Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boa noite,

    Como indica o título gostaria de saber se alguém já utilizou o IFRRU para reabilitar um imóvel e se a experiência correu bem.

    Parece ser um programa interessante mas vê se tão pouca gente a utilizar q me deixa de pé atrás

    Se alguém puder partilhar conhecimento prático deste programa agradecia.

    Obrigado
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 2

    Ainda estou na recolha de orçamentos. O proximo passo, depois de escolher o empreiteiro, é contactar o banco e pedir a primeira inspeção da CM.
  4.  # 3

    Eu ando a recolher informação. Da parte da Camara municipal já me disseram que na zona ninguém aderiu, também me deram o contacto do banco com que trabalham, que já pertence a outro concelho e a sra disse-me o mesmo.

    Disseram-me que é burocrático e que quem tinha essa idei optou por fazer a título particular já que os spreads estão baixos. Ainda não desisti, pelo que percebi a maioria era hpp eu vou tentar pedir como empresa.
  5. Procura serviços ou materiais para a sua casa? Contrate quem ajuda no fórum.

  6.  # 4

    Pois eu também estou a pensar pedir por empresa (dependendo do spread).

    Eu também não desisti mas a pouca utilização deste financiamento deixa me de pé atrás.

    Caso opte pelo iffru ao invés do financiamento normal irei ter mais inspeções à obra? Que preocupações extras vou ter? Sabem?

    Obrigado
  7.  # 5

    Sobre este assunto, das 3 entidades bancárias, em função das zonas onde se pretende aceder ao referido instrumento alguns bancos estão sem verba disponível para particulares.

    Caso seja ENI ainda se consegue verba.

    O processo é burocrático e moroso.
    Começa pelo reconhecimento do município em como se encontra abrangido pelo programa e também pelo estado de avaliação e conservacao.

    Mesmo estando abrangido pelo IFRRU, no caso de ruínas, exigem certificados energéticos com base em valores de referência definidos.

    Às entidades bancárias têm equipas próprias a tratar destes assuntos, contudo segundo sei peçam por serem insuficientes para as necessidades.

    A grande maioria dos balcões tem pouca informação deste assunto apesar da divulgação e promoção em diversos concelhos.

    A grande vantagem deste instrumento é permitir financiamentos a 50% com taxa praticamente zero, contudo o prazo de maturidade de 20 anos, em função das intervenções, poderá implicar responsabilidade ao candidato durante esse período ao contrário dos tradicionais créditos habitação com prazos de 30 a 40 anos.

    Poucos são os particulares que conseguem, inclusive existe lista pública e divulgada das entidades e/ou pessoas abrangidas pelo instrumento.
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">