Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boa tarde,

    Eu e a esposa adquirimos um apartamento e estamos agora no processo de remodelar algumas áreas, tendo destruído uma parede para um conceito open-space (sala + cozinha). Aproveitámos a deixa e acabámos por tirar também os moveis e eletrodomésticos da cozinha antigos para substituir por novos.

    O problema surge aqui: os eletrodomésticos anteriores consistem de fogão a gás, forno e esquentador e queríamos terminar com o gás e passar tudo a elétrico, ou seja, adicionar uma placa de indução e termo acumulador.
    Ao retirar os moveis antigos verificamos que as ligações elétricas estão compostas de cablagem de 2,5mm em tubo de 16mm.
    Temos um circuito que vem do quadro com ligação direta (e única) para o forno (16A), um para as restantes ligações da cozinha (A?) e outro para as máquinas de lavar (A?).

    O pretendido: No circuito dedicado ao forno, incluir não só o forno mas também a placa de indução, sabendo que a cablagem é de 2.5mm em tubo de 16mm e de certeza que, com a configuração atual, não conseguiríamos de todo ter ambos a funcionar ao mesmo tempo (por ex. 1 bico da placa e o forno a trabalhar).
    A nossa ideia passa por tentar alterar a cablagem atual no tubo de 16mm de 2.5mm para os 4mm, tendo conhecimento de que o mesmo não está conforme o regulamentado e que não é propriamente trabalho fácil, dependendo das voltas que o cabo tenha, e caso consigamos a proeza, alterar o disjuntor para aguentar uma potência mais elevada para não disparar quando tivessem ambos ligados.
    Questiono se, mesmo fazendo a alteração desta cablagem para 4mm e um disjuntor com amperagem mais elevada, seria suficiente para o que pretendemos? Não teremos possíveis problemas a longo prazo, mesmo correndo bem este ''desenrasque''?

    Quanto aos restantes circuitos, o que faz as ligações da cozinha teria o termo acumulador, um micro-ondas e exaustor dos quais estes últimos 2 são ligados ocasionalmente. Aqui os fios de 2.5mm seriam suficientes caso não tenhamos tudo ligado ao mesmo tempo?

    As máquinas de lavar têm o seu próprio circuito e o frigorifico está ligado ao circuito da sala (mesmo estando na cozinha), que faz a ligação de toda da sala, onde teremos então o frigorifico, televisão, consola e box TV. Estas igualmente com fio de 2.5mm

    Agradeço assim as vossas sugestões/recomendações/ideias possíveis para esta tipo de situação.
    Temos a plena consciência de que o melhor seria contratar um eletricista e ele resolveria a questão, mas para além de não conhecermos nenhum, queríamos que isso fosse um last resort, no caso de não haver mesmo uma solução alternativa.
    (Com isto tudo, a ideia é também tentar reduzir os custos onde conseguirmos)

    Posso facultar fotografias das ligações e/ou da caixa com os disjuntores caso vos ajude a ajudar-nos a nós :)
  2.  # 2

    Boa tarde,

    Primeiro tenho de dizer aquilo que já sabe. Devia contratar um técnico qualificado para lhe fazer as alterações elétricas. Há muito por onde poupar numa remodelação dessas. Poupar no eletricista devia ser das ultimas coisas onde devia querer poupar. Lembre-se, com eletricidade, se correr mal pode correr mesmo muito mal.

    Depois, antes de começar isso tudo veja qual é a sua potência contratada. Pode não ser suficiente para poder trocar o fogão a gás por uma placa elétrica. Eventualmente pode não ser possível (ou economicamente viável) aumentar essa potência.

    No seguimento do tema da placa elétrica: para ligar uma placa elétrica precisa de 3 condutores de 4mm diretamente entre o quadro elétrico e a dita placa. Para passar os condutores de 4mm precisa de um tubo de 20mm os invés dos 16mm que diz ter.

    ps: Por curiosidade, por que motivo pretende substituir o gás por eletricidade no fogão?
    Estas pessoas agradeceram este comentário: marize, Inexorable
  3.  # 3

    Ola e obrigado pela resposta,

    O motivo maior é de que configuração dos aparelhos a gás já ser algo duvidosa e a extração de fumos não ter sido propriamente bem engendrada pelos anteriores proprietários. Além disso, a esposa prefere placa de indução ao invés da placa a gás, e assim sendo eliminávamos também o esquentador, acabando assim os aparelhos a gás num todo.
    Quanto à potência contratada, atualmente é de 6,9kVA.

    Questão - Sendo o cabo de 16mm e os 3 fios perfazendo a dimensão total do cabo, na eventualidade de se conseguir a passagem dos mesmos (sabe deus como) conseguiríamos apenas ligar a esse circuito a placa de indução, ou suportaria a carga da placa de indução e do forno em simultâneo? (utilizando parcialmente a placa)

    A nossa única questão quanto a um eletricista é onde arranjar um que seja de confiança nos dias de hoje e que não se aproveite e nos leve um rim a cada :)
    Nós nem fazemos ideia de quanto ficaria um 'arranjo' destes
    Se tiverem alguma sugestão de profissionais/empresas qualificadas que consigamos contactar para orçamentos e informações, nos aceitamos!
  4.  # 4

    Inexorable> de que zona são?
  5.  # 5

    Colocado por: marizeQuanto à potência contratada, atualmente é de 6,9kVA.

    Já é uma potência bem razoável. Alterando tudo para elétrico, talvez não dê para estar "à vontadinha" mas já passaram por aqui casos piores.
    Não perde nada em ligar para a e-redes e perguntar qual é a "potência máxima admissível" no seu apartamento. Quase de certeza que vai ser os 6,9kVA mas não perde nada em perguntar.

    Colocado por: InexorableSendo o cabo de 16mm e os 3 fios perfazendo a dimensão total do cabo, na eventualidade de se conseguir a passagem dos mesmos (sabe deus como)

    Queria dizer tubagem de 16mm ou está a falar de outra coisa?

    Colocado por: Inexorableconseguiríamos apenas ligar a esse circuito a placa de indução, ou suportaria a carga da placa de indução e do forno em simultâneo? (utilizando parcialmente a placa)

    Em termos de regulamento, penso que embora aconselhe a ter circuitos de forno e fogão dedicados, pode ter um único circuito para os 2 equipamentos.
    Em relação a se pode usar os 2 sem mandar a luz abaixo por falta de potência disponível...acho que consegue. Depende de quão parcial está o fogão e do consumo dos restantes equipamentos. Eu não tenho placa elétrica portanto tenho pouca experiência para lhe conseguir ajudar muito neste ponto.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Inexorable
  6.  # 6

    Colocado por: marizeInexorable> de que zona são?


    O apartamento é na zona da Póvoa de Santa Iria e a construção do prédio foi entre 1996 a 2000.
  7.  # 7

    Quando fizemos o contrato de eletricidade, recordo-me de mencionarem ser ainda possível contratar uma potência superior à de 6,90kVA pelo que achamos que já seria demasiado, não me recordo exatamente de quanto.

    A tubagem é de 16mm sim, a cablagem interior é, atualmente, de 2.5mm. Os termos técnicos (tubo/fio/cabo/tubagem) ainda me falham um bocado :)
    Ontem acabei por abrir um roço para verificar onde passavam os circuitos que tenho na cozinha e descobri que afinal só tenho um para todas as ligações da cozinha e outro dedicado ás maquinas de lavar.

    Acabei por contactar alguns eletricistas para pedir orçamentos e tirar algumas duvidas. Claro que sem verem o 'panorama' só conseguem especular, mas todos dizem que o ideal seria pelo menos a placa ter um circuito dedicado (ao qual poderia ligar mais qualquer coisa que gaste pouco, tipo o exaustor) e outro para os restantes equipamentos de menor consumo. Disseram ainda que seria possível passar 2 cabos de 4mm e deixar um de 2.5mm (terra?) na tubagem de 16mm e com esse circuito fazer a ligação da placa + forno.

    Quanto às ligações, seria melhor ter a placa e exaustor num circuito dedicado e ter outro para termo acumulador e forno e restantes ligações? Ou o termo e o forno trabalhando em simultâneo já seria sobrecarga?
  8.  # 8

    Colocado por: InexorableOntem acabei por abrir um roço para verificar onde passavam os circuitos que tenho na cozinha e descobri que afinal só tenhoumpara todas as ligações da cozinha e outro dedicado ás maquinas de lavar.

    Então só tem um disjuntor para a cozinha inteira? Ora tire lá uma foto ao quadro elétrico.

    Colocado por: InexorableDisseram ainda que seria possível passar 2 cabos de 4mm e deixar um de 2.5mm (terra?)

    Sim a terra no circuito da placa pode ser com fio de 2.5mm

    Colocado por: Inexorablee com esse circuito fazer a ligação da placa + forno.

    Sim pode.

    Colocado por: InexorableQuanto às ligações, seria melhor ter a placa e exaustor num circuito dedicado e ter outro para termo acumulador e forno e restantes ligações? Ou o termo e o forno trabalhando em simultâneo já seria sobrecarga?

    Melhor melhor era o forno, placa e termoacumulador ter cada um o seu circuito dedicado por vários motivos.
  9.  # 9

    Colocado por: elfo106
    Então só tem um disjuntor para a cozinha inteira? Ora tire lá uma foto ao quadro elétrico.

    Quando chegar ao local da 'obra', envio-lhe uma foto do contador e visão geral da cozinha e entradas/passagens eletricas :D

    Colocado por: elfo106Sim a terra no circuito da placa pode ser com fio de 2.5mm

    Existe algum 'risco' caso prossigamos com o circuito da placa com fase e neutro de 4mm e o de terra de 2.5mm?

    Colocado por: elfo106Sim pode.

    Posso mas mediante a utilização de ambos em separado? Ou com a utilização parcial da placa com o forno?

    Colocado por: elfo106Melhor melhor era o forno, placa e termoacumulador ter cada um o seu circuito dedicado por vários motivos.

    Estamos a estudar a possibilidade de colocar mais 1/2 circuitos dedicados a cada eletrodoméstico que consome mais, mas sem termos de partir (ainda mais) a casa. Um entendido de eletricidade deu-nos duas ideias:

    1. Opção - Como no hall de entrada temos um teto de madeira (tipo uma placa única de madeira com focos de luz) o qual tem logo por baixo o quadro elétrico, tirávamos esse teto e, à partida, conseguiríamos ter acesso às diversas passagens elétricas. Seria ai então aproveitar para ordenar os cabos e fazer logo a passagem de 1 ou 2 circuitos novos e abrir roço só na parede da cozinha para passar os novos circuitos.

    2. Opção - Fazer antes as passagens de novos circuitos pelo chão do apartamento entre o hall da entrada á cozinha, sendo que vamos trocar o pavimento atual (cerâmico) por pavimento vinílico.

    Acho que a primeira opção para mim é a mais indicada, pois não sei até que ponto é que a passagem dos cabos via chão é sequer seguro e/ou trabalho bem feito (????)
  10.  # 10

    seja 1 ou 2, ambas as opções ~sao viáveis. sendo que se tudo for executado de acordo com as boas praticas, não tem qq problema.
    Os novos circuitos que pretende meter não dará para aproveitar a tubagem actual.
    a escolha da opção 1 ou 2, deve ser ponderada pelo electricista, face a realidade da sua obra.
    Concordam com este comentário: Inexorable
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Inexorable
  11.  # 11

    A nossa preocupação seria que ao abrir os roços pelo chão para a passagem de novas tubagens pudesse, de alguma forma, afetar a integridade da laje/teto do vizinho de baixo. Ainda seria um roço de cerca de 4 a 5 cm para a passagem de 2 tubos de 20mm lado a lado (2 circuitos novos).

    Se a passagem de tubagem pelo chão é uma prática 'normal' e considerada legal, se calhar vamos antes optar por esta solução, que acaba por ser a mais prática e menos trabalhosa das duas.

    A tubagem que está de momento iremos manter conforme estava para as restantes tomadas da cozinha.
  12.  # 12

    Colocado por: elfo106
    Então só tem um disjuntor para a cozinha inteira? Ora tire lá uma foto ao quadro elétrico.


    Cá vai a fotografia do quadro

    Resumidamente:
    Esteve lá o eletricista ontem que vai fazer a passagem de 3 novos circuitos, através de aberturas de 3 roços pelo chão.
    1. Para a placa ( tubagem de 20mm com cabo de 4mm) + colocação de disjuntor/diferencial de 0.300.
    2. Para o forno (tubagem de 16mm com cabo de 2.5mm)
    3. Para o termo acumulador + exaustor (tubagem de 16mm com cabo de 2.5mm) + colocação de disjuntor/diferencial de 0.030.
    4. (O que já estava) Para restantes tomadas e aparelhos.

    O que acham vocemesses disto? Tudo okay?
      Imagem WhatsApp 2024-04-04 às 13.41.18_6901bf36.jpg
  13.  # 13

    Estando tratada a questão da eletricidade, preciso da vossa ajuda noutro sentido.
    Têm conhecimento de alguma empresa que faça remodelações de cozinhas/salas na zona de Lisboa (Póvoa de Santa Iria mais concretamente) que sejam de confiança e de bom trabalho?

    Tinhamos 'contratado' um tio da minha esposa que supostamente era ótimo no que fazia e que 'tratava de tudo, sem problema', porem que em 4 dias de trabalho, apenas rebocou (mal e porcamente) o arco da parede que destruimos... Escusado será dizer que dispensámos os seus serviços no imediato.
    Deixo fotografias do estado atual da sala/cozinha para terem uma ideia de como está.

    A ideia seria:
    1. Rebocar o arco que foi aberto para um open space (como deve ser)
    2. Mudar a canalização do lava loiça para baixo da janela
    3. Preparar a parede da cozinha que tem azulejo para que se possa pintar por cima.
    4. Colocação de azulejo no local onde ficarão os móveis da cozinha.

    Os roços desnecessários e cortes e recortes na parede da cozinha foram feitos pelo excelentissimo... Deve ter sido para queimar um dia de trabalho e receber mais uns troquinhos....
      Imagem WhatsApp 2024-04-04 às 13.38.46_983eaedf.jpg
      Imagem WhatsApp 2024-04-04 às 13.38.48_0c9230dd.jpg
      Imagem WhatsApp 2024-04-04 às 13.38.48_c99b3e2c.jpg
  14.  # 14

    Fotos restantes.

    A 'pelicula amarela' que está atualmente nos azulejos foi um tipo de tinta que nos recomendaram no Leroy para que possamos posteriormente passar massa para alisar e para que pudéssemos pintar por cima.
    Ainda estamos um bocado na duvida sobre a eficácia desta tinta, pois no lado da lavandaria ela começou a descolar demasiado facilmente.

    Agradeço desde já as vossas sugestões e comentários.
      Imagem WhatsApp 2024-04-04 às 13.38.47_7c9f9e83.jpg
      Imagem WhatsApp 2024-04-04 às 13.41.00_4b435b85.jpg
  15.  # 15

    Colocado por: InexorableO que acham vocemesses disto? Tudo okay?


    No geral parece-me bem. O diferencial de 300mA seria só para a placa? Então a placa ficava protegida por 300mA, o termoacumulador por 30mA e o resto por 500mA? Eu ponderava proteger tudo com 30mA.

    Chegou a saber qual é a sua pma?
  16.  # 16

    Na minha opinião de quem fez no ano passado a remodelação dum T2 de 70 m2 em que foram feitos novos circuitos eletricos inclusivé na cozinha, sugeria fazer nova instalação eletrica da cozinha.
    O que tem aí não é nada que se deva aproveitar. Como diz que vai rebocar esses azulejos, depressa abre roços novos e passa a tubagem nova com tamanho correto sem comprometer a segurança.
    No meu caso acabei por ficar com:
    - circuito placa+exaustor
    - circuito forno
    - circuito maq. Loiça
    - circuito 4 tomadas (tv, frigorifico + 2 na bancada)
    - circuito 4 tomadas bancada + alimentação led dos armários.
    Para vocês adicionava outro circuito para o termoacumulador.
    Sugestão que partilho que o meu eletricista aconselhou: "seja generoso na quantidade de tomadas, porque se antes de as marcar já está usar uma tripla é porque depois vai usar uma tripla"
    Eu tenho 6 tomadas numa bancada de 3,5 m e pode parecer muitas, mas num instante ficam todas ocupadas (maq. cafe, torradeira, micro-ondas, batedeira/robot cozinha, um telemovel a carregar, a maquina passar a sopa, chaleira, etc etc)
  17.  # 17

    Colocado por: elfo106Chegou a saber qual é a sua pma?


    Dá-me uma ajudinha.... :D o que é o pma?

    Colocado por: Dias12O que tem aí não é nada que se deva aproveitar. Como diz que vai rebocar esses azulejos, depressa abre roços novos e passa a tubagem nova com tamanho correto sem comprometer a segurança.


    No total ficaremos com 4 circuitos para a cozinha. Será ainda 'refeita' a passagem do circuito que já estava a alimentar tudo.
    Como vamos ter o conceito do open space não tencionamos ter a tv na cozinha, e o frigorifico vai estar ligado a um circuito diferente (que creio ser o da sala)
    No total ficaremos com 4 tomadas disponíveis na cozinha. 2 individuais e uma com espelho duplo. A esposa diz que é o suficiente para o que idealizou, eu vou na conversa... :)
    Concordam com este comentário: Dias12
  18.  # 18

    Colocado por: InexorableDá-me uma ajudinha.... :D o que é o pma?

    Potência Maxima Admissível.
    Se se registar na balcão digital da e-redes consegue consultar.
    Concordam com este comentário: elfo106
  19.  # 19

    Colocado por: Dias12Na minha opinião de quem fez no ano passado a remodelação dum T2 de 70 m2 em que foram feitos novos circuitos eletricos inclusivé na cozinha, sugeria fazer nova instalação eletrica da cozinha.
    O que tem aí não é nada que se deva aproveitar. Como diz que vai rebocar esses azulejos, depressa abre roços novos e passa a tubagem nova com tamanho correto sem comprometer a segurança.
    No meu caso acabei por ficar com:
    - circuito placa+exaustor
    - circuito forno
    - circuito maq. Loiça
    - circuito 4 tomadas (tv, frigorifico + 2 na bancada)
    - circuito 4 tomadas bancada + alimentação led dos armários.
    Para vocês adicionava outro circuito para o termoacumulador.
    Sugestão que partilho que o meu eletricista aconselhou: "seja generoso na quantidade de tomadas, porque se antes de as marcar já está usar uma tripla é porque depois vai usar uma tripla"
    Eu tenho 6 tomadas numa bancada de 3,5 m e pode parecer muitas, mas num instante ficam todas ocupadas (maq. cafe, torradeira, micro-ondas, batedeira/robot cozinha, um telemovel a carregar, a maquina passar a sopa, chaleira, etc etc)


    A tomada do frigorífico não deve ter circuito próprio, independente?
  20.  # 20

    Normalmente, não. O frigorífico não consome assim tanto, mas faz sentido, uma vez que vão ocorrer obras que esteja num dos circuitos de tomadas da cozinha.
 
0.0263 seg. NEW