Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boas, a ver se me conseguem ajudar neste assunto.

    Tenho uma fração de garagem num prédio em que todas as garagens são em box e todas sem energia (grande parte com puxadas das lâmpadas do corredor para ter luz).

    Como pretendo comprar um carro eletrico, surgiu então as questões de colocar uma tomada dentro da garagem.

    Falei com empresa que gere o condomínio, indicando que pretendia fazer a puxada do quadro de energia do condomínio com o devido contador, e fazer o pagamento da energia que consumisse, como me foi indicado pelo meu eletricista.

    Ora bem, a empresa diz-me que não é viável, porque se houver outro que queira fazer o mesmo, então o quadro não aguenta e sugeriu a instalação de um quadro mesmo da EDP.

    Por mim tudo ok, mas a questão é a seguinte, isto não irá colocar uma série de problemas/trabalhos pra me fazerem isto?

    O que me podem dizer sobre os procedimentos para tal e uma ideia de custos?

    So tenho mesmo essa fração, não moro no prédio em causa.
  2.  # 2

    Falei com empresa que gere o condomínio, indicando que pretendia fazer a puxada do quadro de energia do condomínio com o devido contador, e fazer o pagamento da energia que consumisse, como me foi indicado pelo meu eletricista.


    Penso que não será possível.
    O condomínio não pode fazer concorrência às empresas de comercialização de energia.
  3.  # 3

    Colocado por: Riscador

    Penso que não será possível.
    O condomínio não pode fazer concorrência às empresas de comercialização de energia.


    Então, mas se não pode fazer concorrência, pra que serve isto da EDP https://www.edp.pt/particulares/servicos/mobilidade-eletrica/solucoes-para-condominios/

    A meu ver vai dar ao mesmo, digo eu.
  4.  # 4

    Penso que eles é que lideram o processo. Inclusivé tem previsto a solicitação de auditoria.
    Mas a minha opinião é apenas baseada pelo senso comum. Pode ser que apareça alguém mais bem informado.
  5.  # 5

    Colocado por: FreakdahouseA meu ver vai dar ao mesmo, digo eu.

    Como funciona isso?
  6.  # 6

    Colocado por: RiscadorPenso que eles é que lideram o processo. Inclusivé tem previsto a solicitação de auditoria.
    Mas a minha opinião é apenas baseada pelo senso comum. Pode ser que apareça alguém mais bem informado.


    Não digo que não, mas no fim acaba por ser apenas um contador que faz o cálculo automático, no fim pago na mesma aos condomínios.

    Não me importava de algo assim, mas lá está, quem trata disso já tem de ser os condominios e não eu, e por aí também não devo ir a lado nenhum.
  7.  # 7

    Colocado por: nielsky
    Como funciona isso?


    Segundo me parece é um contador que manda diretamente os resultados e contas para os condominios.
  8.  # 8

    É possível ligar ao quadro de serviços comuns. A instalação deverá ser executada segundo as regras indicadas no Guia Técnico das Instalações Elétricas para alimentação de veículos elétricos.

    Quando o Ramal do quadro de serviços comuns estiver esgotado, deverá proceder-se ao aumento de potência. Em alternativa deverá ser instalado um sistema de controlo de carga.

    As box que fala são individuais? Na caderneta predial está indicado alguma sobre essa box? Caso esteja, a alimentação deveria partir do quadro da fração que lhe pertence.
  9.  # 9

    Penso que terá a resposta aqui: https://www.edp.pt/particulares/apoio-cliente/perguntas-frequentes/pt/solucoes-sustentaveis/mobilidade-eletrica/veiculo-eletrico-posso-carregar-um-veiculo-eletrico-em-casa/faq-19131/

    Consulte a secção "Lugar de estacionamento em espaço partilhado de uso exclusivo". Resumidamente, o meu entendimento é que, desde que seja tecnicamente possível instalar uma wallbox, o condomínio não se pode opor. Os custos de energia são imputados ao contador da sua fração.
  10.  # 10

    Eu penso que é de estudar a hipótese de ligar a tomada à sua fração. É muito provável que possa ter custos superiores a puxar do condomínio, mas uma ligação à sua fração não só permite ter maior controlo sobre o seu tarifário (incluindo poder optar por bi ou tri-horário, por exemplo), como também a longo prazo pode evitar problemas de disponibilidade de potência, já que há uma forte possibilidade do ramal que alimenta o prédio não permitir aumento de potência a partir de um determinado valor, e a surgirem mais interessados em carregar os seus carros, pode não chegar para todas as encomendas. Já li de casos em que isso acontece. E como em princípio o carregamento dos carros ocorre na altura em que há menos consumo da casa, sem alterar a potência da fração consegue-se cumprir os dois objectivos (alimentar a casa e o carro) sem por em causa a disponibilidade de potência do local.
    Concordam com este comentário: Riscador
  11.  # 11

    Colocado por: BigmouseÉ possível ligar ao quadro de serviços comuns. A instalação deverá ser executada segundo as regras indicadas no Guia Técnico das Instalações Elétricas para alimentação de veículos elétricos.

    Quando o Ramal do quadro de serviços comuns estiver esgotado, deverá proceder-se ao aumento de potência. Em alternativa deverá ser instalado um sistema de controlo de carga.

    As box que fala são individuais? Na caderneta predial está indicado alguma sobre essa box? Caso esteja, a alimentação deveria partir do quadro da fração que lhe pertence.


    As box são individuais, e sim, tenho uma caderneta predial só dessa fração (garagem). Não tenho mais nada nesse prédio.

    Colocado por: MarcoMFPenso que terá a resposta aqui:https://www.edp.pt/particulares/apoio-cliente/perguntas-frequentes/pt/solucoes-sustentaveis/mobilidade-eletrica/veiculo-eletrico-posso-carregar-um-veiculo-eletrico-em-casa/faq-19131/

    Consulte a secção "Lugar de estacionamento em espaço partilhado de uso exclusivo". Resumidamente, o meu entendimento é que, desde que seja tecnicamente possível instalar uma wallbox, o condomínio não se pode opor. Os custos de energia são imputados ao contador da sua fração.


    O problema reside no contador, só tenho mesmo a box nesse prédio.
  12.  # 12

    Colocado por: Freakdahouse
    O problema reside no contador, só tenho mesmo a box nesse prédio.


    A sua morada e a sua garagem são em prédios diferentes?
    Então assim só mesmo usando energia comum.
  13.  # 13

    Colocado por: ruicarlov

    A sua morada e a sua garagem são em prédios diferentes?
    Então assim só mesmo usando energia comum.


    O meu problema é mesmo esse, daí colocar a hipótese da instalação do serviço da EDP na própria garagem.

    Sinceramente as chatices que isto já está a dar, começo a colocar de parte a compra de um carro eletrico.
  14.  # 14

    Colocado por: ruicarlov

    A sua morada e a sua garagem são em prédios diferentes?
    Então assim só mesmo usando energia comum.


    Penso que será assim, mas o os consumos da wallbox serão facturados à parte:

    "A solução carregamento EDP para condomínios consegue identificar e controlar os acessos ao carregador e fazer automaticamente qualquer acerto de contas entre o condómino e o condomínio."

    Provavelmente implicará fazer um novo contrato...
  15.  # 15

    Uma vez instalado um carregador da garagem do seu condomínio, ligado ao quadro de serviços comuns, será necessário acordar com a administração do seu condomínio de que forma será feito esse acerto de contas face ao consumo realizado ao carregar o seu veículo elétrico que será refletido na fatura de eletricidade do condomínio.

    A solução carregamento EDP para condomínios consegue identificar e controlar os acessos ao carregador e fazer automaticamente qualquer acerto de contas entre o condómino e o condomínio.


    Bem aqui a própria EDP diz que o acerto pode ser feito com o condomínio.
  16.  # 16

    Colocado por: Freakdahouse
    Bem aqui a própria EDP diz que o acerto pode ser feito com o condomínio.


    É possível. Talvez a fatura discrimine os consumos comuns dos consumos da fração... É ligar para a EDP e questionar.
  17.  # 17

    Colocado por: MarcoMF

    É possível. Talvez a fatura discrimine os consumos comuns dos consumos da fração... É ligar para a EDP e questionar.


    Já liguei com eles, mas também pouco sabem explicar. Enfim...
  18.  # 18

    Talvez a Edp lhe instale um contador numa das paredes da sua garagem (uma vez que tem caderneta predial do estacionamento) fazendo uma puxada a partir da rede geral que abastece o predio, veja e pondere bem são os custos disso. Só de aluguer de contador e da potencia contratada se calhar vai pagar mais do que o q paga de condominio do parqueamento.

    Eu por acaso tenho um parqueamento em condições parecidas às suas, tb. Num predio onde só tenho o parqueameto.
  19.  # 19

    Peça para consultar o projecto eléctrico do edifício e em conjunto que um eng electrotecnico verifique a possibilidade de executar um ramal só para a sua box, a partir do quadro de colunas ou caixa de colunas.

    Obiviamente esse processo será mais caro do que alimentar a partir do quadro de serviços comuns. Essa situação deveria ser levada a reuniao de conduminio. Não é a empresa de gestão de condomínio a decidir o quer que seja. Desde que está disponível para pagar as alterações que sejam necessárias, não vejo qualquer problema. Se no futuro houver mais alguém a querer ligar um carro eléctrico, existem soluções para repartir a potência disponível.
  20.  # 20

    Pode pedir á EDP a instalação de um ramal próprio. Um amigo meu fez isso numa garagem na Parede e custou quase 1000€. Mas depois de ler as soluções que a EDP apresenta para condomínios já não parece tão caro. E não sei se é "obrigatório" o condomínio fornecer energia.
    Mas se vai comprar um carro eléctrico novo também não é por mais 1K sobre 40 ou 50K que vai alterar o negócio. Umas jantes mais bonitinhas custam mais do que isso.