Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boa tarde,

    Fui informado pela camara que tenho que pagar a taxa TRIU´, mas não me disseram como calcular a mesma.
    alguém que sabe dizer a forma para calcular?
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 2

    Coloque no google o nome da respetica câmara e regulamento de taxas. Deve achar rapidamente. Nem sempre o cálculo é simples...
    Concordam com este comentário: Pedro Barradas, ADROatelier
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Bmfigueiredo
  4.  # 3

    Colocado por: BmfigueiredoTRIU´


    É uma batelada de dinheiro! O meu marido é que fez a conta e íamos caindo para o lado com um AVC e um ataque cardíaco ao mesmo tempo... :P

  5.  # 4

    Se não me engano no caso da Flávia eram quase 10 000 euros, é assim que as casas começam a derrapar logo em projecto
    Concordam com este comentário: Flavita
  6.  # 5

    Abra o .pdf deste site: https://www.cascais.pt/anexo/regulamento-de-cobranca-e-tabela-de-taxas-licencas-e-outras-receitas-municipais-para-2015

    Depois tire um curso de matemática para calcular o valor. No final respire fundo.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Bmfigueiredo
  7.  # 6

    TRIU = Ac × (PPI/S1) × Ki
    a) TRIU — Valor da taxa devida ao Município de Cascais (em
    euros) pelo investimento municipal na realização, reforço e
    manutenção das infraestruturas urbanísticas;
    b) Ac — Área de construção nova ou ampliada (em m²);
    c) PPI — Montante previsto no Plano Plurianual de Investimentos
    destinado à realização, manutenção e reforço das infraestruturas
    gerais e equipamentos, assume para o ano de 2013 e 2014 o
    valor de € 23.888.299,50;
    d) S1 — Área do Município de Cascais — 97.100.000 m²;
    e) Ki — Coeficiente que traduz a influência da utilização e da
    localização geográfica diferenciada na operação urbanística e
    assume os valores constantes do Quadro 1.


    TRIU’ = TRIU + 0,03 V d)
    a) TRIU’ — Valor da taxa devida ao Município de Cascais (em
    euros) pelo investimento municipal na realização, reforço e
    manutenção das infraestruturas urbanísticas, acrescido do montante
    proporcionalmente correspondente ao custo das obras de
    urbanização executadas ou comparticipadas pelo município no
    âmbito da reconversão das AUGI;
    b) TRIU = Ac x (PPI/S1) x Ki;
    c) TRIU — Valor da taxa devida ao Município de Cascais (em
    euros) pelo investimento municipal na realização, reforço e
    manutenção das infraestruturas urbanísticas;
    d) Ac — Área de construção nova ou ampliada (em m²);
    e) PPI — Montante previsto no Plano Plurianual de Investimentos
    destinado à realização, manutenção e reforço das infraestruturas
    gerais e equipamentos assumindo para o ano de 2013 e 2014 o
    valor de € 23.888.299,50;
    f) S1 — Área do Município de Cascais — 97.100.000 m²;
    g) Ki — Coeficiente que traduz a influência da utilização e da
    localização geográfica diferenciada na operação urbanística e
    assume os valores constantes do quadro 1;
    h) V — Corresponde a Ac multiplicada pelo valor correspondente
    ao m² de construção fixado na Portaria n.º 1425-B/2007, de 31
    de outubro ou na legislação que lhe suceder.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Bmfigueiredo
  8.  # 7

    De salientar que se não me engano o PPI varia de ano para ano. Não sei qual será o valor de 2018
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Bmfigueiredo
  9.  # 8

    Sim, varia de ano para ano...
  10.  # 9

    Pode pedir à autarquia que lhe diga qual é o valor.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Bmfigueiredo
  11.  # 10

    Isto existe em todas as autarquias? Não tenho conhecimento onde estou disso (Leiria).
  12.  # 11

    Colocado por: ADROatelierPode pedir à autarquia que lhe diga qual é o valor.
    Na câmara de Cascais são todos uns ignorantes, ninguém responde a uma pergunta com frontalidade. Das 3 reuniões que lá tive fiquei sempre com ideia que são piores que enguias
    Concordam com este comentário: Flavita
  13.  # 12

    Pode pedir a autarquia que lhe diga qual o valor a pagar, até mesmo antes de comprar o lote/terreno.
  14.  # 13

    Em Cascais? Tem de ter muita sorte para que lhe digam alguma coisa que seja certa... Estive lá antes de comprar o terreno e disseram-me que a zona do meu terreno NÃO era Augi e não havia compensações a pagar. Quando submetemos o projeto, veio logo rejeitado porque não cumpria as regras das zonas Augi. E inicialmente eu era para pagar a taxa Triu'. Sei de de 3mil e tal passava para 10mil.
  15.  # 14

    Colocado por: FlavitaQuando submetemos o projeto, veio logo rejeitado porque não cumpria as regras das zonas Augi.

    Vai-me desculpar, mas o arquitecto não deu conta disso quando da verificação do enquadramento desse lote nos Instrumentos de Ordenamento do território!!!? Como é possivel.
    Concordam com este comentário: ADROatelier
  16.  # 15

    Colocado por: Pedro BarradasVai-me desculpar, mas o arquitecto não deu conta disso quando da verificação do enquadramento desse lote nos Instrumentos de Ordenamento do território!!!? Como é possivel.


    Não! Marcámos uma reunião na câmara e fomos encaminhados para uma técnica da zona errada. Nós também pouco ou nada percebíamos na altura, mas bastava ir ao GeoCascais para perceber que é zona Augi. Nem o arquiteto, nem a técnica da Câmara, com quem tivemos 2 reuniões se aperceberam! Foi uma enorme perda de tempo porque o projeto foi feito com base no que essa técnica nos disse, e que não respeitava a maioria das regras das zonas Augi. Uma trapalhada...
  17. Ícone informação Anunciar aqui?

  18.  # 16

    Colocado por: Flavitamas bastava ir ao GeoCascais para perceber que é zona Augi. Nem o arquiteto, nem a técnica da Câmara, com quem tivemos 2 reuniões se aperceberam!

    XIça!!! como é possível!;) Eu nunca me fio em nada de "boca", temos de ler e cumprir o que está escrito.... e antes fazer o devido enquadramento...
    Concordam com este comentário: ADROatelier, paulovalente
  19.  # 17

    Colocado por: Pedro Barradas
    XIça!!! como é possível!;) Eu nunca me fio em nada de "boca", temos de ler e cumprir o que está escrito.... e antes fazer o devido enquadramento...
    Pois é nestes pormenores que as coisas começam a correr logo muito mal para os DO.
  20.  # 18

    Colocado por: Pedro BarradasXIça!!! como é possível!;) Eu nunca me fio em nada de "boca", temos de ler e cumprir o que está escrito.... e antes fazer o devido enquadramento...


    Pois... Foram só uns 6 meses de atraso!
  21.  # 19

    Colocado por: jorgferrPois é nestes pormenores que as coisas começam a correr logo muito mal para os DO.


    Isto é um processo todo ele de desculpabilização... A técnica da câmara que não se apercebeu, o técnico que, de facto, era um dos responsáveis da zona que "não tem a culpa" por termos sido mal informados, o arquiteto que se fiou na conversa da 1ª técnica e, coitado, também não teve culpa. Quem se lixa, no fim, é sempre o mesmo! Não venham com tretas que os projetos de execução são a tábua de salvação... what a load of crap!
  22.  # 20

    Tenho muita dificuldade em compreender esse erro. Então nao se consulta o PDM?...
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">