Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Uma das divisões da minha casa está a apresentar problemas de condensação nas vigotas do tecto.
    Creio que tal se deve a uma ponte térmica, dado que as vigotas assentam no topo de uma parede exterior que apenas tem isolamento térmico pelo interior, tanto que é apenas junto a essa parede que as vigotas apresentam as gotículas de água.

    O tecto falso está isolado com lã de rocha Isover da Saint Gobain (produto "Arena"), que não tem qualquer barreira pára-vapor.

    Dado que tenho acesso ao interior do tecto falso por umas aberturas, estou a pensar se trocar a lã de rocha que lá está por outra que tenha barreira pára-vapor possa resolver este imbróglio, dado que não estou a ver que mais possa fazer.

    Será que vale a pena gastar 100 EUR numas placas de lã de rocha ou lã de vidro para fazer esta mudança?

    E se em vez de retirar as placas que já lá estão e aplicar as placas novas por cima das placas existentes (com a face de papel Kraft virada para baixo), será contraproducente face ao objetivo, ou resultará igual?
  2.  # 2

    Algumas dicas ou sugestões?
  3.  # 3

    Consegue pôr fotos dos problemas?
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Nortenho
  4.  # 4

    Logo que tenha oportunidade, partilho fotos, mas resumidamente as vigotas dentro do tecto falso ficam húmidas até ao ponto de saturação, começando depois a pingar no tecto (sobre a lã de rocha que lá está).
    A cobertura é em placa aligeirada, daí as vigotas.
    A lã de rocha aplicada não tem qualquer revestimento de papel kraft, daí perguntar se aplicar uma lã mineral com barreira anti vapor pode minimizar estas condensações ao evitar que a humidade ascenda até às vigotas.
  5.  # 5

    Acho que já estou a perceber.

    Mas é algo estranho que o calor dentro da divisão passe a barreira de isolamento térmico ao ponto de criar condensação dentro da estrutura.

    A solução assim menos dispendiosa que pode experimentar é aumentar o isolamento. Colocar a manta com papel kraft (o papel virado para a parte aquecida) e estende a manta que já tem por cima da nova.

    Mas mesmo assim, antes de fazer isso tentar perceber se realmente é isolamento insuficiente. Qual a espessura da atual manta? Tem a certeza que o interior do teto falso está bem vedado? As aberturas que fala são por onde?
  6.  # 6

    A lã de rocha atualmente no tecto é de 45mm ou 50mm. Não é em rolo, mas sim em placas pré cortadas (creio que 135x40cm, Arena da Saint Gobain).

    Há 3 potenciais pontos mais abertos por onde pode haver passagem de vapor: as aberturas para os focos embutidos (talvez 35x35cm) e uma grelha da cassete ar condicionado de conduta.

    Não sei se o tecto está "vedado" no perímetro, dado que o tecto tem um friso com uns 5-10mm.

    Sugere então que retire as placas que já lá estão e aplique primeiro placas com papel kraft, e depois volte a colocar as placas que já lá estavam mas agora por cima das novas?
  7.  # 7

    O problema será a passagem do ar aquecido da divisão que quando encontra a superfície fria o vapor condensa. E se já tem teto falso e com isolamento não deveria acontecer. Embora 50mm seja pouco para uma laje de teto, mesmo assim é estranho acontecer.

    Na minha opinião, se tem fácil acesso para fazer isso, sim. Estende a manta com kraft virado para baixo (divisão aquecida) e põe por cima as outras placas cruzadas, se conseguir, de maneira a que o isolamento seja contínuo. Total de isolamento com os dois de 100/120mm.
    Concordam com este comentário: Vítor Magalhães
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Nortenho
  8.  # 8

    Não terá o extrator do WC, ligado para o interior do tecto falso ?
  9.  # 9

    Colocado por: callinasNão terá o extrator do WC, ligado para o interior do tecto falso ?


    A extração de ar na minha casa é feita por via de uma VMC, pelo que não será por aí.
  10.  # 10

    Colocado por: LrLisboaO problema será a passagem do ar aquecido da divisão que quando encontra a superfície fria o vapor condensa. E se já tem teto falso e com isolamento não deveria acontecer. Embora 50mm seja pouco para uma laje de teto, mesmo assim é estranho acontecer.

    Na minha opinião, se tem fácil acesso para fazer isso, sim. Estende a manta com kraft virado para baixo (divisão aquecida) e põe por cima as outras placas cruzadas, se conseguir, de maneira a que o isolamento seja contínuo. Total de isolamento com os dois de 100/120mm.
    Estas pessoas agradeceram este comentário:Nortenho


    A lã de rocha a que eu me referi está assente por cima das placas de pladur. No entanto, por cima da cobertura (e por baixo da camada de impermeabilização) está aplicado um outro material cujo nome não me recordo (creio que é uma espécie de lã mineral mas muito densa), pelo que o isolamento térmico está também aí.

    O problema é mesmo a ponte térmica na viga onde as vigotas assentam, dado que coincide com a única parede exterior da casa que não tem ETICS aplicado (está revestida com um material "especial" e o construtor achou que não era preciso aplicar ETICS aí). Consequentemente as vigotas frias acabam por ficar literalmente molhadas com o acumular da condensação, ao ponto de algumas das vigas metálicas do pladur para onde as gotículas vão pingando já estarem completamente oxidadas.
  11.  # 11

    Então o problema é localizado apenas junto a essa parede?
  12.  # 12

    Colocado por: Nortenho

    A lã de rocha a que eu me referi está assente por cima das placas de pladur. No entanto, por cima da cobertura (e por baixo da camada de impermeabilização) está aplicado um outro material cujo nome não me recordo (creio que é uma espécie de lã mineral mas muito densa), pelo que o isolamento térmico está também aí.

    O problema é mesmo a ponte térmica na viga onde as vigotas assentam, dado que coincide com a única parede exterior da casa que não tem ETICS aplicado (está revestida com um material "especial" e o construtor achou que não era preciso aplicar ETICS aí). Consequentemente as vigotas frias acabam por ficar literalmente molhadas com o acumular da condensação, ao ponto de algumas das vigas metálicas do pladur para onde as gotículas vão pingando já estarem completamente oxidadas.

    Não teoria pode ter algum sentido.
    Não prática não tem.

    Deduz-se que o que coincide com a parede é a viga em sentido longitudinal e não o topo.
    Mesmo assim, sendo um ponte térmica plana e Linear, a viga poderá apresentar alguma humidade e condensação na sua superfície mas não o suficiente para criar condensados no desvão a ponto de enferrujar a estrutura do Pladur.

    Portanto ou tem o ar a passar para o tecto falso e depois ocorre condensação
    Ou alguma extração dos WC está virada para o tecto falso
    Ou sendo obra recente, a humildade poderá estar relacionada com a humildade da construção.

    Sem fotos sem vista ao local é difícil dizer mais
  13.  # 13

    Aqui estão duas fotos que mostram a condensação já em estado avançado.
      17084594811841.jpg
      17084594925172.jpg
  14.  # 14

    Colocado por: LrLisboaEntão o problema é localizado apenas junto a essa parede?


    Sim, a condensação ocorre fundamentalmente junto à parede que referi.
    As vigotas começam por ficar apenas húmidas ao toque, mas com o passar do tempo acabam por começar a formar gotas de água que inevitavelmente caem sobre a lã de rocha (e como as vigotas têm uma ligeira inclinação, algumas gotas acabam por tocar na estrutura metálica que compõe a parede, ainda dentro do tecto falso.
  15.  # 15

    Este ano a nível de humidade no ar está demais.
    Eu até já tenho musgo em pontos mais sombrios, nunca vi tal coisa.
    Mas mesmo assim isso é humildade a mais.
    Qual a climatização da casa ?
    Concordam com este comentário: Nortenho
  16.  # 16

    A climatização é por ar condicionado, mas não está sempre ligado.
    A casa está no Minho, numa zona bastante húmida, o que poderá justificar parcialmente o nível de humidade.
  17.  # 17

    E não quer experimentar adicionar mais isolamento só naquela zona?
    Concordam com este comentário: Nortenho
  18.  # 18

    Colocado por: LrLisboaE não quer experimentar adicionar mais isolamento só naquela zona?
    Concordam com este comentário:Nortenho


    Essa é a minha intenção, que estou a tentar validar aqui neste tópico. A minha esperança é que ao aplicar a lã de rocha com barreira anti vapor, consiga reduzir também a quantidade de ar carregado de vapor que sobe acima da lã de rocha, e consequentemente que reduza a condensação.

    Não vou é conseguir alcançar a lã de rocha em toda a extensão do tecto falso desta divisão, pelo que fico na dúvida da eficácia desta ação.
  19.  # 19

    Não sei se consigo citar membros, mas o @Hugo_G teve um problema semelhante há uns anos:
    https://forumdacasa.com/discussion/71687/1/teto-falso-com-condensacao/

    e pergunto se conseguiu resolver o mesmo de forma definitiva.
  20.  # 20

    Não consegue corrigir a térmica por fora? Fazer uma testa nessa zona
 
0.0216 seg. NEW