Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 21

    Peço desculpa mas tb não consigo acedre ao vosso site
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 22

    Eu tb não...
    • grc
    • 22 Maio 2009

     # 23

    boas... de facto nao entendo.. um amigo meu q tava no msn abriu-o, mas outros 2 dizem que aparece um ingles. eu consigo abrir bem.. eu fiz ha umas 2 horas upload de fotos da conclusao de uma obra em tires, so se tiver em actualizaçao no alojamento...

    peço desculpa e o favor de tentarem mais tarde ou amanha.

    e obrigado pelo alerta.
    paulo
  4. Procura serviços ou materiais para a sua casa? Contrate quem ajuda no fórum.

  5.  # 24

    Caro Paulo,
    Vai-me desculpar a piada, mas...
    30 a 35 pagamentos numa obra que dura uns 9 meses (falo de moradias) dão uma média de quase 4 pagamentos por mês. Como há muitas parcelas (para aí 50%) que só ficam 100% concluídas nas últimas semanas de trabalho, parece-me que no final da obra o cliente fará um pagamento quase dia-sim dia-não :-)

    É claro que não me incomoda nada a maneira como você diz e repete ser honesto a fazer as suas cobranças (comentário pessoal: quem é honesto a fazer o que quer que seja, não precisa de o alardear). Parece-me é que é pouco prático. :-)

    Também não acredito que faça TODAS as obras sem alterações ao valor inicialmente orçamentado. Ando nisto há mais de 25 anos, e não é que não aconteça, mas não haver alterações são as excepções. E a melhor é que, da maioria das vezes, as alterações são por "culpa" do Dono de Obra.

    Quanto à questão burocrática que levantei sobre a "G.R.C." tem a ver com o facto de anunciarem um serviço de «gerir construção (e projectos)», o que não é o mesmo que «construir».
    Peço desculpa ter falado nisto, mas como no início desta semana fui chamado a dar uma opinião sobre uma obra (de onde saí com os cabelos em pé, tal era o número de ilegalidades e irresponsabilidades) cuja construção estava a ser «gerida» por uma projectista, esse assunto passou a estar no topo das minhas preocupações.
    • grc
    • 23 Maio 2009

     # 25

    bom fim de semana a todos antes de mais :)

    ja agora, e nao sei por alma do que, ja esta de novo o site on line... consta (disse-me a empresa que o aloja) que houve um bloqueio dos servidores nesse dia...

    caro luis, de facto, as nossas tranches de pagamentos devem-se a uma questao de gestao financeira de cada obra. ou seja, como todos os pagamentos a fornecedores sao feitos contra entrega por uma questão de descontos a P.P. ( o que no nosso caso representa um grande valor/ano) é uma "auto-forma" de gerir a obra como se fosse um saldo bancario instantaneo para NUNCA existirem derrapagens de suposta má gestão, o que acontece (infelizmente) com muitos colagas de trabalho como sabe. talvez porque gastam onde nao devem, mas cada um que se julgue a si proprio e toma as medidas que ache melhor :)

    no entanto, tantas tranches de pagamentos, garantem sempre ao cliente uma boa fluidez de obra e ate a "obrigaçao" de acompanhar tudo ao pormenor do que se esta a fazer... la esta o que enumerie anteriormente, tem direito de pagar contra a boa conclusao de cada fase e saber o que se esta sempre a fazer e lhe ser explicado... a ideia que sempre tento transmitir ao cliente é que se um dia voltar a construir outra moradia nao comprará "gato por lebre" porque ja tem variadissimas noçoes basicas.

    acho que se vive muito a nossa area de trabalho à conta dos "taberneiros" (se me permitem) que nos anos 80 e 90 descobriram que a construção daria milhoes (o que de facto dava na altura) e que ed facto laboram sem grandes conhecimentos tecnicos, sem noção de aconcelhamento aos clientes, ou ate sem tacto para opinar acerca ate da hipotectica decoraçao da casa para auxiliar na escolha de acabamentos e demais soluçoes... muitas ate que poderão representar uma economia na obra, que tambem é constantemente uma preocupaçao com o cliente, lhe "impingir" a ideia do controle de custos de acabamentos porque por vezes ultrapassam em muito o plafon financeito que disponibilizam e no fim da obra é uma "dor de cabeça"...

    caro luis, de facto é bom existirem colegas (como o seu caso) com espirito critico e não passivo... à conta da passividade de muitos tecnicos, gestores, encarregados, instaladores é que se dão variadissimos problemas tanto de concepçao de projectos como de execuçao de obra. apenas com critica e exigencia é que se melhora profissionalmente e se distingue positivamente dos demais.

    a todos um excelente fim de semana.
    paulo
    • grc
    • 23 Maio 2009

     # 26

    ahhh e esqueci-me de cometar:

    1) tem toda a razão caro luis... "que é inocente não precisa de o invocar" :) hahahaha

    2) o valor fixo dos contrato é obvio que se remete ao fixado contratualmente... obvio que se o cliente optar por determinados extras ou plafons mais elevados de escolhas de acabamentos que o valor poderá oscilar. no entanto aconcelho a todos os donos de obra NUNCA AVANÇAREM COM EXTRAS AO CONTRATO SEM UM ENTENDIMENTO ASSINADO PREVIO... conheço casos de colegas que no fim de obra apresentam contas de extras absolutamente medonhas e que caso o cliente nao o liquide acabam por dificultar a entrega de obra.

    agora sim vou de fim de semana que estas semanas têm sido de doidos.
    obrigado
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">