Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Plano de Formação para 2016:
      Untitled.png
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

    • MNeo
    • 22 Fevereiro 2016

     # 2

    Boa recomendação! :)
    Estas pessoas agradeceram este comentário: pc ferreira
  3.  # 3

    retirado de um outro fórum:

    Sendo este temo um tema da “moda” e havendo muito público sem acesso à devida informação, compete-nos expor um pouco os conceitos para um melhor entendimento:

    Passive House – O que é!

    Eficiência Energética:

    A Passive House é o mais elevado padrão da eficiência energética a nível mundial: as poupanças energéticas (aquecimento e arrefecimento) atingem os 75% em comparação com os edifícios convencionais e de acordo com a regulamentação actual.

    Confortável:

    Uma Passive House tem temperatura uniforme, sem grandes variações de temperatura (temperatura mínima 20º e máxima 25º) e uma boa qualidade do ar interior (humidade relativa, Co2), contribuíndo para o bem estar e saúde dos ocupantes.

    Acessível:

    Numa Passive House o acréscimo de custo de construção não ultrapassa, em média 5% em relação a uma construção convencional, sendo possível construír a preços correntes. Os custos de exploração numa Passive House são substancialmente mais baixos que um edifício convencional devido às reduzidas necessidades energéticas e de manutenção.

    Sustentável:

    Numa Passive House há uma redução drástica das emissões de Co2, devido à eficiência energética. O conceito Passive House contribui para a protecção climática pela menor dependência de combustíveis fósseis. As baixas necessidades energéticas de uma Passive House podem ser facilmente supridas por fontes de energia renováveis.

    Passive House – Quanto!

    Imóvel atráctivo:

    Procura Elevada => Baixas Taxas de Desocupação
    Inquilinos Satisfeitos => Menos mudança de Inquilinos
    Custos adicionais de construção reduzidos
    Custos de exploração reduzidos
    Existem neste momento munícipios em Portugal com isenção de IMI para edifícios certificados Passive House.
    Todos os produtos e sistemas adequados ao conceito Passive House estão disponíveis no mercado nacional.

    Passive House – Como!

    Os Princípios Chave:
    1. Isolamento Térmico
    2. Janelas Passive House
    3. Sistemas de ventilação com recuperação de calor
    4. Garantir estanquicidade ao ar
    5. Evitar pontes térmicas
    Passivo: O calor é mantido sem consumo de energia;
    Activo: O calor é mantido com consumo de energia

    Passive House – Reabilitação!

    O conceito Passive House é baseado essencialmente no desempenho e na qualidade, não impondo nenhum método construtivo particular.
    A versátil Norma Passive House é também cada vez mais utilizada na reabilitação através da certificação “EnerPHit”, bem como em edifícios não residenciais, como escolas, escritórios, fábricas, hoteis, etc.
    Como uma Passive House é baseada em princípios físicos, cada edifício pode e deve ser adaptado ao seu clima especifíco.

    Fonte: Associação Passivhaus Portugal
    http://www.passivhaus.pt
    passivhausportugal@gmail.com
  4.  # 4

    Colocado por: pc ferreiraNuma Passive House o acréscimo de custo de construção não ultrapassa, em média 5% em relação a uma construção convencional, sendo possível construír a preços correntes.


    Engana-me que eu gosto!
    Concordam com este comentário: master_chief, callinas
  5.  # 5

    Colocado por: marcoaraujo

    Engana-me que eu gosto!


    Fonte???
  6.  # 6

    Seminário INTRODUÇÃO À NORMA PASSIVE HOUSE




    Duração: 4 horas

    Destinatários: Pessoas ligadas ao sector da construção, gestão de edifícios e público em geral

    Custos: gratuito, mas de inscrição obrigatória

    Objectivos:


    Divulgar o conceito Passive House;
    Identificar os princípios e requisitos Passive House;
    Identificar as particularidades da adaptação da norma a Portugal;
    Divulgar a Associação Passivhaus Portugal - PHPT;
    Divulgar produtos e soluções adequadas à Passive House;

    Programa:


    O conceito Passive House;
    Passive House em Portugal;
    Workshop Envolvente do Edifício (execução e montagem de modelo à escala real - janela e parede)


    15ª Edição FARO: 3 Março 2016




    16ª Edição PORTO: 8 Março 2016




    17ª Edição COIMBRA: 9 Março 2016




    18ª Edição LISBOA: 16 Março 2016
  7.  # 7

    Tenho projecto e vou iniciar a construção da minha casa. Como posso saber se posso ir de encontro ao "passive house " ?
    Concordam com este comentário: arquitecturagaia
  8.  # 8

    Colocado por: callinasTenho projecto e vou iniciar a construção da minha casa. Como posso saber se posso ir de encontro ao "passive house " ?


    contrata os meus serviços :) ehehehe olha eu a fazer concorrencia ao PC Ferreira
  9.  # 9

    Colocado por: fernandoFerreira

    contrata os meus serviços :) ehehehe olha eu a fazer concorrencia ao PC Ferreira


    A mim não faz!

    Estou-me a limitar a divulgar e partilhar a pouca informação que tenho acesso.
    • MNeo
    • 23 Fevereiro 2016

     # 10

    Colocado por: callinasTenho projecto e vou iniciar a construção da minha casa. Como posso saber se posso ir de encontro ao "passive house " ?


    Qualquer projeto pode ser adaptado à norma Passive House!

    Sendo um projeto de raiz previsto logo de acordo com a norma Passive House torna-se mais facil.

    As Passive House de Ilhavo, não foram inicialmente previstas para ser Passive House, foram adaptadas já no inicio das obras.

    Aconselho a contatar um Passive House Designer para efetuar uma analise ao seu projeto

    Pode ir aqui a este site e basta escolher o pais que lhe dá a listagem dos Passive House Designer em Portugal:

    http://www.passivhausplaner.eu/mitgliederdatenbank.php
    Concordam com este comentário: pc ferreira, arquitecturagaia
    • MNeo
    • 23 Fevereiro 2016

     # 11

    Colocado por: marcoaraujoEngana-me que eu gosto!


    Se se pensar que em Portugal com revestimento Etics na ordem de 10cm, consegue-se de modo geral cumprir os requisitos da Passive House. O que já tem sido aplicado por alguns dos membros do forum.

    Se se pensar que tem que utilizar VMC, que na Passive House e qu esta têm que ser certificada pelo Passive House Insitute. Já existem alguns donos de obra a instalar VMC de fluxos cruzados nas suas construções. (Geralmente não são é certificados, mas os custos são certificados)

    Se se pensar que a estanquidade ao ar é garantida pela camada de reboco ou estuque interior, e que basta acrescer alguns cuidados, boas praticas de construção e na maioria das vezes garante-se a maior parte da estanquidade do edifício.

    Se se pensar que nas Passive House de Ilhavo as caixilharias dos vidros foram instaladas carixilharias da serie Ati da Anicolor, com vidros de baixa emissividade. (Em portugal no geral não é necessária a aplicação de janelas com certificação Passive House).

    Se se pensar que com um bom projeto e a aplicação de técnicas de construção "normais" se conseguem evitar a maioria das pontes térmicas.

    Talvez os 5% de custo acrescido não seja descabido...
  10.  # 12

    Essas pessoas que estão na lista são o que? E qualificação têm a mais que um vulgar eng ou arquitecto?
    • MNeo
    • 23 Fevereiro 2016

     # 13

    Colocado por: callinasEssas pessoas que estão na lista são o que? E qualificação têm a mais que um vulgar eng ou arquitecto?


    São Passive House Designers

    São Arquitetos e Engenheiros. Só estes podem obter a certificação Passive House Designers
  11.  # 14

    Porreiro, ocorreu-me.
    Tendo em conta que vou fazer uma casa com projecto aprovado e não foi feito por nenhum arquitecto ou engenheiro "passive house", que custos vou ter para adaptar o projecto e certificar a casa?
  12.  # 15

    Colocado por: callinasque custos vou ter para adaptar o projecto e certificar a casa?

    Certificar a Casa não deve ficar barato.
    adaptar o projecto é perfeitamente possível.
    o mais dificil será implementar as soluções em obra
  13. Ícone informação Anunciar aqui?

    • MNeo
    • 23 Fevereiro 2016

     # 16

    Colocado por: callinasque custos vou ter para adaptar o projecto e certificar a casa?


    Isso depende do que acordar em termos de honorários com o técnico (Passive House Designer).

    A certificação das casas de Ilhavo, através do Passive House Insitute na alemanha foi superior a 2000€.


    Colocado por: fernandoFerreirao mais dificil será implementar as soluções em obra


    Não é dificil, mas vai ter que ter um empreiteiro sensibilizado para este tipo de construção. E vai ter que ter acompanhamento regular através do Passive House Designer ou de um Passive House Tradesperson, se não quase de certeza que vai chegar ao fim da obra e não vai conseguir verificar a enstaquidade ao ar da edificação através do Blower door test, assi como outro tipo de pormenores

    Toda a construção tem se ser documentada com fotografias dos métodos construtivos adotados...
    • ptuga
    • 23 Fevereiro 2016

     # 17

    Colocado por: callinasPorreiro, ocorreu-me.
    Tendo em conta que vou fazer uma casa com projecto aprovado e não foi feito por nenhum arquitecto ou engenheiro "passive house", que custos vou ter para adaptar o projecto e certificar a casa?


    Não tem de certificar a casa para ela ser uma casa que cumpra os requisitos. Basta seguir os pormenores construtivos do técnico que a adaptou ao conceito. Provavelmente ele vai usar o passive house planner e vai introduzir alterações ao nivel do isolamento, ventilação, insolação, caixilharia, estanquicidade e outros pormenores.
    O mais difícil de conseguir é a estanquicidade e isso só fazendo com um blowndoor test que em Portugal nem sei se alguma empresa o faz.
    • ptuga
    • 23 Fevereiro 2016

     # 18

    Não é dificil, mas vai ter que ter um empreiteiro sensibilizado para este tipo de construção.


    Isto é provavelmente o mais difícil de tudo....de longe!!!!!
  14.  # 19

    Colocado por: ptugaO mais difícil de conseguir é a estanquicidade e isso só fazendo com um blowndoor test que em Portugal nem sei se alguma empresa o faz.

    acho que o Itecons Faz, mas não tenho a certeza
    Concordam com este comentário: barreira
  15.  # 20

    mas há mais empresas a fazer. o custo ronda os 500 euros
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">