Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boas
    Marcas de membranas impermeabilizantes, para terracos transitaveis.
    De preferência bom,barato e eficiente.
    " eu sei que as piadas é noutro tópico"
    Cump.
  2.  # 2

    Mas para colocar tijoleira por cima ou ficar exposto ao sol e chuva?

    Tem da LaboPortugal, Kerakoll, mapei, algumas que uso. A que prefiro é a LaboPortugal.

    Dependendo para que quer assim altera o preço.
  3.  # 3

    É para levar tijoleira
  4.  # 4

    A única solução que garante o desacoplamento, impermeabilização, distribuição de cargas, absorção da humidade residual da betonilha (o que permite executar o trabalho antes do processo de retracção da betonilha ) é a lâmina ditra da schluter.

    Se pretender uma ventilação e drenagem além das funções já citadas, recomendo o sistema kerdi+ditra - drain da schluter.

    Em qualquer destes casos, além da GARANTIA de estanquicidade também há a garantia que a cerâmica não fissura.
  5.  # 5

    Colocado por: pc saldanhaA única solução que garante o desacoplamento, impermeabilização, distribuição de cargas, absorção da humidade residual da betonilha (...) é a...

    A ÚNICA???
    Estou tramado! :-)
  6.  # 6

    Jumbo: A única, rato?
    Rato: Sim
    Jumbo: Porquê?
    Rato: Porque digo que sim.
    Jumbo: Tu és rato, digo eu...
  7.  # 7

    Podem ler as fichas técnicas dos produtos da Kerakoll ou da LaboPortugal.


    Se é para colocar tijoleira o preço poderá andar entre os 7,00€/m2 a 12,00€/m2, dependendo da marca. Em amabas as marcas temos garantia de aplicação e do material de 5 anos.


    Ambos produtos deixam a betonilha respirar não provocando condensação por baixo, além do produto da marca Kerakoll ser possivel isolar tanques com água potável.
  8.  # 8

    Vamos lá ver:

    Qual é o conceito de desacoplamento?
    Como se garante a distribuição das cargas pontuais?
    A absorção da humidade residual, é diferente de barreira ao vapor, assim como a respirabilidade, não?

    As garantias apresentadas não são apenas de estanquicidade, mas sim de aplicação de cerâmica. Por alguma razão marcas como a Mapei, PCI (BASF), Sopro, Ardex, têm parcerias com este sistema para a aplicação de cerâmica.

    Resumo das funções:

    a) Desacoplamento
    Schlüter-DITRA desacopla o pavimento do suporte e, desse modo, neutraliza tensões entre o suporte e o pavimento cerâmica resultantes de diferentes deformações dos materiais. As fendas de tensão do suporte também são absorvidas e não são transmitidas para o pavimento de cerâmico.

    b) Impermeabilização
    Schlüter-DITRA é uma lâmina de polietileno impermeável com uma densidade de difusão de vapor de água relativamente elevada. No caso de uma instalação correcta nas juntas sobrepostas, bem como nas ligações piso/parede e nas ligações a peças de montagem, Schlüter-DITRA permite assegurar um conjunto impermeável com o pavimento cerâmico de acordo com o boletim informativo ZDB (Federação Alemã da Construção Civil) válido na Alemanha - recomendações para impermeabilizações em combinação com revestimentos e pavimentos cerâmicos e de pedra natural para interior e exterior. Se for necessária uma autorização de construção para a Alemanha, é possível solicitar um certificado de controlo de qualidade correspondente.

    c) Compensação da pressão de vapor
    Desta forma, Schlüter-DITRA protege a base contra danificação por humidade e substâncias agressivas.

    d) Distribuição de carga (impacto de carga)
    Através da base das cavidades quadradas preenchidas com argamassa fina, Schlüter-DITRA transfere os impactos da carga sobre o pavimento cerâmico directamente para o suporte. Deste modo, os pavimentos cerâmicos colocados sobre Schlüter-DITRA têm uma capacidade de carga elevada. Em caso de muito trânsito (p.ex. em zonas industriais) a cerâmica a utilizar deve ter a resistência e a estabilidade suficientes. Observar as recomendações e as resistências da cerâmica segundo o boletim informativo ZDB válido na Alemanha - Pavimentos cerâmicos com elevada capacidade de carga. Em áreas com carga elevada, a cerâmica tem de ser completamente aplicada. A superfície de contacto da lâmina Schlüter-DITRA tem aproximadamente 50% da área total. Isto pode reduzir a resistência de pressão em zonas de elevadas cargas pontuais. Em pavimentos de cerâmica devem ser evitadas cargas provocadas por pancadas com objectos. Os formatos da cerâmica devem ter pelo menos 5 x 5 cm.

    e) Aderência
    Schlüter-DITRA fornece uma boa aderência entre o pavimento cerâmico e o suporte através da ancoragem do velo com a argamassa fina no solo e através da ancoragem mecânica da argamassa fina nas cavidades da parte inferior (valores de laboratório de aproximadamente 0,25 N/mm2). Deste modo, Schlüter-DITRA pode ser utilizado para piso e parede. Em revestimentos de parede é possível utilizar adicionalmente buchas de ancoragem, caso seja necessário.

    Aqui o ser rato ou não, depende da forma como o elefante usa a cabeça, para evoluir ou segurar o "nariz"...

    Videos de aplicação: http://www.schluter.pt/p_app/layout/but_video.gif

    ou para a Ditra-Drain

    Resumo das funções e aplicações:
    O conjunto é composto por uma impermeabilização conjunta que forma a superfície sobre a qual será efectuada a instalação, a drenagem Schlüter-DITRA-DRAIN e o revestimento instalado directamente na camada fina. Isto permite obter uma construção com uma capacidade de suporte elevada, que cumpre os requisitos da impermeabilização, da drenagem passiva, da ventilação por baixo e do desacoplamento.

    a) Drenagem/ventilação por baixo
    A ventilação por baixo permite uma secagem rápida da argamassa fina. O efeito de drenagem com capilares de passagem permite uma drenagem que não exerce qualquer pressão da água acumulada no espaço da drenagem e previne que a água seja transportada novamente para a camada do revestimento.

    b) Desacoplamento
    Schlüter-DITRA-DRAIN desacopla o pavimento do solo e, desse modo, neutraliza tensões entre o solo e o pavimento de tijoleira resultantes de diferentes deformações dos materiais. As fendas de tensão do solo também são absorvidas e não são transmitidas para o pavimento de tijoleira.
    Se a superfície sobre a qual será efectuada a instalação não necessitar de uma impermeabilização, p. ex. numa betonilha drenada ou numa construção em contacto com a terra, Schlüter-DITRA-DRAIN, com as sua funções de drenagem/ventilação por baixo e desacoplamento, também pode ser colada directamente com argamassa fina no solo.
  9.  # 9

    Eu concordo que defenda a sua dama.
  10.  # 10

    Eu também concordo!
    Só que eu, que até sou "técnico", pareceu-me estar a ler um manual de magia negra.
    Há ali palavras, conceitos e até frases inteiras que não entendi de todo.
    Portanto, ou estou muito velho e aquilo é demasiado moderno para a minha bagagem, ou há ali coisas que não fazem o mínimo sentido.
  11.  # 11

    Colocado por: 2970713Eu concordo que defenda a sua dama.


    Aqui não é uma questão de defesa de damas, é a questão de "partilhas de opinião" e de conhecimentos, ou não é esse o espírito deste forum.
  12.  # 12

    ... esses sitemas, são pertinentes.. mais ainda ,quando existem ciclos de congelação/ descongelação ( não é o caso por cá.. habitualmente).a nossa maior preocupação é o calor e a acção do sol.
  13.  # 13

    L

    Colocado por: Luis K. W.Eu também concordo!
    Só que eu, que até sou "técnico", pareceu-me estar a ler um manual de magia negra.
    Há ali palavras, conceitos e até frases inteiras que não entendi de todo.


    isto é a cópia da página da internet


    Resumo das funções:

    "a) Desacoplamento
    Schlüter-DITRA desacopla o pavimento do suporte e, desse modo, neutraliza tensões entre o suporte e o pavimento cerâmica resultantes de diferentes deformações dos materiais. As fendas de tensão do suporte também são absorvidas e não são transmitidas para o pavimento de cerâmico.

    b) Impermeabilização
    Schlüter-DITRA é uma lâmina de polietileno impermeável com uma densidade de difusão de vapor de água relativamente elevada. No caso de uma instalação correcta nas juntas sobrepostas, bem como nas ligações piso/parede e nas ligações a peças de montagem, Schlüter-DITRA permite assegurar um conjunto impermeável com o pavimento cerâmico de acordo com o boletim informativo ZDB (Federação Alemã da Construção Civil) válido na Alemanha - recomendações para impermeabilizações em combinação com revestimentos e pavimentos cerâmicos e de pedra natural para interior e exterior. Se for necessária uma autorização de construção para a Alemanha, é possível solicitar um certificado de controlo de qualidade correspondente.

    c) Compensação da pressão de vapor
    Desta forma, Schlüter-DITRA protege a base contra danificação por humidade e substâncias agressivas.

    d) Distribuição de carga (impacto de carga)
    Através da base das cavidades quadradas preenchidas com argamassa fina, Schlüter-DITRA transfere os impactos da carga sobre o pavimento cerâmico directamente para o suporte. Deste modo, os pavimentos cerâmicos colocados sobre Schlüter-DITRA têm uma capacidade de carga elevada. Em caso de muito trânsito (p.ex. em zonas industriais) a cerâmica a utilizar deve ter a resistência e a estabilidade suficientes. Observar as recomendações e as resistências da cerâmica segundo o boletim informativo ZDB válido na Alemanha - Pavimentos cerâmicos com elevada capacidade de carga. Em áreas com carga elevada, a cerâmica tem de ser completamente aplicada. A superfície de contacto da lâmina Schlüter-DITRA tem aproximadamente 50% da área total. Isto pode reduzir a resistência de pressão em zonas de elevadas cargas pontuais. Em pavimentos de cerâmica devem ser evitadas cargas provocadas por pancadas com objectos. Os formatos da cerâmica devem ter pelo menos 5 x 5 cm.

    e) Aderência
    Schlüter-DITRA fornece uma boa aderência entre o pavimento cerâmico e o suporte através da ancoragem do velo com a argamassa fina no solo e através da ancoragem mecânica da argamassa fina nas cavidades da parte inferior (valores de laboratório de aproximadamente 0,25 N/mm2). Deste modo, Schlüter-DITRA pode ser utilizado para piso e parede. Em revestimentos de parede é possível utilizar adicionalmente buchas de ancoragem, caso seja necessário."

    Já agora o que é que não entende? de funções de um produto desenvolvido e patenteado na Alemanha em 1987, que a própria TLCA - Associação Americana de Aplicadores de Cerâmica obrigou a utilizar para aplicar cerâmica para GARANTIR que não há fissuras e com durabilidade, ou que tenha que haver GARANTIA?

    MAGIA NEGRA? É COR DE LARANJA.

    Já agora, que produtos conhece que oferecem esta GARANTIA COM SEGURO em simultâneo? Desacoplamento da cerâmica para quê? A retração da betonilha qual é? O quoficiente de dilatação térmica linear da betonilha é o mesmo da cerâmica ou da pedra natural? Quais são os efeitos da humidade nas betonilhas sob a cerâmica? Será mesmo necessário a distribuição das cargas pontuais quando estas exercidas na cerâmica? Qual a humidade residual de uma betonilha antes dos 28 dias, e qual a sua perda de volume? Como e onde fazer juntas de fraccionamento em betonilhas para aplicar cerâmica?

    A estas perguntas e muito mais existem TÉCNICOS que se dedicam a estudar e a dar respostas e soluções - claro que são patenteadas! - e já agora uma fábrica da "banha da cobra" não dura 42 anos...

    Quanto à sua pergunta - "Portanto, ou estou muito velho e aquilo é demasiado moderno para a minha bagagem, ou há ali coisas que não fazem o mínimo sentido." - Não sei, velhos são os trapos... Aprender não tem idade. A reforma também não.
  14.  # 14

    Colocado por: Pedro Barradas... esses sitemas, são pertinentes.. mais ainda ,quando existem ciclos de congelação/ descongelação ( não é o caso por cá.. habitualmente).a nossa maior preocupação é o calor e a acção do sol.


    Mas temos regiões de Portugal onde a temperatura facilmente atinge os 0º, e se processa o ciclo gelo-degelo.
  15.  # 15

    Habitualmente...
    também gostava de saber, onde é que uma pelicula de polietileno tem uma densidade que permite deixar passar o vapor de água...
    Compreendo o conceito de haver várias laminas flutuantes, diminui os atritos inter-camadas, permitindo cada camada comportar-se consoante o tipo de material e solicitação...

    E preços da Schlüter??? de referência m2 para as situações habituais:
    A - Cobertura em terraço transitável
    B - Cobertura em terraço não transitável
    C - Impermeabilização de piso intermédio - zonas humidas (I.S.)
    D - Pisos enterrados
  16.  # 16

    Colocado por: Pedro BarradasHabitualmente...
    também gostava de saber, onde é que uma pelicula de polietileno tem uma densidade que permite deixar passar o vapor de água...
    Compreendo o conceito de haver várias laminas flutuantes, diminui os atritos inter-camadas, permitindo cada camada comportar-se consoante o tipo de material e solicitação...

    E preços da Schlüter??? de referência m2 para as situações habituais:
    A - Cobertura em terraço transitével
    B - Cobertura em terraço não transitével
    C - Impermeabilização de piso intermédio - zonas humidas (I.S.)
    D - Pisos enterrados



    é tudo muito transparente quanto a preços, basta fazer o download em http://www.schluter.pt/media/BPL9_PT.pdf

    Quanto às impermeabilizações tipo B este sistema não é aplicável, pessoalmente proponho uma lâmina em PVC tipo Borsacover. Nos pisos enterrados se for antes da cerâmica este sistema é adequado, se for antes da betonilha recomendo também uma lâmina sintética.

    Quanto à primeira questão, quer o sistema 1 - com a lâmina Ditra, quer o sistema 2 - Kerdi + Ditra-Drain, estas lâminas são compostas pelo polietileno e por um feltro não tecido, o que garante uma caixa de ar, que faz com que tanto o vapor de água, como a humidade residual sejam evaporados apenas na zona perimetral (entre o pavimento e a parede) não se manifestando a humidade nem os químicos existentes na betonilha ou na argamassa de colagem pela junta da cerâmica.

    Em IS depende também se é em combinação com os sistemas de escoamento Kerdi-Drain, mas independentemente disso nas zonas húmidas (trás das banheiras e bases de duche) é aconselhável também a sua impermeabilização ao nível de 1,5m.
  17.  # 17

    Colocado por: Pedro Barradas... esses sitemas, são pertinentes.. mais ainda ,quando existem ciclos de congelação/ descongelação ( não é o caso por cá.. habitualmente).a nossa maior preocupação é o calor e a acção do sol.

    Boas
    Sr Pedro , como arquitecto( suponho, peco desculpa se estou enganado)o que normalmente aconselha aos seus clientes...
    Desde já , obrigado.
    cumps.
  18.  # 18

    Caro pc saldanha,
    Não se abespinhe. Tenho muita simpatia por quem tão bem expõe e defende o que é seu.
    E pode crer que o consultarei nos meus próximos trabalhos em que os seus conhecimentos (e materiais) possam ser úteis.

    Agora, leia-me e tente acompanhar-me na minha natural boa-disposição...

    Que não foi você quem escreveu aquilo tudo (que foi tirado da net) já eu tinha percebido. Mas leu-o?

    É que há por ali muitas informações muitíssimo pertinentes e lapidares, como por exemplo:
    - «Em caso de muito trânsito (p.ex. em zonas industriais) a cerâmica a utilizar deve ter a resistência e a estabilidade suficientes». ou
    - «Em pavimentos de cerâmica devem ser evitadas cargas provocadas por pancadas com objectos».

    São informações óbvias que distraem o leitor... ou será que servem para que o leitor concorde com uma parte do texto e não tenha a tentação de duvidar da outra parte?

    Outras frases exigem o melhor esforço da minha formação literária e técnica:
    «Schlüter-DITRA desacopla o pavimento do suporte e, desse modo, neutraliza tensões entre o suporte e o pavimento cerâmica resultantes de diferentes deformações dos materiais».
    O que será «o pavimento do suporte»? Ah! Já percebi, «desacopla» um do outro!
    Ok... e uma folha de plástico ou uma tela asfáltica (bem aplicada, isto é, solta do suporte) não fazem exactamente o mesmo efeito?
    Quanto ao termo "desacoplar", não sei porquê, só me faz pensar em naves espaciais e módulos lunares...

    Relativamente ao parágrafo sobre a "aderência", juro que o li 3 vezes e ainda estou com algumas dúvidas sobre o verdadeiro significado daquela sucessão de palavras.

    Em resposta à sua questão, conheço vários produtos que têm seguro. Desde banheiras de hidromassagem, até portas de segurança (com seguro contra ROUBO!). Este não é, portanto, o «único».

    Por último, por favor não pense que eu já cristalizei. Estou sempre aberto a novas tecnologias (quando entrei para a faculdade ainda nem circulavam máquinas de calcular, e ó p'ra mim a escrever na Internet!).
    A última grande impermeabilização de terraço que efectuei, foi com um material que eu nunca tinha utilizado, por acaso também alemão, por sinal também caro, e que também propagandeava que o sistema deles fazia tudo isso e mais alguma coisa (mas com palavras diferentes). Mas... não diziam que eram os «únicos». A verdade é que, passado um Verão e um Inverno continua tudo impec.
  19.  # 19

    Colocado por: pc saldanha
    Colocado por: 2970713Eu concordo que defenda a sua dama.


    Aqui não é uma questão de defesa de damas, é a questão de "partilhas de opinião" e de conhecimentos, ou não é esse o espírito deste forum.


    Claro que é uma zona de partilha de opiniões (sejam boas ou más).
    Só creio que esses produtos/sistemas se coadunam a outros climas que não o nosso.
  20.  # 20

    Colocado por: Luis K. W.Caro pc saldanha,
    Não se abespinhe. Tenho muita simpatia por quem tão bem expõe e defende o que é seu.
    E pode crer que o consultarei nos meus próximos trabalhos em que os seus conhecimentos (e materiais) possam ser úteis.

    Agora, leia-me e tente acompanhar-me na minha natural boa-disposição...

    Que não foi você quem escreveu aquilo tudo (que foi tirado da net) já eu tinha percebido. Mas leu-o?

    É que há por ali muitas informações muitíssimo pertinentes e lapidares, como por exemplo:
    - «Em caso de muito trânsito (p.ex. em zonas industriais) a cerâmica a utilizar deve ter a resistência e a estabilidade suficientes». ou

    O que se pretende (por questões de garantia) é que a cerâmica aplicada nestes casos tenha a resistência indicada.

    - «Em pavimentos de cerâmica devem ser evitadas cargas provocadas por pancadas com objectos».

    Isto é obvio, mas é sempre importante garantir o devido usofruto dos materias e sistemas.

    São informações óbvias que distraem o leitor... ou será que servem para que o leitor concorde com uma parte do texto e não tenha a tentação de duvidar da outra parte?

    Outras frases exigem o melhor esforço da minha formação literária e técnica:
    «Schlüter-DITRA desacopla o pavimento do suporte e, desse modo, neutraliza tensões entre o suporte e o pavimento cerâmica resultantes de diferentes deformações dos materiais».
    O que será «o pavimento do suporte»? Ah! Já percebi, «desacopla» um do outro!
    Ok... e uma folha de plástico ou uma tela asfáltica (bem aplicada, isto é, solta do suporte) não fazem exactamente o mesmo efeito?
    Quanto ao termo "desacoplar", não sei porquê, só me faz pensar em naves espaciais e módulos lunares...

    Aqui temos em corte, a betonilha, o isolamento acústico no interior e o térmico no exterior, a camada de distribuição de carga e a cerâmica. Esta lâmina é colada à betonilha e sobre esta é colada a cerâmica e a pedra natural.
    Este termo, é sem dúvida inovador, e mentalmente é como o tabuleiro de uma ponte, onde não está completamente aderido, mas também não está solto.

    Relativamente ao parágrafo sobre a "aderência", juro que o li 3 vezes e ainda estou com algumas dúvidas sobre o verdadeiro significado daquela sucessão de palavras.

    Temos uma fachada em que se pretende aplicar cerâmica, o seu formato superior em rabo de andorinha permite e garante uma ancoragem mecânica.

    Em resposta à sua questão, conheço vários produtos que têm seguro. Desde banheiras de hidromassagem, até portas de segurança (com seguro contra ROUBO!). Este não é, portanto, o «único».

    Eu nunca disse que era único...com seguro (mas não contra o roubo).

    Por último, por favor não pense que eu já cristalizei. Estou sempre aberto a novas tecnologias (quando entrei para a faculdade ainda nem circulavam máquinas de calcular, e ó p'ra mim a escrever na Internet!).
    A última grande impermeabilização de terraço que efectuei, foi com um material que eu nunca tinha utilizado, por acaso também alemão, por sinal também caro, e que também propagandeava que o sistema deles fazia tudo isso e mais alguma coisa (mas com palavras diferentes). Mas... não diziam que eram os «únicos». A verdade é que, passado um Verão e um Inverno continua tudo impec.


    Este produto é único e está patenteado, ao permitir em simultâneo todas estas funções. Se pretender impermeabilizar há varios...Se pretender dessolodorização também..Se pretender...

    ...mas a ideia foi desenvolver em 1987, um produto que respondesse às necessidades técnicas e que eliminasse as principais patologias na aplicação de cerâmica, arqueamento, ciselhamento, fissuração superficial, etc.

    Se tiver possibilidade ao ver este vídeo as próprias funções estão muito claras: http://www.schluter.pt/produkt.aspx?doc=6-1-ditra.xml&pg=download

    Caso pretenda mais informações tem disponível o meu email pessoal na Conta e o meu colega de Lisboa terá todo o prazer em lhe presenter este e outros produtos.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Luis K. W.