Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boa tarde
    Calculo que este tema seja recorrente e já procurei aqui respostas, mas de forma a ficar esclarecida coloco aqui algumas questões. Agradeço desde já a ajuda possível!

    Tenho um moradia térrea, pequena, que sendo uma construção antiga duvido que tenha levado algum tipo de isolamento. O acesso às paredes exteriores mais expostas não é fácil e neste sentido, procurando soluções sem elevados custos e obras, pretendo isolar duas paredes interiores (um L). o isolamento que pretendo fazer é sobretudo térmico, mas tem em vista, também, algum tipo de proteção anti humidade. Não existem sinais visíveis de infiltrações, mas por vezes, por não ser diariamente utilizada e ventilada, aparecem manchas.
    O espaço útil é pequeno e por isso queria retirar o menos espaço possível no que adicionar de isolamento.

    As paredes são rugosas e o que pensei fazer foi colocar wallmate (ifoam) 4cm + pladur hidrofugo. Se fizer uma estrutura para o pladur retiro quase 10 cm, por isso aqui vai a primeira questão: é possível com massa de agarre colar o wallmate à parede e o pladur ao wallmate? Estamos a falar de vários painéis inteiros (250x120cm). Ou em alguns sítios poderia colocar alguns parafusos para perfurar o pladur ao wallmate até à parede? Que solução posso ter neste caso?

    Outra questão:
    Reparei que existem painéis de pladur e EPS (os chamados FIBRO-TERM) que funcionam desta forma, de colagem directa à parede. Estes painéis funcionam termicamente tão bem quanto o wallmate? E no caso de humidade, será que sendo pladur normal não poderei ter o aparecimento de manchas nas placas?

    Obrigada e cumprimentos!
  2.  # 2

    Angela, como sempre e como é óbvio, seria importante haver aqui umas fotografias para se vêr as patologias que aí tem e poder aconselhar.
    A solução que aponta (walmate + pladur) é incorreta. A solução de gesso cartonado agregando EPS e mediante colagem poderá ser solução mas só mediante análise.
    O ideal seria montar estrutura encostada à parede e a partir daí trabalhar os isolamentos consoante as necessidades diagnosticadas, para finalizar com gesso cartonado (pladur) adequado.
    Uma questão. Quem é que vai fazer esse trabalho? É algum profissional ou é self made?
    Concordam com este comentário: nunos7
  3.  # 3

    Vou tirar fotos para colocar aqui.
    Entre essa solução do fibro-term e optar por lã de rocha com a devida estrutura e pladur, é grande a diferença? Calculo que sim mas se me puderem explicar agradeço.
    Lã de rocha só coloca dúvidas pelo facto de ler aqui algures que em contato com água poderá perder a sua função. Como disse, não vejo nenhuma infiltração mas se se desenvolver ficarei na dúvida depois da colocação. E a lã como é que é fixa? Só é encaixada entre montante e canal?
    Respondendo à sua pergunta, será self-made.
  4.  # 4

    A aplicação da placa com EPS é mais simples, mas a probabilidade de ter um resultado final “às ondas” é grande mesmo estando as paredes bem direitinhas. Além disso se surgirem problemas de humidade violentos como a água que tanto receia, não pense que desaparece. Ela vai na mesma escorrer e concentrar-se no fundo da parede.
    Quanto à lã, com uma estrutura bem feita e pode fazer a partir de 48mm, se necessitar de aplicar aplicar uma barreira para vapor o sistema é mais adequado face à colagem, além de a consistência da estrutura canal/montante se for bem executada permitir à priori uma aplicação mais homogénea das placas.
    Ambas são possíveis o sistema é que é diferente. Tente ver tutoriais no YouTube sobre estas variantes.
    Mais do que isto é difícil “palpitar”.
  5.  # 5

    Também pode montar o pladur com o m-systems. Deve conseguir menos que os 48mm, mas quanto menos, menor o isolamento...
    Concordam com este comentário: builderspassive