Iniciar sessão ou registar-se
    •  
      FD
    • 23 Novembro 2007

     # 21

    Agora é uma boa história para contar... na altura deve ter sido um stress...

    Qual foi o estrago em €?

    Há seguros contra roubos em obras?

    Belo advogado, era o mesmo da cozinha? :D
    Estas pessoas agradeceram este comentário: engftf
  1. Ícone informação Anunciar aqui?

  2.  # 22

    O advogado era o mesmo da cozinha. Se tivesse seguido os conselhos dele hoje tinha duas cozinhas. Apesar da angústia e susto que apanhei ao chegar a casa e ver que me faltavam as janelas, esta história da cozinha desgastou-me muito mais. Na altura tinha o seguro à construção que não cobria furtos. O serralheiro foi amigo mas mesmo assim ainda paguei algumas centenas de contos. A história da cozinha vem na sequência do furto das janelas. Escolhi uma empresa de cozinhas que já tinha fornecido uma para a casa da minha irmã. É uma empresa grande com várias lojas aqui no norte. Estavamos a chegar ao fim do ano e o vendedor disse-me que a partir de Janeiro as cozinhas íam sofrer um aumento de 5 a 10%. Como toda a gente sabe é muito difícil determinar uma data para conclusão de uma casa dada a cambada de aldrabões (principalmente trolhas) dos quais a gente depende e por isso eu não queria assumir nenhum compromisso quanto a datas. O vendedor disse-me que o único compromisso que assumiamos é que seriam eles os fornecedores da cozinha. Pediram-me então um cheque no valor total do orçamento, cozinha completa com eléctrodomésticos e tudo (isto é uma coisa que nunca se deve fazer!). Foi determinada uma data provável para aplicação da cozinha mas sem compromisso (a aplicação da cozinha! Já vão perceber!). Ora, com o furto das janelas, o estrago que a forte chuva que caía na altura (foi naquele ano que chuveu durante meses) estragou as sancas em pladur junto às janelas, atrasou a colocação do soalho, etc. Posto isto, fui à loja das cozinhas contar o sucedido e dizer-lhes que a colocação da cozinha ficava para uma data a determinar. Tive inclusivé o cuidado de saber se já tinham tido alguns custos com a cozinha para puder adiantar esse dinheiro, mas disseram-me que não tinham sequer encomendado a mesma à fábrica. Faltavam 3 meses para a tal data que tinhamos falado. Qual não foi o meu espanto quando vejo que foi descontado o cheque da minha conta, pensei que só podia tratar-se de um erro. Chego à loja e pergunto ao vendedor pela cozinha. Este diz-me, com um ar muito admirado, que não tinham cozinha nenhuma e que eu é que fiquei de adiantar uma outra data. Então se não existe cozinha nem eléctrodomésticos porque é que me foi descontado o cheque? Resposta do homenzinho: "Voçê pediu-nos para adiar a entrega da cozinha, não nos pediu para adiar o cheque". Não vou descrever o que senti, deixo à vossa imaginação o que cada um de vós sentiría perante uma resposta destas. Ameacei-os de todas as formas legais e outras menos legais, até que o patrão, que da parte de manhã estava incontactável, ou estava numa feira em Barcelona, ou noutro sítio qualquer, veio à loja e fez-me uma proposta. Passa-me um cheque dos dele em troca de um outro meu para dali a um mês. Uma das coisas que me levou a pensar para tal acto desta empresa é que estaría na falência e por isso disse que sim, só para agarrar o meu dinheiro. Mal desconto o cheque vou a um advogado, com a referência de ser um dos melhores, já velhote. Este diz-me que eu tenho toda a razão e mandou-me anular o cheque que tinha passado. Agora vou abreviar a história: 2 anos para resolver a questão em tribunal, para chegar no final e a sentença do Juíz ser tão simples que até eu, postas as coisas daquela forma, percebi que nunca podia ganhar a questão, ou seja, se aquando do levantamento do meu primeiro cheque de forma abusiva eu tivesse resolvido o contrato, a lei estava do meu lado, como passei um segundo cheque, renovei o contrato e por isso não havia motivos para desistir dele até porque os tipos trataram a toda a força de mandar fazer a cozinha. No final, entre juros para a empresa de cozinhas e custas judicias, paguei mais de quinhentos contos. Mais tarde, o tal meu amigo advogado disse-me que o colega nada tinha feito para ganhar esta causa. Será que o meu advogado estava comprado pelo outro? É que o outro tipo está ligado à política, associações empresariais lá da terra dele e mais não sei o quê. Na sentença o juíz fez refrência ao contrato de empreitada, ou seja, ninguém pode cobrar dinheiro por um trabalho que não fez, só tendo direito a receber à medida que vai efectuando a obra. Fica a lição!

    Um abraço.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: FD, cargadetrabalhos
    •  
      FD
    • 29 Novembro 2007

     # 23

    É assim que se aprende! A ler os problemas dos outros... ufa!

    Mais uma vez, obrigado pela partilha, dá sempre jeito saber estas coisas... ;)
  3.  # 24

    Olá a todos,

    Muito obrigado por todos os textos que antecedem este. É, de facto, útil ler as vossas experiências agora que me vou meter numa parecida... Vou renovar quase integralmente um apartamento em Lisboa para uso próprio.

    A primeira dúvida que tenho e onde todas as opiniões são muito apreciadas prende-se precisamente com as janelas. O apartamento é numa avenida muito movimentada e o isolamento acústico é a principal preocupação (Eu e a minha mulher gostamos de dormir numa espécie de "sarcófago" sem qualquer barulho...). Já percebi que as janelas deverão ser de batente, mas continuo sem entender que tipo de vidro devo utlizar (ouvi dizer que há vidros especiais que ajudam a melhor isolamento acustico) e que desenho/espessura ajudam a uma melhor performance. Alguma dica?

    Como disse antes gostamos de dormir mesmo em "sarcófagos" também sem luz. Algum conselho em como colocar uns estores mas sem que estes prejudiquem o isolamento acústico?

    Muito obrigado
    Diogo
  4.  # 25

    Boas ao fórum!

    Bem, sinceramente nunca dei muita importância ao material a utilizar nas janelas (se pvc, aluminio ou madeira), mas sim apenas ao seu funcionamento (correr, abrir ou oscilo paralela). E digo-vos que acabem com o sistema de abrir, apesar de o Siza Vieira até ter criado uma serie de correr muito boa (que agora nem me lembra o nome). Nunca dei muita importância ao material porque a percentagem maior que está exposta ao frio/calor é o vidro, por isso porque não apostar num vidro temperado com uma boa percentagem de proteção raios violeta!? ou até mesmo para casas em cidades ou sitios muito movimentados um vidro duplo com gás (argon na caixa de ar) !? mas atenção o argon é carooooo :). E pra ultimo como também é o que dou menos importância, em termos de material acho que qualquer serie de aluminio (nada de xpto, porque os vendedores aproveitam-se bem a dizerem que é de ruptura termica e aquilo só tem mais umas borrachitas a mais ou não lol) ou então um pvc serie normal, mas Francês, porque em relação à Alemanha é o que tem o clima mais parecido com o nosso. Para evitar problemas no pvc, porque o pvc é como a tinta dos automoveis, cada País um clima, cada clima materiais com caracteristicas diferentes para os combater/controlar. Não vá o pvc desmaiar ou amarelar. Porque o nosso país tem muitas variações de temperatura e ora muito altas/baixas, já na Alemanha por exemplo acontecem longos periodos de frio/calor e poucas variações "bruscas". Ah! se for para sitios próximos ao mar, não tenham medo de abrir a carteira um bocado e escolham ferragem em inox, vão ver que não se vão arrepender.


    Olhem que a minha ideia pode não valer nada.
    Abraço
    • jrosa
    • 7 Janeiro 2008 editado

     # 26

    Boa tarde,

    neste momento também estou com ideia de mudar a caixilharia simples por uma com vidro duplo com melhor isolamento.
    Fiz uma série de pesquisas e já visitei a http://www.eurocaixilho.pt/ e ficou de entregar um preço esta semana.
    Para lisboa também pedi preço à http://www.janelanova.com/, http://www.fourwin.pt, http://www.deleme.pt/, http://www.insigne.pt e http://www.caixiave.pt/.
    Um ponto negativo só a janela nova respondeu ao meu e-mail de solicitação de preço, mas, como nos encontramos ainda entre pontes podemos ser mais compreensível.
    Neste momento inclino-me mais para o PVC e para janela de abrir, sem duvida muito melhor que as janelas de correr que possuo.
    Encontro-me portanto à espera de preços, mas para 3 janelas 1.10x1.50 + 2x2.10 (sala) estou a contar com 2400€, estarei errado?

    joao
    •  
      FD
    • 8 Janeiro 2008

     # 27

    A melhor solução para insonorização é a dupla janela. Se é uma remodelação, poderá ser uma hipótese a considerar. Ou seja, mantém a janela actual e, no lado exterior ou interior, coloca uma nova janela. Mas quanto a si, não me preocupava tanto com o barulho externo mas sim com o interno...

    O preço depende muito do tipo de vidro, da espessura, do PVC e dos perfis. Só com os tamanhos é difícil dizer qualquer coisa.
  5.  # 28

    Conhecem a série de aluminios Alesil? e a 2000? qual a melhor? afinal de contas em que variam as séries? ou seja, se tiver caixilho com ruptura termica de 60 mm, com vidro duplo, exterior 5c, caixa de 18 e interior de 4 mm, a série influencia o quê?? obrigado
    •  
      FD
    • 14 Janeiro 2008

     # 29

    A serie muitas vezes não é mais que a diferença nos acabamentos, no tipo de alumínio e vidro utilizado...

    É como os carros, todos eles são diferentes, mas cada um tem que ter um nome para o reconhecermos. :)
  6.  # 30

    Boa Noite,

    Relativamente aos vários comentários, permitam-me alguns esclarecimentos, uma vez que a caixilharia é o meu ramo de actividade.Quando falamos de "aluminio" temos sempre que fazer uma primeira distinção entre extrusores de aluminio e empresas que comercializam SISTEMAS DE ALUMINIO. A grande diferença, é o facto de os primeiros serem apenas responsáveis pela extrusão dos perfis de aluminio, enquanto que os segundos se responsabilizam pela concepção total do sistema de aluminio (aluminio+acessorios). Convém acrescentar que existem extrusoras que são igualmente detentoras de sistemas de aluminio para a construção. Os sistemas de aluminio são geralmente acompanhados por um boletim com resultados de desempenho de testes efectuados por laboratórios certificados, geralmente o L.N.E.C.
    Assim sendo, e respondendo a algumas das questões e duvidas atrás levantadas, não será dificil, determinar o grau de estanquidade á agua, permiabilidade ao vento e ao ar e até a atenuação acustica de um caixilho de aluminio (sistema).
    Convém igualmente lembrar que o desempenho térmico e acustico está estreitamente vinculado á escolha do vidro. Nâo esqueçamos que geralmente o aluminio ocupa cerca de 20% da área do vão.
    Depois de teorizado o assunto, vamos ás componente mais importantes que não foram referidas nos comentários anteriores:
    - A escolha do INSTALADOR e do VIDRO!!!! Não existem bons sistemas de caixilharias, se não forem bem transformados, complementados com uma composição de vidro que se ajuste ao desempenho pertendido.
    Assim sendo, e um conselho que vos deixo...abordem as marcas no sentido de vos aconselharem serralheiros da sua rede de contactos, por forma a responsabilizar a empresa que comercializa os sistemas de aluminio, no sentido de garantirem uma correcta transformação dos seus sistemas. Façam o mesmo em relação ao vidro, uma vez que estes trabalham geralmente em parceria com as marcas de aluminio.
    Tal como referi inicialmente estou ligado ao sector em discussão, mais concretamente a uma marca de sistemas de caixilharia e como tal, não me parece correcto sugerir a minha marca, no entanto deixo alguns nomes de empresas que comercializam "Sistemas de Aluminio" e vidro, para que possam consultar:

    Aluminio:
    - Technal
    - Domal
    -Extrusal
    -Sapa
    - Navarra
    -Shucko
    -Hartman

    Vidro:
    -Saint-Gobain
    -Vitrochaves

    Vão aos sites, questionem, peçam apoio técnico...que todas estas marcas o facultam ao cliente final.

    P.S - Relativamente a duas questões igualmente referidas apenas duas considerações:
    - Os caixilhos de batente possuem melhor desempenho do que os caixilho de correr (resistencia ar,agua,vento)
    - Os caixilhos de roptura de ponte térmica, fazem depender os seus desempenhos dos seguintes factores:
    *Medida e tipo de poliamida utilizada e correcta aplicação garantindo a ausencia de pontes térmicas na fixação do caixilho.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: AnaT, aquapego, CSantos999, alexis, cmeg, renatadb
  7.  # 31

    Em minha casa optei por janelas e portas em PVC e não me arrependo.
    Não tenho dúvidas de que o PVC é a melhor alternativa. Ao contrário do que vi afirmarem aqui neste fórum, que o perfil seria danificado pela exposição de muitas horas de sol, que não apresenta boas qualidades mecânicas e que não seria aconselhável para áreas florestais, com risco agravado de incêndio...
    Para corrigir essas informações, compartilho com vocês os meus conhecimentos sobre o material aplicado à construção civil, que adquiri a partir de minha pesquisa quando procurava materiais para minha casa de praia:
    1 - O PVC é ecologicamente correto:
    A produção dos perfis de PVC consome muito menos energia elétrica do que a utilizada na produção de perfis de alumínio, é auto-extingüível (não propaga fogo) e reciclável, enquanto o alumínio e madeira são mais difíceis de reciclar (nunca dá pra reciclar 100%), por causa de pinturas e outros acabamentos, coisas que o PVC não requer! Portanto o PVC é 100% reciclável!
    2 - A vedação sonora, térmica e de água é extremamente superior à de janelas de madeira ou alumínio;
    3 - Não deforma, não amarela e não racha. Normalmente os fabricantes dão até 10 anos de garantia. O sol e o calor não danificam o perfil, que é resistente a altas e baixas temperaturas.

    Temos que pesquisar muito o que estamos comprando. O consumo tem que ser consciente, sempre.

    Fiz com a empresa Shine Windows, que atendeu minhas expectativas quanto a atendimento, pós-venda, qualidade e acabamento das janelas e portas... Além de tudo, o preço é mais em conta do que os outros fabricantes. Segue a dica:
    www.shinewindows.com.br

    Abs,
    Adriana Branco
    dricabranco@gmail.com
  8.  # 32

    Após algum tempo, aqui fica o que encontrei...

    (actualização com mais preços) :)


    PVC
    Kommerling - 13229 € (perfil - Eurodur 3 S (60mm))
    KBE - 10500€ (perfil - S70 JD (70mm))


    Alumínio
    Extrusal A045 - 14520€
    LA Aluminio R9110 - 12200€

    Inclui: Montagem e afinações. Material de cor cinza antracite, tipos de abertura: oscilo-basculante/varrer/basculante inferior, vidro 4+6 de cor verde/cinza(Kommerling é 4+4, incolor).

    De resto, existem vantagens e desvantagens...

    Acho que deve ser dada especial atenção ao vidro, visto ser quase 80% da janela/porta... é por aí que entra e sai muito calor/frio. Atenção também à exposição do PVC ao sol! Os níveis de radiação são muito superiores aqui do que em relação aos países nórdicos e isso nota-se em janelas com elevada exposição e com idade!
    O preço do aluminio, parece-me mais instável... muito relacionado com o preço do petroleo e os consequentes custos de produção.

    Ainda não comprei nem um ou outro, mas a escolha está muito voltada para um dos Alumínios indicados acima... (ambos os preços, não foram "discutidos", portanto devem descer...)

    NOTA: Os links vão para o fabricante do material e não para o "implementador/vendedor"!
  9.  # 33

    Novos preços acima
  10.  # 34

    Não aconselho a LA aluminio... não é um SISTEMA...

    O sistema da DOMAL, também é em conta, para o tipo de perfis que menciona, sugiro o Ecothermic® Plus (batente) e

    Ecothermic® Slide+( correr)

    O vidro é muito importante.
    De q vale ter um PVC muito bom, com um vidro 4+4??!?!, aconselho sempre vidro(5+6) e câmara de ar de 10 a 12mm... O vidro poderá ter outras propriedades de desempenho adicionais...
    Estas pessoas agradeceram este comentário: leticia abreu
  11.  # 35

    Olá a todos, isto do aluminio é muito complexo devido as variadissimas marcas e sistemas que estão no mercado, posso vos dizer e acreditem se quiserem, só tem duas marcas no mercado que vos podem dar garantias absolutas se os caixilhos forem trabalhos conforme as normas de fabricação.
    Essas marcas são: SHUCCO e HUECK-HARTMANN.
    Ambas são alemãs, e tem caracteristicas que mais nenhuma tem, posso-vos dar alguns exemplos:
    Todos os sistemas de aluminio no mercado tirando estas duas marcas, tem a chamada camara europeia, essa dita camara é simplesmente a uniformização de rasgos para encaixe de acessorios e tb os respectivos acessorios, ou seja qualquer marca vende os perfis ao serralheiro, podem vender os acessorios (dobradiça, puxadores, oscilobatentes, vedantes...............etc) como não, por ser uma camara uniformizada podemo compra-los em qualquer casa de acessorios de aluminio que, meus amigos hã mais do que revendedores de aluminio. Tb esses acessorios todos tem componentes plasticos que ao fim de algum tempo, om o uso, com o clima ficam gastas e claro a janela não fica a funcionar ou a vedar como devia.
    Agora SCHUCCO e a HUECK-HARTMANN, são marcas com mais de trinta anos de mercado, são lideres de mercado no norte da europa, todas as grandes obras internacionais como aqui as nacionais são feitas com estas, tem garantias que mais nenhuma tem, os acessorios são proprios, não encaixam em mais nenhu lado só pode ser utilizado nelas.
    Agora sobre vidro:
    O vidro é muito importante nas obras, o vidro é mais de 70% da area da janela, se tiver o aluminio mais caro do mundo com os melhore valores termicos e acustico e tiver um vidro da treta, chapeu não funciona, tb é verdade que hoje em dia o vidro é mais caro que o aluminio, e se forem para os cool-lite que são vidros com desenpenho fabuloso passa dos 150€ M2 até 300€M2. Tenho tb atenção ao vidro e as espessuras, os vidros tem que ter espessuras diferentes, tb convem usar vidro laminado para vossa segurança, exemplo de vidro mais utilizado em moradias 4.4.1 X 16 X 6 ou seja vidro laminado de 8 mm( 4.4.1) + caixa de ar de 16mm + um vidro 6mm planitherm, este planitherm é um vidro que repela os raios solares na ordem dos 75%, esta composição tb anda na ordem dos 80€ M2.

    O PVC , eu pessoalmente não gosto, a quem diga bem como hã quem diga mal, o que é certo, é que nos paises onde ele é fabricado está a entrar em desuzo, existe documentão onde explica porquê ele estar proibido no norte da europa em edificios publicos, dizem que ele liberta umas toxinas que são muito prejudiciais, é verdade que ele não emite chama mas derrete, e ao derreter em caso de incendio não morremos queimados mas sim asfixiados.
  12. Ícone informação Anunciar aqui?

  13.  # 36

    Se quiserem visitar os sites:
    www.shucco.de
    www.hartalu.pt
    • Mac
    • 24 Junho 2008

     # 37

    Dentro de alguns meses também terei de comprar portas/janelas/estores para a moradia.
    Tenho feito algumas pesquisas que já me fizeram mudar de opinião.
    Primeiro achava que teria de colocar janelas em aluminio com portadas exteriores para evitar as perdas de isolamento (térmico e acustico) motivadas pelas caixas de estores.
    Neste momento penso em colocar janelas de PVC porque ganham imenso ás de aluminio em termos de isolamento. Os estores serão integrados na janela (sistema monobloco). Dessa maneira não quebram o isolamento. As portadas exteriores estão definitivamente fora de questão por serem pouco práticas e o sistema monobloco ser uma alternativa viável
    • eu
    • 24 Junho 2008

     # 38

    Que sistema monobloco é esse?
    • Mac
    • 25 Junho 2008 editado

     # 39

    Procure no google por "estores monobloco"
  14.  # 40

    janelas de PVC porque ganham imenso ás de aluminio em termos de isolamento.


    Se tiver a falar da mesma gama, não existe essa diferença...
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">