Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 21

    Boa Noite, obrigado alv pela sua opinião, já agora qual é o isolamento que aconselha.
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

    •  
      alv
    • 14 Dezembro 2008

     # 22

    vivam!
    Caro Viegas, terá de ser mais exacto, porque cada isolamento tem a sua especifidade, pelo que terá que dizer o que vai fazer, isto é, se é para fazer isolamento exetrior, se para revestimentos e isolamento pelo interior, se para divisórias, se para tectos, coberturas ou pavimentos. Como vê ajudamos se ajudar, de qualquer modo neste forum já tem imenso material para ir vendo e mais tarde com coisas mais específicas poderemos vada um dar-lhe as diferentes opiniões, porque cada um vai opinar de forma diferente.
    "Fassam" parte.
  3.  # 23

    Comprei em tempos uma casa antiga , que foi durante muitos anos utilizada como armazem de frutas em zona rural norte, estou a tentar torna-la "habitavel" e ser um espaço de fim de semana e ferias.
    Acontece que a dita casa estava em tijo simples, nao estava nas minhas possibilidades nem queria modificar o aspecto rustico da fachada , pelo que optei por isolar interiormente com roofmate e placa de gesso (pladur) , ou seja , acabou por ficar com caixa de ar e isolado, acredito pelo varios comentarios aqui expostos que nao ira ficar a 100% , mas garanto que me sinto mais confortavel e quanto mais vou atacando os pontos criticos de isolamento termico , mais satisfeito fico.
    Nao gastei muito dinheiro , fui comprando o material conforme financeiramente podia e a mao de obra dei eu ... (antes gastar o meu tempo e ficar mal que pagar e nao ficar melhor).
    Gostava de saber em que pontos posso a vir ter problemas neste tipo de isolamento?
    Que outro tipo de opcçoes tinha em relação gastos/solução?
    vir2al
    •  
      alv
    • 16 Dezembro 2008

     # 24

    Vivam!
    Aqui está uma postura interessante! Auto construção de interiores com sistemas de palcas de gesso laminado. Parbéns Virtual.
    Na fase em que está, pelo que suponho já tem acabamento, porque se ainda não têm massas nas juntas poderá ainda colocar uma manta de lã de vidro entre a placa e o XPS, desaparafusando a placa e repondo-a, mas se já não pode retirar placas, pouco poderá fazer.
    Uma coisa será melhorar a perfomance mecânica, normalmente detectada com aquele bater a oco, aparafusando uma segunda camada de placa sobre a primeira. Não melhora muito os isolamentos térmicos e acústicos, mas melhora o conforto "psicológico".
    Outra solução de melhoria seria a hipotética colagem directa com mametes de pasta de agarre de placas Pladurterm® de 10+30 ou 10+40mm. Com esta solução melhora muito o comportammento térmico.
    Quanto aos tectos ,se ainda não os fez, não descore o isolamento térmico, mas em vez do XPS, use a tal manta de lã de vidro de 60 ou 80mm e de entre 16 a 20 kg de densidade.
    "Fassam" parte.
  4.  # 25

    Alv obrigado pelo comentario :D
    De facto ja estou em acabamento, gostaria tambem de explicar um pouco o que se vai passando , porque toda a ajuda teorica é bem vinda, e em muito me ajudara.
    Para que entenda, comprei uma casa com terreno numa aldeia beirã , despovoada, onde os habitantes e a freguesia pedem para que restaurem as casas da aldeia
    e as habitem e deem vida as aldeias.
    A "casa" sao duas , ou seja , uma toda em granito, e outra que foi um acrescento da de granito feita em tijolo simples sem qualquer isolamento, ligadas no 1º andar interiormente por uma "porta" (claro que tenho juntas de dilatação na união das duas casas, e é mais um ponto critico termico).
    Como nao sou nem ligado á construção civil , nem nasci rico , tive que fazer as 1ªs opcçoes , ou seja dentro daquela "casa" arranjar maneira de dormir la dentro para evitar despesas de hoteis cada vez que me apetecesse ver as "casas".
    Entao optei por começar pela casa de tijolo , o telhado esta mais ou menos , nao entra agua , vai esperar pela primavera/verao para ser levantado e ser isolado correctamente , aproveito para pedir opinião qual a maneira de mantendo barrotes de madeira á vista , que devo por de isolameto? pensei nesta sequencia (algo de acabamento interior que fique em cima dos barrotes , roofmate, tela refletora com bolhas de ar , onduline e a telha ) ...que acha da solução ?? é suf para isolar ? sairá caro ???.
    A zona que estou a isolar neste momento é o 1º andar da casa de tijolo simples , onde fiz divisorias em pladur com uma manta tipo desperdicio textil prensado entre as placas de gesso, para fazer 1 quarto e uma casa de banho o resto sera sala . As paredes mestras estou a isolar tal como disse com pladur e roofmate, nao poderam ser colados porque as paredes mestras estavam em reboco irregular e nem sequer estavam aprumadas nem em esquadria.
    Nao posso neste momento pedir muito em termos de isolamento porque tenho chao assoalhado em tabua corrida , alias chao e tecto, as divisoes dos pisos sao em soalho de madeira r/c , 1º andar e sotao. Mas se alguem tiver alguma ideia como aumentar o conforto termico , mas deixando os tecto em madeira a vista (ja estao tratados cuprinol e 2 demaos de verniz)... aahhh , o sotao ira ser utilizado para mais 2 quartos por isso o soalho do tecto vai ser pisado.
    Para que entendam , tentarei com as minhas possibilidades tornar a casa de tijolo habitavel para periodos pequenos e depois com calma e bem pensado recuperar a casa de granito , essa sim convem que o que se faça , seja bem feito e sem asneiras para poder recuperar e preservar.
    Agradecendo desde ja as vossas dicas.
    Cumprimentos virtuais
    Vir2al
  5.  # 26

    www.spacereflex.pt


    Pesquisando por este produto no forum, encontra-se uma explicação que o produto não é tal e qual como vendem.

    Eu acredito que existam melhores opções que este spacereflex...

    Coisas da Casa
    •  
      alv
    • 21 Dezembro 2008

     # 27

    Vivam!
    Virtual: Deixei escapar este seu pedido de opinião.
    Comecemos pelo telhado:
    Pareceu-me que vai levantar o telhado e manter o barrotame á vista. Quanto a mim, a melhor solução, é a de colocar sobre o barrotame uma placa de XPS, seguida da onduline, ripado e telha. Por baixo, entre o barrotame, poderá colocar uma manta de lã de vidro sobre uma placa de Pladur, que fica entre os barrotes.
    Temos feito algumas recuperações e tem ficado muito eficientes e bonitas.
    Também já vi fazer a aplicação directa sobre os barrotes de placas de Pladur, tendo o cuidado de deixar as emendas sobre os barrotes, e sobre ele o XPS, a onduline, ripado e telha. Esta solução não tem MLV, portanto um pouco menos eficiente, por isso convém melhorar um pouco a espessura do XPS. Pessoalmente não gosto que não tenha a MLV, mas é rápido e fica muito bem.
    Se a telha estiver em boas condições, então bastará olocar o Pladur entre o barrotame, mas agora com o cuidado de melhorar a espessura da MLV, ou se puder colocar os dois, isto é, MLV e XPS.

    Quanto aos soalhos:
    Sem mexer é dificil isolar. Têm dois tipos de problemas: O isolamento térmico e sobretudo o acústico que é ineixistente em casas desse tipo.
    Normalmente a solução mais coerente é demolir o forro, e colocar o isolamento em duas camadas ortogonais, uma entre os barrotes e outra perpendicularmente, sem interrupções sobre um tecto falso, assente em apoios resilientes para que não fiquem em contacto directo com os barrotes e manter o problema. Esse tecto não tem de ser em Pladur, pode repô-lo em madeira de forro, mas certamente muito mais caro.
    Sobre o soalho, se faz questão em o manter, a utilização de muita carpete e passadeiras é um bom truque e ajuda muito.
    "Fassam" parte.
  6.  # 28

    Boa Noite
    Obrigado alv :D
    Em relação ao telhado, e depois do inverno vou avaliar o estado dos barrotes com olhos de ver porque tenho sempre receio do peso em cima da estructura existente. Mas partindo de um principio que preparo para receber tudo , e como nao tenho forro neste momento , estou em duvida o que fazer para que sirva de acabamento por cima dos barrotes e que vai ficar á vista , talvez o pladur seja uma boa solução, tambem me falaram em algo tipo mdf lacado .. nao sei ... nao sei.
    isolamento e pladur entre os barrotes esta quase fora de questao , explico-lhe pq , nao houve cuidado de utilizar barrotes direitinhos,existem muitos empenados e ate barrotes de eucalipto com casca aquilo tem, seria uma trabalheira e muita mao de obra trabalhar nos intervalos dos barrotes.
    Pergunto-lhe se na sua opiniao em qualquer das soluçoes o telhado "respira" e se nao vai estar sujeito a muitas condensaçoes??
    Qual a sua opiniao sobre as mantas reflectoras com bolhas de ar ???
    O que vai fazer a caixa de ar é o onduline ????
    Soalho: Quero manter sim , e por sua vez os tectos dos pisos com a madeira do tabuado a vista .... por isso estou conformado que nao tenho soluçoes termica e acusticas a nao ser as tais carpetes .... acho que vao ficar lindas as que tenho guardadas da minha avó, naquele chão :P....(estou mais com o problema o que fazer para restaurar o chao e deixa-lo rustico ou com ar envelhecido).
    cumprimento virtuais
    vir2al
    •  
      alv
    • 23 Dezembro 2008

     # 29

    Vivam!
    Virtual, antes de sair do escritório, escrevi aqui um relatório, só que quando o ia a adicionar, desapreceu. Vamos a ver se consigo resumir o que lhe tina escrito:
    Se o barrotame é roliço e está em bom estado, tem pé direito e está relativamente desempenado, só tem de substituir o ripado por onduline e sobre esta colocar novo vipado em PVC e telha. O espaço entre a ondoline e a telha provocará correntes de conveção e passará a funcionar como fachada ventilada. Por baixo bastará um tecto falso normalinho da silva mas com um bom isolamento em MLV de 60 ou 80mm, e se possivel com duas camadas cruzadas, uma entre o barrotame e a outra perpendicular, sempre bem aconcegada e verá que resulta.
    Quanto ás já muito faladas bolhas ou multicamadas existem montes de marcas e tipos no mercado. O problema que ninguém explica é que em termos de coeficiente de transmissão térmica (Lambada) ele tem valores da mesma ordem de grandeza ou ligeiramente melhores que os dos outros isolamentos, como poliestirenos, lãs minerais ou vegetais ou outro qualquer, mas para obtermos a mesma ordem de grandeza em termos de resistencia térmica, teremos de ter a mesma ordem de grandeza de espessuras, e aqui é que a porca torce o rabo, porque as bolhas e multivamadas são normalmente fornecidas com espesuras na ordem do 10mm e os restantes isolamentos de 30mm para cima e umas muito mais caras que outras. Na realidade para uma mesma espessura, para obtermos uma mesma resistencia térmica teriamos de ter aproximadamente as mesmas espessuras, pelo que entende que ter isolamentos tradicionais de 10mm ou bolhas de 30 não é razoável.
    Quando de todo não podemos dispor de espessura suficiente para colocar um isolamento corrente, então é preferível ter um do tipo bolha ou multicamada que nada.
    Quanto aos soalhos, a realidade é que era assim no tempo dos nossos avós que náo tinham isolamentos, vidros duplos, WC´s, paineis solares, acessibilidades etc., etc.. Como diz aquele mail que circula na rede como é que eles conseguiram viver e fazer com que chegássemos onde chegámos com tanta exigencia?
    "Fassam" parte.
  7.  # 30

    Viva!
    Um amigo falou-me deste forum e é com grande esperança que peço a vossa ajuda no esclarecimento de algumas dúvidas que tenho sobre a melhor forma de resolver um problema de isolamento termico/acustico que tenho.

    Resumidamente:
    a) estou a remodelar completamente (mas é mesmo completamente) uma habitação que adquiri na zona de Lisboa;
    b) trata-se de um 1º andar com cerca de 200 m2 e com orientação nascente (quartos)-poente (sala e cozinha);
    c) por baixo existe uma garagem muito ampla e aberta para a Rua a toda a largura do predio - actualmente está desocupada;
    d) o vizinho do lado diz que a casa dele é fria de inverno e fresca no verão - o meu problema é o inverno
    e) o predio é de 1960 e apesar de já ser placa e pilares/vigas as placas são finas;
    f) levantamos o chão até à placa e temos agora cerca de 6-7 cm para colocar o chão, que inclui na sua quase totalidade madeira (taco maciço de 2 cm );
    g) os tetos vão ser do tipo teto-falso, com excepção dos quartos;
    h) O grande objectivo é no inverno ter a casa a uma temperatura confortavel (tenho 4 miudos todos pequenos);
    i) e minimizar a factura do gás (vou colocar aquecimento central a gás);

    Agora as perguntas, para as quais peço a vossa melhor atenção e esclarecimento:
    1) dentro das condicionantes existentes que solução me sugerem para obter o melhor isolamento termico e acustico no chão e teto?
    2) Podem dar-me uma ideia dos custos por m2?
    3) E contactos de empresas/tecnicos com quem possa depois detalhar estes e outros aspectos, incluindo uma visita à casa?

    Muito obrigado e bom fim de semana.
    Luis
  8.  # 31

    Boa tarde,

    Aínda em relação à explicação que Alv dá no post #16 surgiu-me uma dúvida em relação ao meu caso concreto:

    Vivendo no último andar de um prédio e partilhando a placa do tecto com outro apartamento do lado, será essencial colocar o isolamento MLV em toda a àrea que diz respeito ao apartamento do meu vizinho?

    Obrigado desde já.
    •  
      alv
    • 20 Janeiro 2009

     # 32

    Vivam!
    Respondendo primeiro ao António Feijão, decididamente que se puder colaborar com o seu vizinho, ambos ficarão muito melhor servidos, mas se tiver de avançar sózinho, então não tem problema desde que consiga sobrepôr um pouquinho para cima da placa do vizinho para minimizar essa ponte térmica, mas se não puder, ainda assim é melhor que nada.

    Ao Luis, diria apenas que não sou especialista em pavimentos, mas se puder colocar um qualquer isolamento do tipo Floormate sobre o qual assentará uma camada armada de regularização e seguido de um pavimento flutuante e mosaico nas zonas em que tiver de o ter.
    Este sistema tem como inconveniente o facto de ter de cortar portas para compensar o aumento de altura. Há outras soluções pelo interior, como mantas de fibras e telas resilientes, mas outros darão melhores sugestões sobre isso.
    Se de todo não fôr possível colocar o isolamento pelo interior, tem sempre a hipótese de colocar um tecto falso, bartato e com isolamento térmico, na tal garagem que poderá ser um tecto registável do tipo Pladur Vinil.
    Outra solução será a de fixar sob a lage um revestimento simples com placas de XPS, devidamente coladas ou fixas com buchas especiais para isolamentos leves que poderá deixar á côr ou até pintar, dependendo do grau de qualidade que pretenda dar a esse acabamento do tecto da garagem.
    Preços, terá de solicitar por aí na sua zona.
    "Fassam" parte.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: antónio feijão
  9.  # 33

    Colocado por: lgama4@gmail.com1) dentro das condicionantes existentes que solução me sugerem para obter o melhor isolamento termico e acustico no chão e teto?
    Dado não ter espaço para colocar o isolamento sob o pavimentos, tem a solução de colocar XPS, no tecto da garagem por baixo de si. Tecnicamente era uma solução que vi os alemães usarem nos edifícios deles. Agora desconheço as limitações legais

    Colocado por: lgama4@gmail.com2) Podem dar-me uma ideia dos custos por m2?

    Para a solução que lhe dei, cerca de 10 a 12€/m2, dependendo do estado tecto

    Colocado por: lgama4@gmail.com3) E contactos de empresas/tecnicos com quem possa depois detalhar estes e outros aspectos, incluindo uma visita à casa?

    O empreiteiro que lhe está a remodelar a casa, fará isso facilmente
  10.  # 34

    Ola!...tenho um problema identico e vou fazer uma reparaçao ao meu telhado.Tenho pesquisado sobre as telas da tripolux (TRIPOLUX 3000).
    O meu problema é que nao encontro ninguem que me diga se de facto é eficaz a nivel termico!
    A nivel economico, no meu caso é o melhor.
    Gostraia que me ajudassem para poder decidir.
    obrigado
    cumprmts
    • Erick
    • 13 Março 2009 editado

     # 35

  11. Ícone informação Anunciar aqui?

  12.  # 36

    Olá a todos

    Só uma questão: pode-se optar (para poupar Betão) por não fazer a lage de esteira (i.e, a placa que constitui o pavimento do sotão) e ao invés disso aplicar tecto falso directamente sob a laje/estrutura do telhado? A minha arquitecta preconizou 2 Lajes: laje como tecto do 1º piso e laje onde assentarão as telhas... Pode-se prescindir da primeira e prescindir da segunda assentando o telhado sobre estrutura de vigas em betão? Assim podia-se jogar com os desnivelamentos do tecto no interior e construír uns efeitos engraçados com o Pladur!Faria parecer os tectos das antigas casas portuguesas... Não sei se me fiz entender!? Ou ter laje de betão no telhado convém por questões de segurança? Em termos térmicos sei que com lajes é pior para aquecer a casa pq é necessário aquecer a estrutura primeiro, logo ao optar pela solução que falei aqueceria mais rapidamente (inércia fraca)... Enfim, digam de vossa justiça!
    http://www.onduline.pt/gifs_solucoes/osb_bv_isol_st50.gif (estrutura de telhado sobre vigas de betão)
    http://www.onduline.pt/gifs_solucoes/lage_bv_isol_st50.gif (estrutura sobre laje de betão)

    Obrigada
    •  
      alv
    • 15 Março 2009 editado

     # 37

    Vivam!
    Lecticia, embora por aqui venha sempre a correr, não deixo de vir e tentar ajudar.
    A técnica de abdicar da laje de cobertura do ultimo piso é uma das vantagens em utilizar o Pladur. Por um lado, poupa o dinheiro de uma laje que só serviria se o sótão fossa acessível ou utilizável; Por outro lado pode usar , e bem, a caixa de ar criada para tirar partido de tectos falsos bonitos.
    Não tem qualquer problema de estrutura, porque a casa ao ser dimensionada jáo o é nessa prespectiva, e se usar esse espaço pode criar um maior volume de ar, que uns dirão que tem de aquecer e que eu digo que também é uma maior massa de ar quente que se tiver a casa isotérmica se conserva quente ou fria. É tudo uma questão de opinião. Estas coisas fazem-me lembrar a técnica da garrafa a meio. Para uns está meia cheia, e para outros meia vazia, dependendo de quem vê.

    "Fassam" parte
    • Taipan
    • 14 Abril 2009 editado

     # 38

    Colocado por: poeta ruralÉ a primeira vez que participo neste fórum. Foi com alguma satisfação que encontrei este fórum que de verdade considero bastante útil e interessante. Espero poder contribuir também com os meus conhecimentos nesta área esclarecendo e ajudando quem de mim precisar.
    Mas para já uma dúvida de uma área que não domino….
    A minha casa tem um fraco isolamento térmico. É constituída por dois pisos + sótão. (sótão não utilizado insuficiente pé direito; cobertura tradicional inclinada com telhas assentes directamente nas vigas)
    Como seria de esperar, constato que quer no Inverno quer no Verão, a divisão de cima demonstra-se muito mais sensível às variações térmicas, sendo bastante fria de Inverno e muito quente de Verão. Gostaria que me recomendassem o sistema de isolamento térmico mais adequado e menos dispendioso para resolver ou pelo menos que atenuar bastante o problema. (Placas DOW, Roofmate, Poliuretano projectado…)
    Digo atenuar bastante pois interessa-me investir se os efeitos se notarem de facto. Se forem mínimos penso que não vale a pena!
    Obrigado!


    Boas,
    estou numa situacao em tudo semelhante ao poeta rural, tenho um moradia geminada, constituída por dois pisos + sótão. (sótão não utilizado insuficiente pé direito; cobertura tradicional inclinada com telhas assentes directamente nas vigas)
    , numa regiao que em principio tem clima temperado (area de setubal), mas por incrivel que possa parecer o interor da minha casa esta sempre mais frio que o exterior (ja o comprovei por medicoes), no pico do verao ate que e agradavel mas no resto do ano e um suplicio.
    Ao contrario do estimado colega, e apesar do meu pe direito nao permitir fazer um uso perfeito do sotao eu pretendo utiliza-lo parte como meu escritorio e parte como quarto de brincar dos miudos.
    Tudo aponta para o uso de roofmate, o unico senao e que sendo a minha moradia e geminada estou com receio que isso impossibilite a sua colocacao pelo experior (nao existe hipotese de uma colocacao em todo o telhado uma vez que a moradia geminada contigua nao e habitada). Sendo assim gostaria da opiniao dos especialistas quanto a:

    1 - Colocacao de XPS entre a telha e as vigas de betao. Sera possivel efectuar esta operacao em "metade" do telhado de uma moradia geminada sem riscos de infiltracoes ou de desnivelamento do telhado?
    2- Colocacao de XPS sob as vigas de betao, ou seja pelo lado interior da telha e vida? como poderia essa operacao ser feita e quais os inconvinientes?
    3- Outras solucoes para o meu caso?

    Para o chao do sotao estou a pensar em:
    1- Floormate mas depois tenho duvidas se posso aplicar chao flutuante por cima.
    2- Ouvi falar de um tipo de chao flutuante que ja tinha capacidades de isolmento termico (feitos com recurso a la de rocha?????????), alguem me pode informar melhor sobre este tipo de pavimento?

    Desde ja os meus agradecimentos
  13.  # 39

    Caro Alv,

    Qual a sua opinião sobre a tela Tripolux 3000 para isolamento do chão do sotão?

    Obrigado
    Sambino
    •  
      alv
    • 28 Janeiro 2011

     # 40

    Vivam!
    Isolar o chão do sótão com que propósito?
    Esse sótão é acessivel, para que serve?
    Se se tratar de isolamento térmico puro e duro, tem soluções muito mais eficientes e mais económicas.
    Diga para que fim.
    "Fassa" parte.
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">