Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boa tarde.
    Vi um anúncio de um carro de um particular e que estou muito interessado em comprar a pronto.
    Custa cerca de 23 mil euros.
    No entanto o carro tem reserva de propriedade, provavelmente como garantia do empréstimo que o vendedor fez para puder comprar o carro.
    Alguém saberá dos cuidados e procedimentos a tomar?
    Outra pergunta:
    Os serviços de notariado de registo automóvel já atendem presencialmente?
  2.  # 2

    É ir com o proprietário residual ao proprietário que consta no livrete pagar o que falta do carro e esse mesmo passar uma declaração de liquidação o que permite passar para seu nome.

    Penso que qualquer conservatória trata do novo registo.

    Agora nunca passe o dinheiro todo para a mão desse proprietário residual sem a presença do verdadeiro proprietário que consta no livrete como reserva.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: mmarinho
  3.  # 3

    Isso é fácil de resolver. O vendedor do carro tem de ter um documento que se chama extinção de reserva. Não pague nada ao vendedor e emita um cheque visado ao mesmo. Depois vão os 2 a um notário ou solicitador que faz a transferência na hora se tiver tudo regularizado e você entrega o cheque. Atenção que a transferência vai custar o dobro ou mais por causa da reserva.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: mmarinho
  4.  # 4

    Pergunte ao vendedor se o carro está pago à financeira. Se o carro estiver pago o vendedor tem de ter na posse dele a extinção de reserva de propriedade emitida pela financeira (assinada e reconhecida). Se ele tiver tudo direito vão os dois a uma conservatória do registo automóvel onde você lhe paga o carro (por transferência bancária ou cheque (nunca em numerário) e fazem o registo do carro para seu nome. A passagem poderia ser efectuada num advogado ou solicitador mas eles não tem como saber (na hora)se o carro tem alguma hipoteca ou penhora e na conservatória conseguem.Cuidado com esse negócio.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: mmarinho
  5.  # 5

    Siga os conselhos que indicam aqui porque eu andei em tribunal 4 anos por não estar atento a isso.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: mmarinho
  6.  # 6

    Das informações que tenho até agora o carro não está pago á financeira e tem reserva de propriedade.
    A financeira é o BCP Millenium.
    Não tem qualquer documento de extinção de reserva de propriedade.
    Quando lhe perguntei, qual o procedimento a tomar havendo uma financeira envolvida o vendedor respondeu:
    "Penso que basta eu solicitar o valor da dívida junto a entidade vendedora e procedermos a quitação da dívida, o remanescente do valor e a mim entregue.
    O banco libera a documentação para se poder alterar o registo propriedade para o novo titular.
    Julgo ser assim a se proceder. O carro está com reserva propriedade no Millennium BCP se o Sr tiver conta la poderá se informar também."
  7.  # 7

    Não tem nada que saber vai com a pessoa á entidade credora, líquida o valor em dívida, paga o restante ao vendedor, solicita junto da credora que façam o envio da extinção de reserva para a sua morada, preenche uma declaração de compra e venda com o vendedor e está feito, quando receber a extinção transfere a viatura para seu nome.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: mmarinho
  8.  # 8

    Parece-me arriscado ficar á espera que a financeira envie a extinção da reserva para a morada.
    Pelo que tenho lido, podem demorar mais de um mês.
    O ideal seria passarem a extinção de reserva no imediato, contra a entrega do dinheiro, mas não me parece que tal seja possível.
    • Dav82
    • 4 Maio 2021 editado

     # 9

    Colocado por: mmarinhoParece-me arriscado ficar á espera que a financeira envie a extinção da reserva para a morada.
    Pelo que tenho lido, podem demorar mais de um mês.
    O ideal seria passarem a extinção de reserva no imediato, contra a entrega do dinheiro, mas não me parece que tal seja possível.


    Qual é o risco? Não há nenhuma financeira pelo menos das que conheço e são muitas que passe a extinção de reserva na hora.
    E sim por norma demoram quase todas mais de 30 dias.
  9.  # 10

    Então uma pessoa vai dar 23 mil euros, assim de mão beijada por um carro e a financeira passa o papel quando lhes apetece?
    Então que fiquem com o carro e o trabalho todo que dá fazer uma penhora e a cobrança de uma divida.
    Eu pago de imediato e quero a viatura de imediato, papeis direitinhos e tudo, não estou para aturar confusões e papeladas.
    É pena pq o negócio parecia ser bom
    Quando a esmola é grande...
    Mas agora fiquei com curiosidade e vou investigar mais um pouco esta situação.
  10.  # 11

    Colocado por: mmarinhoEntão uma pessoa vai dar 23 mil euros, assim de mão beijada por um carro e a financeira passa o papel quando lhes apetece?
    Então que fiquem com o carro e o trabalho todo que dá fazer uma penhora e a cobrança de uma divida.
    Eu pago de imediato e quero a viatura de imediato, papeis direitinhos e tudo, não estou para aturar confusões e papeladas.
    É pena pq o negócio parecia ser bom
    Quando a esmola é grande...
    Mas agora fiquei com curiosidade e vou investigar mais um pouco esta situação.

    mmarinho: esqueça! O que mais há é carros para venda.
    Se acha que esse negócio é tão bom que parece mentira é porque é mesmo mentira. Parta para outra.
    Concordam com este comentário: mmarinho, Vítor Magalhães
  11.  # 12

    Colocado por: mmarinhoEu pago de imediato e quero a viatura de imediato, papeis direitinhos e tudo, não estou para aturar confusões e papeladas.


    Vá a um stand e compre um carro.
    Simples.
    Concordam com este comentário: mmarinho
  12.  # 13

    Colocado por: BelhinhoSe acha que esse negócio é tão bom que parece mentira é porque é mesmo mentira. Parta para outra.


    Pode não ser mentira.
    Pode é ser bom porque dá trabalho e cuidado redobrado.

    Se fosse sem espinhas, porque raio ia o homem vender o carro num negocio tão bom?
    Concordam com este comentário: mmarinho
  13.  # 14

    O problema desta situação é que o comprador fica sem garantias e sem protecção, basicamente o comprador está a pagar uma divida, de uma pessoa que não conhece e não a comprar um carro.
    Se fossemos lidar á base da confiança, porque somos todos honestos e pessoas de bem, fazia-se ao contrário, eu trazia o carro e os documentos da viatura para casa e quando me chegasse a casa o documento de extinção da divida, passados 1 ou 2 meses, eu pagava nessa altura.
    Porque não? Não confiam em mim porquê? Eu sou de confiança.
    Não parece haver da parte da financeira interesse em dar garantias através de um documento qualquer.
    Como já se percebeu, perdi o interesse neste negócio, no entanto fiquei com alguma curiosidade em saber mais sobre a tramitação burocrática.
    Pelo que percebi:
    O vendedor terá de ter na sua posse o documento de extinção da reserva de propriedade e o DUA (impresso único de registo automóvel) assinado pela financeira e o pelo vendedor.
    Entre o vendedor e o comprador é também preenchido o DUA e assinado por ambos.
    Na conservatória serão então averbados 2 registos, a extinção da reserva e a transmissão de propriedade para o comprador.
    É este o processo?
  14.  # 15

    No meu entendimento é mais fácil ser enganado num carro sem reserva de propriedade do que o contrário, é um processo completamente seguro. E o mesmo que comprar um carro num stand, não traz logo o carro em seu nome passam lhe uma declaração para apresentar às autoridades só ao fim de algumas semanas recebe o Dua em casa.

    Para averbamento é basicamente o que refere precisa duma declaração de compra e venda preenchida pelo comprador e vendedor e da extinção da reserva de propriedade emitida pela financeira, há casos em que o carro está mesmo em nome da entidade credora e nesse caso é tudo tratado por eles, já não necessita da declaração de compra e venda preenchida pelo vendedor e comprador.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: mmarinho
  15.  # 16

    Colocado por: Dav82e da extinção da reserva de propriedade emitida pela financeira
    Se tiver esse documento, tudo bem. Sem ele, o comprador que não vá em promessas.
    Repito: andei 4 anos em tribunal (com um carro que comprei, e paguei, parado) e no final o tribunal disse-me que eu tinha razão, mas que o vendedor não tinha condições de me ressarcir dos prejuízos...:-) 4 anos e 3000 euros depois consegui colocar o carro em meu nome!
  16.  # 17

    Se certeza que você não foi á credora pagar o carro, porque não há forma de haver qualquer problema, eu até prefiro eu, claro se o vendedor já tiver os documentos todos ótimo é só uma questão de ir á conservatória.
  17.  # 18

    Colocado por: Nelhas

    Pode não ser mentira.
    Pode é ser bom porque dá trabalho e cuidado redobrado.

    Se fosse sem espinhas, porque raio ia o homem vender o carro num negocio tão bom?
    Concordam com este comentário:mmarinho

    A ver se engana algum tolo.
  18.  # 19

    Colocado por: mmarinhoO problema desta situação é que o comprador fica sem garantias e sem protecção, basicamente o comprador está a pagar uma divida, de uma pessoa que não conhece e não a comprar um carro.
    Se fossemos lidar á base da confiança, porque somos todos honestos e pessoas de bem, fazia-se ao contrário, eu trazia o carro e os documentos da viatura para casa e quando me chegasse a casa o documento de extinção da divida, passados 1 ou 2 meses, eu pagava nessa altura.
    Porque não? Não confiam em mim porquê? Eu sou de confiança.
    Não parece haver da parte da financeira interesse em dar garantias através de um documento qualquer.
    Como já se percebeu, perdi o interesse neste negócio, no entanto fiquei com alguma curiosidade em saber mais sobre a tramitação burocrática.
    Pelo que percebi:
    O vendedor terá de ter na sua posse o documento de extinção da reserva de propriedade e o DUA (impresso único de registo automóvel) assinado pela financeira e o pelo vendedor.
    Entre o vendedor e o comprador é também preenchido o DUA e assinado por ambos.
    Na conservatória serão então averbados 2 registos, a extinção da reserva e a transmissão de propriedade para o comprador.
    É este o processo?

    Nenhum banco ou financeira lhe passa a extincao da reserva na hora.
    Voce pagava o valor total em divida e a diferença e o vendedor assinava logo a declaracao de venda e entregava-lhe os documentos e o carro.
    Quando ele recebesse o documento de extincao de reserva, entregava-lhe.
    Se ele nao entregasse, qd o carro estivesse em seu nome podia pedir ao banco uma 2a via da extincao da reserva ( com custos). Mas nunca ficava na mao do vendedor nem do banco. Se era um bom negocio, perdeu-o, porque se assustou com a burocracia.
    Concordam com este comentário: Dav82
    Estas pessoas agradeceram este comentário: mmarinho
  19.  # 20

    Colocado por: callinas
    A ver se engana algum tolo.

    Numa altura de pandemia e com os rendimentos mais reduzidos, facilmente alguem com um carro com credito pode querer reduzir os encargos mensais e livrar-se da divida.
    Concordam com este comentário: Dav82