Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Olá, ajudem-me por favor!
    Estou divorciado ha um ano e a viver na mesma casa, com a minha ex-mulher.
    Ja tentei por diversas vezes chegar a um acordo com ela para resolvermos a situação do imóvel, mas sem sucesso. Hoje ela disse que nao aceita vender a casa a terceiros nem aceita dar-me o valor pela minha parte (porque não o tem).
    A via amigavel para resolução desta situação esgotou-se.
    Alguem me sabe dizer o que acontece quando meto o processo em tribunal/inventário?
    Quais os custos? Quanto tempo demora? Como se processa? O direito ao valor justo da minha parte do imovel será assegurado? Ela conseguirá comprar a casa por valor baixo? Estou com receio de perder tempo, dinheiro e ainda por cima nao realizar o lucro que é devido.

    Se me souberem aconselhar agradecia, estou aflito!
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 2

    Colocado por: alfa001Olá, ajudem-me por favor!
    Estou divorciado ha um ano e a viver na mesma casa, com a minha ex-mulher.
    Ja tentei por diversas vezes chegar a um acordo com ela para resolvermos a situação do imóvel, mas sem sucesso. Hoje ela disse que nao aceita vender a casa a terceiros nem aceita dar-me o valor pela minha parte (porque não o tem).
    A via amigavel para resolução desta situação esgotou-se.
    Alguem me sabe dizer o que acontece quando meto o processo em tribunal/inventário?
    Quais os custos? Quanto tempo demora? Como se processa? O direito ao valor justo da minha parte do imovel será assegurado? Ela conseguirá comprar a casa por valor baixo? Estou com receio de perder tempo, dinheiro e ainda por cima nao realizar o lucro que é devido.

    Se me souberem aconselhar agradecia, estou aflito!


    O que é que ficou estipulado no âmbito do divórcio quanto à partilha desse imóvel?
  4.  # 3

    High level, depois de perder/investir tempo e dinheiro com um advogado, o tribunal vai decretar e estipular um valor para a casa a ser vendida a um de vocês, caso queiram, caso não queiram será o valor de venda ao mercado.

    Os valores estão diretamente relacionados com o tempo/honorários de quem der seguimento ao seu processo (advogado).
    • SMBS
    • 17 Junho 2019

     # 4

    Ou, se a casa também é sua mude-se para lá. Ela passa a querer vender num instante
  5.  # 5

    Colocado por: SMBSOu, se a casa também é sua mude-se para lá. Ela passa a querer vender num instante


    Vivem os dois na mesma casa.
    Concordam com este comentário: SMBS, zuwk
    Estas pessoas agradeceram este comentário: zuwk
  6.  # 6

    Colocado por: Diogo999
    Os valores estão diretamente relacionados com o tempo/honorários de quem der seguimento ao seu processo (advogado).

    Uma parte é favorecida em detrimento da outra?
  7.  # 7

    Colocado por: Palhava
    Uma parte é favorecida em detrimento da outra?

    Não percebi, estava a referir-me aos valores a serem pagos a quem for instruir o processo (advogado).
  8.  # 8

    Provavelmente fez separação de pessoas e ainda não fizeram separação de bens.

    Ninguém é obrigado a permanecer a indivisão. Promovam a partilha. Se não podem comprar o imóvel um ao outro, na respectiva parte, promovam a venda. Depois, dividem o valor.
    Tente não ir pela via litigiosa, já que é mais dispendiosa e leva mais tempo e obtem o mesmo reusltado. A venda do imóvel.

    O mercado continua aquecido, porém está a abrandar. É uma boa altura para vender. No futuro o valor provável de venda poderá ser inferior.
  9.  # 9

    Colocado por: alfa001Alguem me sabe dizer o que acontece quando meto o processo em tribunal/inventário?

    Já disseram: é dada preferência na compra a qualquer um dos coproprietários.
    Se nenhum dos coproprietários conseguir ou quiser comprar, é vendida pelo valor estipulado por um avaliador (isento) e pelo tribunal.
    Todos os custos são partilhados, incluindo honorários da imobiliária e custas judiciais.

    Colocado por: alfa001Quais os custos?

    Cada advogado é livre de cobrar o que quiser.
    As custas judiciais costumam estar indexadas ao valor do bem em disputa - não sei se aplica neste caso mas, não deve ficar barato.
    Eu apontava para uns 2.000€ a 5.000€ conforme a dificuldade que a outra parte coloque.
    Depois, deve adicionar o valor da avaliação (250€), das comissões de venda (5%) e de outras despesas (liquidação do empréstimo, etc.).

    Colocado por: alfa001Quanto tempo demora?

    Depende do volume de trabalho do tribunal em questão e do grau de conflitualidade e litigância das partes, isto é, a outra parte vai facilitar ou vai dificultar?
    Se for um tribunal pequeno, sem grande movimento, e não houver desacordos entre as partes, uns 3 a 6 meses.
    Se for um tribunal grande, com muito movimento, pode até demorar anos...

    Colocado por: alfa001O direito ao valor justo da minha parte do imovel será assegurado?

    Se comprou a meias, irá ter direito a metade do resultado da venda menos os custos, incluindo a liquidação do empréstimo.

    Colocado por: alfa001Estou com receio de perder tempo, dinheiro e ainda por cima nao realizar o lucro que é devido.

    É simples: diga-lhe que está disposto a avançar, que não vai perder tempo ou facilitar e que as coisas vão a bem ou a mal.
    Se forem a bem, não gastam dinheiro, tempo e qualidade de vida. Acordam um preço para venda, vendem, pagam o que devem e dividem o que sobrar.
    Se forem a mal, vão os dois perder dinheiro, tempo, saúde e qualidade de vida.

    O que tem que pesquisar no Google: abandono do lar/domicílio conjugal, morada de família e divisão de coisa comum.
  10.  # 10

    E não há a hipótese de ser você a comprar a metade dela?
  11.  # 11

    Colocado por: alfa001Olá, ajudem-me por favor!
    Estou divorciado ha um ano e a viver na mesma casa, com a minha ex-mulher.
    Ja tentei por diversas vezes chegar a um acordo com ela para resolvermos a situação do imóvel, mas sem sucesso. Hoje ela disse que nao aceita vender a casa a terceiros nem aceita dar-me o valor pela minha parte (porque não o tem).
    A via amigavel para resolução desta situação esgotou-se.
    Alguem me sabe dizer o que acontece quando meto o processo em tribunal/inventário?
    Quais os custos? Quanto tempo demora? Como se processa? O direito ao valor justo da minha parte do imovel será assegurado? Ela conseguirá comprar a casa por valor baixo? Estou com receio de perder tempo, dinheiro e ainda por cima nao realizar o lucro que é devido.

    Se me souberem aconselhar agradecia, estou aflito!

    O que está a passar não é fácil. A sua ex-mulher tem filhos? Se tiver não vá para tribunal. Tem de continuar a insistir para chegarem a acordo.
  12.  # 12


    Hoje ela disse que nao aceita vender a casa a terceiros nem aceita dar-me o valor pela minha parte (porque não o tem).


    Evitando o litígio, sobra hipótese de ser você a dar-lhe tornas. É viável?


    Não sendo,resta o processo que foi referido, mas que não será vantajoso para nenhum - na medida em que o resultado final será seguramente o mesmo (a alienação do imóvel), mas com mais custos e num prazo menos previsível.

    Se o problema é "apenas" falta de dinheiro, podem contorná-lo com uma confissão de dívida e um acordo de pagamento faseado, por exemplo, caso o valor envolvido seja razoável.
  13.  # 13

    Obrigado desde já pelas respostas. Ainda fiquei com algumas duvidas.
    Pf excluam um cenario de entendimento e excluam outros cenarios que nao seja a via litigiosa. Ela está irredutivel.

    -Qual o custo exato do processo no notário/tribunal, excluindo advogado? Alguem sabe?
    -Atualmente uma casa como a nossa é vendida por 200.000,00€. Devemos 100.000,00€ ao banco. Ha possibilidade de eu ver menos que os 50.000? Por exemplo, carta fechada e ela oferecer menos que eu? (Eu nao tenho qualquer pretensão em ficar com a casa)
    -como se processa isto? Ha uma primeira tebtativa de entendimento? Se nao houver entendimento, quais sao os passos seguintes? Proposta em carta fechada ou avança para venda?

    Obrigada desde ja pela ajuda
  14.  # 14

    200k - 100k de divida ao banco = 100k

    100k / 2 = 50k para cada um

    Dos 50k de cada um subtraiem as despesas para o advogado, tribunal, comissões se for vendido por agencia, etc.
  15.  # 15

    Colocado por: alfa001-Qual o custo exato do processo no notário/tribunal, excluindo advogado? Alguem sabe?

    https://justica.gov.pt/Servicos/Simulador-Taxas-de-Justica

    Nunca esquecer os custos escondidos - eventuais mais valias no IRS, certificado energético, avaliações, comissões, serviços externos, documentos diversos (distrate, declarações, etc.), penalização por liquidação antecipada do crédito, registos, escrituras, etc.

    Colocado por: alfa001-Atualmente uma casa como a nossa é vendida por 200.000,00€. Devemos 100.000,00€ ao banco. Ha possibilidade de eu ver menos que os 50.000? Por exemplo, carta fechada e ela oferecer menos que eu? (Eu nao tenho qualquer pretensão em ficar com a casa)

    Claro que há. Aliás, deve receber menos que isso por causa dos custos e despesas associadas.

    Colocado por: alfa001-como se processa isto? Ha uma primeira tebtativa de entendimento? Se nao houver entendimento, quais sao os passos seguintes? Proposta em carta fechada ou avança para venda?

    Já foi explicado.
    Tenta chegar a entendimento sem intervenção de terceiros.
    Se não chegar, tem que contratar advogado.

    Se a coisa está muito má em termos de relações, numa primeira instância, eu consideraria contratar um mediador de conflitos: https://www.dgpj.mj.pt/sections/gral/mediacao-publica/mediacao-anexos/como-funciona-o-smf/
    Estas pessoas agradeceram este comentário: alfa001
  16. Ícone informação Anunciar aqui?

  17.  # 16

    A via litigiosa é SEMPRE mais cara e mais dispendiosa, em termos económicos e de tempo.

    Se possível, procurem serenar e perceberem que tem um bem em comum, que podem vender, sanando assim os problemas.
  18.  # 17

    Obrigado pelas respostas. Como disse atrás, ela está irredutível quanto a resolver isto a bem. Estou ha um ano à espera de resolver a minha vida mas assustam-me os custos e a possibilidade de receber pouco dinheiro pela casa.

    O link que puseram para simular o custo do processo infelizmente nao abrange a minha situação. Agradeço na mesma.
    • ik
    • 17 Junho 2019

     # 18

    Colocado por: alfa001Obrigado pelas respostas. Como disse atrás, ela está irredutível quanto a resolver isto a bem. Estou ha um ano à espera de resolver a minha vida mas assustam-me os custos e a possibilidade de receber pouco dinheiro pela casa.

    O link que puseram para simular o custo do processo infelizmente nao abrange a minha situação. Agradeço na mesma.


    Se continua assim vai ficar mais um ano a espera

    Mas... como conseguem viver na mesma casa? Isso para mim é vida de casado com algumas vantagens :)
    • AMVP
    • 17 Junho 2019

     # 19

    Colocado por: alfa001Obrigado pelas respostas. Como disse atrás, ela está irredutível quanto a resolver isto a bem. Estou ha um ano à espera de resolver a minha vida mas assustam-me os custos e a possibilidade de receber pouco dinheiro pela casa.

    O link que puseram para simular o custo do processo infelizmente nao abrange a minha situação. Agradeço na mesma.


    Há filhos menores?
  19.  # 20

    Sim, ha um filho menor :(
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">