudo bem com o equipamento. O ruído que o motor emite não é constante e tem períodos do dia (horários refeições e banhos) em que piora substancialmente. Foi nos dito que o mais provável é existirem moradores que instalaram exaustores com motor e esquentadores com ventilação nas habitações, que estão a provocar uma sobrecarga no fluxo de ar que circula nas condutas. Que por sua vez provoca uma sobrecarga no motor. Há alguma entidade com autoridade para visitar os 40 apartamentos e proceder a uma inspeção para identificar os equipamentos que não são compatíveis com o sistema de exaustão mecânica do prédio? Obrigado
  2.  # 2

    Sobrecarga por existirem exaustores a ajudar a empurar o ar.... que rica definição .

    Os rolamentos estão da dar sinal de fadiga, hoje gritam um pouco , amanha outra vez, podem estar calados durante algum tempo , e voltam a gritar.

    Ainda no mês passado num ventilador de aspiração de poeira de um equipamento de ensaio, o motor fez o mesmo, até que no meio do barulho do processo começa aparecer uma nebelina no pavilhão, foram os rolamentos que griparam de vez, e o motor parou, com a nebelina tb veio o cheiro a queimado do motor ( como era um equipamento de ensaio , não tinha proteção térmica )

    Um dos métodos de extração tambem pode ser esse, todos os apartamentos tem exaustor, e o ventilador do telhado está lá para ajudar a fazer a extração .

    Eu até concordo com essa opção, existe uma linha de agua que todos pagam, e depois cada um que necessite de cozinhar mais um pouco paga o excesso de energia que necessita para extrair o ar da cozinha.

    Onde é esse Prédio ?
    Concordam com este comentário: jorgealves
  3.  # 3

    O prédio fica situado no Porto. Mais propriamente, na Cidade Cooperativa da Prelada.

    Havendo exaustão mecânica disponível no prédio, foi me dito que não poderiam estar instalados exaustores com motor independente, nem esquentadores ventilados. Apenas hottes e esquentadores sem sistema ventilação próprio.

    Aquilo que me também me disseram, foi que o uso desse tipo de equipamentos em simultâneo com o sistema de extracção, já montado de origem no prédio, pode provocar desgaste excessivo do motor/ correias/ turbina.

    Talvez seja por isso que existe o tal barulho que diz ser dos rolamentos em fadiga.

    Até à data, dos 40 condóminos apenas conseguimos reunir 8 numa assembleia sobre esse tema. Ainda não conseguimos identificar quem são os proprietários das fracções que têm os equipamentos incompatíveis com o sistema de exaustão.

    Legalmente há alguma entidade responsável que possa inspeccionar os apartamentos?

    Quem pode ordenar a remoção desses exaustores e esquentadores?
  4.  # 4

    Você tomou como certa a informação prestada por esse individuo pois porventura haveria assim a hipótese de responsabilizar custos. Duvido que alguém com bom senso aceite tal argumento. Se as hottes estão aí concentradas, acha mesmo que os exaustores seriam a gravidade do sistema?

    Há quanto tempo não é efectuada manutenção ao sistema? Há quantos anos está em funcionamento continuo?

    A não ser que no manual do equipamento venha tal descrito, esqueça essa ideia de que há incompatibilidade com os exaustores e esquentadores ventilados.
    Concordam com este comentário: mtavares
  5.  # 5

    estamos encalhados na vistoria dos exaustores.
    e o problema nao se resolve.
    daqui a nada o motor do ventilador gripa e pára de vez, e vai haver cheiros a batata frita, alheira, refugado de hortelã queimado a entrar pelos vizinhos que não tem exaustor.
    Concordam com este comentário: treker666
  6.  # 6

    Boa noite.
    Duvido muito que seja esse o problema.
    Qual o barulho que se ouve? É que muitas das vezes o pessoal queixa-se do simples circular do ar quando a ventilação começa a trabalhar.
    Outra situação poderá ser o motor em final de vida, rolamentos, sinoblocos.
    Lembro-me de uma unidade exterior de um AC que ás vezes fazia barulho, quem instalou não colocou sinoblocos, depois de colarem sinoblocos nunca mais ouviram barulho.

    A tubagem dos exaustores não deverá estar partilhada com a da extração da cozinha.
    Qual é o exaustor que não tem motor? Vai pedir aos condóminos para retirarem os motores aos exaustores?
    Boa sorte.
  7.  # 7

    Colocado por: mtavaresestamos encalhados na vistoria dos exaustores.
    e o problema nao se resolve.
    daqui a nada o motor do ventilador gripa e pára de vez, e vai haver cheiros a batata frita, alheira, refugado de hortelã queimado a entrar pelos vizinhos que não tem exaustor.
    Concordam com este comentário:treker666


    Está com azar no entanto que não há nenhuma autoridade que possa fazer essa vistoria. O acesso a áreas não comuns apenas pode ser feito com autorização dos proprietários.

    Se o equipamento em si já tem a sua idade, se calhar o melhor mesmo é considerar a sua manutenção e eventual substituição. Consegue provar que efetivamente foi o facto dos condóminos terem instalado exaustores ventilados que provocou a avaria do motor? É que se não o consegue efetivamente provar, e pode ser sido desgaste natural, se os tentar responsabilizar financeiramente isso é caso para acabar em tribunal e acabar a custar ainda mais dinheiro ao condomínio do que seria colocar um motor novo.
  8.  # 8

    Contacte a WIP Portugal eles podem fazer uma inspeção ao prédio e caso as pessoas tenham exaustor ou retiram o mesmo ou ficam sem gás.

    Colocado por: MCardoso2O prédio fica situado no Porto. Mais propriamente, na Cidade Cooperativa da Prelada.

    Havendo exaustão mecânica disponível no prédio, foi me dito que não poderiam estar instalados exaustores com motor independente, nem esquentadores ventilados. Apenas hottes e esquentadores sem sistema ventilação próprio.

    Aquilo que me também me disseram, foi que o uso desse tipo de equipamentos em simultâneo com o sistema de extracção, já montado de origem no prédio, pode provocar desgaste excessivo do motor/ correias/ turbina.

    Talvez seja por isso que existe o tal barulho que diz ser dos rolamentos em fadiga.

    Até à data, dos 40 condóminos apenas conseguimos reunir 8 numa assembleia sobre esse tema. Ainda não conseguimos identificar quem são os proprietários das fracções que têm os equipamentos incompatíveis com o sistema de exaustão.

    Legalmente há alguma entidade responsável que possa inspeccionar os apartamentos?

    Quem pode ordenar a remoção desses exaustores e esquentadores?