Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boas.

    Alguém me sabe dizer se é tecnicamente possível injetar toda a produção da minha UPAC em vez de a utilizar em Autoconsumo?

    A questão aqui é que com o meu novo contrato de energia elétrica e a venda do excedente a um valor indexado ao OMIE, o valor de venda vai ser sempre superior ao valor de compra.

    Obrigado!
  2.  # 2

    Diria que é impossível.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Thy Hunter7
  3.  # 3

    Eu faço isso, Injeto 100% na rede.
    Concordam com este comentário: Leumasf
  4.  # 4

    Colocado por: TicMicEu faço isso, Injeto 100% na rede.


    E quer partilhar como o faz?
  5.  # 5

    Na altura em 2009 quando instalei a central solar não sei se já havia a questão do autoconsumo, mas tenho um contrato com a EDP e forneço ao contador toda a eletricidade produzida
    • size
    • 18 março 2023

     # 6

    Colocado por: TicMicNa altura em 2009 quando instalei a central solar não sei se já havia a questão do autoconsumo, mas tenho um contrato com a EDP e forneço ao contador toda a eletricidade produzida


    Mas a EDP compra/paga a energia injectada na Rede ?
  6.  # 7

    Colocado por: TicMicNa altura em 2009 quando instalei a central solar não sei se já havia a questão do autoconsumo, mas tenho um contrato com a EDP e forneço ao contador toda a eletricidade produzida

    Isso não é autoconsumo.
  7.  # 8

    Colocado por: rjmsilva
    Isso não é autoconsumo.


    Sim, não é autoconsumo. Vou passar agora para autoconsumo numa fase e vender o excedente.

    @size, sim, a EDP paga.
  8.  # 9

    Deve ser SU, antiga EDP Serviço Universal.
  9.  # 10

    São aqueles contratos de produção do tempo do Sócrates.
  10.  # 11

    Sim, acho que são, óptimos no início mas agora já não tão bons.
  11.  # 12

    Não se pode queixar. Foi mais um negócio ruinoso para os consumidores de energia. Bom para quem investiu.
  12.  # 13

    Colocado por: rjmsilvaNão se pode queixar. Foi mais um negócio ruinoso para os consumidores de energia. Bom para quem investiu.


    Ruinoso porquê?
    • zed
    • 20 março 2023

     # 14

    Colocado por: Thy Hunter7Alguém me sabe dizer se é tecnicamente possível injetar toda a produção da minha UPAC em vez de a utilizar em Autoconsumo?

    Não é permitido e se fosse necessitava de ter dois contadores como na microprodução. Acontece que o "AC" em UPAC é de autoconsumo. :)

    Pode sim modificar os hábitos de consumo para consumir fora do horário de produção solar.
  13.  # 15

    Se não for indiscrição qual a empresa que está a vender o excedente?
  14.  # 16

    Colocado por: taunus

    Ruinoso porquê?


    Se a EDP pagava aos produtores 6 vezes mais que o preço de venda, alguém teve que pagar a diferença.
  15.  # 17

    Faz de facto sentido que seja impossível.

    Era só para descargo de consciência, não fosse existir forma e eu não saber.

    @Magano, vendo a energia à SU. Paga ao valor do OMIE, recentemente começou a cobrar "Encargos com desvios", que segundo as minhas contas andam por volta dos 10%, variável.

    @rjmsilva Tem toda a razão!! Mas não foi só em Portugal, foi pela Europa fora! Grandes Centrais que foram pagas em 2/3 anos e depois 12/13 anos com lucro garantido.. E QUE LUCRO! Quem pagou fomos todos nós..

    @TicMic Quanto a mim vai passar para AC na altura errada. Atualmente, as Tarifas de Acesso às Redes para BTN's estão a 95,8€/MWh negativas. Ou seja, as comercializadoras para o residencial que andam aí todas pimponas a dizer que têm bons preços não dizem que estão a receber 0,095€/KWh do estado.
    SOLUÇÃO: Contratar um tarifário indexado ao mercado, de preferência que faça preço horário OMIE. Mas mesmo que faça indexado ao preço médio mensal, é muito melhor que qualquer preço fixo.

    EXEMPLO:
    Fevereiro - PM OMIE 134,23€ / MWh
    - Cada comercializadora tem a sua fórmula, mas é mais ou menos isto: Preço = (PM OMIE + K (Margem da Com) + CGS
    (+/- 4€ / MWh)) * (1+Perdas (15%)) + Tar Acesso às Redes
    - Temos então (134,23 + 10(K-Coopérnico) + 4) * (1.15) + (-95,8€/MWh) = 74, 66 (0,07466€/KWh) + IVA

    CONCLUSÃO:
    Vendes o Excedente a 0,13423€ (não é bem assim, porque a venda é sempre feita ao preço horário)
    Compras por 0,07466€

    ATENÇÃO: Tens que andar sempre atento ao preço OMIE, porque se subir podes passar para preços mais caros que os fixos. Mas vai ser difícil enquanto as TAR estiverem a -95,8. No entanto, vendes sempre mais caro do que compras!
 
0.0168 seg. NEW