Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boa noite.

    Estando eu a trabalhar numa empresa de construção civil como Engº Civil, será que posso elaborar por fora outro tipos de trabalho como o caso de projectos de especialidade, direcção de obra ou fiscalização?

    Questões de facturação...posso contornar isso de alguma forma por exemplo com recibos verdes?

    Estou um pouco por fora de desse tipo de legislação, se alguém poder dar umas dicas agradecia.

    Estava tentado em aceitar alguns pequenos trabalhos que me têm solicitado pois dá sempre jeito algum extra ao fim do mês.

    Cumps

    Dsoeira
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 2

    Depende.. Tem contrato de exclusividade ?

    Irá fazer concorrência à sua entidade patronal ? Será ético ?

    Pode ter atividade aberta a recibos verdes sem qualquer problema.
    Concordam com este comentário: Pedro Barradas
    Estas pessoas agradeceram este comentário: dsoeira
  4.  # 3

    Direcção de obra, não deve poder, pois concerteza fará parte do quadro técnico da empresa, e está registado no INCI.
    O resto, já o Ricardo meteu a mão na ferida ;)
    Concordam com este comentário: fernandoFerreira
    Estas pessoas agradeceram este comentário: dsoeira
  5. Procura serviços ou materiais para a sua casa? Contrate quem ajuda no fórum.

  6.  # 4

    Uma vez que frequentou o curso de ética, deverá ponderar as questões que abordou nesse curso.
    Para trabalhar "por fora", tem de estar colectado nas finanças e passar recibos verdes.
    Colocado por: dsoeiraBoa noite.
    Estando eu a trabalhar numa empresa de construção civil como Engº Civil, será que posso elaborar por fora outro tipos de trabalho como o caso de projectos de especialidade, direcção de obra ou fiscalização?

    Em relação à "direcção de obra ou fiscalização" será virtualmente impossível você trabalhando numa empresa com horário normal de trabalho, fazer no mesmo horário outra tarefa como independente.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: dsoeira
  7.  # 5

    Acho que ha duas coisas importantes aqui

    Contrato de exclusividade?

    e Eticamente não fazer concorrência á própria empresa.
    Concordam com este comentário: pauloagsantos
    Estas pessoas agradeceram este comentário: dsoeira
  8.  # 6

    Colocado por: larkheAcho que ha duas coisas importantes aqui

    Contrato de exclusividade?

    e Eticamente não fazer concorrência á própria empresa.


    Essencialmente está tudo dito.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: dsoeira
  9.  # 7

    Mas se forem apenas Projectos de Especialidades, não vejo conflito nem concorrência (digo eu), pois se trabalha na área de construção civil, na sua empresa deverá desempenhar mais funções em obra, direcção técnica e fiscalização (isso é que não pode acumular, até pela questão de sobreposição de horários que já foi falado aqui).
    Note-se, digo eu, mero economista ;)
    Estas pessoas agradeceram este comentário: dsoeira
  10.  # 8

    A empresa actual onde trabalho é mais direcionada para obras públicas de alguma dimensão, mais propriamente dito movimentos de terras e infraestruturas rodoviárias.
    Eu faço parte do departamento de orçamentação.
    Compreendo a questão de ética e concorrência, mas os trabalhos em questão seria por exemplo trabalhos de reabilitações de casas de campo, existentes nas minhas origens e que ficam a cerca de 100 kms da empresa onde trabalho.
    Não vejo a empresa actual a considerar isso como concorrência, pois hoje em dia trabalhos abaixo de um certo valor já nem sequer fazemos orçamento muito mais para construção civil.
    Quanto a contrato de exclusividade não existe nenhuma cláusula em relação a isso.
    Seria quase um trabalho para ir desenvolvendo aos fins de semana.
    • Nelhas
    • 5 Março 2020 editado

     # 9

    Em Portugal não é possível o trabalhador ser empregado ou executar as mesmas funções em empresas ou trabalhos do mesmo ramo.
    Não pode ser empregado do MAc e a noite do Burguer King.
    Mesmo que num frite batatas e no outro faça caixa.
    Ou melhor pode, mas necessita da conivência do seu patrão.

    Pode é ser empregado do Mac e a noite da Zara.

    Existe sempre conflito de interesses.
    Deve é expor a situação ao seu atual patrão.
    Fale com o seu patrão porque pode ser uma situação boa para ambos.
    Voçe faz os seus trabalhos e tudo o que os seus clientes precisam a mais voçe leva para a empresa.

    Ja tive patrões que aceitavam isso numa base de relação de confiança.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: dsoeira
  11.  # 10

    Como o Nelhas escreveu: nada como expor a situação, desde que não interfira com os seus deveres ninguém lhe vai dizer que não pode, a mim nunca disseram. Mas tudo depende da relação que tenha com quem lhe paga ao fim do mês.

    A outra questão é: e quer mesmo fazer isso?
    Quando corre bem é tudo um mar de rosas, mas quando corre mal tem de dar a cara e resolver, e por norma é na hora, porque os clientes tem pouca paciência.

    Vai fazer direcção de obra ao fim de semana, ou em horário pós laboral?
    E a fiscalização? consegue sair do trabalho para ir a reuniões/acompanhar os trabalhos?

    Não se meta por caminhos que lhe venham a dar dores de cabeça, correndo o risco de "fritar" passado pouco tempo. Tome uma decisão informada e compativel, e depois, é passo a passo..
    • riscos
    • 5 Março 2020 editado

     # 11

    Colocado por: dsoeiraQuanto a contrato de exclusividade não existe nenhuma cláusula em relação a isso.
    Seria quase um trabalho para ir desenvolvendo aos fins de semana.


    Claro que pode, desde que não seja apanhado a fazer trabalhos particulares em horas da empresa, não se lembre de usar o computador da empresa, nem plotar as coisas na empresa, nem usar software legal da empresa para trabalhos particulares.
  12.  # 12

    Colocado por: riscosClaro que pode


    Desconhecia Riscos.
    Mas é especifico da vossa Actividade?
  13.  # 13

    Fiscalização e direcção de obra isso está praticamente fora de questão. Pois estando em orçamentação passo praticamente 8 horas por dia no escritório.

    Muitos desses trabalhos que vos falo e que pretendo fazer, acaba por ser para pessoas conhecidas lá da terrinha.

    Alguns acabam por ser mesmo trabalhos para familiares....chegam à minha beira e me dizem "tu é que me podias tratar do licenciamento disto. Até fazias um preço para amigos".

    Nada muito mais que isto pois o tempo não sobra muito.
    • Nelhas
    • 5 Março 2020 editado

     # 14

    "Antes de mais, convirá recordar que o dever de lealdade que impende sob o trabalhador, consagrado no art.º 128.º, n.º 1, alínea f) do Código do Trabalho impede que este negoceie por conta própria ou alheia, em concorrência com o seu empregador, especificando o legislador que esta proibição se estende à divulgação de informações referentes à organização, métodos de produção ou negócios do empregador.
    Com efeito, na constância da relação laboral, e ao abrigo do dever de lealdade, o trabalhador encontra-se igualmente proibido de trabalhar para uma empresa concorrente, desde que, atenta a natureza das funções desenvolvidas e a sua situação na empresa possa representar um perigo de desvio, ainda que meramente potencial, de clientela."


    É que como pode o forista fugir a isto sem o consentimento do seu atual patrão?
    Estas pessoas agradeceram este comentário: dsoeira, callinas
  14.  # 15

    Colocado por: dsoeiraAlguns acabam por ser mesmo trabalhos para familiares....chegam à minha beira e me dizem "tu é que me podias tratar do licenciamento disto. Até fazias um preço para amigos".

    O dinheiro que vai ganhar, não vai compensar o trabalho que vai ter, e vai acabar por se chatear com familiares e amigos, porque eles acham que você cobrou mais do que eles estavam à espera.
    Concordam com este comentário: Nelhas, JoelM, RRoxx, Pedro Barradas, fernandoFerreira
    Estas pessoas agradeceram este comentário: dsoeira
  15. Ícone informação Anunciar aqui?

  16.  # 16

    Colocado por: dsoeiraAlguns acabam por ser mesmo trabalhos para familiares....chegam à minha beira e me dizem "tu é que me podias tratar do licenciamento disto. Até fazias um preço para amigos".


    Eu não vejo grande mal.
    Só estou a falar do ponto de vista legal caso o seu atual patrão queira cair em cima de si.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: dsoeira
  17.  # 17

    Colocado por: Picaretaporque eles acham que você cobrou mais do que eles estavam à espera.


    São o pior cliente do mundo.
    Fazem mais barulho, negoceiam mais, protestam mais e reclamam mais.
    Se for lá o Zé da esquina e ficar tudo mal e for caro, nem abrem a boca e ainda o defendem.
    Concordam com este comentário: fernandoFerreira
    Estas pessoas agradeceram este comentário: dsoeira
  18.  # 18

    Colocado por: Picaretaporque eles acham que você cobrou mais do que eles estavam à espera.

    Geralmente não estão á espera de pagar nada.
    Concordam com este comentário: Nelhas, Picareta
  19.  # 19

    Colocado por: Picareta
    O dinheiro que vai ganhar, não vai compensar o trabalho que vai ter, e vai acabar por se chatear com familiares e amigos, porque eles acham que você cobrou mais do que eles estavam à espera.
    Concordam com este comentário:Nelhas,JoelM,RRoxx,Pedro Barradas
    Estas pessoas agradeceram este comentário:dsoeira


    Tenho de concordar com o Picareta. Fazer trabalho para familiares e amigos é sempre um tiro no pé, pq esperam que vc esteja lá para eles 24h por dia e no fim o preço esperado é uma rodada de Super Bock.
  20.  # 20

    Colocado por: ClioII
    Tenho de concordar com o Picareta. Fazer trabalho para familiares e amigos é sempre um tiro no pé, pq esperam que vc esteja lá para eles 24h por dia e no fim o preço esperado é uma rodada de Super Bock.
    e depois super criticos dos erros...
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">