Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Bom dia,
    Estou numa situação que já tenho o CPCV assinado de um imovel com duas frações em que uma delas está arrendada (direito de preferência da inquilina falhou) com contrato de renda supostamente até ao início do deste mês, mas a inquilina recorreu a lei Covid da proibição de cessação dos contratos de arrendamento até 30 de Junho, assim sendo só no próximo mês pode ser enviada a carta registada de aviso por parte do proprietário à inquilina e neste caso terá 4 meses para sair. Vou recorrer a financiamento bancário, para segunda habitação, neste caso poderá haver problemas na cedência de crédito? se efetivar a compra com a inquilina, e caso não colabore com a saída existe muitos custos associados? qualquer ajuda/sugestão é bem vinda e obrigado
    • RCF
    • 8 Junho 2021

     # 2

    Independentemente da venda do imóvel, o contrato de arrendamento é alheio a esse negócio e mantém-se.
    Se isso é importante na cedência de crédito para habitação secundária? Não. Poderia ser se fosse para HPP, mas para habitação secundária, não.
    Se pode ter custos associados para desocupar o imóvel? Pode, nomeadamente com advogado
    Estas pessoas agradeceram este comentário: drcc20
  2.  # 3

    Obrigado pela resposta, digo isso porque na avaliação o avaliador do imovel e banco podem colocar problemas visto não estar livre de encargos aquando a escritura... não tenho a certeza, mas vou informar a esse respeito.
    Sei que cada caso é um caso, mas colocando isso na pior da hipóteses, um processo de despejo pode demorar quanto tempo?
    • RCF
    • 8 Junho 2021

     # 4

    Colocado por: drcc20na avaliação o avaliador do imovel e banco podem colocar problemas visto não estar livre de encargos aquando a escritura...

    Ainda se fosse uma daquelas rendas antigas, de poucos euros. Sendo uma renda e contrato atual, não há problema para a avaliação

    Colocado por: drcc20Sei que cada caso é um caso, mas colocando isso na pior da hipóteses, um processo de despejo pode demorar quanto tempo?

    Pois, isso já é mais incerto. Pode demorar meses ou mais de um ano
    Estas pessoas agradeceram este comentário: drcc20
  3.  # 5

    Julgo que um imóvel com rendimento até pode ser considerado um plus pelo banco nesse caso.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: drcc20
  4.  # 6

    Em termos de avaliação bancária o imóvel estar alugado é diferente do q estar devoluto ... pode beneficiar ou não , depende de vários factores .

    Em termos de custos terá garantidamente mais não seja para o advogado ...

    Em termos de tempo , já vi de tudo... meses até anos , depende da má fé das pessoas .

    Cumprimentos
    Estas pessoas agradeceram este comentário: drcc20