Iniciar sessão ou registar-se
    •  
      king25
    • 10 Dezembro 2013 editado

     # 21

    Colocado por: Carvai
    Legalmente não pode, mas há sempre esquemas para contornar a lei.

    Não se trata de esquema nenhum, está previsto na lei, é legal agora, se for aos
    centros de abate vão dizer-lhe o contrário, estão a proteger o deles.
    A unica condiçao para abater a matricula é a viatura não estar na via publica.

    Fonte,
    http://www.imtt.pt/sites/imtt/Portugues/Veiculos/CancelamentoMatricula/Paginas/CancelamentoMatricula.aspx


    O cancelamento da matrícula é o ato administrativo pelo qual se retira a autorização para o veículo circular na via pública. Pode ser efetuado oficiosamente (pela Administração) ou a requerimento do proprietário.

    O cancelamento da matrícula não impede que a mesma venha a ser reposta a pedido do proprietário, excepto no que concerne aos Veículos em Fim de Vida (VFV).


    A matrícula deve ser cancelada sempre que o veículo se encontre nas situações previstas no artigo 119.º do Código da Estrada ou seja considerado um Veículo em Fim de Vida (VFV).

    De acordo com a legislação em vigor, o cancelamento da matrícula de um Veículo em Fim de Vida só é efetuado pelo IMT desde que seja apresentado um certificado de destruição emitido por um operador de desmantelamento autorizado.

    Assim, o proprietário de um VFV deve entregá-lo num centro de receção ou num operador de desmantelamento autorizado, competindo a estas entidades encaminhar o pedido de cancelamento definitivo da matrícula do veículo para os serviços do IMT
    •  
      hangas
    • 10 Dezembro 2013 editado

     # 22

    Abater um carro é uma coisa, abater uma matricula é outra.

    Para abater uma matricula basta dar uma ordem de cancelamento de matricula no IMTT, e não impede que a mesma venha a ser reposta mais tarde.
    É um processo meramente administrativo.

    No entanto quando o proprietario pretendia beneficiar do incentivo ao abate tinha que simultaneamente entregar uma viatura completa (mesmo que avariada ou danificada) num centro de abate para obter um certificado que deveria ser entregue em simultaneo com o cancelamento de matricula.

    Como tal, e fora das situações de abate de veiculos em fim de vida, não é preciso entregar o "chasso" mas sim apenas os documentos do mesmo. Da mesma forma que se pode comprar um carro novo e não o matricular sequer, se for para usar exclusivamente em propriedade privada. (Veiculos de serviço dentro de aeroportos, refinarias, portos maritimos, etc)

    http://www.imtt.pt/sites/imtt/Portugues/Veiculos/CancelamentoMatricula/Paginas/CancelamentoMatricula.aspx
  1.  # 23

    A minha questão é a seguinte: Quando se cancela a matrícula administrativamente, continuamos a pagar Imposto Único de Circulação (IUC) ou não?
  2.  # 24

    Colocado por: MLopes_A minha questão é a seguinte: Quando se cancela a matrículaadministrativamente,continuamos a pagar Imposto Único de Circulação (IUC) ou não?


    Não.
  3.  # 25

    Colocado por: MLopes_A minha questão é a seguinte: Quando se cancela a matrículaadministrativamente,continuamos a pagar Imposto Único de Circulação (IUC) ou não?


    não paga mais nada !!!!! uma vez que fica proibido de circular na via dado que não tem matricula ...
  4.  # 26

    boas, para informar o final do caso foi que ofereceram 5350 euros mais o valor do salvado que iria dar um total perto dos 6300 euros...apesar de não concordar e visto o carro não ser meu foi aceite essa indeminização...casdo encerrado!
    •  
      FD
    • 5 Fevereiro 2014

     # 27

    Colocado por: Arnnogueiraapesar de não concordar e visto o carro não ser meu foi aceite essa indeminização...casdo encerrado!

    O valor foi um pouco baixo...
    Concordam com este comentário: Arnnogueira
  5.  # 28

    Mas afinal que carro era?
    Só assim é possível avaliar se o valor foi baixo ou não...
  6.  # 29

    seat Ibiza 2008, resta saber motorização
  7.  # 30

    Além do motor, já agora os km do mesmo.
  8.  # 31

    o veiculo er o Seat Ibiza 1.2 de 2008 com 50000kms tinha extras tipo AC, Vidros electricos e mais alguns normais
  9.  # 32

    Bem, analisando a proposta final de indemnização com a oferta disponível no mercado, a proposta não foi má de todo.
    Sim, talvez tenha sido um pouco baixa, mas não foi completamente descabida.
    Basta fazer uma simulação de seguro, e ver qual o valor que atribuem a viaturas idênticas.

    Acha que consegue reparar o salvado? Ou vai desmantelar e vender por peças? Pode ser que recupere algum dinheiro...
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Arnnogueira
  10.  # 33

    não foi um valor descabido de todo , o valor recebido dá para comprar um carro igual +- dentro padrões apresentados ... ainda tem o salvado pode realizar uns euros ...
    Concordam com este comentário: Arnnogueira
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Arnnogueira
  11.  # 34

    com a junção dos valores sempre deu para dar uma entrada de quase 100% na compra de outro veiculo...como disse o carro não era meu, mas a situação e que o carro tinha sido pago na totalidade 2 meses antes...e ter mais uma prestação, mesmo que seja baixa é sempre chato.
    Agradeço a todos as dicas que me deram foram muito uteis, obrigado!
  12.  # 35

    Colocado por: GexHá uma lei no código civil que diz que as seguradoras devem indemnizar de forma a que a pessoa fique na mesma situação em que estava como se o sinistro nunca tivesse acontecido. Ou seja, se eles querem oferecer 100, mas o carro vale 200, pesquise nos usados por carros com as mesmas características (marca, ano, kms, extras, etc...) e diga-lhes, não quero 100, mas quero este carro. Eles não têm hipótese.
    Concordam com este comentário:loverscout
    Estas pessoas agradeceram este comentário:Arnnogueira


    Alguém me sabe confirmar se ainda funciona assim? Tenho receio que nao me indimnizem o valor real do carro , que nao consiga comprar um igual ao que tinha , quem me bateu assumiu total responsabilidade culpa . Posso pedir uma carro igual mesmo ano e modelo?
  13.  # 36

    Sim pode

    Com os seguros é tudo questão de negociar.

    Senão teve culpa também pode alugar um carro, pagar do seu bolso e meter a conta ao seguro até lhe resolverem a situação.

    Já fiz isso e o seguro do culpado não gostou..mas pagou sem aí nem ui
    Concordam com este comentário: Belhinho
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Reduto25
  14.  # 37

    Ver este artigo para mais informação
    https://noticias.automoveis-online.com/toda-verdade-seguradoras-nao-querem/
    Estas pessoas agradeceram este comentário: bluewings, Reduto25
  15.  # 38

    Obrigado pela ajuda