Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Bom dia pessoal necessito da vossa ajuda por favor a ver se explico bem tenho termo acumulador da fagor FLEX DUO 7 há dois anos sempre a funcionar bem, porém como dou mesquinhas e gosto de ter as coisas o mais perfeito possível acrescentei após o contador uma válvula de regulação da caleffi com manómetro, esta está regulada para 3 bares.
    Agora cada vez que uso água quente o termo até atingir a temperatura programada quer seja 90,65,70,80 a mesma pinga pela válvula de segurança da caleffi até atingir a temperatura depois pára de pingar, cada vez que uso água quente repete o processo, se retirar a válvula de regulação da pressão da água após o contador já não pinga, como costumo dizer não me acredite em bruxas mas que as há há.
    Outro pormenor importante se tiver qualquer torneira aberta em casa o manómetro marca 3 bares, se não houver consumo em casa o manómetro mostra valores diferentes tipo 4,5,6,7 bares foi o máximo que vi, basta abrir qualquer torneira em casa passa logo para 3 bares estáveis é mesmo assim? Obrigado
  2.  # 2

    Boa noite, ninguém teve algum caso parecido ao meu? Obrigado
    Concordam com este comentário: pedrovil
  3.  # 3

    A válvula de redução de pressão reduz (desculpe o pleonasmo) uma pressão excessiva da rede (exterior) para uma pressão mais razoável (interior).

    Quando o termoacumulador está a aquecer, o elemento que está a causar excesso de pressão é o próprio termoacumulador (a água expande com a temperatura, o volume disponível não...). Daí que a válvula não consegue regular, pois o excesso de pressão vem do interior da instalação. Também é normal que a válvula de segurança deixe escapar, por segurança, alguma água: assim a pressão tem um limite.

    A existência de uma válvula de redução de pressão também impede que excesso de pressão criado no interior da instalação se propague para o exterior. Sem essa válvula a criação de pressão pelo termoacumulador acaba por ser diluída com a restante rede de distribuição, e provavelmente nunca atinge valores que façam disparar a válvula de segurança (i.e., não pinga). Com a válvula de redução de pressão, o excesso de pressão criado no interior da instalação tem de ser resolvido dentro da própria instalação, daí o pingar.

    Ao abrir uma qualquer torneira vai imediatamente aliviar a pressão em excesso criada pelo termoacumulador e, portanto, normalizar a pressão da instalação. Não é preciso que corra muita água para a pressão cair abruptamente.

    Podes simplesmente conduzir essas pingas extra para o esgoto, ou para um recipiente que esvazies periodicamente.

    Se as pingas fizerem demasiada urticária, a solução é instalar um vaso de expansão na entrada de água fria do termoacumulador.

    Mas antes de tudo falta responder à pergunta:

    A válvula de redução de pressão era mesmo necessária? Como concluiu que a pressão era excessiva e que tinha necessidade de instalar a válvula de redução de pressão? Mediu?
  4.  # 4

    Boa tarde, obrigado pela sua resposta ajudou e muito, sinceramente não sei se fazia falta ou não, decidi colocar porque tinha ouvido dizer que com a válvula redutora teria a pressão certa em casa, só por isso, infelizmente não tenho como conduzir a água que ainda é 1 litros e menos de 24 horas todos os dias para o esgoto mas sim tenho maneira de arranjar um recipiente tipo vaso, em relação ao vaso de expansão dizem que não me resolve a questão, que irá continuar à pingar na mesma, tb tenho uma válvula anti retorno para colocar a seguinte à válvula de regulação de pressão, fará algum efeito ou nem por isso, obrigado.