Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Senhorio de Alcabideche oferece um mês de renda aos inquilinos
    Este caso passa-se em Alcabideche, mas queremos acreditar que será possível replicar-se por vários pontos do País.

    O caso chegou ao nosso conhecimento no final do dia de ontem (sexta-feira, 20) quando recebemos um email na nossa redacção de dois inquilinos que nos pedem para publicar esta noticia e a respectiva fotografia da carta, como forma de homenagear o seu senhorio.

    “Estimados jornalistas do Portal Cascais, queríamos pedir-vos muito que publicassem o que o nosso senhorio fez por nós nesta altura” pode ler-se no email.
    Tentámos ir um pouco mais longe e conseguimos o contacto telefónico do senhorio o qual nos cedeu uma pequena entrevista. O seu nome Francisco, 82 anos de idade, foi o que este senhorio nos permitiu publicar. “O meu apelido não é importante, não pretendo qualquer tipo de reconhecimento com isto”.

    Ao questionarmos o que despoletou esta atitude, o Sr Francisco respondeu-nos que “inicialmente foi o meu filho que me sugeriu esta ideia e eu concordei de imediato. São casas antigas com rendas baixas em torno dos 200€ a 300€ e pelo menos uma bem abaixo disso. Mas são todos boas pessoas, nunca falharam com um pagamento e tenho muito respeito por isso.”

    “Sempre que pude fiz algumas poupanças e estar um mês sem receber as rendas não me deixa numa situação aflitiva. Além do mais tenho de estar 3 meses a receber rendas só para pagar o IMI… este ano faz de conta é mais um mês” adiantou Francisco.

    Quando questionámos se achava que esta sua acção poderia vir a tornar-se num exemplo e ter outros senhorios a fazer o mesmo, Francisco responde “se eu no total das rendas, não consigo somar mais de 800€ e posso, então tenho poucas dúvidas que senhorios a receberem três e quatro vezes mais este valor por apenas uma habitação não o possam fazer. Claro que cada um sabe da sua vida, mas este é o tempo em que mostramos aquilo que somos e mesmo que não se ofereça uma renda, alguma coisa pode-se fazer nem que seja diluir o pagamento de um mês em várias fracções”, concluiu Francisco.
    Fonte: https://www.portalcascais.pt/sociedade/cidadania-sociedade/senhorio-de-alcabideche-oferece-um-mes-de-renda-aos-inquilinos/?fbclid=IwAR2geMMxlimTMtEzxQSKxu7eril6MleGGVuI2SRU6I7-JgBaOrXK9t0yCxo
    Ps: esta notícia merece ser divulgada e enaltecido o bondoso senhor pelo gesto altruísta que praticou. Felizmente, a solidariedade não é uma palavra vã! Bem Hajam todos os "Franciscos" do Mundo.
    Concordam com este comentário: Luis Santos Duarte, riscos
    Estas pessoas agradeceram este comentário: CMartin, 21papaleguas
      senhorio-inquilinos.jpg
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 2

    Vamos ver a generosidade dos bancos!
  4.  # 3

    Os bancos não podem ser generosos; têm de ser "comerciantes legalistas".

    Os particulares podem ser generosos/solidários. Alguns são-no. E ainda bem.

  5.  # 4

    Eu tenho 2 inquilinos, um tem um restaurante fechado, os outros não sei o que fazem, mas se não puderem pagar nos próximos 2 meses não vou reclamar. Não é por generosidade nem solidariedade é apenas racionalidade. Até agora nunca falharam não vou querer perde-los. Felizmente o dinheiro não me faz falta para viver e também agora não tenho onde o gastar.
    Concordam com este comentário: Luis Santos Duarte, DonaRute, happy hippy, desofiapedro, Apostador
    Estas pessoas agradeceram este comentário: marco1, CMartin, happy hippy, Luis Santos Duarte
  6.  # 5

    pago uma mensalidade numa piscina de um healt para o meu filho, não é muito, também são só 4 vezes por mês, no entanto, apos receber um aviso que o healt iria estar fechado este mês e sem perspetivas de abrir em abril, não cancelei a inscrição esperando assim que eles consigam manter os funcionários e em breve na medida do possível esta nuvem negra passar e contribuir com a minha migalha para que não vá gente para o desemprego.
    Concordam com este comentário: happy hippy
    Estas pessoas agradeceram este comentário: CMartin, happy hippy, Luis Santos Duarte
  7.  # 6

    A minha mulher vai continuar a pagar a instrutora de Pilates. A miúda trabalha a recibos verdes e o dinheiro vai-lhe fazer muita falta.
    Concordam com este comentário: happy hippy
    Estas pessoas agradeceram este comentário: CMartin, happy hippy
  8.  # 7

    é isso mesmo Carvai

    isto não vai durar sempre e se quem pode ou na medida que puder, contribuir para que tudo não se desfaça no entretanto, é muito bom.
    Concordam com este comentário: Luis Santos Duarte
  9.  # 8

    Ainda hoje recebi um email de um inquilino a solicitar uma redução da renda nos próximos 3 meses, aceitei e até reduzi mais do que aquilo que me foi solicitado....e vou apanhar um rombo muito grande com este vírus.
    Concordam com este comentário: DonaRute, happy hippy, montecristoc11
    Estas pessoas agradeceram este comentário: marco1, CMartin, happy hippy, Luis Santos Duarte
  10.  # 9

    Colocado por: CarvaiA minha mulher vai continuar a pagar a instrutora de Pilates. A miúda trabalha a recibos verdes e o dinheiro vai-lhe fazer muita falta.


    tb continuo a pagar as actividades dos meus filhotes, afinal quero que eles continuem quando a vida regressar à normalidade. Se eu e os outros pais deixarem de pagar estas coisas eles ficam com os "negocios" destruídos.
    Concordam com este comentário: CMartin, Luis Santos Duarte, DonaRute, happy hippy
    Estas pessoas agradeceram este comentário: CMartin, happy hippy
  11.  # 10

    Desculpem-me todos os que são diferentes de mim mas a minha leitura desta carta, a ser verdade, é uma ironia pura.
    Quem está numa casa desde 1950 !!! não deve de pagar muito de renda.

    Mais uma vez apresento as minhas sinceras desculpas a quem se sinta ofendido.
  12.  # 11

    Colocado por: nielskyDesculpem-me todos os que são diferentes de mim mas a minha leitura desta carta, a ser verdade, é uma ironia pura.
    Quem está numa casa desde 1950 !!! não deve de pagar muito de renda.

    Mais uma vez apresento as minhas sinceras desculpas a quem se sinta ofendido.

    Muito ou pouco fica o gesto!
    O acto de ajudar o próximo hoje pode ser ajudar-se a si no futuro.
    Felizmente não tenho necessidades e não vou ficar sem emprego, espero que seja apenas uma má fase na vida de todos e daqui a uns tempos podermos olhar para trás e que tenhamos aprendido alguma coisa com tudo o que está a acontecer, tem que se começar a dar mais valor aos outros e ao que fazem por nós.
    Concordam com este comentário: DonaRute, CMartin, 21papaleguas, desofiapedro
  13.  # 12

    A carta nao tem nada de ironico, do meu ponto de vista.

    Podendo contribuir para a redução da pressão e do desespero dos inquilinos nesta altura, porque não abdicar de rendas?
    Os reformados não terão problemas em pagar a renda pois recebem as reformas de qq maneira. Os comerciantes terão graves problemas. Eu tb abdiquei de rendas. Tenho comerciantes na família e sei que não é fácil.

    Você apenas pensa de acordo com os valores que lhe foram transmitidos e do meio em que se insere. É automático. Ainda não parou para pensar por si mesmo. Pense e vai ver que chega lá. O dinheiro não é tudo na vida, mesmo! Haja saúde!
    Concordam com este comentário: A. Madeira
  14.  # 13

    Colocado por: nielskyDesculpem-me todos os que são diferentes de mim mas a minha leitura desta carta, a ser verdade, é uma ironia pura.
    Quem está numa casa desde 1950 !!! não deve de pagar muito de renda.
    Nem que fossem 5.00€! O gesto altruista de alguém com 80 anos é mais importante do que o valor. E, a fazer fé na notícia, as rendas rondam os 200 a 300€.
  15.  # 14

    Colocado por: JOCOROs bancos não podem ser generosos; têm de ser "comerciantes legalistas".

    Os particulares podem ser generosos/solidários. Alguns são-no. E ainda bem.


    Meu estimado, a informação veiculada por alguns órgãos de comunicação social, referem que o governo pretenderá aprovar até ao final do corrente mês, legislação com vista à imposição de uma moratória de capital e juros que permita às famílias suspenderem o pagamento das prestações do crédito à habitação, e bem assim ao consumo.

    Mas se se pensa que as instituições só agem se forçadas, parece que a Caixa Geral de Depósitos se terá antecipado e subsequentemente avançado com a seguinte medida: vai permitir a carência de capital dos empréstimos pelo período 6 meses, porém deixando de fora os juros, que têm de continuar a ser pagos durante esse período. Não sou cliente, logo não posso confirmar esta notícia que me merece contudo uma critica: quem se encontre no ultimo terço ou quarto do prazo, o valor dos juros será bem superior ao capital, portanto, acompanho o princípio que o Governo pretenderá implementar.

    Na minha mui modesta opinião, se se avançar por uma moratória de 6 meses, esta obrigação podia e devia ser satisfeita em 6 prestações suplementares após o termo do contrato ou, incluída (diluindo-se) nas prestações restantes havidas até ao termo do contrato. No mais, julgo que idêntica medida deverá ser aplicada aos arrendamentos.

    No mais, gostaria de ver as redes sociais (que não uso) insurgirem-se contra os hipermercados abertos até às 22 ou 23 horas durante a semana, e outrossim, com abertura ao fim de semana. Agora com praticamente toda a população confinada em casa, justificam-se aqueles horários? Não merecerão aqueles funcionários também a nossa solidariedade?
    Concordam com este comentário: RRoxx, maria rodrigues
  16.  # 15

    Quando se generaliza este tipo e medidas também se cometem erros graves. Meio milhão de FP e 3,5 milhões de reformados não vão perder qualquer rendimento. Pelo contrário estão em casa sem poder gastar em coisas supérfluas. E também no privado haverá muito gente que também não irá perder rendimentos para já. E os bancos vão continuar a ter de pagar aos funcionários e quem lhes emprestou o dinheiro nomeadamente o BCE que vai precisar desse dinheiro para emprestar aos governos.
  17. Ícone informação Anunciar aqui?

  18.  # 16

    Quem são os funcionários públicos que vão para casa sem perder nada?
    Os que conheço, só podem ficar em casas se tiverem filhos menores 12 anos.
    Nessa situação para quem tem vencimento base de 1200 brutos vão receber 500 euros limpos. É melhor que nada, sem duvida
  19.  # 17

    calinas, o valor minimo para esse apoio acho que é 635€
    e recebem 2/3 (66%) do vencimento base +- ate um maximo de 1900€ acho eu
  20.  # 18

  21.  # 19

    Colocado por: Carvaihttps://www.publico.pt/2020/03/03/sociedade/noticia/ficarem-quarentena-trabalhadores-recebem-100-salario-caso-assistencia-filhos-1906252

    Na sua afirmação faltou o "Se" que faz muita diferença.
    Já agora os militares são FP ou não?
    É que ao que me consta, e posso estar errado, estão a ser chamados para tapar buracos. Se alguém puder que confirme a veracidade.
  22.  # 20

    Colocado por: Carvaihttps://www.publico.pt/2020/03/03/sociedade/noticia/ficarem-quarentena-trabalhadores-recebem-100-salario-caso-assistencia-filhos-1906252


    Essa informação não está muito bem explicita.

    Público ou privado, é 66%.



    Colocado por: nielsky
    Na sua afirmação faltou o "Se" que faz muita diferença.
    Já agora os militares são FP ou não?
    É que ao que me consta, e posso estar errado, estão a ser chamados para tapar buracos. Se alguém puder que confirme a veracidade.


    Depende, para umas coisas são, para outras não. Têm certos regulamentos próprios.
    Não estão totalmente no terreno, mas diria que brevemente irão estar. Falo dos militares das FA.
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">