Iniciar sessão ou registar-se
  1. Anda para aí uma gritaria por causa dos vistos gold. Depois o que fazem aos fundos de investimento ?
    https://eco.sapo.pt/2020/02/02/espanhois-da-incus-tem-600-milhoes-para-investir-em-imobiliario-ja-temos-varios-projetos-na-mira/
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3. Colocado por: CarvaiAnda para aí uma gritaria por causa dos vistos gold. Depois o que fazem aos fundos de investimento ?
    https://eco.sapo.pt/2020/02/02/espanhois-da-incus-tem-600-milhoes-para-investir-em-imobiliario-ja-temos-varios-projetos-na-mira/


    Lol...os fundos têm participação de não residentes.
    • MVA
    • 10 Fevereiro 2020
    Tal como eu já tinha referido múltiplas vezes neste tópico, as vendas de imóveis (e consequentemente o preço dos mesmo) só baixam quando as taxas de juro subirem.
    Quem tem dinheiro para investir não vai meter no banco com taxas de juro a 0%, nem vai investir na bolsa. Sobra o imobiliário.

    A prova disto foi a iniciativa que o governo da Hungria teve. Lançou uma bond (obrigação financeira) com o intuito de baixar os preços do imobiliário.
    Esta obrigação especial do governo hungaro paga 5% líquidos de juro (muito superior aos 0% dos bancos e em linha com o que se ganha no imobiliário).
    Conclusão: nos ultimos 3 meses as vendas de casas em Budapeste caíram uns espetaculares 56%, com os investidores todos a virarem-se para esta nova obrigação lançada pelo Estado (que em 3 meses "vendeu" 10,5 mil milhões de euros).

    Não digo que seja algo que se deva fazer cá. O que o governo Hungaro está a fazer é altamente irresponsável, pois estão a fazer o Estado endividar-se fortemente para permitir que os jovens comprem casa. Mas prova que a culpa dos preços altos das casas é as baixas taxas de juro.
    Concordam com este comentário: Nostradamus, carlos_miguel_gomes

    • zed
    • 10 Fevereiro 2020 editado
    Colocado por: MVATal como eu já tinha referido múltiplas vezes neste tópico, as vendas de imóveis (e consequentemente o preço dos mesmo) só baixam quando as taxas de juro subirem.

    Ou se apertaram o crédito de outra forma. Pode é não baixar, pode somente abrandar. Depende de muita coisa.
  4. quer-me parecer que quem contribuiu para a grande subida dos preços das casas foi mesmo quem compra a pronto, não acredito que haja tanta gente a ter créditos exorbitantes para comprar casas a preços altos.
    Concordam com este comentário: carlos_miguel_gomes
  5. Colocado por: marco1quer-me parecer que quem contribuiu para a grande subida dos preços das casas foi mesmo quem compra a pronto, não acredito que haja tanta gente a ter créditos exorbitantes para comprar casas a preços altos.
    Concordam com este comentário:carlos_miguel_gomes


    Sim e não...Foi quem tem dinheiro para comprar a pronto...mas também parcial de crédito.
  6. Colocado por: MVATal como eu já tinha referido múltiplas vezes neste tópico, as vendas de imóveis (e consequentemente o preço dos mesmo) só baixam quando as taxas de juro subirem.
    Quem tem dinheiro para investir não vai meter no banco com taxas de juro a 0%, nem vai investir na bolsa. Sobra o imobiliário.

    A prova disto foi a iniciativa que o governo da Hungria teve. Lançou uma bond (obrigação financeira) com o intuito de baixar os preços do imobiliário.
    Esta obrigação especial do governo hungaro paga 5% líquidos de juro (muito superior aos 0% dos bancos e em linha com o que se ganha no imobiliário).
    Conclusão: nos ultimos 3 meses as vendas de casas em Budapeste caíram uns espetaculares 56%, com os investidores todos a virarem-se para esta nova obrigação lançada pelo Estado (que em 3 meses "vendeu" 10,5 mil milhões de euros).

    Não digo que seja algo que se deva fazer cá. O que o governo Hungaro está a fazer é altamente irresponsável, pois estão a fazer o Estado endividar-se fortemente para permitir que os jovens comprem casa. Mas prova que a culpa dos preços altos das casas é as baixas taxas de juro.
    Concordam com este comentário:Nostradamus,carlos_miguel_gomes


    Esses produtos financeiros já não seduzem alguns mercados como o português e o americano, entre outros...os investidores (sobretudo pequenos e médios) querem investimentos tangíveis...um papel no valor de "x" ou "y" não lhes dá confiança que umas paredes com tecto e um pedaço de terra dão.
    • Nelhas
    • 10 Fevereiro 2020 editado
    Colocado por: zedOu se apertaram o crédito de outra forma.


    O crédito está apertado.
    Nenhum Banco empresta 200 ou 300k a casais com rendimentos de 700 ou 800 euros cada um.



    Colocado por: marco1quer-me parecer que quem contribuiu para a grande subida dos preços das casas foi mesmo quem compra a pronto, não acredito que haja tanta gente a ter créditos exorbitantes para comprar casas a preços altos.


    De acordo.
    Para se obter créditos de 300\400\500 k tÊm de se apresentar condições reais para isso.
    Já imaginaram só um valor que uma casal precisa de ter poupado para conseguir pagar as despesas e os 10% de um casa de 350\400k.
    Não é de certeza a ganhar 700 ou 800 euros cada um.

    O Preço baixa quando a procura diminuir ou se tornar residual.
    O Mesmo acontece na construção e remodelações.
    Toda a gente se queixa que está caro e com pouca disponibilidade.
    Não está caro, está a um preço alto ao nível da procura que existe neste momento.

    Se a procura por casas de valores elevados não diminuir, o preço vai diminuir porque?
  7. Colocado por: carlos_miguel_gomes

    Sim e não...Foi quem tem dinheiro para comprar a pronto...mas pede pelo menos uma parte em crédito.
    • MVA
    • 10 Fevereiro 2020
    Colocado por: marco1quer-me parecer que quem contribuiu para a grande subida dos preços das casas foi mesmo quem compra a pronto, não acredito que haja tanta gente a ter créditos exorbitantes para comprar casas a preços altos.
    Concordam com este comentário:carlos_miguel_gomes



    Claro que sim. E isso vai em linha com o que eu disse.

    Imagine que você tem no 500 mil euros no bolso. O que é que você faz com esse dinheiro? Vai meter no banco a render 0% de juros, vai investir na lotaria que é a bolsa, ou vai comprar um apartamento para colocar no airbnb onde tira um bom rendimento sem grandes chatices?

    Obviamente que quem está a inflaccionar os preços das casas é quem tem dinheiro e não sabe o que lhe fazer.
    Se calhar se o banco pagasse 5% de juro, você já não comprava o apartamento. Se calhar ia meter o dinheiro a render juros, até porque no banco o dinheiro só rende (assumindo os tais 5% de juros), enquanto que o airbnb por mais lucro que dê tem encargos (conservação e manutenção do imóvel, impostos, incerteza no numero de dormidas anuais, etc.)
    • JoelM
    • 10 Fevereiro 2020 editado
    Colocado por: MVASe calhar se o banco pagasse 5% de juro, você já não comprava o apartamento.


    Nem era preciso tanto... Estou a tirar o pouco dinheiro que tenho de Portugal por isso mesmo, no banco oferecem 0,2% ao ano... Por cá consigo facilmente 1,5%, se quiser ter o dinheiro bloqueado 6 meses, rende 2%!
    • RCF
    • 10 Fevereiro 2020
    Colocado por: NelhasJá imaginaram só um valor que uma casal precisa de ter poupado para conseguir pagar as despesas e os 10% de um casa de 350\400k.

    Grande parte das pessoas que compra casas desse valor (e superior), não o faz como primeira compra. Compra por esse valor, essencialmente, quem já tem casa e venda a que tem, para comprar outra. Com o que ganha na primeira casa, fica mais à vontade para comprar a segunda.
    Concordam com este comentário: danielbarge
  8. https://www.publico.pt/2020/02/12/sociedade/noticia/bruxelas-dois-meses-portugal-mudar-regras-prejudicam-engenheiros-portugueses-1903829

    A Comissão Europeia deu esta quarta-feira um prazo de dois meses a Portugal para alterar as novas regras que, segundo Bruxelas, “restringem os direitos adquiridos dos engenheiros portugueses de realizar projectos de arquitectura em Portugal e noutros Estados-membros”.
    • JoelM
    • 15 Fevereiro 2020
    Colocado por: ADROatelierhttps://www.publico.pt/2020/02/12/sociedade/noticia/bruxelas-dois-meses-portugal-mudar-regras-prejudicam-engenheiros-portugueses-1903829

    A Comissão Europeia deu esta quarta-feira um prazo de dois meses a Portugal para alterar as novas regras que, segundo Bruxelas, “restringem os direitos adquiridos dos engenheiros portugueses de realizar projectos de arquitectura em Portugal e noutros Estados-membros”.


    Engenheiros a fazer arquitectura noutros países da Europa? 🤣
  9. Ícone informação Anunciar aqui?

  10. uma pessoa ate fica parva.
  11. Colocado por: ADROatelieruma pessoa ate fica parva.

    Dúvido que nos outros países da Europa um engenheiro civil possa "fazer" de arquitecto...ou pode?
  12. Colocado por: Palhava
    Dúvido que nos outros países da Europa um engenheiro civil possa "fazer" de arquitecto...ou pode?


    Os conceitos em alguns países estão mais misturados. Noutros o arquitecto tem exclusivamente intervenção estética e não estrutural...e claro, também há países que as coisas são como em Portugal.
    • JoelM
    • 16 Fevereiro 2020
    Colocado por: carlos_miguel_gomesNoutros o arquitecto tem exclusivamente intervenção estética e não estrutural..


    tirando espanha, penso que em mais lado nenhum um arquitecto tem intervenção na parte estrutura.



    Colocado por: carlos_miguel_gomese claro, também há países que as coisas são como em Portugal.

    mais uma vez, não conheço nenhum além de espanha.
  13. Colocado por: JoelM

    tirando espanha, penso que em mais lado nenhum um arquitecto tem intervenção na parte estrutura.




    mais uma vez, não conheço nenhum além de espanha.



    Há vários além de Espanha, e não me refiro apenas À Europa.
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">