Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boa tarde,

    Tenho um inquilino há 3 anos que até ao momento tem sido exemplar: pagamento a horas, não dá chatices, cuida do apartamento, não é pedinchas e é educadíssimo. O contrato com este inquilino é de 5 anos, e eu não aplico os aumentos legais de renda.

    Estou a pensar começar este ano a reconhecer os meus melhores inquilinos com alguma prenda, talvez no Natal, mas com esta situação do covid talvez faça sentido antecipar. O meu problema é não saber o que oferecer. O básico seria desconto na renda, mas de quanto? Poderia oferecer um vale de prenda como alternativa.

    As minhas perguntas são:
    1. Para inquilinos neste forum, qual seria o gesto que considerariam impecável por parte do vosso senhorio? Algo que vos faria sentir apreciados?
    2. Senhorios que tenham feito algo do género, podem partilhar a vossa experiência?

    Obrigado,
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 2

    Você quer é recompensar os inquilinos... ;) alterei o titulo da discussão.
    [a moderação]
  4.  # 3

    Pode comprar algo para a casa ou mudar algo que já seja mais antigo e ao mesmo tempo melhorar as condições da sua propriedade e do inquilino.
    Um eletrodoméstico, uma tv, uma porta ou algo mais direcionado para a eficiência energética.

  5.  # 4

    Nada melhor que conceder-lhe um abatimento na renda mensal. Em vez de doar qualqr valor por junto, distribuía pelos 12 meses do ano.
    Neste caso, seria benéfico par si, pois deixaria de existir tributação em sede de IRS desse valor. Para tal teria que fazer uma adenda ao contrato a alterar o valor da renda.
    Que valor ? Obviamente, terá que depender da sua vontade
  6.  # 5

    Perguntaria se há algum equipamento melhoria que gostassem. Assim fica o gesto e uma mais valia para o imóvel.
  7.  # 6

    Talvez convenha definir qual o valor que está disposto a atribuir a esse beneficio.
    Se for um desconto na renda, seria interessante se fosse significativo - senão poderá ser mal interpretado.
    Esta opção também pressupõe um compromisso que se estende no tempo.

    O ideal talvez seja um presente, por altura do Natal, com um cartão frisando o motivo da oferta.
    Cai bem a atenção e marca uma posição. A prenda pode ser um vale para uma loja como a fnac ou worten, etc.
    Os inquilinos têm crianças? Fica mais fácil.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: silvaf
  8.  # 7

    Eu ofereceria qq que beneficie o imóvel e ao mesmo tempo possa meter como despesas com o imóvel.
  9.  # 8

    Colocado por: Pedro Barradaspossa meter como despesas com o imóvel.


    Sem alguma "criatividade" é praticamente impossível num imóvel que esteja já minimamente funcional.
  10.  # 9

    Colocado por: silvafO meu problema é não saber o que oferecer.

    Se eu estivesse no seu lugar oferecia-lhes o 12º mês de renda . Combinava isso com eles e por conseguinte não passava o recibo desse mês (que não tinha recebido).
    Não precisava de burocracias para prevenir o futuro perante eles e perante as Finanças. Nada impede um senhorio de passar os recibos de ... , Setembro, Outubro, Novembro ... Janeiro, Fevereiro, ... etc. Só se passam os recibos dos meses recebidos.
    • ik
    • 17 Maio 2020

     # 10

    Ofereça uma renda a cada ano de contrato completo
    Concordam com este comentário: Pedro Barradas
    • ik
    • 17 Maio 2020

     # 11

    Colocado por: JOCOR
    Se eu estivesse no seu lugar oferecia-lhes o 12º mês de renda . Combinava isso com eles e por conseguinte não passava o recibo desse mês (que não tinha recebido).
    Não precisava de burocracias para prevenir o futuro perante eles e perante as Finanças. Nada impede um senhorio de passar os recibos de ... , Setembro, Outubro, Novembro ... Janeiro, Fevereiro, ... etc. Só se passam os recibos dos meses recebidos.


    Pensamos no mesmo! Inquilino contente e menos impostos
  11.  # 12

    Faz lembrar os prémios de assiduidade na função pública a atribuir quando o funcionário cumpre o seu horário, ou seja, a sua obrigação. Enfim, latinices.
    Concordam com este comentário: Pedro Barradas, TicMic, imo, rjmsilva, MGoncalves
  12.  # 13

    Colocado por: nunompFaz lembrar os prémios de assiduidade na função pública a atribuir quando o funcionário cumpre o seu horário, ou seja, a sua obrigação. Enfim, latinices.
    Concordam com este comentário:Pedro Barradas

    Também acho, não faz mais que a sua obrigação. Tudo o que meta dinheiro é motivo para discórdia e num futuro próximo pode ter necessidade de investimento. Seja presente e atencioso perguntando se está tudo bem com a habitação ou se haverá algo a melhorar. A não ser que seja uma "gaja boa" (que me perdoem as meninas cá do forum), aí um convite para um café será de pensar.
    Concordam com este comentário: silvaf
  13.  # 14

    Colocado por: nunompFaz lembrar os prémios de assiduidade na função pública a atribuir quando o funcionário cumpre o seu horário, ou seja, a sua obrigação. Enfim, latinices.
    Concordam com este comentário:Pedro Barradas


    Já cá faltava a conversa de *****.
    Concordam com este comentário: JOCOR, silvaf
  14.  # 15

    Colocado por: silvafBoa tarde,

    Tenho um inquilino há 3 anos que até ao momento tem sido exemplar: pagamento a horas, não dá chatices, cuida do apartamento, não é pedinchas e é educadíssimo. O contrato com este inquilino é de 5 anos, e eu não aplico os aumentos legais de renda.

    Estou a pensar começar este ano a reconhecer os meus melhores inquilinos com alguma prenda, talvez no Natal, mas com esta situação do covid talvez faça sentido antecipar. O meu problema é não saber o que oferecer. O básico seria desconto na renda, mas de quanto? Poderia oferecer um vale de prenda como alternativa.

    As minhas perguntas são:
    1. Para inquilinos neste forum, qual seria o gesto que considerariam impecável por parte do vosso senhorio? Algo que vos faria sentir apreciados?
    2. Senhorios que tenham feito algo do género, podem partilhar a vossa experiência?

    Obrigado,


    Aplaudo a sua atitude. De louvar o reconhecimento e a manutenção de boas relações entre inquilino - senhorio.

    Pensaria numa redução da renda, mas tem que ser significativa (50€/mês).
    Concordam com este comentário: silvaf
  15. Ícone informação Anunciar aqui?

  16.  # 16

    Colocado por: silvaf2. Senhorios que tenham feito algo do género, podem partilhar a vossa experiência?
    Há 6 ou 7 anos tive uma inquilina que estava a passar dificuldades (por desemprego) e comunicou-me que ia entregar a casa. Não conseguia pagar a renda. Decidi baixar em 50,00€, mas mesmo assim ao fim de mais alguns meses deixou a casa e regressou à terra dela. Não tinha emprego, não conseguia pagar e foi embora. Tive pena, era séria e pontual nos pagamentos.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: silvaf
  17.  # 17

    Colocado por: nunompFaz lembrar os prémios de assiduidade na função pública a atribuir quando o funcionário cumpre o seu horário, ou seja, a sua obrigação. Enfim, latinices.
    Concordam com este comentário:Pedro Barradas


    Isso existe na FP? No privado sei que existe... Lamentável estragar o tópico com FP vs Público.
    Concordam com este comentário: mario.nunes
  18.  # 18

    Uma caixa de vinho verde no natal!
  19.  # 19

    Uma caixa de vinho verde no natal!


    Prefiro maduro alentejano ou do douro. Verde provoca azia!
  20.  # 20

    Colocado por: Apostador

    Isso existe na FP? No privado sei que existe... Lamentável estragar o tópico com FP vs Público.


    Lamentável é não saber interpretar textos, deve ser um mal nacional. É indiferente que esse tipo de prémio exista no privado ou no público, embora neste último seja mais conhecido. A razão de ser do prémio é que causa estranheza, já que a relação contratual pressupõe o cumprimento do horário, não é algo extraordinário.

    Acho que a boa relação senhorio-inquilino se deve verificar na preocupação para com o serviço prestado (obras, etc...) e numa franca relação. Tudo o resto, descontos de natal e nos aniversários, parece-me denotar alguma "culpa" na cobrança de uma prestação, o que poderá, quiçá, ser natural quando não se entende o arrendamento como um negócio real (ex: 1 único inquilino).
    Concordam com este comentário: TicMic, sousal
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">