Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Bom dia a todos,

    Sou uma nova utilizadora do fórum e já tenho aprendido bastante só ao ler várias discussões/tópicos. Agora venho pedir as vossas opiniões sobre um chão muito pouco comum.

    Expondo a situação. Temos um apartamento comprado em segunda mão, com acabamentos extremamente datados e a precisar de obras para renovação estética. Temos um orçamento curto, pelo que vamos sobretudo pintar paredes, o lambril de azulejo, etc, para clarear toda a casa num tom de branco quente (algures entre um branco creme e um baunilha). Estamos a pensar colocar novo chão, e é aqui que temos dúvidas. O chão atual é de tijoleira com uma trelicia de madeira. A madeira faz um relevo relativamente à superficie da tijoleira, pelo que me parece que não conseguiremos colocar outro pavimento por cima deste. O que vos parece? Temos de arrancar todo o chão atual?
      chão_trelicia.jpg
  2.  # 2

    Qualquer artista minimamente habilidoso coloca um pavimento flutuante por cima.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Mercedes
  3.  # 3

    Mas nao fica com folgas? Ha algum produto que possa ser colocado por cima do atual pavimento para nivelar a superfície sobre a qual colocaremos soalho flutuante?
  4.  # 4

    Depende dos empenos que tenha, tem de ser aferido com uma regua de 2.00m. Se estiver dentro das tolerâncias do fabricante do pavimento escolhido, poderá bastar aplicar a manta de espuma de 3mm... Senão terá de ir para a aplicação de um autonivelante. (cerca de 20€/m2)

    eu tentava concicliar e manter esse pavimento. e dava uma cara lavada ao resto das superfícies, o lambril, ou remove , ou manda barrar e depois pintar. Aliás o que mais me desgosta é o reboco rugoso disso tudo, eu mandaia os senhores do pladur, barrar isso tudo com pasta de massa fina. depois pintar.
    As portas, sendo em madeira maciça, pode renovar/ actualizar, muda ferragens de latão para inox, os vidrinhos, ou mantém, ou, muda para vidros foscados a acido, ou pede para converter em vidro único.
    etc...
    Concordam com este comentário: Eugenia Matos
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Mercedes
  5.  # 5

    Eu por acaso gosto desse pavimento. Acho que devo estar a ficar datado também... :)
    Concordam com este comentário: Vítor Magalhães, Eugenia Matos
  6.  # 6

    O que não agrada é mesmo o lambrim cerâmico. O resto é interessante.
    Concordam com este comentário: Vítor Magalhães
  7.  # 7

    Colocado por: Pedro BarradasDepende dos empenos que tenha, tem de ser aferido com uma regua de 2.00m. Se estiver dentro das tolerâncias do fabricante do pavimento escolhido, poderá bastar aplicar a manta de espuma de 3mm... Senão terá de ir para a aplicação de um autonivelante. (cerca de 20€/m2)

    eu tentava concicliar e manter esse pavimento. e dava uma cara lavada ao resto das superfícies, o lambril, ou remove , ou manda barrar e depois pintar. Aliás o que mais me desgosta é o reboco rugoso disso tudo, eu mandaia os senhores do pladur, barrar isso tudo com pasta de massa fina. depois pintar.
    As portas, sendo em madeira maciça, pode renovar/ actualizar, muda ferragens de latão para inox, os vidrinhos, ou mantém, ou, muda para vidros foscados a acido, ou pede para converter em vidro único.
    etc...


    Obrigada, Pedro.
    Sim, temos já algumas ideias para a recuperação dos materiais atuais. As madeiras são boas e melhores do que o que se encontra atualmente no mercado, portanto vamos preservar tudo, eventualmente até as madeiras do mobiliário de cozinha, que está em muito bom estado. O reboco rugoso vai ser corrigido, e o lambril mantido. Eu gosto de lambris, não gosto é deste azulejo. Acredito até que pintado, só com relevo, fique bonito e funcione bem, mas ainda não decidimos exatamente o que fazer. Talvez teste pintar uma pequena superfície para ver o resultado. Se não gostarmos, barramos e pintamos por cima e podemos criar uns painéis, por exemplo.

    Quanto ao chão, teremos então de avaliar com um profissional. Mas agradeço a explicação e a referência ao custo do autonivelador. 20 euros por metro quadrado ainda é bastante. Não faço ideia se é mais do que o custo de partir este, mas já não digo nada...
  8.  # 8

    Colocado por: ClioIIEu por acaso gosto desse pavimento. Acho que devo estar a ficar datado também... :)


    Isto dos gostos é sempre subjetivo. Eu também gosto do chão. Mas ele não funciona nesta casa, nem as madeiras escuras. É uma casa toda virada a norte. No Inverno, recebe uns raios de luz diretamente por altura do pôr do sol (aí a partir das 16h). No verão, tem uma exposição solar um bocadinho melhor. Mas no geral trata-se de uma casa com a pior das exposições solares, e por isso ter madeiras e chão tão escuros é a pior das opções "ergonómicas". Não vivemos na casa atualmente, mas já vivemos alguns anos e este problema faz com que a casa não seja nada acolhedora, nem no verão, porque todo o interior é extremamente escuro e frio. Por acaso não tem problemas de humidades (infiltração ou condensação), o que faz da casa mais habitável. Se tivesse, nem consideraríamos a renovação dos interiores para os aclarar e tornar mais "quentes" - é isso que procuramos fazer para vivermos nela.
  9.  # 9

    Já agora aproveito para perguntar sobre pavimentos em cortiça, suas vantagens e riscos e eventuais especificidades a ter em conta na aplicação.
    Ha uns anos atrás entrei numa casa com pavimento em cortiça e achei bonito e confortável. Imagino que seja mais caro que um flutuante laminado (ainda nao pesquisei), mas nao sei se o conseguiria aplicar sobre este chão atual (da foto do post original).
    O pensam sobre a cortiça para pavimentos?
    .
    Obrigada desde ja a quem responder!
  10.  # 10

    Não se esqueça que para colocar pavimento flutuante por cima do chão já existente vai ter de retificar todas as portas da casa.
 
0.0103 seg. NEW