Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Bom dia a todos, o meu vizinho de cima fez obras num quarto (remoção de chão de madeira e colocação de tijoleira, etc) a fim de transformar o quarto em sala de estar... Utiliza a sala de estar original como oficina (deduzo eu, pois está sempre a martelar coisas, cortar madeiras, etc)
    a minha questão é: em contexto predial, pode um proprietário de um apartamento utilizar as divisões para algo que não foram feitas originalmente ?
    Uma sala de estar é uma divisão com muito ruído e movimento, perfeitamente normal e aceito que as pessoas tenham o direito de ter visitas e fazer festas, mas estando por cima do quarto incomoda bastante quem dorme por baixo (neste caso a minha filha de 2 anos!)
    já tentei falar cordialmente com os vizinhos, dizem que podem usufruir da casa deles como bem entendem e se tenho problemas com isso devia ser a proprietária da casa a fazer reclamação em reunião de condomínio (proprietária é a minha avó de 97 anos que nem mora no apartamento e por razões óbvias há vários anos que não atende às reuniões de condomínio)
    será que podem ter sala por cima de quartos? Se não podem, faço queixa na Câmara?
  2.  # 2

    Pode obviamente.

    E pode fazer ruído dentro dos horários permitidos por lei, 8h-23h salvo erro 2a a sábado
    Concordam com este comentário: SACS
  3.  # 3

    Então não posso fazer nada? Eles podem usar um quarto como sala e uma sala como oficina num prédio? ... Pensava que os prédios quando são construídos, as salas tinham que obedecer a regras de controlo sonoro... Não me faz sentido se um prédio é construído com esse tipo de regras, o porquê das pessoas puderem mudar as utilidades das divisões.. Mas ok se assim é terei de aceitar que remédio, começo a ligar para as autoridades a partir das 23h
    Obrigada pelo esclarecimento 😊
  4.  # 4

    Ao chamar a polícia, pode é estar a iniciar uma guerra sem data termo e que vai perder.
    Os limites de débito sonoro permitido certamente não são ultrapassados pelo seu vizinho pelo facto de estar a utilizar um espeço como quarto ou sala de estar
    Se ele decidiu usar uma divisão para bricolar (algo de que não tem a certeza...) e não para estar sentado no sofá a dormitar ou vêr as péssimas emissões televisivas que temos, isso é algo que não poderá impedir.
    O barulho incomodativo fora de horas, isso sim pode ser passível de intervenção. Mas é muito difícil de provar e obter resultados pela via policial.

    Em contrapartida as suas queixas podem resultar numa degradação de relações e consequentes retaliações.
    Pense bem antes de agir.
    Concordam com este comentário: domicpinto
  5.  # 5

    Fico muito triste com estas notícias 😔 pensava mesmo que teria forma de fazer com que fizessem menos barulho, é que a sala por cima do quarto não é utilizada como sala comum de ver TV etc.. Apenas utilizam como sala de festas, que prolongam até mínimo 1h da manhã. Tudo bem que não posso dizer que fazem festas todos os dias, mas fazem com regularidade o suficiente para se tornar desagradável. Além disso eles são barulhentos deles... Aspiram a casa às 21h, lavam o carro atrás do prédio com rádio nas alturas ao fim de semana, as obras que fizeram no infame quarto foram feitas exclusivamente de segunda a sábado entre as 19h às 23h por um biscateiro e demoraram 2 meses a concluir as obras, obras essas que tiveram início no dia que trouxe a minha filha de 3 dias para casa!! Enfim, tenho lhes já um ódio de estimação há bastante tempo e estou a desesperar 😥 Eles não têm o mínimo de bom senso de civismo nem consideração por ninguém, acham que vivem no mundo sozinhos e podem fazer o que lhes apetece quando lhes apetece 😔 pelos vistos até podem...
    Agradeço de coração o tempo dispendido para me responderem, continuação de um bom Natal a todos 💓
    • size
    • 25 Dezembro 2020 editado

     # 6

    Está a colocar a questão de forma inadequada....
    É que o seu vizinho pode dar uso das divisões da casa da forma que entender, pois não comete nenhuma ilegalidade. O que não pode, é produzir ruído de vizinhança incomodativo para com os outros vizinhos, seja com festas, seja com trabalhos de carpintaria sistemáticos, ou outros.

    Tal ruído incomodativo não pode existir, seja em período diurno, seja em período nocturno.
    Se for, efectivamente incomodativo, há que chamar as autoridades.
    Concordam com este comentário: Raquel A, smart
    Estas pessoas agradeceram este comentário: domicpinto
  6.  # 7

    https://youtu.be/868dkXFM6Pw

    Sugerido á dias noutro tópico..😂
  7.  # 8

    Convença a sua avó a não renovar o contrato de arrendamento, dando essa indicação ao inquilino. É sempre bom que percebam que não são donos do castelo e que não podem fazer o ruído que lhes apetece.
  8.  # 9

    Colocado por: nunompConvença a sua avó a não renovar o contrato de arrendamento, dando essa indicação ao inquilino. É sempre bom que percebam que não são donos do castelo e que não podem fazer o ruído que lhes apetece.
    Acho que a avó é proprietária do apt onde mora a Domicpinto, não do apt do vizinho barulhento...
    Concordam com este comentário: Ana_Dado, domicpinto
    Estas pessoas agradeceram este comentário: nunomp
  9.  # 10

    Colocado por: KduvidasAcho que a avó é proprietária do apt onde mora a Domicpinto, não do apt do vizinho barulhento...
    Estas pessoas agradeceram este comentário:nunomp


    Bem visto ;)
    Concordam com este comentário: domicpinto
    • Canos
    • 26 Dezembro 2020 editado

     # 11

    Colocado por: domicpintoBom dia a todos, o meu vizinho de cima fez obras num quarto (remoção de chão de madeira e colocação de tijoleira, etc) a fim de transformar o quarto em sala de estar... Utiliza a sala de estar original como oficina (deduzo eu, pois está sempre a martelar coisas, cortar madeiras, etc)
    a minha questão é: em contexto predial, pode um proprietário de um apartamento utilizar as divisões para algo que não foram feitas originalmente ?
    Uma sala de estar é uma divisão com muito ruído e movimento, perfeitamente normal e aceito que as pessoas tenham o direito de ter visitas e fazer festas, mas estando por cima do quarto incomoda bastante quem dorme por baixo (neste caso a minha filha de 2 anos!)
    já tentei falar cordialmente com os vizinhos, dizem que podem usufruir da casa deles como bem entendem e se tenho problemas com isso devia ser a proprietária da casa a fazer reclamação em reunião de condomínio (proprietária é a minha avó de 97 anos que nem mora no apartamento e por razões óbvias há vários anos que não atende às reuniões de condomínio)
    será que podem ter sala por cima de quartos? Se não podem, faço queixa na Câmara?


    Veio ao local errado. Se começar a ler os tópicos por aqui sobre barulhos vai reparar que quem faz barulho tem a vida descansada.
    Repare no comentários que aqui lhe deixaram. De uma forma simpática tentaram dissuadi-la de fazer queixa e tentaram que aceite que é normal o vizinho fazer barulho.
    O único comentário com lógica até agora foi este:
    Colocado por: sizeEstá a colocar a questão de forma inadequada....
    É que o seu vizinho pode dar uso das divisões da casa da forma que entender, pois não comete nenhuma ilegalidade. O que não pode, é produzir ruído de vizinhança incomodativo para com os outros vizinhos, seja com festas, seja com trabalhos de carpintaria sistemáticos, ou outros.

    Tal ruído incomodativo não pode existir, seja em período diurno, seja em período nocturno.
    Se for, efectivamente incomodativo, há que chamar as autoridades.


    Mas repare que até o utilizador "Size" a avisou que está a colocar a questão da maneira errada. Enfim, até para reclamar de uma situação da qual somos vitimas temos que saber colocar as palavras certas. Ao que chegamos.

    Enfim. Mais um tópico que vai andar para aqui aos "trambolhões" com uma série de utilizadores (que se reparar são sempre os mesmos) a gozar consigo.
    Não vai conseguir nada pela maneira legal, pois a policia não pode fazer nada, a câmara não quer saber e as pessoas não tem vergonha.
    No final, virão para aqui alguns utilizadores (que também são sempre os mesmos) "abanar" leis e decretos leis afirmando que "sim, dá para resolver. As pessoas têm que andar da perna". O típico pensamento tuginha que quem sabe como resolver as coisas, esconde!

    Boa sorte mas infelizmente não vai conseguir resolver nada. Mas vá actualizando este tópico com novos desenrolares.

    [Actualização]
    O problema é que não existe vontade dos serviços públicos (câmara, juntas, empresas de condomínio e outras entidades que nós nem sabemos bem que existem mas que deveriam olhar para isto) que não se estão para chatear. E assim continua a miséria que é viver em prédios. É preciso sorte. Pois basta ter um vizinho barulhento ou uma loja (oficina, restaurante, bar, loja de animais, etc) que abre no r/c do prédio e está o caos instalado.

    Soube de uma aqui há uns tempos que era uma lavandaria da qual se sente os cheiros dos detergentes a uns 200m de distância. O interessante é que a junta é mesmo do outro lado da rua (mesmo em frente).

    Somos um país de bananas. As leis de nada servem.
    Concordam com este comentário: ricat, nupema
    Estas pessoas agradeceram este comentário: domicpinto
    •  
      GMCQ
    • 26 Dezembro 2020

     # 12

    Colocado por: alam_https://youtu.be/868dkXFM6Pw

    Sugerido á dias noutro tópico..😂


    Resolveu!! Ahah 😂
    Concordam com este comentário: rjmpires
  10.  # 13

    Colocado por: Canos

    Veio ao local errado. Se começar a ler os tópicos por aqui sobre barulhos vai reparar que quem faz barulho tem a vida descansada.
    Repare no comentários que aqui lhe deixaram. De uma forma simpática tentaram dissuadi-la de fazer queixa e tentaram que aceite que é normal o vizinho fazer barulho.
    O único comentário com lógica até agora foi este:


    Mas repare que até o utilizador "Size" a avisou que está a colocar a questão da maneira errada. Enfim, até para reclamar de uma situação da qual somos vitimas temos que saber colocar as palavras certas. Ao que chegamos.

    Enfim. Mais um tópico que vai andar para aqui aos "trambolhões" com uma série de utilizadores (que se reparar são sempre os mesmos) a gozar consigo.
    Não vai conseguir nada pelamaneira legal, pois a policia não pode fazer nada, a câmara não quer saber e as pessoas não tem vergonha.
    No final, virão para aqui alguns utilizadores (que também são sempre os mesmos) "abanar" leis e decretos leis afirmando que "sim, dá para resolver. As pessoas têm que andar da perna". O típico pensamento tuginha que quem sabe como resolver as coisas, esconde!

    Boa sorte mas infelizmente não vai conseguir resolver nada. Mas vá actualizando este tópico com novos desenrolares.

    [Actualização]
    O problema é que não existe vontade dos serviços públicos (câmara, juntas, empresas de condomínio e outras entidades que nós nem sabemos bem que existem mas que deveriam olhar para isto) que não se estão para chatear. E assim continua a miséria que é viver em prédios. É preciso sorte. Pois basta ter um vizinho barulhento ou uma loja (oficina, restaurante, bar, loja de animais, etc) que abre no r/c do prédio e está o caos instalado.

    Soube de uma aqui há uns tempos que era uma lavandaria da qual se sente os cheiros dos detergentes a uns 200m de distância. O interessante é que a junta é mesmo do outro lado da rua (mesmo em frente).

    Somos um país de bananas. As leis de nada servem.
    Os outros apenas dissuadem e alertam para a infeliz realidade ou gozam (alguns), mas o Canos sim, deu aqui o contributo assertivo que permite sabermos todos que isto é um país de bananas com cujas cascas não se resolve nada.
    Repetir o óbvio e não apresentar qualquer solução é sem dúvida de grande ajuda para o forista que criou o tópico!
    Só não era preciso escrever tanto...😏
    Concordam com este comentário: Varejote, Ana_Dado, casinhaDaAvo
    Estas pessoas agradeceram este comentário: telramos
  11.  # 14

    Colocado por: alam_https://youtu.be/868dkXFM6Pw

    Sugerido á dias noutro tópico..😂


    Tem piada o vídeo, mas não vou estar a incomodar restantes vizinhos só para vingar aos de cima....
  12.  # 15

    Colocado por: Canos

    Veio ao local errado. Se começar a ler os tópicos por aqui sobre barulhos vai reparar que quem faz barulho tem a vida descansada.
    Repare no comentários que aqui lhe deixaram. De uma forma simpática tentaram dissuadi-la de fazer queixa e tentaram que aceite que é normal o vizinho fazer barulho.
    O único comentário com lógica até agora foi este:


    Mas repare que até o utilizador "Size" a avisou que está a colocar a questão da maneira errada. Enfim, até para reclamar de uma situação da qual somos vitimas temos que saber colocar as palavras certas. Ao que chegamos.

    Enfim. Mais um tópico que vai andar para aqui aos "trambolhões" com uma série de utilizadores (que se reparar são sempre os mesmos) a gozar consigo.
    Não vai conseguir nada pelamaneira legal, pois a policia não pode fazer nada, a câmara não quer saber e as pessoas não tem vergonha.
    No final, virão para aqui alguns utilizadores (que também são sempre os mesmos) "abanar" leis e decretos leis afirmando que "sim, dá para resolver. As pessoas têm que andar da perna". O típico pensamento tuginha que quem sabe como resolver as coisas, esconde!

    Boa sorte mas infelizmente não vai conseguir resolver nada. Mas vá actualizando este tópico com novos desenrolares.

    [Actualização]
    O problema é que não existe vontade dos serviços públicos (câmara, juntas, empresas de condomínio e outras entidades que nós nem sabemos bem que existem mas que deveriam olhar para isto) que não se estão para chatear. E assim continua a miséria que é viver em prédios. É preciso sorte. Pois basta ter um vizinho barulhento ou uma loja (oficina, restaurante, bar, loja de animais, etc) que abre no r/c do prédio e está o caos instalado.

    Soube de uma aqui há uns tempos que era uma lavandaria da qual se sente os cheiros dos detergentes a uns 200m de distância. O interessante é que a junta é mesmo do outro lado da rua (mesmo em frente).

    Somos um país de bananas. As leis de nada servem.


    Obrigada pelo seu comentário, pois infelizmente não me surpreende que eu não tenha a lei do meu lado e que nada posso resolver... A vizinha agora até me manda à cara que quando a minha filha tinha apenas semanas de vida ela também "acordava de madrugada com a bebé a chorar" ... Como se isso fosse algo que eu pudesse controlar na altura (e atenção que aconteceu há cerca de 2 anos!!) Enfim... Eu vivo por baixo d animais pelos vistos 😩
    • size
    • 26 Dezembro 2020 editado

     # 16

    Colocado por: domicpinto
    Obrigada pelo seu comentário, pois infelizmente não me surpreende que eu não tenha a lei do meu lado e que nada posso resolver...



    Tem sim, a lei pelo seu lado. O que pode acontecer é o desleixo de intervenção de alguns agentes de autoridade.
    Pode acontecer que na sua zona sejam cumpridores do seu dever.


    Artigo 24.º

    Ruído de vizinhança

    1 - As autoridades policiais podem ordenar ao produtor de ruído de vizinhança, produzido entre as 23 e as 7 horas, a adopção das medidas adequadas para fazer cessar imediatamente a incomodidade.
    2 - As autoridades policiais podem fixar ao produtor de ruído de vizinhança produzido entre as 7 e as 23 horas um prazo para fazer cessar a incomodidade.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: domicpinto
  13.  # 17

    Não tem mais nenhum vizinho a queixar se do mesmo?
  14.  # 18

    eu so tive problemas em condominios e apartamentos!! para eu viver nunca mais foi melhor que fiz mudar para moradia! tinha de escrever um livro para as coisas que se passavam por onde andei e o justo e que tem de pagar
    Concordam com este comentário: domicpinto
  15.  # 19

    Eu também vivi num apartamento onde também tinha o problema das festas até às tantas e a única maneira de mudar as coisas foi começando a fazer barulho de manhã bem cedo, é que os animais para se estarem a divertir até às 3 e 4 da manhã queriam dormir até ao meio dia mas cmg estavam bem ****...

    Eles perceberam logo a dica e em 2 ou 3 vezes acabaram logo com a brincadeira.
  16.  # 20

    Colocado por: Gonç@loNão tem mais nenhum vizinho a queixar se do mesmo?


    Este prédio é só velhos e são todos proprietários... Penso que não reclamam uns com os outros por não quererem conflitos muito honestamente..