Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boas noites ,venho pedir opinião especializada de alguém acerca de um caso ,em fins de 2020 eu e a minha mulher demos o nosso carro a troca num stand e acordamos pagamento em 24 meses para despachar as coisas .
    Tudo bem chegamos a prestação 20 ficamos desempregados ambos ,e não pagamos a prestação 21 ,22 ,23 .recebemos inúmeras cartas e telefonemas e intimidações por parte da Credibom .
    Hoje um senhor bateu a porta a dizer que vinha buscar o carro porque venceu a 24 prestação ,se eu abria a garagem para retirar o veículo ,eu recusei e disse que só com autoridade e um documento do tribunal ou um agente de execução legal entregaria o mesmo ,e perguntei qual era o valor em questão ,tudo civilizadamente ,ele disse que se eu pagasse num multibanco a frente dele 1256 euros me emitia um recibo e tava resolvido .
    Eu decidi entrar em contacto com o departamento da Credibom responsável e foi me facultado uma entidade e referência mas de 1050 euros e que ficaria resolvido .
    E eu disse ok não tenho agora mas consigo ainda hoje e fica encerrado ,só que o indivíduo disse que tinha ordem para levar o veículo e que voltaria munido de documentação e autoridade ..paguei já e o crédito ficou concluído ,agora o indivíduo anda a ligar a dizer que não e válido porque falta dinheiro ,vá se lá entender .....opiniões tenho medo de deixar o carro na rua não vá o indivíduo ter a chave do veículo ...guardei o recibo da transferência e gravei a chamada com a Credibom ..agora só quero o livrete em meu nome a acabar isto ..
  2.  # 2

    Se você contactou a credibom entidade responsável pelo crédito e a mesma lhe facultou todos os dados para a resolução da dívida, acho que deve contactar a mesma e explicar a situação e ver o que lhe dizem. Pode ser um cobrador de dividas e quer a parte dele. Não sei se é possível mas é o que me ocorre.
  3.  # 3

    Colocado por: Matosseijurotenho medo de deixar o carro na rua não vá o indivíduo ter a chave do veículo
    Mesmo que não tivesse liquidado o crédito, só com ordem judicial é que a financeira lhe poderia penhorar o veículo.
  4.  # 4

    Deveria ter chamado as autoridades no momento para identificar o individuo, e apresentar de imediato uma queixa por tentativa de furto automóvel.
    Isto está quase, mas ainda não é o faroeste, penhora do veiculo só pode ser executada pela financeira com uma ordem judicial.
  5.  # 5

    Hoje confirmei com a financeira e o processo esta terminado ,pedem desculpas por um mal etendido e que as vezes os supostos cobradores nao explicam bem aos clientes as opcoes e a lei ....uma voz toda sexy a lamentar , e que nao queriam perder a confiança futura ,e as vezes eles tomam opcoes muito intimidatorias ,enfim carro pago credibom nunca mais ,alias garantitam que nao levavam o carro e que existiria sempre acordo bla bla bla ...isto e tudo tecnicas intimidatorias e psicologicas ta visto.
  6.  # 6

    Conheço um caso parecido mas com valores mais elevados.
    Mas neste caso o cobrador teve mais azar pois o dito devedor deixou-o entrar na garagem de propósito e deu-lhe um balázio numa perna.
    Meteu polícia e tal mas acho que não deu em nada demais pois alegou várias coisas e ficou em águas de bacalhau.
  7.  # 7

    Ehh por acaso nao ia mandar um tiro ao homem ..so achei foi abuso de poder e intimidacao ,tecnicamente o carro esta pago ,agora quero e a mudanca de propriedade e esquecer isto , mas estas pessoas ainda pensam que estas intimações pegam ? Devem ganhar a comissão de carro entregue ,as tantas se eu fosse na conversa levavam eu pagava e eles voltavam a vender o carro pelo preco que paguei eh
  8.  # 8

    Colocado por: MatosseijuroEhh por acaso nao ia mandar um tiro ao homem ..so achei foi abuso de poder e intimidacao ,tecnicamente o carro esta pago ,agora quero e a mudanca de propriedade e esquecer isto , mas estas pessoas ainda pensam que estas intimações pegam ? Devem ganhar a comissão de carro entregue ,as tantas se eu fosse na conversa levavam eu pagava e eles voltavam a vender o carro pelo preco que paguei eh


    Compreendo a sua indignação no entanto , também deve compreender que quem empresta quer receber a horas...
    Seja lá o que aconteça foi você que pediu emprestado.
    Concordam com este comentário: jorgemlflorencio
  9.  # 9

    Mas se tinha o dinheiro no dia porque não se antecipou, já que já tinha recebido diversas cartas, e fez o pagamento antes do executante da dívida aparecer? Com sinceridade acho que só passou por este mau bocado porque não cumpriu com os seus compromissos…
    Concordam com este comentário: jorgemlflorencio
    • size
    • 22 julho 2022

     # 10

    Colocado por: MatosseijuroBoas noites ,venho pedir opinião especializada de alguém acerca de um caso ,em fins de 2020 eu e a minha mulher demos o nosso carro a troca num stand e acordamos pagamento em 24 meses para despachar as coisas .
    Tudo bem chegamos a prestação 20 ficamos desempregados ambos ,e não pagamos a prestação 21 ,22 ,23 .recebemos inúmeras cartas e telefonemas e intimidações por parte da Credibom .


    Opinião sincera ?
    Temos que analisar todos os procedimentos que motivaram o litígio que reporta.

    Então, sendo você devedor, quando resolveu deixar de pagar as prestações, solicitou, antecipadamente, à Credibom um período de carência ou reformulação da dívida, ou pura e simplesmente, resolveu trilhar aquelas vias que os caloteiro tomam : deixar de pagar e pronto..que se l... o credor. ?

    ----
    2ª parte- Obviamente, que o capanga do cobrador de dividas difíceis procedeu de forma ilegal
    • Bondi
    • 22 julho 2022 editado

     # 11

    "quando resolveu deixar de pagar", sinceramente................
  10.  # 12

    Colocado por: Bondi"quando resolveu deixar de pagar", sinceramente................


    Na verdade é mesmo essa a expressão , porque quando há azares , só tem que se explicar/falar/negociar para não se chegar a este ponto.
  11.  # 13

    Não sei se o processo está finalizado. O empréstimo aparenta estar mas os custos não. E isso de gravar chamadas tem o que se diga…
  12.  # 14

    Ficar desempregado nao ajuda percebo o ponto de vista da credibom ,mas la esta na linha contenciosa foi tracado um cenario ...o cobrador tracou outro..a 4 prestacao ainda nao tinha vencido .so venceria as 00 horas de hoje .
    Ou seja tecnicamente eram 3 prestacoes ,nao me apresentou documentação judicial para entrar no meu terreno patrimonial ,e nao era obrigado a abrir a garagem .partiu do presuposto que eu nao pagava a 4 ? gracas a deus consegui liquidar tudo , entao mas eu iria liquidar o valor em frente a ele em dinheiro vivo ou multibanco era so o que faltava ,ele sempre insistiu em levar o veiculo e eu quis falar com o contencioso agora sou impedido de ouvir versoes e saber o valor real ,na minha propriedade so entra quem eu quero ou mandatado pelo tribunal alguem ,agora ja ta resolvido ate parece que faltavam 7 ou 8 prestacoes ....nem se preocupou em ouvir nem nada tive de crescer ,ou ia dar o carro de mao beijada a 1000 euros de tar pago ?
  13.  # 15

    Colocado por: MatosseijuroFicar desempregado nao ajuda percebo o ponto de vista da credibom ,mas la esta na linha contenciosa foi tracado um cenario ...o cobrador tracou outro..a 4 prestacao ainda nao tinha vencido .so venceria as 00 horas de hoje .
    Ou seja tecnicamente eram 3 prestacoes ,nao me apresentou documentação judicial para entrar no meu terreno patrimonial ,e nao era obrigado a abrir a garagem .partiu do presuposto que eu nao pagava a 4 ? gracas a deus consegui liquidar tudo , entao mas eu iria liquidar o valor em frente a ele em dinheiro vivo ou multibanco era so o que faltava ,ele sempre insistiu em levar o veiculo e eu quis falar com o contencioso agora sou impedido de ouvir versoes e saber o valor real ,na minha propriedade so entra quem eu quero ou mandatado pelo tribunal alguem ,agora ja ta resolvido ate parece que faltavam 7 ou 8 prestacoes ....nem se preocupou em ouvir nem nada tive de crescer ,ou ia dar o carro de mao beijada a 1000 euros de tar pago ?


    Mas será que não consegues perceber que a 1 falha foi tua ?
    Eles agiram mal é verdade , mas só o fizeram depois de tu estares a falhar consecutivamente .
    Essas empresas são palhaçada , mas foste tu que foste ter com eles .

    Sinceramente no teu lugar nem colocava isto publico...porque simplesmente não tens razão.

    Próxima vez responde ás cartas e aos telefonemas , pode ser que a situação não chegue perto disso.
    • marq
    • 22 julho 2022

     # 16

    Quando ficou desempregado, deveria ter contatado a Credibon e ativar os meios legais para resolver o problema. Eles tem programas próprios para estas situações.
    • smst
    • 22 julho 2022

     # 17

    De ter comprado o carro no inicio de 2020 e não no fim de 2020.
    Hoje teve dinheiro para pagar as 4 prestações + juros + despesas e até aqui não conseguiu ir pagando o crédito mesmo que com 1 ou 2 prestações em atraso.
    É normal que a financeira tenha tentado recuperar o que era deles. Você também gostaria que lhe deixassem de pagar por exemplo 3 meses seguidos de salário? Enfim...
  14.  # 18

    Colocado por: crisssx

    Na verdade é mesmo essa a expressão , porque quando há azares , só tem que se explicar/falar/negociar para não se chegar a este ponto.


    Lol, quantos são os casos em que isso não faz absolutamente nada? Montes deles. Parece que o crisssx não sabe como funcionam essas empresas.
    Fica-se sem o emprego e parece que se deixou de pagar porque se quis. Santa paciência...
  15.  # 19

    Colocado por: Bondi

    Lol, quantos são os casos em que isso não faz absolutamente nada? Montes deles. Parece que o crisssx não sabe como funcionam essas empresas.
    Fica-se sem o emprego e parece que se deixou de pagar porque se quis. Santa paciência...


    Penso que ficaria surpreso com o numero de pessoas que deixa de pagar só porque sim , ou então para ter umas boas férias...
    Mas cada um organiza a sua vida como quer , não podem é sentir-se injustiçados...
  16.  # 20

    hoje há mecanismos legais que obrigam a entidade credora a ser parte da solução e não do problema.

    a chave é: antecipar e comunicar

    assim que souberam da questão do desemprego deveriam ter contactado (de forma comprovável) todos os vossos credores. os que estão ao abrigo do Banco de Potugal estão obrigado por lei a (pelo menos) tentar uma solução transitória.

    não há nada pior que deixar de «dar à costa»; os credores ficam com o poder de utilizar medidas definitivas e mais intransigentes
 
0.0198 seg. NEW