Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Bom dia,

    Queria aqui uma opinião de pessoal mais entendido. Estou na fase de finalizar o CH, à espera de marcação da escritura, fiz o crédito recorrendo a uma empresa de procura de créditos e ficou feito com os seguros fora (durante a construção só o de vida, depois mudamos também o multirriscos), mas a simulação do seguro de vida veio com algo que até agora não me tinham falado, a evolução ao longo dos anos, que vai para valores muitooo mais altos do que o inicial.

    Entretanto procurei aqui pelo fórum, vi recomendações de outras empresas e pedi cotação à Asisa, vou descrever de seguida as condições de cada um e ver o que acham, e se o valor extra dos outros compensa pelas condições extra.

    Primeiro as nossas condições, crédito 150k, 31 anos idade.

    Asisa
    ITP 65%
    Valor inicial anual: 189,74
    Valor mais alto a pagar: 27º ano 808,79€
    Morte - 85 anos limite
    ITP - 67 anos limite


    April
    ITP 60%
    Valor inicial anual: 353,28€
    Valor mais alto a pagar: 30º ano 1256,82€
    Morte - 85 anos limite
    ITP - 70 anos limite
    Clausula extra (valor 100k por MAC morte acidente viação) 70 anos idade limite

    Real Vida
    ITP 60%
    Valor inicial anual: 316,53€
    Valor mais alto a pagar: 31º ano 1270,56€
    Morte - 85 anos limite
    ITP - 67 anos limite
    Clausula extra (valor 10k por morte por acidente) 65 anos idade limite
    Clausula extra (valor 10k filhos menores a cargo) 65 anos idade limite


    Pela vossa experiência e conhecimento, o que dizem das propostas? Como é óbvio é uma diferença grande de valor da Asisa, aqueles 5% e restantes coberturas justificam a diferença de pagar tanto a mais para os outros?

    Ah, e na Asisa, nas condições tem isto, não percebi muito bem se isto não é a mesma coisa que a cláusula de MAC:

    "6.2 Coberturas Complementares
    • Capital em caso de Morte por Acidente: é garantido um capital seguro adicional, no mesmo montante ao
    da cobertura Morte, em caso de falecimento da Pessoa Segura em resultado de um acidente que decorra
    de uma causa violenta, súbita, externa e alheia à intencionalidade da Pessoa Segura. O enfarte agudo do
    miocárdio não será considerado acidente.
    • Capital em caso de Invalidez Absoluta e Definitiva: é garantido um capital seguro, no mesmo montante ao da
    cobertura Morte, em caso de invalidez absoluta e definitiva da Pessoa Segura.
    • Capital em caso de Invalidez Total e Permanente por Doença ou Acidente: é garantido o pagamento do
    capital seguro, no mesmo montante ao da cobertura Morte, em caso de Invalidez Total e Permanente da
    Pessoa Segura em consequência de Doença ou Acidente.
    • Capital em caso de Invalidez Total e Permanente por Acidente: é garantido um capital seguro adicional, no
    mesmo montante ao da cobertura Morte, em caso de Invalidez Total e Permanente da Pessoa Segura em
    consequência de Acidente."

    Obrigado
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 2

    Ninguém?
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">