Iniciar sessão ou registar-se
    • DAFF
    • 13 Setembro 2021 editado

     # 1

    Viva caros DO e não DO,

    Venho desta forma, solicitar opinião e ajuda a quem já passou pela experiência de construir a sua casa e também a quem tenha o conhecimento desta matéria!

    Estou a iniciar o projecto para construção da moradia familiar, com rés do chão e 1° andar, na zona de Palmela e tenho alguma dúvidas e gostava de discutir estas ideias.

    Há meses que tenho andando a pesquisar e também acompanho à algumas semanas o FDC, e encontrei 2 soluções que me parecem interessantes!

    Tenho visto imensas construções, pois na margem sul constrói se por todo o lado e vejo construções tudo revestido com capoto, mas não me agrada a ideia.

    Tenho andado a pesquisar e um dos temas que me preocupa é a questão térmica e acústica e cheguei a 2 opções:

    Construção com estrutura em betão, e tijolo TERMOETICS com isolamento em lã de rocha pelo interior e acabamento com gesso cartonado. No exterior reboco.

    Construção sem recurso a estrutura de betão e utilizar o tijolo TABICESA e as suas soluções/acessórios, sendo que à primeira vista pouparia alguns euros em mão de obra/cofragem/ferro. Os acabamentos seriam iguais à primeira opção.

    Não sei se alguém já ouviu falar destas soluções?!

    Desde já o meu obrigado,
    DAFF
  1.  # 2

    Discuta as opções com os seus projectistas.
    Pode ser ou não viável. Depende do projecto.
    Quanto à alvenaria armada/ cinfinada... Não é assim tão simples. Devido ao risco sísmico da zona em causa.etc...
    Estas pessoas agradeceram este comentário: DAFF
    • DAFF
    • 14 Setembro 2021 editado

     # 3

    O enginheiro que está à frente do projeto também discartou logo a hipótese da solução TABICESA, mas gostava de ouvir outras opiniões ou alguém que a tenha aplicado.

    Neste momento que estou no início estou a ver os pontos mais importantes e pedia ajuda aos DO sobre quais os pontos mais importantes no arranque de um projecto e quais as surpresas que me devo precaver para não ter dissabores após a obra ou no decorrer da mesma.

    E também alguns pontos que vale a pena investir. Já li aqui pelo fórum em betão hidrofogo e isolamento das sapatas com uma tela pitonada. O que aconselham?

    Já solicitei também MQ para solicitar orçamentos mais próximos da realidade.

    Tenho também em hipótese a colocação de elevador na moradia. Alguém tem que possa dar opinião? Vale a pena? É um equipamento com avarias recorrentes ou elevada manutenção?

    DAFF
  2.  # 4

    Elevador não coloque, coloque um homelift, é uma plataforma hidráulica sem manutenção praticamente
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Da Silva Araújo, DAFF
    • DAFF
    • 14 Setembro 2021

     # 5

    Já encontrei essa solução numa pesquisa rápida que fiz na net e achei interessante. Sabe me dizer para que valores ronda essa solução? É ruidoso?
  3.  # 6

    Ouve a bomba a trabalhar para subir, a descer mal se ouve. Mas pode colocar a bomba num anexo exterior ou algo assim, tem que falar com empresas.

    Tenho a ideia que são entre 10 a 15.000
  4.  # 7

    Colocado por: DAFFConstrução com estrutura em betão, e tijolo TERMOETICS com isolamento em lã de rocha pelo interior e acabamento com gesso cartonado. No exterior reboco.


    Ninguem no seu perfeito estado de espírito deveria recomendar isolamentos pelo interior no nosso clima.

    Se foi uma ideia sua, eu compreendo que tivesse sido uma "alternativa" ao capoto, mas se essa ideia veio do profissionalissimo, acho inadmissível essa sugestão até porque existem alternativas como a parede dupla para quem nao queira meter capoto.

    Quanto aos tijolos que fazem de cofragem, eu nao vejo nenhum inconveniente disso - desde que o empreiteiro aceite e concorde que haja vantagem utilizar esse método. Esse tipo de abordagem é bastante utilizada noutros países europeus, onde existem tijolos com uma parte oca servindo de confrangem aos pilares.

    Seria isto? Ainda ha quem construa erguendo primeiro as paredes e so depois usa-las como confrangem para os pilares. Estes tijolos vao dar ao mesmo com a vantagem de fazer os dois processos ao mesmo tempo.

    https://www.cba-materiaux.fr/asset/00/87/AST2100087-XL.jpg
  5.  # 8

    Colocado por: NostradamusQuanto aos tijolos que fazem de cofragem, eu nao vejo nenhum inconveniente disso - desde que o empreiteiro aceite e concorde que haja vantagem utilizar esse método. Esse tipo de abordagem é bastante utilizada noutros países europeus, onde existem tijolos com uma parte oca servindo de confrangem aos pilares.

    Não é isso... é o metodo construtivo.. alvenaria armada, o que é verdade lá para cima, não é aplicavel, cá em baixo. Temos exigencias de desempenho estrutural muito diferentes do "resto da europa", emn particular nas zonas de risco sismico mais elevado, como é o Sul de Portugal.
    • DAFF
    • 15 Setembro 2021 editado

     # 9

    Porque motivo não aconselha este tipo de isolamento pelo interior?

    Qual a parede Dupla que aconselha? 11+XPS+11 ou 15+XPS+11 ou outra?
  6.  # 10

    quem tem de aconselhar, face o seu projecto, são os seus projectistas. Agora andar você a inventar e a forçar coisas que não tem a mínima noção. não tem lógica. Não confia nos seus técnicos, estes não o elucidam, não justificam as opções tomadas.... Olhe está na altura de mudar.
  7.  # 11

    Colocado por: Pedro Barradasalvenaria armada


    Nunca tinha ouvido falar disto.

    Pensei que fosse uns tijolos xpto, como o exemplo em cima, que permitissem um método mais tradicional onde se faz as paredes primeiro e depois as utilizamos para fazer de confrangem dos pilares. O tal 2 em 1.
  8.  # 12

    Colocado por: RicardoPortoElevador não coloque, coloque um homelift, é uma plataforma hidráulica sem manutenção praticamente
    Estas pessoas agradeceram este comentário:Da Silva Araújo,DAFF

    Não tinha conhecimento da existência disto, é uma ótima ideia!
    • DAFF
    • 15 Setembro 2021 editado

     # 13

    Colocado por: Pedro Barradasquem tem de aconselhar, face o seu projecto, são os seus projectistas. Agora andar você a inventar e a forçar coisas que não tem a mínima noção. não tem lógica. Não confia nos seus técnicos, estes não o elucidam, não justificam as opções tomadas.... Olhe está na altura de mudar.


    Caro Pedro Barradas, quer então dizer que o fórum que pensava que servia para compartilhar ideias e dúvidas, não o é afinal. Tenho que me limitar ao conhecimento dos técnicos que bem se sabe, muitos são limitados e só fazem assim porque há 20 anos que assim fazem ou sugere que ande a trocar de projetista de semana a semana? Pelo que tenho lido no fórum , é trocando ideias e sugestões que os DO têm sido beneficiados junto dos arquitectos e enginheiros que na maioria é chapa 5 para tudo.

    Agradeço imenso a sua participação.
    Concordam com este comentário: Troino
    • DAFF
    • 15 Setembro 2021

     # 14

    Colocado por: Nostradamus

    Nunca tinha ouvido falar disto.

    Pensei que fosse uns tijolos xpto, como o exemplo em cima, que permitissem um método mais tradicional onde se faz as paredes primeiro e depois as utilizamos para fazer de confrangem dos pilares. O tal 2 em 1.


    No caso da TABICESA, não têm esse tijolo para usar como cofragem de pilares, pois não o fazem. Têm outro acessórios.

    Deixo um video da construção com tijolo estrutural: https://www.youtube.com/watch?v=u_-zvX2o4Zk

    A outra solução, que aparentemente é nova no mercado, é este tijolo TERMOETICS que tem as caracteristicas muito próximas do TABICESA e que foi concebido para aplicação com sistemas ETICS, a diferênca é que o preço é mais em conta.

    https://www.youtube.com/watch?v=iwxrBs63irk
  9.  # 15

    Colocado por: DAFFCaro Pedro Barradas, quer então dizer que o fórum que pensava que servia para compartilhar ideias e dúvidas, não o é afinal.
    é mas também serve para dar as melhores orientações possíveis.. e por vezes as melhore orientações que podemos dar é 'pergunte ao seu técnico'

    no entanto se quer postas de pescada é esperar um pouco pq elas aparecem..
  10.  # 16

    Colocado por: DAFFA outra solução, que aparentemente é nova no mercado, é este tijolo TERMOETICS


    Parece-me um tijolo furado normalíssimo. Apenas com uma face mais "rugosa" para ajudar na adesão das colas do capoto.

    Um tijolo térmico propriamente dito leva outras componentes além do barro que fazem melhorar a performance térmica dele. Esse exemplo parece a receita clássica de barro e agua. Nem ficha térmica tem disponível no site.

    Qual o interesse, de por exemplo, usar um tijolo térmico da tabicesa se depois quer isolar por dentro? Esta a praticamente a desperdiçar as suas vantagens.

    Eu podia lhe explicar aqui vários inconvenientes mas acho que ao falar estes assuntos directamente com o gajo que lhe vai fazer a casa, esta a criar laços profissionais com ele. E por vezes estes laços sao importantes porque se tiver que retrabalhar 2 ou 3 vezes a planta, ele até é capaz de lhe fazer isso de bom grado.

    Mas se for discutir com ele ja com varias ideias pré concebidas aqui no forum, até sobre as marcas de tijolos, ele vai o ver como um cliente difícil de agradar..

    A malta nao o manda "passear" por mal, é apenas porque voce so tem a ganhar ao falar directamente com o profissionalissimo da sua casa.
    • DR1982
    • 15 Setembro 2021 editado

     # 17

    Colocado por: NostradamusParece-me um tijolo furado normalíssimo. Apenas com uma face mais "rugosa" para ajudar na adesão das colas do capoto.
    Colas do capoto? Entao no video rebocam e depois é que colam o capoto:S
  11.  # 18

    Colocado por: DR1982Colas do capoto? Entao no video rebocam e depois é que colam o capoto:S


    Detalhes. Ha quem cole directamente ao tijolo, ha quem reboque antes de colar. Ja vi a fazerem das duas maneiras. Sinceramente nao sei quem tem razao.

    Mas ideia esta la, criar uma superfície com rasgos mais profundos (comparativamente aos clássicos da Preceram) para a cola/cimento. Tirando isso nao percebo a inovaçao ou interesse de lhe chamar TERMOETICS, a nao ser por uma questao de marketing.

    adicionado; e a minha opinião é puramente especulativa baseando-me no aspecto deles ja que nao consegui encontrar nenhuma informaçao técnica sobre o comportamento térmico destes tijolos ou o porque do nome TERMOETICS
    • DAFF
    • 15 Setembro 2021 editado

     # 19

    Pelo que apurei este tijolo TERMOETICS tem um design semelhante ao da TABICESA, mais "alveolar", o que o permite ter um desempenho térmico superior a um tijolo dito normal.

    Pelo que mostram no site não metem cimento nos topos e no assentamente usam um acessório para colocar massa apenas nos extremos. Deduzo que seja para quebrar a ponte térmica?!

    Por acaso até tem ficha técnica disponivel, eu encontrei neste site: https://www.cerpeg.pt/produtos/

    Estou inclinado a usar este tijolo TERMOETICS, pois também vejo muita construção a levar apenas o tijolo de 24 da TABICESA e se este têm o mesmo comportamento, prefiro este que é mais barato e sempre se poupam no cimento e areia, digo eu...