Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boa tarde a todos, infelizmente decidi colocar o sistema ETICS na remodelação que levei a cabo na minha casa (construída originalmente na década de 90), finalizada em 2019. Digo, infelizmente pois apenas 3 anos depois o mesmo encontra-se aparentemente em mau estado apresentando fissuras (brancas) possibilitando "antever" o esqueleto das placas por detrás. Adicionalmente, o barramento final é de um areado muito fino e dá azo que se criem zonas "pretas" que não saem com máquina de pressão, apenas disfarçam esfregando o que não é viável face ao tamanho/altura das várias fachadas.

    O empreiteiro que fez a remodelação subcontratou outra empresa para aplicar o sistema ETICS mas parece-me que nem os últimos nem os primeiros sabiam exatamente o que estavam a fazer. O sistema é da Fassa Bartolo (tenho documento da Fassa a certificar que os materiais usados foram todos os indicados pela marca - o que não quer dizer que tenham sido bem aplicados). Chamado o aplicador no ano passado, o mesmo disse que nunca tinha visto áreas a "preto" noutras obras que fez e que as fissuras eram superficiais e que bem bem era uma pintura. Ficou de dizer ao comercial da Fassa para passar a ver e tal e tal mas ficou em nada. Após gastar muito dinheiro no ETICS não contava ter de pintar a casa tão cedo, nem posso andar a pintar a casa de 3/4 em 3/4 anos.

    Ambos os fenómenos acontecem com maior incidência nas fachadas a sul e sudoeste pois são as que apanham com mais sol e também mais chuva (pelo vento) e humidade (zona verde à frente). A fachada norte por estranho que pareça, esta praticamente perfeita. As zonas escuras apesar de inestéticas não me preocupam tanto como as fissuras, que poderão tender a abrir mais e deixar entrar água, pelo que são a minha maior preocupação.

    Deixo aqui as fotos para ver se alguém me sabe dizer o porquê de ter acontecido e qual o procedimento a adoptar para solucionar/reparar eficazmente e de vez.

    Grato,
    Pedro
      Capture2.PNG
      Capture4.PNG
      Capture5.PNG
      Capture6.PNG
    •  
      SEEING
    • 14 março 2023 editado

     # 2

    Tem fotos durante a aplicação? Pode ser que evidenciem o porquê de se notarem as placas de isolamento!
    Por outro lado a camada de revestimento, tendo 3 anos, está bastante degradada e nesse pormenor será a marca que se terá que justificar e apresentar uma solução.
    Concordam com este comentário: Jupy
  2.  # 3

    Infelizmente já não tenho fotos que registem a aplicação do sistema ETICS. Quanto à marca, o mais certo é desculparem-se com a má aplicação apesar do aplicador me ter garantido que seria um dos "recomendados" pela marca aqui na zona e tendo em conta que a Fassa passou o certificado de conformidade dos materiais aplicados acabei por confiar. Há a questão da responsabilidade mas provavelmente só indo para tribunal, o que durará anos e continuo com o problema por resolver. A opção mais em conta seria pintar a casa toda como sugeriu o aplicador... porém, não estou seguro que resolva o problema por uns bons anos que é o que pretendo.
    •  
      SEEING
    • 14 março 2023 editado

     # 4

    Colocado por: pedpereiraInfelizmente já não tenho fotos que registem a aplicação do sistema ETICS.

    É uma pena pois com certeza descobriríamos o culpado!

    Colocado por: pedpereirae tendo em conta que a Fassa passou o certificado de conformidade dos materiais aplicados

    Se tem esse certificado, comece por ai.

    Colocado por: pedpereiraA opção mais em conta seria pintar a casa toda como sugeriu o aplicador... porém, não estou seguro que resolva o problema por uns bons anos que é o que pretendo.

    À partida resolverá mas terá que ser uma boa tinta, de preferência silicónica. Há quem tenha bom feedback de tintas minerais ou à base de silicatos mas desde que conheço materiais à base de silicatos sempre fui muito resistente à sua utilização.

    Uma boa lavagem, seguida de primário da marca que venha a escolher.
    Noutros tempos aconselharia um revestimento em pasta da marca X mas como não é possível e como tipicamente as marcas de ETICS em Portugal "impermeabilizam" o sistema ETICS com as argamassas, opte por uma EXCELENTE PINTURA.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: pedpereira
  3.  # 5

    Colocado por: SEEINGSe tem esse certificado, comece por ai.


    Assim o fiz. Enviei uma pedido de visita técnica para a FassaLusa com algumas fotos e logo no dia seguinte, para meu espanto, vieram 2 elementos, um engenheiro responsável e o comercial da zona. Constataram in loco as anomalias apontadas e assumiram que este ano devido ao inverno mais quente e húmido que o habitual têm tido várias reclamações respeitantes a fungos. Por sugestão do Eng. limpei as manchas mais negras com lixívia pura e, de facto, essa limpeza surtiu efeito embora não a 100% e seja impraticável limpar fachadas com 3 pisos...

    A própria FassaLusa articulou ainda com o aplicador uma segunda visita, na qual já não compareceu o Eng., sendo que se determinou que as rachas brancas da "finura de um cabelo" são resultado do contacto da água com a cola já debaixo do RTA, sendo que as rachas seriam "apenas" superficiais, por ora. Foram aventadas causas mas nenhuma me convenceu, sendo que está agora agendada uma segunda visita do departamento técnico da Fassa para verificarem a integridade da instalação do ETICS com ferramentas de diagnóstico próprias.

    Como solução, tanto para os fungos como para as rachadelas, voltou a ser falada uma boa pintura com tinta siloxânica apropriada, que será aparentemente muito cara (cada lata de tinta custará cerca de 300€).

    Veremos os próximos capítulos e qual será a solução proposta, custo e quem o irá assumir, mas nesta fase e até esta data tenho a destacar a conduta correta da FassaLusa na tentativa de dar resposta à minha solicitação.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: RUIOLI, SEEING, Busca
  4.  # 6

    Nova visita efetuada desta feita com 2 elementos do departamento técnico da Fassa, o comercial da zona e o aplicador. Foram tiradas fotos com uma câmera especial que "mede" a temperatura registada para detetar eventuais fissuras mais profundas no ETICS mas sem grande utilidade, pelo que percebi. Foram novamente aventadas algumas causas (nenhuma da responsabilidade da Fassa ou do aplicador) que, mais uma vez, não me pareceram razoáveis para justificar os problemas.

    Em relação às manchas negras e acastanhadas foi-me transmitido que o RTA cumpre todas as normas etc. e que cada vez mais os produtos são menos tóxicos e, como tal, têm menor capacidade antifúngica e ainda que a zona tem pinheiros e há poeiras que se vao acumulando etc, falou-se também neste inverno mais quente e húmido que o habitual etc.
    Solução proposta: eu teria de fazer a "manutenção" regular lavando com produto próprio da marca (note-se que a moradia tem 3 andares e cerca de 400 m2 de área implicando montar andaimes etc, algo inviável de fazer anualmente ou mesmo de 2 em 2 anos).

    Quanto a mim não me parece razoável que uma instalação com menos de 4 anos exiba fungos praticamente em duas fachadas completas (tendo já começado no 2º ano), os materiais, supostamente antifúngicos, deveriam garantir um período temporal bem maior. Em relação às condições do meio envolvente, creio que se os materiais da Fassa não podem ser aplicados em zonas com humidade, pinheiros e poeiras então o aplicador deveria ter-me alertado para tal e, nesse caso, duvido que a FassaLusa vendesse metade dos sistemas ETCS que vende, pois por essa lógica os mesmos só seriam adequados a meios urbanos.

    Em relação às muitas rachas finas que deixam "antever" o esqueleto das placas não foi dada nenhuma justificação concreta, embora tenha sido reconhecido que não era suposto ocorrer. De acordo com o aplicador tudo foi seguido à risca.

    Foi falada novamente numa pintura como "proteção adicional" que eu poderia fazer e que "normalmente se faz passados uns anos" etc mas que a pintura nada tem que ver com sistema ETICS, ou seja, o sistema ETCIS é vendido enquanto solução de isolamento exterior sem pintura mas é recomendada uma pintura para, na minha opinião, "esconder" os problemas deste sistema. Se o sistema precisa de pintura para ficar protegido porque não fornecer logo a pintura na instalação?

    Neste momento estou a aguardar qual a solução proposta por escrito pela FassaLusa (e aplicador) para retificar as rachas (e os fungos), esperançado que a mesma seja "equilibrada". Caso contrário terei reportar a situação à Fassa em Itália e seguir por outras vias como julgados de paz ou tribunal, o que será sempre uma chatice.
  5.  # 7

    Se nem os acabamentos siliconicos resistem...
  6.  # 8

    Colocado por: pedpereiraSolução proposta: eu teria de fazer a "manutenção" regular lavando com produto próprio da marca (note-se que a moradia tem 3 andares e cerca de 400 m2 de área implicando montar andaimes etc, algo inviável de fazer anualmente ou mesmo de 2 em 2 anos).

    Mas deve mesmo fazer essa manutenção de 2 em 2 anos principalmente se estiver num local com poluição ou no seu caso estando numa zona muito arborizada. E essa manutenção é comum a todas as marcas.

    Obviamente que isto não justifica as fissuras e notarem-se as placas de isolamento.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: pedpereira
  7.  # 9

    Lavar a casa a cada dois anos com produtos próprios e montagem de andaimes é uma insanidade.
    Concordam com este comentário: manelvc, pedpereira
 
0.0195 seg. NEW