Iniciar sessão ou registar-se
    • dia
    • 3 janeiro 2022

     # 1

    Olá a todos!
    Estou aqui para que alguém me dê uma luz ao fundo do túnel.
    Depois de um divórcio muito conturbado tive de colocar as partilhas dos bens em tribunal.
    Os dois construímos uma casa que, inicialmente, era para habitação própria. Com o fuxo de turismo, resolvemos colocá-la para alojamento local.
    Com o divórcio, ele tirou-me o direito todo aos bens que me pertenciam e com tudo isto fiquei doente e voltei para a minha terra para próximo dos meus pais.
    Ele tem estado a receber, há 5 anos o dinheiro dos turistas e tem alterado a casa sem autorização de ninguém, ou seja, a casa está totalmente diferente da planta original. A minha dúvida é como funcionará em termos de partilhas?
    Ele não tem dinheiro para me dar metade do valor da casa, nem nada que se pareça. Mas também eu não tenho a ver com as alterações da casa e custo nas alterações que ele fez.
    Relembro que ele me deixou sem nada. A única coisa que fiquei foi com o meu trabalho. Tive de pedir apoio e, mesmo assim, devido ao ordenado ser superior ao estipulado, pago uma prestação todos os meses. (Pago custas faseadas)
    Será que alguém me pode ajudar?
    Estou desesperada
    • size
    • 3 janeiro 2022

     # 2

    Vai necessitar do apoio de um advogado para forçar a partilha dos bens/divisão de coisa comum.
    Se nenhum dos comproprietários tem possibilidade de adquirir a quota-parte do outro, em principio, a solução passará por uma acção de divisão de coisa comum, em que o imóvel será colocado à venda em praça publica.
    • dia
    • 3 janeiro 2022 editado

     # 3

    O problema é que o projeto não está nada de acordo com a planta, ou seja, ele alterou tudo sem autorização.
    Quem fica incubido de colocar tudo direito?
    • RCF
    • 3 janeiro 2022

     # 4

    Colocado por: diaQuem fica incubido de colocar tudo direito?

    Em princípio, quem alterou...
  1.  # 5

    como é que tirou o direito aos bens que lhe pertenciam, não esta em nome dos dois a casa ?
    • dia
    • 3 janeiro 2022

     # 6

    Decidimos, ainda em conjunto, alugar a casa turismo e acreditem que estava sempre alugada. Na situação de divórcio, ele alterou o NIB da conta onde era depositada os valores do aluguer e reitou o dinheiro todo da conta para uma conta dele e da mãe.
    Eu fiquei sem acesso a nada.
  2.  # 7

    Colocado por: diahá 5 anos

    E isto foi à 5 anos, e ainda não arranjou advogado(a)?

    Já podia ter a casa vendida e o assunto arrumado.

    Mas pronto. Agora a casa também valorizou muito.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Iko
    • dia
    • 3 janeiro 2022

     # 8

    Está em tribunal há quase 5 anos.
    Tenho um processo de inventário e outro de prestação de contas.
    Só queria as vossas opiniões, que podem ser uma mais valia.
    Podem não acreditar, mas a minha vida tem andado completamente estagnada.
  3.  # 9

    não sei qual o regime do casamento mas acho que nao sera complicado saber os valores que existiam na conta e que ele retirou, e que talvez uma parte lhe pertença, as alterações ilegais da casa acho que serão complicadas de provar quem fez o que. a legalizar terão que ser os titulares
  4.  # 10

    Colocado por: diaEstá em tribunal há quase 5 anos.
    Tenho um processo de inventário e outro de prestação de contas.
    Só queria as vossas opiniões, que podem ser uma mais valia.
    Podem não acreditar, mas a minha vida tem andado completamente estagnada.


    Se tem esses dois processos em tribunal tem de aguardar....Não fala com o advogado? se não fala, vá diretamente ao tribunal saber se o processo está parado,...se entender, troque de advogado...
 
0.0130 seg. NEW