Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Bom noite,

    Venho solicitar a vossa ajuda no seguinte assunto:
    Tenho uma garagem cujo acesso é feito através de um logradouro situado num plano inferior ao arruamento de 1,30 m aproximadamente em relação á garagem.
    A configuração do arruamento público que liga ao logradouro tem uma pendente cerca de 15 cm, como tal as águas pluviais oriundas da via pública confluem em direcção a rampa descendente.

    Até á semanas existia um sumidouro que recolhia as águas pluviais, como constatei que estava cheia de lixo, visto nunca ter tido manutenção por parte dos serviços, dei-me ao trabalho de o limpar, na esperança que com a limpeza as águas drenassem melhor, mas tal não aconteceu. Sempre que chove fico com a garagem cheia de água e como o sumidouro não escoa as águas da rua escorrem todas para a minha garagem.

    Informei os Serviços desta situação e depois de muita insistência, deslocaram-se ao local várias vezes, mas nunca conseguiram resolver a situação. Então resolverão abrir uma vala junto ao sumidouro no intuito de indagar o que se passava, constataram que a conduta do sumidouro que liga a uma caixa de reunião, estavam completamente colmatadas de terra, não só as condutas como a caixa de reunião. Então os serviços alegando que a caixa de reunião não tinha ligação a lado nenhum, eliminaram estes órgãos (sumidouro e caixa), fecharam a vala, repavimentaram o espaço de intervenção e deram como concluídos os trabalhos. Falta referir que nos Serviços não constam estes órgãos no cadastro.

    A caixa de reunião recebe as águas do sumidouro e as águas vindas da garagem (cobertura e pavimento do logradouro). Ora como a caixa de reunião e as condutas vindas da garagem estavam completamente colmatadas não podia haver escoamento das águas.

    Falta enumerar que na rua actualmente não existe nenhum sumidouro ou sarjeta para drenar as águas pluviais e também não existe condutas de pluviais.
    Devido a configuração do arruamento e com uma pequena precipitação as águas confluem em direcção á rampa de acesso a garagem ficando a garagem inundada.

    Ora sem poder descarregar as águas pluviais oriundas da cobertura da garagem e da rampa e a inexistência de sistema pluviais públicos, como vou resolver esta situação?

    A questão é o seguinte terei eu de receber as águas publicas?

    Junto duas imagens, uma Planta e um Corte para melhor percepção.
      Corte_Garagem.jpg
      Planta.jpg
  2.  # 2

    Ninguém dá uma ajuda sobre a questão?
  3.  # 3

    As aguas do arruamento não podem ir para a sua propriedade. se tiver prejuízos é contactar a seguradora e policia e passar os custos para o município, pode ser que assim façam algo.
  4.  # 4

    Colocado por: ArmaleNinguém dá uma ajuda sobre a questão?
    tenha calma, o povo trabalha. nem sempre ha por aqui alguem.
  5.  # 5

    As águas do arruamento não podem ir para a sua propriedade

    Obrigado pela ajuda “Tviegas”.
    Esta também é o parecer, mas tenho que estar mais convicto disso.
  6.  # 6

    Alguém anda por aqui?

    Então miguem dá uma ajuda!
  7.  # 7

    Abre uma valeta em todo o comprimento do seu portao e coloca uma grade para recolher as aguas. Depois tem de ver para onde é possivel conduzir a agua.
    Coloque uma foto da sua entrada e do caminho publico.
  8.  # 8

    Abre uma valeta em todo o comprimento do seu portão e coloca uma grade para recolher as aguas.

    Obrigado Sr. "Sirruper", pois se isso fosse tão simples como isso!
    Acontece que como tinha já sobre descrito, não tenho para onde descarregar as águas.

    Terei eu de receber as águas publicas?

    Com é pedido, junto anexo uma foto recente do espaço talvez seja mais esclarecedor.
      DSCN6446_A.jpg
  9.  # 9

    Boa tarde

    Este assunto das águas "publicas" é um problema que também me afeta.
    No local onde tenho a moradia é uma zona com inclinação e a pendente é em direção ao meu terreno/casa.
    Não sendo ainda uma estrada alcatroada, na altura da construção o passeio ficou cerca de 15cms acima do nível da estrada à altura. Acontece que com o passar dos anos e com a colocação de britas pelas junta de freguesia na estrada esses 1cms resumem-se agora a 2/3 cms e quando a água vem com força entra-me pelo quintal a dentro. Já pedi uma visita pela junta de freguesia e enviaram dois/três trabalhadores para verem a situação. Ao olharem para a questão a resposta deles foi: é a inclinação natural dos terrenos e você tem que "levar" com as águas que vêm de cima. Perguntei se fosse à porta dele ou da presidente da junta se ia responder o mesmo: calou-se. Estou para fazer uma exposição do caso à CM da minha zona. As juntas de freguesias só servem para responder ao amigos de quem lá está... inoperância total. Não falo por acaso. Já tive duas situações que tive que recorrer a queixas diretamente na CM pois a junta não fazia nada: ausência de luz publica e estrada/valetas com falta de manutenção. As "desculpas" são sempre as mesmas: não temos máquinas, material ou recursos. Acontece que uma das vezes ao falar com o eng. da CM, verifiquei que até tinham tido acesso a máquinas e material, mas utilizaram-no noutros fins. Resultado: queixa na CM e recebi passado poucos dias uma chamada de um vice da junta, furioso por ter sido chamado à atenção pela CM: apenas lhe respondi que se fizesse o seu trabalho nada disto tinha acontecido. Com isto não ganho amigos na JF mas pelos caminhos certos hoje estaria tudo igual.
  10.  # 10

    A junta de freguesia tem de criar zona de escoamento dessas aguas. Isso nao parece dificil para a junta. Parece ser numa zona alta.
  11.  # 11

    Boas tarde!
    Obrigado por todas as opiniões.
    Como o "Srruper" sugeriu, hoje terei uma reunião com o Sr. Presidente da Junta, para lhe expor mais uma vez o problema que me está a afectar.
    Logo que tenha algum andamento sobre o assunto, manifestarei aqui.

    Obrigado a todos mais uma vez.
  12.  # 12

    Boa noite a todos,

    Tive a reunião com o Sr. Presidente da Junta, ele também confirmou que não teria que receber as águas proveniente da via publica, vai tentar reunir com os serviços da águas e saneamento, para arranjar uma solução provisória.

    Vou ficar a aguardar pelo o resultado de esta reunião.

    Não sei se o presidente da junta vai conseguir uma solução satisfatória.
    Concordam com este comentário: trans
  13.  # 13

    Não percebi a fotografia.
    Não dá para colocar uma soleira na sua entrada?
  14.  # 14

    Como o "nunogouvei" pediu aqui vai mais uma foto.
    Espero que seja mais esclarecedora.
    Obrigado!
      IMG_20201019_142641_A.jpg
  15.  # 15

    A foto em cima é notório o desenvolvimento do lancil a direita a inclinação, com a pendente para o portão.