Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boa tarde,
    Venho por este meio pedir ajuda para esclarecer umas questoes relacionadas com herança.
    Tenho varios irmaos de parte de pai de relacionamentos diferentes, e ja nao tenho contacto com o meu pai nem com os meus irmaos a cerca de 25 anos.
    Um amigo do meu pai contactou me e referiu que o meu mau pai poderia ter falecido visto que ele ja andava a muito tempo a tentar contacta-lo e sem sucesso pois so se comunicavam pelo telefone.
    Eu nao sei onde mora o meu pai nem os meus irmaos nem esse senhor que me contactou (visto que só se contactavam pelo telefone).
    Eu como suposto herdeiro e registado como filho do meu pai serei avisado caso tenha acontecido falecimento por algum orgasnismo ou entidade?

    Obrigado.
  2.  # 2

    Avisado não é, mas se quer ter a certeza se o seu pai faleceu dirija-se a uma conservatória do registo civil. Em caso de falecimento o cabeça de casal tem que entregar a declaração de bens nas finanças e tem que apresentar os nomes, moradas e identificação de todos os herdeiros. Além de outras burocracias......
    Estas pessoas agradeceram este comentário: joaq rib
  3.  # 3

    Boa tarde, A.Madeira
    A única informação que tenho é que o meu pai juntou se com outra senhora a 25 anos e acho que nunca referiu que eu existia a sua nova família.
    Ou se informou a companheira e a filha que eu existia ,eu não sei a morada deles e eles não sabem a minha .
    Também pode haver o cenário de a senhora não querer me mencionar como herdeiro no registo civil ou nas finanças quando for reclamar os bens da herança.
    É possível eu nunca ficar a saber?
    Ou nas finanças eles confirmaram se existe mais alguém possível beneficiário.
    Confuso.
  4.  # 4

    Se a Viúva não tiver conhecimento que você existe, naturalmente ela vai fazer a habilitação de herdeiros, com os herdeiros conhecidos, portanto você é que vai ter que dar à perna, conservatória saber data do óbito, finanças saber se foi feita relação de bens e quem são os herdeiros e saber, se deixou algum bem, se não deixou nada, nem vale a pena perder tempo.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: joaq rib
  5.  # 5

    Peço desculpa se eu bem entendi a senhora se entender que não me deve mencionar na partilha dos bens eu devo ficar de braços cruzados e nao fazer nada?!
    Pelo que informaram tanto as finanças quando a senhora for reclamar tudo para nome dela é da filha eles devem verificar se existem filhos agregados …pois omitir factos traz consequências mais tarde se for o caso.
    Soube hoje que a senhora sabe que existem mais filhos.
    Por isso ela sabe .
  6.  # 6

    É lindo de ver esta preocupação de um filho pela saúde e bem estar do pai. É o que me faz sentir esperança no futuro da humanidade.
    Concordam com este comentário: Vítor Magalhães, quim.beto, mmarinho
  7.  # 7

    Sr.rjmsilva
    Peço desculpa
    Mas não comente o que não sabe há muitos pensadores pelo mundo fora mas pensam para os outros não para eles próprios.
    O meu pai teve vários relacionamentos com outras mulheres onde nasceram vários filhos .
    No relacionamento que teve com a minha mãe que foram 23 anos de violência doméstica onde a minha mãe levava porrada por dizer aquilo que pensava onde o meu pai chegou a bater a minha mãe a frente de amigos e vizinhos e também a mim onde ele queria atirar a minha mãe pela janela onde foram os vizinhos que o travaram e chamaram a polícia.
    Onde havia ameaças se a minha mãe fosse fazer queixa à polícia onde a minha mãe aguentou toda essa violência por medo .
    Até que um dia a minha esteve muito mal derivado a uma valente soba decidiu apresentar queixa com testemunhas e foi a tribunal onde foi meramente multado e veio para casa fazer mesmo.
    Estes episódios não são fáceis de apagar ou lidar com eles.
    E também tive conhecimento que fez o mesmo as outras mulheres quando estava junto.
    Ele foi uma pessoa que nunca me ajudou com nada não dava um carinho não brincava comigo em pequeno.
    Ja tive pessoas chegadas que me disseram vai lá buscar o que é teu por direito como paga de todo sofrimento que ele te fez passar a ti e a tua mãe e outras que aconselharam a não mexer mais nisto não tocar em dinheiro de sofrimento e deixar estar e fechar o livro.
    Por isso com todo respeito não fale do que não sabe.
    Vou ser honesto …tenho um lado meu que quer justiça e tenho outro lado que não quer ter nada a ver com dinheiro que não é abençoado
    Mas eu tenho direito a decidir por mim .
  8.  # 8

    Não sabe onde vivia o pai mas está interessado na herança…
  9.  # 9

    Colocado por: Luis81Não sabe onde vivia o pai mas está interessado na herança…

    Sabe senhor Luís81 quero lhe agradecer pela sua opinião.
    Tomei a minha decisão; não me vou envolver em nada.
    Não está correcto da minha parte correr atrás de dinheiro e bens que não são abençoados.
    No fundo o meu pai só foi pai de nome.
    Obrigado
  10.  # 10

    Colocado por: joaq rib
    Sabe senhor Luís81 quero lhe agradecer pela sua opinião.
    Tomei a minha decisão; não me vou envolver em nada.
    Não está correcto da minha parte correr atrás de dinheiro e bens que não são abençoados.
    No fundo o meu pai só foi pai de nome.
    Obrigado

    Apesar de tudo é um direito seu se assim entender. Esqueça as bocas foleiras de alguns pseudo moralistas que por aqui andam, faça o que a sua consciência mandar.
    Concordam com este comentário: ricardomendes, azwsedcrfv, Sonia7
    Estas pessoas agradeceram este comentário: joaq rib
  11.  # 11

    Agradeço a todos pelos comentários positivos e pelos comentários negativos.
    Além de já ter tomado a minha decisão que é de não ir a procura de receber herança alguma e fechar o livro.
    Aviso as pessoas que se apressam a julgar e dar opiniões negativas em tom de ironia e sarcasmo, são responsáveis por esses opiniões pois essas opiniões poderiam ditar o caminho ou o futuro de alguém que precisa de ajuda e se expõem.
    Depois de eu partilhar o que vivi junto com o meu pai e o que a minha mãe passou durante dezenas de anos os senhores ou senhoras que me criticaram já não fizeram mais comentários …pois até eu hoje não consigo ver o meu pai como um bom ser humano talvez eu esteja bloqueado pelos episódios negativos que vivenciei.
    Por isso cuidado !
    No meio de críticas e sujestoes eu consegui perceber e decidir.
    Sem mais
    Mais uma vez obrigado saúde.
    Concordam com este comentário: Sonia7
  12.  # 12

    Joaq rib,
    A temática Família com as suas variantes, com todo o seu contexto, é sempre um assunto delicado.
    É fácil emitir uma opinião, especialmente se não se souber todos os dados. No geral, somos rápidos a criticar e lentos a acolher, a saber ouvir, a ouvir mais do que o que nos dizem directamente.

    Difícil gerir sentimentos, expectativas, dores e, ainda, perceber qual o caminho mais acertado.

    Quem sabe do convento é quem lá está dentro! - costuma dizer-se.

    Há distancias imensas que num salto se transpõem. E há pessoas ao nosso lado em que percorrer centenas de quilómetros não eram suficientes para as alcançar.
    Há pessoas que viverão sempre dentro do coração e da cabeça, até depois da morte, com o seu bom e com o seu mau - tal e qual com a ambiguidade que tão bem referiu.
    Saúde!
    Concordam com este comentário: joaq rib, azwsedcrfv
  13.  # 13

    Nao deixa de ter os seus direitos. Vá e faça-os valer....
  14.  # 14

    Colocado por: BondiNao deixa de ter os seus direitos. Vá e faça-os valer....


    E deveres, vá e exerça-os.
  15.  # 15

    Infelizmente em Portugal poucos sabem os seus direitos e deveres e igualdade e iquidade no mundo. Eu no máximo só queria dizer um olá aos irmãos mas lá está depende das vivências de cada 1😉
  16.  # 16

    Colocado por: rjmsilvaÉ lindo de ver esta preocupação de um filho pela saúde e bem estar do pai. É o que me faz sentir esperança no futuro da humanidade.
    Concordam com este comentário:Vítor Magalhães,quim.beto,mmarinho


    Não somos ninguém para julgar.
    Quem está no convento é que sabe o que lá vai dentro.

    Provavelmente este pai nunca contribuíu ou quis fazer parte da vida do filho. Isso já é o dramático o suficiente.

    Se houver alguma coisa que possa ir buscar, vá! Todos faríamos o mesmo.
    Quem disser o contrário é hipócrita. Ou ainda bem que não precisa.
    Concordam com este comentário: ricardomendes, Bondi
  17.  # 17

    Colocado por: Palhava

    Não somos ninguém para julgar.
    Quem está no convento é que sabe o que lá vai dentro.

    Provavelmente este pai nunca contribuíu ou quis fazer parte da vida do filho. Isso já é o dramático o suficiente.

    Se houver alguma coisa que possa ir buscar, vá! Todos faríamos o mesmo.
    Quem disser o contrário é hipócrita. Ou ainda bem que não precisa.


    O Adro já tinha dito 😁!
    Não tinha lido...
  18.  # 18

    :)
    Colocado por: Palhava
    O Adro já tinha dito 😁!
    Não tinha lido...
 
0.0220 seg. NEW