Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boa tarde
    tenho um terreno com 85 hectares em conjunto com uns primos, sendo a parte deles 14 hectares, a questão que tenho é consigo fazer a partilha deste terreno?
    uma vez que eles não querem gastar para resolver a situação

    Obrigada
  2.  # 2

    Qual é o concelho.. é que existe unidade minima de cultura.. Não se pode retalhar as propriedades assim do pé pra mão.
    Mas contate um advogado/ solicitador da zona... Se for possivel eles tratam disso.
  3.  # 3

  4.  # 4

    Concelho de Odemira temos de achar 1/6 a que corresponde os 14 hectares dos outros interessados , sendo que os advogados de ambas as partes parece que não querem ter trabalho ... e eu não tenho os valores para adquirir estes 14 hectares
  5.  # 5

    Em Odemira, o minimo de unidade de cultura, sendo sequeiro/ florestal, é de 48ha.se for de regadio, são 4ha (se for inserido nas zonas rega da Associação de regantes)
    ... eventualmente se houvesse algum caminho publico a partir a propriedade.
  6.  # 6

    Obrigada
  7.  # 7

    Sendo assim será legalmente impossivel uma vez que a parte deles tem apenas 14 hectares , a minha dá pois ultrapassa esses 48 , no entanto nenhum de nós sabe qual a parte do terreno que pertence a quem
  8.  # 8

    Colocado por: hortenseo entanto nenhum de nós sabe qual a parte do terreno que pertence a quem

    È uma partilha indivisa, tem quota parte do imovel.Pronto.

    As parcelas resultantes, sendo sequeiro ou florestal, não poderão ser inferiores aos ditos 48ha... Qautno pagaraia a um advogado para este lhe dizer aquilo que eu escrevi?
  9.  # 9

    Colocado por: Pedro Barradas
    È uma partilha indivisa, tem quota parte do imovel.Pronto.

    As parcelas resultantes, sendo sequeiro ou florestal, não poderão ser inferiores aos ditos 48ha... Qautno pagaraia a um advogado para este lhe dizer aquilo que eu escrevi?
    100€ pelo menos
  10.  # 10

    Bom dia
    Obrigada pela sua disponibilidade!!!
    Veio confirmar que será realmente uma questão impossível de se resolver, sendo que eu não estou interessada em comprar a outra parte nem eles querem investir para que de alguma maneira se possa resolver esta questão
  11.  # 11

    a propriedade está situada em que freguesia?
    A opção, assim sendo é colocar a propriedade à venda?
  12.  # 12

    Está na Freguesia de são Teotónio
    eles querem vender a parte que lhes pertence sim
    Mas eu não quero vender a minha parte
    na altura até os advogados de ambas as partes sugeriram que se fizesse a escritura noutro concelho, pois parecem ser uma prática comum
    Obrigada pela sua atenção
  13.  # 13

    Colocado por: hortensena altura até os advogados de ambas as partes sugeriram que se fizesse a escritura noutro concelho, pois parecem ser uma prática comum

    Hahah.. que parvoice/ aldrabice. Escritura do quê, se o predio é indiviso!!! teriam antes de efectuar o destaque!!!
  14.  # 14

    um destaque? sendo assim é possivel resolver este berbicacho
  15.  # 15

    Era se... as parcelas resultantes... sejam igual ou superior aos 48ha.
    Se calhar não fui explicito nos meus escritos...

    PS: essa propriedade tem algum urbano?
  16.  # 16

    tem uma ruina
    obrigada de qualquer maneira já vi que será dificil ou impossivel pois eles querem vender e eu não
    a outra parte não quer gastar apenas lucrar
  17.  # 17

    Sabe isso só analizando o caso, tendo o urbano, e com a devida valorização dessas "partilhas" ver o que se consegue fazer... ou não.
    Se precisar do contacto de um advogado, aqui de perto ( da zona) que tem algum traquejo com situações destas, diga.
  18.  # 18

    Obrigada
    • ktm333
    • 10 Novembro 2020 editado

     # 19

    Colocado por: hortenseeles querem vender a parte que lhes pertence sim

    Colocado por: hortenseMas eu não quero vender a minha parte

    Tem o problema "resolvido" se comprar a parte deles, tenho alguns na mesma situação, mais pequenos, mas os outros não querem vender e eu não tenho como separar...
    Colocado por: hortensetem uma ruina

    Analizando bem a situação, poderá efetuar um destaque, fica uma parte urbano(paga mais IMI) mas já permite efetuar o destaque da sua parte
    Concordam com este comentário: Pedro Barradas
  19.  # 20

    Se fizer um destaque de 14 ha, passa a ter um prédio urbano (de terreno para construção) com 14 ha. Não queira sequer imaginar o IMI que vai pagar...

    Se existir uma divisão natural, será melhor recorrer a um processo cadastral para dividir os prédios.

    Caso não exista, e de forma a resolver a situação, dê entreda de um processo para "Divisão de Coisa Comum", em que as partes são OBRIGADAS a vender a sua parte, comprar a do outro ou vender a totalidade do imóvel.

    Para estes assuntos, recorra sempre a um Solicitador...
    Estas pessoas agradeceram este comentário: hortense