Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 21

    Colocado por: antonylemosnao é critica sobre pagar para ter um projecto.. mas vc já fez um. sabe certamente que nao é assim que se faz. é preciso primeiro analisar as coisas e falar de valores.

    por exemplo eu nao me importava de fazer. mas preciso primeiro de saber tudo o resto


    O que é que precisa de saber? Tenho os documentos todos do terreno. E sobre valores, diga-me quanto ficaria um serviço desses.
  2.  # 22

    Colocado por: Pedro Barradas
    EU ESCREVI QUE ERA UM PROJECTO NOVO, DO zero. Aquilo que ali tem, para mim, não faz sentido , muito menos dizer o que seria ou não necessário para melhorar. Era rasgar e começar do novo, uma coisa fresca..


    Começar do zero com a mesma pessoa nunca resulta. Já tem aquilo que desenhou em mente, não vai mudar e fazer uma coisa totalmente diferente. O primeiro desenho/projeto é sempre o que fica e os outros são baseados no mesmo, mudam as áreas ou a tipologia, apenas.
  3.  # 23

    Mas o projeto não está na Câmara?
    Concordam com este comentário: Vítor Magalhães
  4.  # 24

    Colocado por: brunextaComeçar do zero com a mesma pessoa nunca resulta. Já tem aquilo que desenhou em mente, não vai mudar e fazer uma coisa totalmente diferente

    Porquê? Não é isso que se ensina nas unversidades de arquitectura, nem deve esse o modo de operar de um arquitecto. Tem de haver sempre "espaço" para uma ideia completamente alternativa. Muitas vezes tem de se fazer um reset à ideia inicial.. ou depois de se testar outras, voltar à inicial... Depende.

    Mas no seu caso, talvez seja preferível mudar, pois já perdeu a confiança... e se calhar do outro lado não vai mesmo ter outro tipo de postura perante o projecto.
  5.  # 25

    Sabe...isto de fazer uns riscos tem muito que se lhe diga!
    Ter um terreno limpo e criar uma obra não é assim do pé para a mão... além de ser necessário analisar a legislação municipal, conhecer a nacional, ter um levantamento topográfico para analisar o terreno e as suas envolventes, ter um programa do requerente e conhecer as suas vivências é preciso dedicação e criatividade. E perdoe-me mas isso não se faz por um valor simbólico...nem para amigos porque os amigos sabem que precisamos de pagar contas e comer.
    A proposta que faz é de quem não tem a mínima noção do trabalho de um arquitecto e não digo que não haja maus profissionais na profissão. Há...como há em todas as profissões. Mas isso não me dá o direito de pedir a um segundo médico para me cobrar um valor simbólico só porque não gostei do diagnóstico do primeiro.
    Respeite a profissão por favor.
    E acredite que os nossos riscos não são apenas uns meros riscos ao acaso.
  6.  # 26

    Colocado por: Pedro Barradas
    Porquê? Não é isso que se ensina nas unversidades de arquitectura, nem deve esse o modo de operar de um arquitecto. Tem de haver sempre "espaço" para uma ideia completamente alternativa. Muitas vezes tem de se fazer um reset à ideia inicial.. ou depois de se testar outras, voltar à inicial... Depende.

    Mas no seu caso, talvez seja preferível mudar, pois já perdeu a confiança... e se calhar do outro lado não vai mesmo ter outro tipo de postura perante o projecto.


    Na sua opinião, o projeto não tem pés nem cabeça. E eu cheguei a perguntar o que mudaria, mas nunca disse. Apenas "isto não, aquilo não fica bem", etc.

    A casa é virada a sul e só via pessoas a dizer que no verão é para torrar, se fosse virada para norte dizia que tinha de ter lareira em cada divisão.

    Todos souberam criticar, mas nenhum soube dizer o que, nas suas opiniões, mudariam
  7.  # 27

    Colocado por: ECCandySabe...isto de fazer uns riscos tem muito que se lhe diga!
    Ter um terreno limpo e criar uma obra não é assim do pé para a mão... além de ser necessário analisar a legislação municipal, conhecer a nacional, ter um levantamento topográfico para analisar o terreno e as suas envolventes, ter um programa do requerente e conhecer as suas vivências é preciso dedicação e criatividade. E perdoe-me mas isso não se faz por um valor simbólico...nem para amigos porque os amigos sabem que precisamos de pagar contas e comer.
    A proposta que faz é de quem não tem a mínima noção do trabalho de um arquitecto e não digo que não haja maus profissionais na profissão. Há...como há em todas as profissões. Mas isso não me dá o direito de pedir a um segundo médico para me cobrar um valor simbólico só porque não gostei do diagnóstico do primeiro.
    Respeite a profissão por favor.
    E acredite que os nossos riscos não são apenas uns meros riscos ao acaso.


    Eu falei em valores? O que é que para si significa valor simbólico? Deve ter um significado um tanto extremo para si.
  8.  # 28

    Um valor simbólico significa que não é um valor justo pelo trabalho e é quanto basta para desvalorizar o trabalho de um arquitecto. Peça propostas de honorários se quer aconselhamento profissional.
  9.  # 29

    Colocado por: brunextaTodos souberam criticar, mas nenhum soube dizer o que, nas suas opiniões, mudariam


    brunexta, você até pode ter a melhor das intenções, ser alguém dedicado e respeitador, e até pode ter sido vitima dum mau profissional e sentir que o trabalho pelo qual pagou é uma fraude completa. Ninguém está a criticar isso em você. Tente separar as coisas.

    O detalhe consigo é o modo como aparenta encarar a profissão de Arquitecto, Engenheiro, etc...
    Mesmo sem querer, desvaloriza por completo o trabalho e função dum projectista.
    Mesmo sem intenção, ofende.

    Não há super-heróis. Para encontrar uma solução que responda ao que você quer, ao orçamento, ao terreno, à legislação, por vezes tem que tentar 5, 10, 20, 100x... Se alguém, sentado num comboio, numa sala de espera, na sanita, a ver a bola pega no telemóvel e lhe apontou defeitos ao projecto (e se essas observações fazem sentido) já tem uma grande ajuda acredite. Pois, eventualmente foram coisas que você nem deu conta.
    Agora a solução não nasce assim do pé para a mão, como "meto a mão aqui no saco das soluções e voilà..." e mesmo que lhe surjam boas ideias aqui elas são sempre passíveis de não resultar pois não dispomos de toda a informação nem visitamos o terreno, e estarmos só aqui a perder tempo, percebe? Além do mais a solução deve ser encontrada pelo projectista que contratou, afinal é para isso que lhe paga/pagou.

    Quanto à proposta e remuneração, "parabéns" pela vontade em pagar, mas o modo como o escreve parece e é ofensivo. Para si até podem ser 30k€, mas oferecer uma "quantia simbólica" a alguém que não conhece de lado algum é no mínimo constrangedor.
    Depois, a abrangência da coisa: "a todos os arquitectos do fórum...", sem dar o mínimo de contexto, zona, tipologia, etc. Deve procurar alguém o mais próximo de sí, que tenha alguma ideia de como se constrói na sua zona, se é terra de casas em granito à vista tipo Minho, ou terra de casas caiadas de rodapé amarelo/azul do Algarve. Pede preço por um "ESTUDO PRÉVIO", que é assim que se chama, explica o que pretende ver respondido e está encaminhado. Dependendo do grau de detalhe, esse estudo tanto pode demorar 1h como meio ano a fazer, explique-se.

    Colocado por: brunextaO que é que para si significa valor simbólico?

    É você que deve ter ideia do que é isso pois foi isso que você ofereceu.
  10.  # 30

    Deixe o seu mail (ou crie um mail de propósito para isso, do género: [email protected]) , que de certeza que lhe vão aparecer contactos de pessoas dispostas a trabalhar nesses moldes.
    Pessoas que até querem ou precisam, e até podem ter algum receio de o admitir publicamente aqui, dos juízos de valor.
  11.  # 31

    Colocado por: brunextaNa sua opinião, o projeto não tem pés nem cabeça. E eu cheguei a perguntar o que mudaria, mas nunca disse.


    O que mudaria.... no seu caso, é matéria para uma abordagem de raiz. Não para um corte e costura a uma coisa, que me parece ter logo começado com o pé esquerdo. portanto não servia de nada ideias avulso... só perda de tempo.

    Partilho da opinião do N Miguel Oliveira.
  12.  # 32

    Colocado por: brunexta

    O que é que precisa de saber? Tenho os documentos todos do terreno. E sobre valores, diga-me quanto ficaria um serviço desses.
    mande me um email, precisa de tudo que forneceu ao arqº original. plantas de localização, fotos, levantamentos, certidões permanentes ... etc. tudo que seja necessário para conhecer o terreno e os seus condicionantes. o ideal seria uma reunião e uma visita ao terreno também ..
  13.  # 33

    Alguém cobrou uma taxa de entrada no forum a esta pessoa e lhe disse que tinha direito a um painel de peritos 24/7?

    Caríssimo/a, muita sorte tem você de lhe dizerem que o seu projecto é uma **** sem lhe cobrarem por isso. Ninguém lhe deve nada e nada deu você noutros tópicos antes de exigir ajuda.

    Quer saber o que fazer com o seu terreno? Telefona a 5 ateliers locais e pede orçamentos para um estudo prévio. Pronto, já foi dada ajuda, já pode voltar para o facebook.
  14.  # 34

    Boa noite,

    Algum arquitecto com experiência na câmara de Gondomar?

    Pretendo "aumentar"/construir uma sala/anexo a uma casa para a parte de tras do terreno, qual a solução? Existe algum tipo de projecto/licença mais simples que um projecto de construção? Pois a casa original/planta não irá ser modificada em nada.
    Apenas será para aumentar uma área de lazer sem paredes interiores de cerca 35/40m2, pegado a casa existente.

    Muito obrigado.
  15.  # 35

    Colocado por: NunojbSilvaPois a casa original/planta não irá ser modificada em nada.


    Então? Aumenta a casa em 40m2 e, na sua opinião, isso não constitui um aumento da área de implantação e arquitectura da casa?
  16.  # 36

    Isso precisa de projeto, mas antes, tem de confirmar na Câmara de ainda tem área de implantação "livre" suficiente, e se não infringe com o rácio mínimo de áreas permeáveis no lote, afastamentos aos vizinhos...
  17.  # 37

    Colocado por: ricardo.rodriguesIsso precisa de projeto, mas antes, tem de confirmar na Câmara de ainda tem área de implantação "livre" suficiente, e se não infringe com o rácio mínimo de áreas permeáveis no lote, afastamentos aos vizinhos...


    Essa parte já está confirmada, já pedi essa análise, para verificar pdm da zona e todos os documentos da casa. Talvez seja melhor visitar um arquitecto para confirmar tudo e me explicar de como se trata todo o processo, alguém tem algum contacto de arquitecto na zona de Gondomar?

    Obrigado
  18.  # 38

    Colocado por: NunojbSilvaAlgum arquitecto com experiência na câmara de Gondomar?
    não sei o que isso quer dizer, mas tenho projectos nesse concelho.
  19.  # 39

    , alguém tem algum contacto de arquitecto na zona de Gondomar?


    Se desejar, clique no meu perfil, que eu passo-lhe alguns contactos.
  20.  # 40

    brunexta, acho que complicou o problema.
    Tem apenas de colocar aqui a planta do terreno com fotografias da envolvente, o programa funcional da casa (quantos quartos, relação cozinha / sala, etc, etc) e o orçamento que tem para a obra.
    Em função disso, talvez haja quem lhe proponha um estudo prévio e os respetivos honorários.
 
0.0227 seg. NEW