Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boa Noite

    Estou a tentar uma moradia isolada e pretendo submeter o projecto de arquitectura ou projecto base.
    A moradia é terrea e não tem garagem. Não pretendo arranjos exteriores mas o arq insiste que são obrigatorios muros e lugar de estacionamento, e que tem que se definir as areas permeáveis e impermeáveis do terreno.
    Não pensei ainda como vou fazer porque preciso conhecer exactamente os regulamentos para decidir.
    No entanto pedia a vossa ajuda para as seguintes dúvidas:

    Tendo em conta que vou só entregar o projecto de arquitectura, sem especialidades, é possivel excluir para já a questão do espaço exterior?
    Ou nas plantas exigidas nesta fase é obrigatório definir já essa situação.

    Em consulta ao c. Regulamento Municipal de Urbanização e Edificação do Concelho de Sintra (RMUECS) anexo III, parece-me ver que para habitação o estacionamento privado é de 1 lugar / 75m2. Será que é obrigatório ocupar esse espaço? é possivel definir o espaço como área permeável e na prática ser "terra batida"?

    Obrigada desde já por algum esclarecimento
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 2

    Colocado por: VeritaTendo em conta que vou só entregar o projecto de arquitectura, sem especialidades, é possivel excluir para já a questão do espaço exterior?

    Não, na zona do estacionamento e circulação automóvel coloca brita, na restante área terra (jardim).
    Concordam com este comentário: Pedro Barradas, ADROatelier, JoelM
  4.  # 3

    Discordo.
    O habitual é definir pelo menos os itens principais na planta de implantação e no desenvolvimento do projecto de arquitectura.
    A area permeável e impermeável tem que ir definida, bem com a zona de estacionamento.
    Naturalmente, o acesso automóvel e o acesso pedonal, bem como a entrada da casa e a faixa imediatamente envolvente também fica decidido.
    Muros, muros técnicos, contadores, correio, também.
    há muitas soluções eficazes e "descomplicadas" para o efeito.

    @Verita, se a execução é realtivamente simples e o lote também não é grande, qual é a dificuldade em deixar a base decidida?


    Colocado por: Picareta
    Não, na zona do estacionamento e circulação automóvel coloca brita, na restante área terra (jardim).

  5.  # 4

    Oh Adro, discorda do quÊ!!?, se o DO não tem dinheiro para arranjos exteriores, é como o Picareta disse.... além de claro a definição dos muros de vedação, portões e zona de contadores/ cx correio.
    Concordam com este comentário: Picareta
  6.  # 5

    Não custa nada definir no âmbito do projecto os itens minimos... não têm que existir arranjos exteriores xpto.
    Havendo limitações orçamentais, basta equacionar o minimo para o projecto ser aprovado e incluir esta questão no projecto de arquitectura. Ou o Pedro Barradas não faz implantação nem pensa nessas coisas?

    Acordou mal-disposto? :)
    Colocado por: Pedro BarradasOh Adro, discorda do quÊ!!?, se o DO não tem dinheiro para arranjos exteriores, é como o Picareta disse.... além de claro a definição dos muros de vedação, portões e zona de contadores/ cx correio.
  7.  # 6

    Então e o minimo é como o picareta referiu.. Ou não?
    Naõ entendo..
    Se calhar estamos a falar de coisas diferentes.
  8.  # 7

    Dentro do lote é preciso resolver as questões do estacionamento e das áreas pemeáveis e impermeáveis.
    Há muitas soluções económicas - tem é que estar previsto.
    Ora, faz sentido que seja previsto pelo menos o básico logo na arquitectura, nao é?

    Devido a muitos e variados problemas/aldrabices nas áreas permeáveis que surgiram nos concelhos de Oeiras, Sintra, Cascais, estes itens são verificados nos projectos e em obra minuciosamente. Chegam a enfiar varas nos quintais para verificar que não é só uma camadinha ligeira de terra.

    Acho que estamos a falar da mesma coisa.
    Li o comentário do Picareta como sendo, não, não é preciso. Nesse sentido estamos todos de acordo.
    Concordam com este comentário: Verita
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Verita
  9.  # 8

    Colocado por: ADROatelierOra, faz sentido que seja previsto pelo menos o básico logo na arquitectura, nao é?

    Mas ninguém disse o contrário.

    É necesário definir.... precisamente por isto:

    Colocado por: ADROatelierDevido a muitos e variados problemas/aldrabices nas áreas permeáveis que surgiram nos concelhos de Oeiras, Sintra, Cascais, estes itens são verificados nos projectos e em obraminuciosamente. Chegam a enfiar varas nos quintais para verificar que não é só uma camadinha ligeira de terra.
  10.  # 9

    Colocado por: ADROatelierLi o comentário do Picareta como sendo, não, não é preciso.

    o meu NÃO foi a resposta à seguinte pergunta:

    Colocado por: Veritaé possivel excluir para já a questão do espaço exterior?
    Concordam com este comentário: ADROatelier
    Estas pessoas agradeceram este comentário: ADROatelier
  11.  # 10

    @Aldoatelier o problema é q o arq trabalha para o construtor e apesar do que pretendo estar mais do que definido, envia-me plantas manipuladas para me exigir mais dinheiro pela obra. Os arranjos exteriores sao pagos á parte e são "forçados" insistentemente, eu gostava de me focar na moradia propriamente dita onde estamos a ter problemas com a implantação...
    Enfim, pretendo apenas informar-me para ter mais armas para travar esta batalha...
  12.  # 11

    Colocado por: Verita@Aldoatelier o problema é q o arq trabalha para o construtor

    Como é que se adjudica uma obra sem ter um projecto.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: zedasilva
    • Anaa
    • 15 Janeiro 2019

     # 12

    Quais são os arranjos exteriores que lhe estão a propor?
    Existem mínimos... Não serão esses?
  13.  # 13

    Compreendo.
    Penso que o minimo será:
    -Muros;
    -Acesso automóvel e estacionamento (na quantidade prevista nos regulamentos);
    -Acesso pedonal e caminho até à porta da casa (por causa das acessibilidades);
    -Areas permeáveis e impermeáveis. O que é pavimentado é impermeável, o que não é pode ser jardim (as percentagens para cada qual são as previstas nos regulamentos);
    -Convem prever uma faixa pavimentada na envolvente imediatada da casa.


    Colocado por: Verita@Aldoatelier o problema é q o arq trabalha para o construtor e apesar do que pretendo estar mais do que definido, envia-me plantas manipuladas para me exigir mais dinheiro pela obra. Os arranjos exteriores sao pagos á parte e são "forçados" insistentemente, eu gostava de me focar na moradia propriamente dita onde estamos a ter problemas com a implantação...
    Enfim, pretendo apenas informar-me para ter mais armas para travar esta batalha...
  14.  # 14

    @Verita,
    Se me permite, se ainda está no projecto e já está em campo de batalha, não seria melhor, se possível, repensar o andamento?
    Concordam com este comentário: Pedro Barradas, Picareta, mhpinto
  15.  # 15

    Colocado por: ADROatelierPenso que o minimo será:
    -Muros;

    Há municípios que obrigam a fazer muros nas extremas dos lotes?
  16. Ícone informação Anunciar aqui?

  17.  # 16

    Aqui em Cascais e Sintra, se for um lote, os muros têm que existir e têm regras muito especificas.
  18.  # 17

    Colocado por: ADROatelierAqui em Cascais e Sintra, se for um lote, os muros têm que existir e têm regras muito especificas.

    Por aqui toda agente faz os muros por questões de privacidade, mas desconheço que exista alguma imposição legal.
    Concordam com este comentário: fernandoFerreira
  19.  # 18

    Acho que muitas pessoas também fazem por causa da delimitação da propriedade e segurança.
    Noutors países não é assim.
    Concordam com este comentário: Picareta, silvcar, FJDMC, Mjdias
  20.  # 19

    Eu sabia que corria riscos acrescidos por fazer desta forma, mas como é um projecto muito simples decidi arriscar por questões de orçamento.

    Os muros ja estavam previstos e tb concordo com os minimos que descreveu mas só isso, minimo de area impermeável.

    Quanto a mudar de arq não posso pk assinei um contrato, só fazendo rescisão (que não está fora de hipotese) mas para já vou tentar que façam o que pretendo e escapar ás armadilhas...
  21.  # 20

    Colocado por: VeritaQuanto a mudar de arq não posso pk assinei um contrato


    assinou contrato com um arquitecto que lhe trouxe agarrado o construtor?
    ou o contrário?
    é daqueles processos tipo Casa Pronta das imobiliárias?
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">