Iniciar sessão ou registar-se
    • JRReis
    • 2 novembro 2020 editado

     # 1

    Boa noite

    Já pesquisei muito neste forum, e não chego a conclusões concretas para a resolução do problema da visualização das juntas do pladur.

    Foi-me colocado teto falso (pladur) numa moradia nova - 340 mt2.
    No entanto, e já na fase final da obra (após a as primeiras duas aplicações de tinta), todos os tetos apresentavam problemas de se verem as juntas/fitas.
    O problema é que tenho tetos com mais de 50 mt2 e com luz indireta, o que torna estes tetos um autentico pesadelo à noite.


    Apos contratação de uma NOVA equipa de pladur/pintura para solucionar o problema, e após barramento e lixa (em algumas divisões com +de 3 aplicações), o resultado mantem-se praticamente igual... como podem ver nas fotos.


    Segundo o que me foi explicado:

    foi efectuado - aplicação de massa + lixa (em alguns locais 3 x) + primário + pintura

    Alguém tem uma solução? ou só mesmo fazendo tudo de novo?


    Obrigado
      IMG_8162.jpg
      IMG_8161.jpg
      IMG_8158.jpg
  1.  # 2

    Mais uma foto, aqui já com a primeira de mão de tinta aplicada
      IMG_8164.jpg
  2.  # 3

    Isso só vai lá com barramento geral e bons artistas

    Avisou que ia ter luz indireta quando mandou fazer o tecto?
    Estas pessoas agradeceram este comentário: JRReis
  3.  # 4

    Reis, isso que aí tem é um crime. Plagiar a Lili Caneças num teto é crime de lesa majestade!😂
    Agora a sério. Quem lhe fez isso é só ligeiramente mais incompetente de quem foi fazer o concerto.
    Quando se fazem as sancas já se sabe que vai levar luz indireta, até porque os condutores elétricos já lá estão.
    Quando se vai remendar uma cagada dessas, a primeira coisa é abrir um buraco e ver que tipo de estrutura foi metida, para determinar o motivo dessas “ondulações”.
    Dir-se-á que criticar é fácil, mas deixarei apenas estas questões para ponderação:
    - que tipo de pendurais foram metidos? Se a esteira não estiver 100% nivelada e os pendurais não forem vareta de rosca nivelados a laser, o resultado pode ser esse.
    - as placas foram aplicadas perpendicularmente às calhas?
    - as rugas da Lili são característica de quem não sabe aplicar fita de papel...
    - as manchas devem-se às lixagens e reemassamentos, e as consequentes diferenças de capacidade de absorção das superfícies.
    Reis, lamento desiludi-lo, os vãos são consideráveis e por isso acho que (se estiver tudo assim) tem aí umas centenas de metros de teto para refazer.
    Só um mágico conseguiria corrigir isso. Acho que tem aí uma valente “cria”🤨😏
    Além de que, o Reis nunca mais vai conseguir tirar os olhos desses tetos em busca de deformações.
    Concordam com este comentário: RRoxx
    Estas pessoas agradeceram este comentário: RRoxx
  4.  # 5

    Colocado por: RicardoPortoIsso só vai lá com barramento geral e bons artistas

    Avisou que ia ter luz indireta quando mandou fazer o tecto?
    Estas pessoas agradeceram este comentário:JRReis


    Obrigado

    Sim... os responsáveis pela aplicação do pladur, sabiam exactamente que ia existir luz indirecta, tendo sido eles próprios a criar as zonas para aplicar os Leds

    O barramento geral foi o que já foi feito... e na realidade não vejo muita melhoria.
  5.  # 6

    Colocado por: KduvidasReis, isso que aí tem é um crime. Plagiar a Lili Caneças num teto é crime de lesa majestade!😂
    Agora a sério. Quem lhe fez isso é só ligeiramente mais incompetente de quem foi fazer o concerto.
    Quando se fazem as sancas já se sabe que vai levar luz indireta, até porque os condutores elétricos já lá estão.
    Quando se vai remendar uma cagada dessas, a primeira coisa é abrir um buraco e ver que tipo de estrutura foi metida, para determinar o motivo dessas “ondulações”.
    Dir-se-á que criticar é fácil, mas deixarei apenas estas questões para ponderação:
    - que tipo de pendurais foram metidos? Se a esteira não estiver 100% nivelada e os pendurais não forem vareta de rosca nivelados a laser, o resultado pode ser esse.
    - as placas foram aplicadas perpendicularmente às calhas?
    - as rugas da Lili são característica de quem não sabe aplicar fita de papel...
    - as manchas devem-se às lixagens e reemassamentos, e as consequentes diferenças de capacidade de absorção das superfícies.
    Reis, lamento desiludi-lo, os vãos são consideráveis e por isso acho que (se estiver tudo assim) tem aí umas centenas de metros de teto para refazer.
    Só um mágico conseguiria corrigir isso. Acho que tem aí uma valente “cria”🤨😏
    Além de que, o Reis nunca mais vai conseguir tirar os olhos desses tetos em busca de deformações.



    Obrigado pela resposta.

    Relativamente às questões:
    - teoricamente foram usados varetas de rosca nivelados com laser - NO ENTANTO, hoje verifiquei que há desníveis de 0,5 cm entre extremidades dos tetos.

    A equipa nova que veio tentar solucionar o problema, tem vindo a fazer barramento / emassamento + lixagem com foco de luz.
    No entanto, como podem verificar... o problema está longe de ser resolvido. As mesmas ondulações/depressoes, mantém-se.
    Mas aplicando uma regra perpendicular a estas faixas/ondulações, verifico que não há excesso de massa ou défice de massa.
    Parece-me que de facto, o problema é mesmo MANCHA.

    HÁ algum tipo de tinta (já percebi que MATTE ajuda), que possa minimizar isto?

    tendo já levado 1 de mão de tinta na ultima foto que apresento, sugere alguma coisa para tentar solucionar o caso?

    A unica solução é mesmo o "deitar tudo abaixo e fazer de novo??"

    Obrigado
  6.  # 7

    Tem 1 demão de tinta ou de primário? Qual a tinta e qual o primário?
    Concordam com este comentário: RRoxx
  7.  # 8

    Colocado por: RicardoPortoTem 1 demão de tinta ou de primário? Qual a tinta e qual o primário?


    1 demao de primario e 1 demao tinta

    .Sotinco primario aquoso

    . tinta -sotinco (não sei especificar com 100% de certeza, mas penso que é a SUPERMATE)

    Sugere alguma em especifico??

    Marca diferente?

    Obrigado
    •  
      jorgand
    • 3 novembro 2020 editado

     # 9

    Eu tive sorte, mas isso não é trabalho que se apresente.
    Ja vira alguém que lhe diga que quando se vai ao orçamento mais barato e no que dá.
    Quanto ao problema nao vai ser facil de resolver a 100 por cento, ja lhe pode dar os barramentos que der, pode e melhor um pouco mas sem fazer o teto de novo nunca vai ficar perfeito.
    A luz indirecta e um inimigo de tudo.
      received_789003505268045.jpeg
    •  
      RRoxx
    • 3 novembro 2020 editado

     # 10

    Isso só com barramento geral (ou substituição). O tecto está uma miséria se de facto tem essas diferenças todas.

    Qual o nível de acabamento pedido? O que lhe foi orçamentado?qual o espaçamento entre canais e qual a placa usada?
  8.  # 11

    Tenho o mesmo problema no meu pladur cá em casa, foi feito por um artista que se dizia muito bom, o barato sai caro, até tive que trocar a luz branca da sala por amarela para disfarçar um pouco. Dá-me um desgosto olhar para as paredes e tetos, é que nem me apetece estar a pagar a um profissional para remediar, só de pensar o pó que o pladur faz perco logo a vontade. É lidar com isto, enfim nunca mais me meto com pessoal conhecido do amigo
  9.  # 12

    Reis, peço desculpa mas não interpretei que a recuperação ainda só tinha 1 demão. E de facto as tintas mate favorecem o efeito visual quando há imperfeições.
    Quanto à marca que refere, não uso e como tal respeito a opção. Passe a publicidade praticamente só uso CIN.
    Não acho é que a solução passe só pela repintura.

    Está visto que a aplicação foi desastrada e desastrosa. Mas o que me está a fazer mais confusão é a segunda intervenção. Que avaliação fizeram, que intervenção sugeriram e que garantias de sucesso lhe deram, pois com os problemas que relata e são visíveis cada vez mais me convenço que a substituição teria sido a decisão mais acertada.
    O problema é que entretanto está a acumular gastos🤨
  10.  # 13

    Colocado por: Pedro.90Tenho o mesmo problema no meu pladur cá em casa, foi feito por um artista que se dizia muito bom, o barato sai caro, até tive que trocar a luz branca da sala por amarela para disfarçar um pouco. Dá-me um desgosto olhar para as paredes e tetos, é que nem me apetece estar a pagar a um profissional para remediar, só de pensar o pó que o pladur faz perco logo a vontade. É lidar com isto, enfim nunca mais me meto com pessoal conhecido do amigo
    Os problemas nestas coisas são quase sempre o preço baixo e a rapidez. Por isso existem várias máximas:
    - O barato sai caro
    - Depressa e bem há pouco quem

    Só que as pessoas não ligam, confiam, não procuram ter a noção prévia do que deve ser feito e como tal exigível, não acompanham a evolução da obra, etc...
    É claro que a principal responsabilidade é do profissional, mas há certos indicadores que devem por em alerta os DO.
    Concordam com este comentário: RRoxx
  11.  # 14

    Reis, esse gesso cartonado não tem empolamentos no papel? Há ali umas fotos em que parece que o papel estará descolado do gesso e cria uma espécie de bolha.
    O problema vai suavizar quando colocar os focos no tecto e perder o realce da luz da sanca.
  12.  # 15

    Onde é a obra e qual a marca do gesso cartonado?
  13.  # 16

    Colocado por: Vítor MagalhãesReis, esse gesso cartonado não tem empolamentos no papel? Há ali umas fotos em que parece que o papel estará descolado do gesso e cria uma espécie de bolha.
    O problema vai suavizar quando colocar os focos no tecto e perder o realce da luz da sanca.


    Não é empolamento... mantém-se estes excessos de massa após os 2 barramentos.
  14.  # 17

    Colocado por: RRoxxIsso só com barramento geral (ou substituição). O tecto está uma miséria se de facto tem essas diferenças todas.

    Qual o nível de acabamento pedido? O que lhe foi orçamentado?qual o espaçamento entre canais e qual a placa usada?


    o Barramento geral já foi feito, e as marcas mantém-se ( houve uma melhoria muito ligeira)...

    O que foi solicitado e orçamentado foi a realização de tetos novos em pladur, com a indicação das luzes indiretas.

    E acredite que não foi nada barato...
  15.  # 18

    Reis, se os profissionais que foram aí recuperar deram primário e mais tinta sem primeiro retirar/retificar esses "lombos", também não sabem o que andam a fazer (partindo do princípio que são outros...).
    E os pendurais, não estão teoricamente... Ou estão na prática ou não estão. Porque pode crer que foi aí que o seu problema começou.
    Não sei quanto já terá gasto ou quantos metros tem aí para executar, mas acho que chegou a altura de se "enervar", arrancar isso tudo fora e refazer.
    Mantém a estrutura e retifica o que tiver a retificar (espaçamentos e níveis). Só depois de estar tudo ao milímetro é que mete placas novas e de qualidade. Acabamento a condizer.
    Metade do custo, é MO e estrutura e essa fica. Meter placas, cintar e emassar é onde vai ter de reinsvestir.
    E retirar o gesso que aí está, claro!

    É uma opinião, mas acho que não vai ter alternativa.
    Concordam com este comentário: Vítor Magalhães
    •  
      RRoxx
    • 4 novembro 2020

     # 19

    Colocado por: JRReisE acredite que não foi nada barato


    Qualquer que tenha sido o preço, para o que aí está, foi sempre um balurdio.

    O seu pedido não ajuda, há vários níveis de acabamento no gesso cartonado... E um bom teste de despiste entre artistas
    Concordam com este comentário: Vítor Magalhães
  16.  # 20

    Sei de um caso, em q colocaram os pendurais (varões) a lazer com as peças para segurar as calhas, ao fim de um tempo aquilo começou a embaular tudo, qdo desmontaram o tecto viram q muitas das peças estavam soltas... o patrão desconfiou q tivesse sido um empregado a soltar as peças...

    Não estou a dizer q seja esse o caso aí, mas pode ter sido mal dimensionado, como já foi referido pelo Kduvidas...
 
0.0225 seg. NEW