Iniciar sessão ou registar-se
    • Pe10
    • 28 novembro 2022

     # 121

    Colocado por: VarejoteOnde está o ATI?


    Vai ficar na rack que falta neste espaço.
    Em baixo um quadro distribuição de radiante.
    Em cima quadro cctv, rede e coaxial. Na direita quadro de transformadores dos leds das sancas, um quadro de shellys e um quadro parcial.
      902C7C20-31D6-47ED-AF1D-E1D249FF717C.jpeg
  1.  # 122

    As soleiras não vão ter corte térmico?

    Esse tubo azul é ppr certo? Salvo o erro devia estar encamisado
  2.  # 123

    Mau, isolamento por baixo do desvão e depois leva soleiras sem corte termico? Espero que não...
    • Pe10
    • 28 novembro 2022

     # 124

    Colocado por: manelvcAs soleiras não vão ter corte térmico?

    Esse tubo azul é ppr certo? Salvo o erro devia estar encamisado


    Sim levaram corte e impermeabilizadas com tela.
    O tubo azul é da aspiração central.
      23A37617-F983-4AD0-A69A-5A1A7E886020.jpeg
    • Pe10
    • 28 novembro 2022

     # 125

    Colocado por: DR1982Mau, isolamento por baixo do desvão e depois leva soleiras sem corte termico? Espero que não...


    Boas.

    Não tenho desvão.
    As soleiras levaram todas corte e respectiva impermeabilização (nao tenho fotos antes das pedras, mas pode se ver a tela a subir na lateral nas fotos das soleiras.
  3.  # 126

    Colocado por: Pe10

    Boas.

    Não tenho desvão.
    As soleiras levaram todas corte e respectiva impermeabilização (nao tenho fotos antes das pedras, mas pode se ver a tela a subir na lateral nas fotos das soleiras.
    Queria dizer ensoleiramento, enganei-me.
    Nao, pelas fotos as pedras não têm corte termico, para isso o isolamento deveria atravessar a pedra da soleira, ou seja serem duas pedras e nao uma peça unica.
    • Pe10
    • 28 novembro 2022

     # 127

    Colocado por: DR1982Queria dizer ensoleiramento, enganei-me.
    Nao, pelas fotos as pedras não têm corte termico, para isso o isolamento deveria atravessar a pedra da soleira, ou seja serem duas pedras e nao uma peça unica.


    Bom dia.

    Não. Está enganado. A janela é a face interior e o corte termico foi colocado tb no final da pedra. Portanto, entre a pedra e o enchimento do radiente leva uma tira de 3 cms de xps.
    Concordam com este comentário: DR1982
  4.  # 128

    Corte térmico soleira


    Nas suas fotos eu vejo uma pedra única.

    Em termos práticos isso tem grande impacto na térmica da casa?
    • Pe10
    • 28 novembro 2022

     # 129

    Boas.

    O exemplo que segui é este. Está l o corte termico
      59C8E680-86C1-45B7-900C-F77C03521E6B.jpeg
  5.  # 130

    Colocado por: Pe10O exemplo que segui é este. Está l o corte termico

    Está entre a pedra e o piso mas não tem entre a pedra e a caixilharia.
  6.  # 131

    zedasilva

    segundo o Pe10 o caixilho vai ficar por cima do "azul"
    o que se poderá questionar é como o isolamento será ou está nas ombreiras.
    •  
      jorgand
    • 28 novembro 2022 editado

     # 132

    Nao estando xpto,ou seja a marca q todos gostam por aqui ninguem consegue ver.
    Tambem fez assim na minha obra .
    Se tem capotto por fora e vai dobrar as ombreiras esta bom no meu entender.
    Eu tambem tenho estics e pladur nas paredes interiores.
    Concordam com este comentário: RUIOLI
  7.  # 133

    Colocado por: marco1zedasilva

    segundo o Pe10 o caixilho vai ficar por cima do "azul"
    o que se poderá questionar é como o isolamento será ou está nas ombreiras.


    A soleira parece alinhas pela parede. Se assim for, o caixilho fica em cima da pedra
      Figura1.JPG
    • Pe10
    • 28 novembro 2022

     # 134

    Boas zedasilva.

    A pedra da soleira nao esta alinhada com a parede. Ainda levou pladur por dentro (montante 70mm). O perfil do PVC é de 85 pelo que ficou 50mm em cima da pedra e o resto em cima do xps ( usei 500kpa).

    Aqui ainda se ve a meio da execuçao. Na ombreira nao é pladur. É fibroplac.
    Como o jorgand disse, dobrou nas obreiras a terminar no aro.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: zedasilva
      2B1E7FDB-A178-44DF-A526-C870AFE2D24D.jpeg
      EEF774E3-CDB7-430E-B395-F225F61C0551.jpeg
  8.  # 135

    Quem receitou essa ideia de forrar o interior das paredes da fachada com LM quando ja tem isolamento por fora em EPS?

    Está a desperdiçar a bateria térmica e a performance no verão com essa aberração.
    Concordam com este comentário: DR1982
  9.  # 136

    Colocado por: NostradamusQuem receitou essa ideia de forrar o interior das paredes da fachada com LM quando ja tem isolamento por fora em EPS?

    Está a desperdiçar a bateria térmica e a performance no verão com essa aberração.


    Algum sítio onde se possa ler sobre isso?
  10.  # 137

    E algo que anda na moda isolar por fora e por dentro...
    A desculpa é que nao precisa de abrir roços mas ao fim ao cabo fica muito mais caro...
    Para as paredes nao sei, mas nos telhados planos normalemente quando isolados por cima da laje, se isolar mos tambem por baixo, tem de se ter cuidado que o isolante interior nao exceda 1/3 da resistzncia termico do exterior.
    Pelo menos no site da isover falavam disso
  11.  # 138

    Ossos do oficio.

    Mas se o interesse é genuíno, existem imensos artigos científicos escritos em torno dos isolamentos. Alguns de livre acesso, outros a pagar. Não apenas na área residencial mas também nas diversas industrias.

    A ver se consigo explicar de uma forma simples.

    O ar numa casa não guarda calor nem frio. Como o ar não tem volume especifico - densidade - as calorias são armazenadas nos materiais mais densos: betão, tijolo, cerâmica, etc.

    Ora eu tenho uma fonte de calor, a emitir calorias, o ar serve de meio de transporte até um meio denso, neste caso as paredes. Se as paredes tiverem forradas, vai haver muita resistência às calorias ao penetrar e armazenarem-se nesta massa dos tijolos. Nos nossos invernos é mais tolerável, mas no verão implica um uso mais constante de refrigeração.

    Pode ser a diferença de uma casa necessitar de arrefecimento activo ou não no verão. Se não permitir que o arrefecimento passivo noturno penetre nesta bateria térmica, então tem de se recorrer aos AC e companhia.

    Em paralelo, um outro exemplo concreto desta falta de bateria térmica é os congeladores e frigoríficos residenciais onde apenas existe isolamento.
    Os próprios alimentos é que fazem de bateria térmica para manter um optimo funcionamento. Por isso é que se deve usar os frigoríficos e congeladores, por exemplo, 50% cheios e nunca vazios.
    Idealmente quando vazios, poupa-se mais energia ao meter garrafões de agua la dentro, porque ao abrir e fechar as portas, guardamos melhor as calorias la dentro.
    Se tiver vazio, o frigorífico terá de trabalhar constantemente para recompensar as calorias de todo aquele volume de ar refrigerado que se perdeu com a abertura da porta.

    Para uma casa é o mesmo fenómeno, independentemente da estação de aquecimento ou arrefecimento.
    Concordam com este comentário: Pedro Barradas, fredcunha
    Estas pessoas agradeceram este comentário: paulovalente, Bragas V, Dias12
  12.  # 139

    Colocado por: NostradamusOssos do oficio.

    Mas se o interesse é genuíno, existem imensos artigos científicos escritos em torno dos isolamentos. Alguns de livre acesso, outros a pagar. Não apenas na área residencial mas também nas diversas industrias.

    A ver se consigo explicar de uma forma simples.

    O ar numa casa não guarda calor nem frio. Como o ar não tem volume especifico - densidade - as calorias são armazenadas nos materiais mais densos: betão, tijolo, cerâmica, etc.

    Ora eu tenho uma fonte de calor, a emitir calorias, o ar serve de meio de transporte até um meio denso, neste caso as paredes. Se as paredes tiverem forradas, vai haver muita resistência às calorias ao penetrar e armazenarem-se nesta massa dos tijolos. Nos nossos invernos é mais tolerável, mas no verão implica um uso mais constante de refrigeração.

    Pode ser a diferença de uma casa necessitar de arrefecimento activo ou não no verão. Se não permitir que o arrefecimento passivo noturno penetre nesta bateria térmica, então tem de se recorrer aos AC e companhia.

    Em paralelo, um outro exemplo concreto desta falta de bateria térmica é os congeladores e frigoríficos residenciais onde apenas existe isolamento.
    Os próprios alimentos é que fazem de bateria térmica para manter um optimo funcionamento. Por isso é que se deve usar os frigoríficos e congeladores, por exemplo, 50% cheios e nunca vazios.
    Idealmente quando vazios, poupa-se mais energia ao meter garrafões de agua la dentro, porque ao abrir e fechar as portas, guardamos melhor as calorias la dentro.
    Se tiver vazio, o frigorífico terá de trabalhar constantemente para recompensar as calorias de todo aquele volume de ar refrigerado que se perdeu com a abertura da porta.

    Para uma casa é o mesmo fenómeno, independentemente da estação de aquecimento ou arrefecimento.
    Concordam com este comentário:Pedro Barradas
    Pois, o PH designer deu me uma explicação semelhante para sustentar o conselho dele de ter o máximo de inércia térmica, a preocupação dele era mais na parte do arrefecimento!
    Tambem falou que acontece o mesmo quando se aplica madeira no chão, a madeira faz com que não se aproveite a inércia termica da lage segundo ele
  13.  # 140

    Colocado por: DR1982Pois, o PH designer deu me uma explicação semelhante para sustentar o conselho dele de ter o máximo de inércia térmica, a preocupação dele era mais na parte do arrefecimento!
    Tambem falou que acontece o mesmo quando se aplica madeira no chão, a madeira faz com que não se aproveite a inércia termica da lage segundo ele

    É forrar a casa por dentro a cobre com varas de dissipação para dentro das paredes/laje. Estou a brincar, se bem que se calhar funcionava.

    Eu lembro-me de na faculdade de ouvir falar de um edifício no meio do Alentejo (local com oscilações de temperatura brutais do dia para a noite), uma biblioteca, cujo eng. de bioclimática desenhou um edifício com uma massa térmica enorme, parede grossas, e que de noite tinha uma ventilação natural. Ou seja, durante o dia as paredes iam absorvendo o calor e à noite perdiam com a circulação de ar que era normalmente fresca. Certamente que de noite deveria ser difícil de circular no edifício, mas pelo uso que tinha, também já não tinha público. Uma coisa que faz todo o sentido, mas que hoje seria feita com uma bela de uma boa instalação de UTA.
    Acho que na biblioteca a hora crítica era no final da tarde quando as paredes não conseguiam reter mais calor.
 
0.0349 seg. NEW